Sapiossexualidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Bandeira da sapiossexualidade.

Sapiossexualidade é um espectro da área cinza da assexualidade que se caracteriza pela atração sexual e/ou romântica às pessoas baseando-se em sua inteligência e/ou educação. A definição geralmente limita a atração, seja ela física e/ou romântica, puramente ao intelecto das pessoas.[1][2][3][4][5]

Não obstante, de acordo com o terapeuta sexual Chantal Bachelet-Podar, atrações direcionadas à mentalidade e intelectualidade podem ser tão eróticas quanto a atração física comum da alossexualidade.[6][7] Os sapiossexuais, em específico, podem usar a conversa como um jogo sexual.[8]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O termo sapiossexual é um neologismo advindo de sapiens do latim, isto é, uma atração sexual direcionada a pessoas inteligentes, sábias, sapientes.[9][10]

Bandeira[editar | editar código-fonte]

Os significados e origens das cores da bandeira são desconhecidos, mas especula-se que a bandeira original foi criada como uma sátira no 4chan, com base nas cores de Pepe, o Sapo. No entanto, não há confirmação.[11]

Controvérsia e histórico[editar | editar código-fonte]

Alguns argumentam que querer um parceiro inteligente é uma preferência, não uma orientação sexual e que desejar parceiros inteligentes não é uma preferência única ou não normativa. E, embora seja uma visão ultrapassada da sapiossexualidade, houve um tempo em que alguns sapiossexuais diziam ter atração apenas pela pura inteligência acadêmica.[12][13] Tais visões fizeram surgir muitas críticas em relação à sapiossexualidade, acusando-o de ser problemático, capacitista e elitista.[14] Essa atração sexual é também considerada perigosa, especialmente para pessoas com baixa auto-estima ou que sofrem de insegurança.[8] Entretanto, a fins de sanar tais questões, o termo noetissexual foi cunhado como alternativa.[15]

Mas, apesar da controvérsia:

  • O site de namoro estadunidense OkCupid tornou, em 2014, a sapiossexualidade uma opção de sexualidade dentro de sua plataforma.[16]
  • A secretária de estado francesa Marlène Schiappa, em 2019, se declara sapiossexual.[17]

Condicionantes e orientações[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Assexualidade cinza

Muito embora os espectros da área cinza não levem em conta as orientações sexual e/ou romântica como condicionantes à atração experimentada pelos mesmos. Como os exemplos

  • da própria sapiossexualidade apresenta como condição ao surgimento de atração, seja sexual ou romântica, puramente a inteligência;
  • da demissexualidade que apresenta como condição ao surgimento de atração a formação de uma conexão emocional profunda com alguém;[18]
  • da noetissexualidade que apresenta como condição ao surgimento de atração à mentalidade.

É comum que pessoas grace (isto é, pessoas que se identificam em espectros da área cinza)[19] se identifiquem com alguma orientação sexual, assim sendo, é necessário diferenciar sexualidade como um todo de seus aspectos de orientação, seja sexual e/ou romântica. Assim, alguém pode se identificar como sapio, ou outro espectro da área cinza, e como hétero, homo, bi etc. ao mesmo tempo.[20][21][22] Tal rotulação é relevante para reconhecer e/ou completar uma identidade, identificando as relações que venham a desejar seguir.

A combinação de rótulos também ajudam na comunicação de uma identidade a outros, assim:

  • alguém que se identifique como hétero sapiossexual está expressando sua atração sapio apenas direcionado ao sexo oposto; ou
  • alguém que se identifique como homo sapiossexual está expressando sua atração sapio apenas direcionado ao mesmo sexo.

E assim por diante com outros rótulos (bi, pan etc.).[23][24]

Aqui devemos ressaltar que sapiossexuais geralmente dizem que coisas como a aparência física, idade, sexo biológico ou status social do ente querido não ter impacto sobre a atração. Já outros sapiossexuais se recusam a se identificar com qualquer orientação sexual. Interessantemente, segundo Félix Dusseau, o surgimento de novas identidades sexuais, como, por exemplo, sapiossexuais, pode ser percebido como alternativas interessantes para desafiar concepções monógamo-cêntricas.[25]

Romanticidade[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Orientação romântica

Embora tenhamos tratando a sapiossexualidade como um espectro da área cinza, esta pode surgir apenas como uma orientação romântica, isto é, alguém pode ser alossexual, mas ter atração romântica exclusivamente sapio, ou dentro de outro espectro da área cinza.[26][27][28]

Assim como pode ser um assexual estrito e sentir apenas atração romântica sapio.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Você é sapiossexual?». Superinteressante. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  2. SAPO. «É uma pessoa sapiossexual?». SAPO Lifestyle. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  3. «Atraída pela inteligência? Você pode ser sapiossexual!». Mulheres Bem Resolvidas. 22 de julho de 2019. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  4. «Sapiossexualidade: 4 sinais de que sua libido é aguçada por pessoas inteligentes». VIX. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  5. «Você pode ser sapiossexual e nem saber disso». Terra. Consultado em 19 de fevereiro de 2020 
  6. «Sapiosexuais: quando você só se excita com a inteligência». EL PAÍS. 22 de agosto de 2019. Consultado em 26 de agosto de 2021 
  7. André, João Gabriel Ribeiro, Rita Pinto, Mário Rui; Pinto, Rita (18 de dezembro de 2017). «Sapiosexual: a orientação de quem só quer ter relações com pessoas inteligentes». Shifter. Consultado em 26 de agosto de 2021 
  8. a b Nos pensées. Sapiosexualité : quand l’intelligence mène à l’attirance sexuelle. 10 décembre 2017 En ligne/
  9. Mylène Bertaux, Sapiosexualité : quand l'intelligence les met en transe. Madame le Figaro, 13 août 2015 En ligne
  10. «etymology - Origin of "sapiosexual"» 
  11. «Sapiosexual». LGBTA Wiki (em inglês). Consultado em 28 de agosto de 2021 
  12. Perpetua, Matthew. «Are You Actually A Sapiosexual?». BuzzFeed (em inglês). Consultado em 28 de agosto de 2021 
  13. «Sapiosexual». LGBTA Wiki (em inglês). Consultado em 28 de agosto de 2021 
  14. Joho, Jess. «What people really mean when they identify as sapiosexual on dating apps» (em inglês) 
  15. «Sapiosexuality Is Offensive, Which Is Why I Identify As Noetisexual» (em inglês). 13 de abril de 2017 
  16. «Sapiosexual? OkCupid expands options available to members for sexual». The Independent (em inglês). 17 de novembro de 2014. Consultado em 20 de fevereiro de 2020 
  17. Rose, Hilary. «'Sapiosexual' Marlène Schiappa prefers intelligence to looks? Oh là là» (em inglês). ISSN 0140-0460 
  18. «If You've Never Experienced Lust At First Sight, You Could Be Demisexual». InStyle (em inglês). Consultado em 26 de agosto de 2021 
  19. «Greysexual». LGBTA Wiki (em inglês). Consultado em 26 de agosto de 2021 
  20. SEXUALIDADE: SEXO, GÊNERO, ORIENTAÇÃO SEXUAL E IDENTIDADE DE GÊNERO, consultado em 26 de agosto de 2021 
  21. «Psicologia, sexualidade e gênero: identidade de gênero e orientação sexual são a mesma coisa?». Blog. 25 de maio de 2020. Consultado em 26 de agosto de 2021 
  22. «General FAQ | The Asexual Visibility and Education Network | asexuality.org». www.asexuality.org. Consultado em 26 de agosto de 2021 
  23. «Relationship FAQ | The Asexual Visibility and Education Network | asexuality.org». www.asexuality.org. Consultado em 26 de agosto de 2021 
  24. «Romantic Orientations | The Asexual Visibility and Education Network | asexuality.org». www.asexuality.org. Consultado em 26 de agosto de 2021 
  25. Félix Dusseau, « Les bisexualités : un révélateur social de l’Amour », Revue des sciences sociales, 58 | 2017, mis en ligne le 10 juillet 2018, consulté le 30 décembre 2019. URL : http://journals.openedition.org/revss/289 ; DOI : 10.4000/revss.289
  26. «Identidade romântica, orientação romântica, romanticidade». Wiki Identidades. Consultado em 26 de agosto de 2021 
  27. «Manual da Diversidade Romântica - Orientações Românticas | LGBT+ 🌈 Amino». LGBT+ 🌈 | aminoapps.com. Consultado em 26 de agosto de 2021 
  28. «» O que é orientação romântica?». Consultado em 26 de agosto de 2021