Populismo de esquerda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Populismo de esquerda é uma ideologia política que combina a retórica e os temas da esquerda e do populismo. Normalmente concentra sentimentos anti-elitistas, oposição ao sistema e afirma falar em nome do "povo comum".[1] Temas recorrentes do populismo de esquerda incluem o anticapitalismo, justiça social, pacifismo e antiglobalização, onde ideologia de sociedade de classes e teorias socialistas não são tão importante quando para outros partidos de esquerda.[2] A crítica ao capitalismo e a globalização está ligado ao sentimento antiamericano que tem crescido no movimento populista de esquerda após uma série de operações militares dos Estados Unidos pelo mundo, especialmente no Oriente Médio no final do século XX.[3][4]

Apesar de englobar vários temas e ideologias dentro dela, um dos principais pontos do populismo de esquerda é a defesa dos ideais de igualitarismo.[1] Alguns acadêmicos também vêem forte influência nacionalista e defesa do Estado de bem-estar social.[5] Eles também defendem a imigração e direitos LGBT, entre outras coisas, sendo definido pelo termo "populismo inclusionário".[6]

Referências

  1. a b Albertazzi, Daniele; McDonnell, Duncan (2008). Twenty-First Century Populism. [S.l.]: Palgrave MacMillan. ISBN 9780230013490 
  2. Zaslove, Andrej (Junho de 2008). «Here to Stay? Populism as a New Party Type». European Review. 16 (03): 319–336. doi:10.1017/S1062798708000288 
  3. Hartleb, Florian (2004). Rechts- und Linkspopulismus. Eine Fallstudie anhand von Schill-Partei und PDS (em German). [S.l.]: Wiesbaden. p. 162 
  4. March, Luke (2007). «From Vanguard of the Proletariat to Vox Populi: Left-Populism as a 'Shadow' of Contemporary Socialism». SAIS Review of International Affairs. 27 (1): 63–77. doi:10.1353/sais.2007.0013 
  5. Ozel, Soli (Abril de 2003). «After the tsunami». Journal of Democracy. 14 (02): 80–94. doi:10.1353/jod.2003.0043 
  6. Mudde, C. Antonio; Rovira Kaltwasser, C. (2013). «Exclusionary vs. inclusionary populism: comparing contemporary Europe and Latin America». Government and Opposition. 48 (2): 147–174 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre política ou um cientista político é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.