Homens que fazem sexo com homens

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Interpretação artística de Paul Avril do relacionamento homossexual de Adriano e Antínoo.

Homens que Fazem Sexo com Homens (HSH) é uma expressão que se refere a pessoas do sexo masculino que, frequente ou esporadicamente, têm actividade sexual com pessoas do sexo masculino, passando essa actividade por coito anal ou não.

Empregam-se igualmente variantes como "Homens que Têm Sexo com Homens" ou "Homens que Realizam Sexo com Homens. HSH deriva do original inglês "Men Who Have Sex With Men" (MSM).

A expressão contém a ideia segundo a qual há homens, independentemente da forma como se identificam a si mesmos, que optam por não aceitar (ou não podem fazê-lo, por estarem psíquica ou socialmente impedidos) identidades sociais de homossexuais ou bissexuais.[1][2][3][4][5] Não é incomum homens que socialmente se identificam como heterossexuais terem episodicamente contactos sexuais com outros homens, sem que os próprios se considerem homo ou bissexuais.

O termo foi criado na década de 1990 por epidemiologistas, com o objectivo de estudar a propagação de doenças sexualmente transmissíveis (ou infecções sexualmente transmissíveis) entre os homens que fazem sexo com homens, independentemente da identidade sexual.[2]

O termo HSH é frequentemente utilizado na literatura médica e em investigação social para descrever esses homens como um grupo de estudo de investigação, sem considerar questões de auto-identificação.

No Brasil, o termo também passou a ser usado pelo Ministério da Saúde em campanhas de prevenção a Aids e doenças sexualmente transmissíveis.[6][7]

Em Portugal, apesar de disseminada entre a comunidade médica e nos média, a expressão HSH é intrigante para muitos, que julgam estar em causa um eufemismo para homossexualidade (o que tem um fundo de verdade, pois o objectivo inicial dos epidemiologistas terá sido o de definir actos e não identidades sexuais).

Referências

  1. «MSM in Africa: highly stigmatized, vulnerable and in need of urgent HIV prevention» 
  2. a b «UNAIDS: Men who have sex with men» (asp). UNAIDS. Consultado em 24 de julho de 2008 
  3. Greenwood, Cseneca; Mario Ruberte (9 April 2004). «African American Community and HIV (Slide 14 mentions TG women)» (ppt). East Bay AIDS Education and Training Center. Consultado em 24 de julho de 2008  Verifique data em: |data= (ajuda)
  4. Operario D, Burton J, Underhill K, Sevelius J (2008). «Men who have sex with transgender women: challenges to category-based HIV prevention». AIDS Behav. 12 (1): 18–26. doi:10.1007/s10461-007-9303-y. PMID 17705095 
  5. Operario D, Burton J (2000). «HIV-related tuberculosis in a transgender network--Baltimore, Maryland, and New York City area, 1998-2000». MMWR Morb. Mortal. Wkly. Rep. 49 (15): 317–20. PMID 10858008 
  6. «Gays e HsH». Mix Brasil. 26 de março de 2008. Consultado em 31 de julho de 2009 
  7. «Plano inédito estabelece metas para combater a aids entre gays, HSH e travestis». Ministério da Saúde - Departamento de DST e Aids. 25 de março de 2008. Consultado em 31 de julho de 2009 
Ícone de esboço Este artigo sobre LGBT é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.