Rede Mundial de Comunicações

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Rádio Scalla FM)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: "Grupo CBS" e "Rede CBS" redirecionam para este artigo. Para o canal de TV brasileiro que já se chamou "Rede CBS", veja Top TV. Se procura pela rede de TV norte-americana ou por sua controladora, veja CBS e CBS Corporation respectivamente. Para outros significados, veja CBS (desambiguação) e Rede Mundial (desambiguação).
Rede Mundial de Comunicações
Razão social Rede Mundial de Comunicações Ltda.
Sociedade limitada
Atividade Mídia
Gênero Radiodifusão
Sede São Paulo, SP, Brasil
Proprietário(s) Paulo Masci de Abreu
Website oficial https://mundialcom.com.br
  • Notas de rodapé / referências
  • [1]

Rede Mundial de Comunicações, ora referida como Rede CBS ou como Grupo Paulo Abreu, é um conglomerado de mídia brasileiro pertencente ao empresário Paulo Masci de Abreu.

Emissoras[editar | editar código-fonte]

Rádio[editar | editar código-fonte]

Estações operadas pela empresa
Estações operadas por terceiros

Televisão[editar | editar código-fonte]

  • Top TV — rede de TV com uma programação de videoclipes.
  • TV Cidade de São Paulo — canal com programação voltada ao município de São Paulo.[4]
  • Kiss TV — canal de videoclipes segmentada ao rock.
  • MCI TV - canal voltado ao segmento musical.

Antigas emissoras[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Rede Mundial de Comunicações Ltda.». Junta Comercial do Estado de São Paulo. Consultado em 7 de março de 2017 
  2. Daniel Starck (4 de setembro de 2015). «Exclusivo: Kiss FM encerra trajetória de 10 anos em Campinas. Flash FM retorna ao canal». Tudo Rádio. Consultado em 2 de abril de 2017 
  3. Daniel Starck (26 de junho de 2020). «Plantão: Nossa Rádio, em rede com a Rádio Relógio (RJ), é percebida em testes na sintonia 94.1 FM de São Paulo». Tudo Rádio. Consultado em 26 de junho de 2020 
  4. «Governador participa da inauguração da TV Cidade de São Paulo». Governo do Estado de São Paulo. 24 de janeiro de 2017. Consultado em 24 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]