Homossexualidade na América do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Janeiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


A homossexualidade na América do Norte é majoritariamente tratada de forma positiva, já que dentre os onze países e territórios das regiões geográficas das Américas do Norte e Central, apenas um possui legislação que criminaliza as relações homossexuais, enquanto três países reconhecem o casamento igualitário, dois sendo em todo o território (Canadá, que legalizou em 2005 e Estados Unidos, que legalizou em 2015) e um em partes de seu território (México).

Reconhecimento do casamento homossexual por país e estado:
  Casamento entre pessoas do mesmo sexo
  União Civil
  Casamento entre pessoas do mesmo sexo reconhecido, mas não realizado
  Sem reconhecimento
  Sem reconhecimento (casamento homossexual proibido)

Canadá - Estados Unidos da América - Groelândia - México

Canadá[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Homossexualidade no Canadá

Estados Unidos[editar | editar código-fonte]

  • Pune? Não.
  • União civil? Casamento homossexual. Em 2015, a Suprema Corte americana legalizou o casamento gay em todo o país.
  • Protege de discriminação? Sim. O Congresso norte americano aprovou no ano de 2009 a lei Matthew Shepard, que coíbe crimes contra a orientação sexual em todo o território americano.

Groenlândia[editar | editar código-fonte]

  • Pune? Não.
  • União civil? Sim. Adotou a legislação da Dinamarca em 1994 (no entanto, entra em vigor em 1996).
  • Protege de discriminação? Sim.

México[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Homossexualidade no México

Canadá - Estados Unidos da América - Groelândia - México

Ligações externas[editar | editar código-fonte]