Arromanticidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bandeira do orgulho arromântico

Arromanticidade é a orientação romântica na qual as pessoas sentem pouca ou nenhuma atração romântica. Pessoas arromânticas podem ter qualquer orientação sexual, e também desejar relações próximas com outras pessoas. Alguns arromânticos têm um tipo de relacionamento platônico, que não é romântico mas é mais próximo do que a maioria das pessoas considera ser uma amizade ou outra relação social. Indivíduos que se identificam como arromânticos podem ter problemas para diferenciar afeição de familiar e amistosa daquela que teria um parceiro romântico,[1][2][3] vistos como platonirromânticos ou quoirromânticos no espectro arromântico.[4]

Terminologia e características[editar | editar código-fonte]

O antônimo de arromanticidade é alorromanticidade ou zedromanticidade, isto é, o estado de experimentar o amor romântico ou a atração romântica em relação a outros - e quem sente isto é denominado alorromântico(a).[5][6] Um termo informal para uma pessoa arromântica é aro.[7] A expansão do "A" na sigla LGBT, para LGBTQIA, é interpretado por alguns como suporte para o arromantismo e a assexualidade junto a ageneridade e androginia.[8][9][10]

Um dos atributos dos arromânticos é que, apesar de sentirem pouca ou nenhuma atração romântica, eles ainda podem gostar de sexo.[11] Arromânticos não são necessariamente incapazes de sentir amor. Por exemplo, eles podem sentir amor de família, ou o tipo de amor platônico que é expresso entre amigos.[12] Alguns arromânticos podem afirmar que são capazes de apreciar o tipo de amor ou romance que existe na cultura popular, tais como em filmes, livros ou músicas, mas apenas indiretamente, e que eles não experimentam intuitivamente estes sentimentos em si.[13][14]

A agamia e o nonamor, assim como o poliamor e o amor livre, também podem ser adotados pela comunidade arromântica.[15] Aroace (ou acearo, mistura de ace com aro) é comumente um termo diminutivo para abarcar assexuais arromânticos,[16] sendo ace uma abreviação de assexualidade e empréstimo léxico de ás em inglês.[17][18] Aloaro (do inglês, alloaro) é uma abreviatura comum para quem é alossexual e arromântico.[19][20]

Um termo considerado precursor de arromântico é a "não-limerente".[21][22]

Comunidade[editar | editar código-fonte]

Muitos arromânticos são assexuais, mas o termo arromântico pode ser usado em relação às diversas identidades sexuais, tais como: bissexual arromântico, heterossexual arromântico, lésbica arromântica, pansexual arromântico, homem gay arromântico ou assexual arromântico, sendo classificados como pessoas variorientadas quando alossexuais.[23][24] Isto deve-se à arromanticidade lidar primariamente com a emoção, e não com a sexualidade ou a libido.[25] Alguns ativistas, como os do site orientando.org,[26] têm argumentado em prol da adição dos arromânticos[27] na comunidade LGBT.[28]

Algumas publicações têm argumentado que há uma sub-representação de assexuais e arromânticos na mídia e nas pesquisas, e que eles são muitas vezes mal-compreendidos.[29][30][31] Arromânticos, por vezes, enfrentam estigma e são estereotipados, com rótulos tais como: sem-coração, insensível, coração-de-pedra, desapegado e iludido.[32][33] Amatonormatividade, um conceito que eleva as relações românticas acima de relacionamentos não-românticos, é declaradamente prejudicial aos arromânticos.[34][35] Dentro da comunidade LGBT, assexuais e arromânticos podem enfrentar falsificação ou apagamento de sua existência.[36]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Janet W. Hardy; Dossie Easton. The Ethical Slut: A Practical Guide to Polyamory, Open Relationships and Other Freedoms in Sex and Love. [S.l.: s.n.] ISBN 978-0-399-57966-0 
  2. Julie Sondra Decker (13 de outubro de 2015). The Invisible Orientation: An Introduction to Asexuality Next Generation Indie Book Awards Winner in LGBT. [S.l.: s.n.] ISBN 978-1-5107-0064-2 
  3. Dedeker Winston (7 de fevereiro de 2017). The Smart Girl's Guide to Polyamory: Everything You Need to Know About Open Relationships, Non-Monogamy, and Alternative Love. [S.l.: s.n.] ISBN 978-1-5107-1209-6 
  4. «"platoniromantic"!». Asexual Visibility and Education Network (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2018 
  5. «Eles não querem sexo e não se apaixonam: Conheça os assexuais e arromânticos». HuffPost Brasil. 12 de março de 2015 
  6. «I'm Tired Of My Queer Identity Being Ignored & Erased On TV» 
  7. «Meet the aromantics: 'I'm not cold – I just don't have any romantic feelings' | Life and style» 
  8. «Equinox Gym's Pride Video 'The LGBTQAlphabet' Leaves Out An Important Letter» 
  9. «LGBTQ definitions every good ally should know» 
  10. «» O que significa LGBTQIAP+?». orientando.org. Consultado em 28 de junho de 2018 
  11. «What is Aromantic - Asexual vs. Aromantic Definition, Explained» 
  12. Parade, Beach Pride, and Beach Pride Parade. "PANTHER."
  13. «YouTuber Connie Glynn aka Noodlerella reveals she's aromantic | Metro News» 
  14. Sheehan, Ryan. A-Identity Politics: Asexual Exceptionalism, Precarity, and Activism. Diss. 2015.
  15. «AUREA - All Aromantic Terms». AUREA (em inglês). Consultado em 5 de fevereiro de 2020 
  16. «Conheça os aroaces, pessoas que não têm ímpeto sexual nem afetivo». www.uol.com.br. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  17. «Como Entender Pessoas Assexuais». wikiHow. Consultado em 5 de fevereiro de 2020 
  18. «Amor, não sexo | Ciência e Cultura». Consultado em 5 de fevereiro de 2020 
  19. «Allo-Aro 101». Aro Worlds (em inglês). 22 de agosto de 2019. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  20. «Glossary of Must-Know Sexual Identity Terms». Verywell Mind (em inglês). Consultado em 4 de agosto de 2022 
  21. «AUREA - Aromantic History». AUREA (em inglês). Consultado em 4 de agosto de 2022 
  22. «Case study: Is my current relationship bound to be unfulfilling because it is non-limerent? - Living with Limerence». livingwithlimerence.com (em inglês). 12 de março de 2018. Consultado em 4 de agosto de 2022 
  23. «Research study on the prevalence of aromantic and varioriented people». Asexual Visibility and Education Network (em inglês). Consultado em 28 de junho de 2018 
  24. Youth, Gender Creative. "GLOSSARY OF TERMS: DEFINING A COMMON QUEER LANGUAGE." TEACHING, AFFIRMING, AND RECOGNIZING TRANS AND GENDER CREATIVE YOUTH: 299.
  25. Pinto, Stacy Anne. "ASEXUally: On being an ally to the asexual community." Journal of LGBT Issues in Counseling 8.4 (2014): 331-343.
  26. «» O que significa LGBTQIAP+?». Consultado em 20 de dezembro de 2018 
  27. «» Assexual/Arromântique/etc.». Consultado em 5 de fevereiro de 2020 
  28. «This Is What It Means To Be Aromantic, Demiromantic And Queerplatonic | HuffPost» 
  29. «What Is Asexual - People Share Asexuality Experiences» 
  30. «How Pop Culture Denies Aromantic Asexual Existence» 
  31. «Singer-songwriter Moses Sumney does not mind flying the freak flag, Entertainment News & Top Stories» 
  32. «Meet the aromantics: 'I'm not cold – I just don't have any romantic feelings' | Life and style» 
  33. «Tash Hearts Tolstoy author on depicting asexuality in YA fiction» 
  34. «Romance is Not Universal, Nor is it Necessary» 
  35. «Casamento não deveria trazer benefícios sociais ou privilégios». Nexo Jornal 
  36. «The LGBTQ+ Movement Is Not Just About Sexuality | HuffPost»