Homens que fazem sexo com homens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Interpretação artística de Paul Avril do relacionamento homossexual de Adriano e Antínoo.

Homens que Fazem Sexo com Homens (HSH) é uma expressão que se refere a pessoas do sexo masculino que, frequente ou esporadicamente, têm actividade sexual com pessoas do sexo masculino, passando essa actividade por coito anal ou não.

Empregam-se igualmente variantes como "Homens que Têm Sexo com Homens" ou "Homens que Realizam Sexo com Homens). HSH deriva do original inglês "Men Who Have Sex With Men" (MSM).

A expressão contém a ideia segundo a qual há homens, independentemente da forma como se identificam a si mesmos, que optam por não aceitar (ou não podem fazê-lo, por estarem psíquica ou socialmente impedidos) identidades sociais de homossexuais ou bissexuais.[1] [2] [3] [4] [5] Não é incomum homens que socialmente se identificam como heterossexuais terem episodicamente contactos sexuais com outros homens, sem que os próprios se considerem homo ou bissexuais.

O termo foi criado na década de 1990 por epidemiologistas, com o objectivo de estudar a propagação de doenças sexualmente transmissíveis (ou infecções sexualmente transmissíveis) entre os homens que fazem sexo com homens, independentemente da identidade sexual.[2]

O termo HSH é frequentemente utilizado na literatura médica e em investigação social para descrever esses homens como um grupo de estudo de investigação, sem considerar questões de auto-identificação.

No Brasil, o termo também passou a ser usado pelo Ministério da Saúde em campanhas de prevenção a Aids e doenças sexualmente transmissíveis.[6] [7]

Em Portugal, apesar de disseminada entre a comunidade médica e nos média, a expressão HSH é ainda incompreensível para muitas pessoas, que julgam estar em causa um eufemismo para homossexualidade (o que tem um fundo de verdade, pois o objectivo inicial dos epidemiologistas terá sido o de definir actos e não identidades).

Referências

  1. MSM in Africa: highly stigmatized, vulnerable and in need of urgent HIV prevention.
  2. a b UNAIDS: Men who have sex with men (asp) UNAIDS. Visitado em 2008-07-24.
  3. Greenwood, Cseneca; Mario Ruberte (9 April 2004). African American Community and HIV (Slide 14 mentions TG women) (ppt) East Bay AIDS Education and Training Center. Visitado em 2008-07-24.
  4. Operario D, Burton J, Underhill K, Sevelius J. (janeiro 2008). "Men who have sex with transgender women: challenges to category-based HIV prevention". AIDS Behav 12 (1): 18–26. DOI:10.1007/s10461-007-9303-y. PMID 17705095.
  5. Operario D, Burton J. (abril 2000). "HIV-related tuberculosis in a transgender network--Baltimore, Maryland, and New York City area, 1998-2000". MMWR Morb. Mortal. Wkly. Rep. 49 (15): 317–20. PMID 10858008.
  6. Gays e HsH Mix Brasil (26/03/2008). Visitado em 31/07/2009.
  7. Plano inédito estabelece metas para combater a aids entre gays, HSH e travestis Ministério da Saúde - Departamento de DST e Aids (25/03/2008). Visitado em 31/07/2009.
Ícone de esboço Este artigo sobre LGBT é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.