Sérgio da Rocha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Sérgio da Rocha
Cardeal da Santa Igreja Romana
Arcebispo de Brasília e
Presidente da CNBB
Hierarquia
Papa Francisco
Atividade Eclesiástica
Diocese Arquidiocese de Brasília
Nomeação 15 de junho de 2011
Entrada solene 6 de agosto de 2011
Predecessor João Cardeal Braz de Aviz
Mandato (2011-)
Ordenação e nomeação
Ordenação presbiteral 14 de dezembro de 1984
Matriz do Senhor Bom Jesus de Matão
por Dom Constantino Amstalden
Nomeação episcopal 13 de junho de 2001
Ordenação episcopal 11 de agosto de 2001
Catedral de São Carlos
por José Antônio Aparecido Tosi Marques
Nomeado arcebispo 31 de janeiro de 2007
Brasão arquiepiscopal
Coat of arms of Sergio da Rocha.svg
Cardinalato
Criação 19 de novembro de 2016
por Papa Francisco
Ordem Cardeal-presbítero
Título Santa Cruz na Via Flaminia
Lema OMNIA IN CARITATE
Tudo na Caridade
Dados pessoais
Nascimento Matão,  São Paulo
21 de outubro de 1959 (57 anos)
Nacionalidade  brasileiro
Funções exercidas - bispo-auxiliar de Fortaleza
- arcebispo de Teresina
dados em catholic-hierarchy.org
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo
Plenário do Congresso (25020713456).jpg

Sergio da Rocha (Matão, 21 de outubro de 1959) é um bispo e cardeal católico brasileiro. Foi bispo auxiliar de Fortaleza e arcebispo de Teresina. É o arcebispo metropolitano de Brasília e presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Filho de Rubens da Rocha e Aparecida Veronesi, nasceu na localidade de Fazenda Santo Antônio do município de Dobrada, na época distrito de Matão.

Recebeu a ordenação diaconal na Igreja de Santa Cruz de Matão, no dia 18 de agosto de 1984 e sacerdote na Matriz do Senhor Bom Jesus de Matão, aos 14 de dezembro de 1984.

Cursou Filosofia no Seminário de São Carlos e de Teologia na Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Graduou-se em Licenciatura em Filosofia pela Faculdade Salesiana de Lorena. Fez pós-graduação a nível de Mestrado em Teologia Moral pela Faculdade Nossa Senhora Assunção, de São Paulo, e obteve o Doutorado na Academia Alfonsiana da Pontifícia Universidade Lateranense, em Roma, no dia 21 de janeiro de 1997.

Foi Diretor Espiritual no Seminário Diocesano de Filosofia, em São Carlos; Professor de Filosofia e Reitor. No Seminário de Teologia de São Carlos, em Campinas, foi Diretor Espiritual e Reitor. Foi professor e membro da Equipe de Formação dos Diáconos Permanentes de São Carlos.

Na Diocese de São Carlos exerceu os seguintes encargos: foi assessor da Pastoral da Juventude, Coordenador da Pastoral Vocacional, Coordenador da Escola de Agentes de Pastoral, Coordenador Diocesano de Pastoral, Pároco de Água Vermelha e de Santa Eudóxia, Vigário Paroquial das Paróquias Nossa Senhora de Fátima e Catedral e Reitor da Igreja São Judas Tadeu, em São Carlos.

De 1989 a 2001 foi professor de Teologia Moral na Pontifícia Universidade Católica de Campinas. Colaborou como professor em Porto Velho, no Projeto Missionário Sul I-Norte I e na Escola de Teologia Pastoral de São Luiz de Monte Belo, Igreja Irmã da Diocese de São Carlos.

Episcopado[editar | editar código-fonte]

No dia 13 de junho de 2001 foi nomeado bispo auxiliar de Fortaleza pelo Papa João Paulo II, com a sé titular de Alba[1] Foi ordenado bispo em 11 de agosto de 2001, na Catedral de São Carlos, por Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques, e pelos coordenantes: Dom Joviano de Lima Júnior e Dom Bruno Gamberini.

Aos 31 de janeiro de 2007, o Papa Bento XVI o nomeou Arcebispo Coadjutor da Arquidiocese de Teresina[2] Iniciou o seu trabalho pastoral na Arquidiocese de Teresina, como arcebispo coadjutor, no dia 30 de março de 2007.

Sucedeu a Dom Celso José Pinto da Silva como arcebispo metropolitano de Teresina, no dia 3 de setembro de 2008 [3].

No período de 2003 a 2007 foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da CNBB; foi membro da Comissão Episcopal do Mutirão de Superação da Miséria e da Fome da CNBB; Secretário do Regional Nordeste I; Bispo de referencial da Pastoral da Juventude e da Pastoral Vocacional no Regional Nordeste I.

De 2007 a maio de 2011 foi Presidente do Departamento de Vocações e Ministérios do CELAM; foi membro da Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, cargo que ocupou até maio de 2011; membro do Conselho Permanente da CNBB e Presidente do Regional Nordeste IV.

No dia 11 de maio de 2011 foi eleito presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Doutrina da Fé da CNBB, período a concluir-se em 2015.

Arcebispo de Brasília[editar | editar código-fonte]

Em 15 de junho de 2011 foi nomeado pelo Papa Bento XVI arcebispo metropolitano de Brasília. [4] [5][6]. Sua posse aconteceu em 6 de agosto de 2011 em missa solene na Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida.

Aos 25 de junho de 2011 teve seu nome divulgado como bispo membro das Edições CNBB [7]

Foi eleito como membro delegado pela CNBB para participar como Padre Sinodal da 13ª Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos a se realizar no Vaticano de 7 a 28 de outubro de 2012. Na 53º Assembléia da CNBB,  foi eleito 1º membro da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para a 14ª Assembleia do Sínodo dos Bispos sobre a Família,que ocorrerá de 4 a 25 de outubro de 2015, no Vaticano.[8]

Presidente da CNBB[editar | editar código-fonte]

No dia 20 de abril de 2015 foi eleito presidente da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil.[9]

Ordenações episcopais[editar | editar código-fonte]

Dom Sérgio foi o ordenante principal dos seguintes bispos:[10]

Cardinalato[editar | editar código-fonte]

No dia 9 de outubro de 2016, o Papa Francisco anunciou um novo consistório para a criação de novos cardeais, e entre eles, o nome de Dom Sérgio da Rocha, como Cardeal da Santa Igreja.[11]

Referências

  1. «Nomina di ausiliari dell’Arcidiocesi di Fortaleza (Brasile)» (em italiano). Bollettino della Sala Stampa della Santa Sede. 13.6.2001. Consultado em 18.10.2011. 
  2. «Il Santo Padre ha nominato Arcivescovo Coadiutore di Teresina (Brasile) S.E. Mons. Sérgio da Rocha, finora Vescovo titolare di Alba e Ausiliare di Fortaleza» (em italiano). Bollettino della Sala Stampa della Santa Sede. 31.1.2007. Consultado em 18.10.2011. 
  3. «Rinuncia dell’arcivescovo di Teresina (Brasile)» (em italiano). Bollettino della Sala Stampa della Santa Sede. 3.9.2008. Consultado em 18.10.2011. 
  4. «Il Santo Padre ha nominato Arcivescovo Metropolita di Brasília (Brasile) S.E. Mons. Sérgio da Rocha, finora Arcivescovo di Teresina» (em italiano). Bollettino della Sala Stampa della Santa Sede. 15.6.2011. Consultado em 18.10.2011. 
  5. «Papa nomeia bispos para Brasília e Coari». CNBB. Consultado em 15.6.2011. 
  6. «Dom Sergio da Rocha é o novo arcebispo eleito de Brasília». Arquidiocese de Brasília. Consultado em 18.10.2011. 
  7. «Divulgados os nomes dos eleitos para as Comissões Episcopais Pastorais da CNBB». 25.6.2011. Consultado em 18.10.2011. 
  8. «Dom Sérgio da Rocha representará a CNBB no Sínodo dos Bispos». QUINTA, 23 ABRIL 2015 15:46 CNBB. Consultado em QUINTA, 23 ABRIL 2015 15:46 CNBB.  horizontal tab character character in |data= at position 28 (Ajuda); horizontal tab character character in |acessadoem= at position 28 (Ajuda)
  9. «Dom Sérgio da Rocha é eleito novo presidente da CNBB». Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. 20 de abril de 2015. Consultado em 20 de abril de 2015. 
  10. «Archbishop Sérgio da Rocha [Catholic-Hierarchy]». www.catholic-hierarchy.org. Consultado em 2016-03-01. 
  11. «Dom Sérgio da Rocha será criado Cardeal». Conferência Nacional dos Bispos do Brasil. 09 de outubro de 2016. Consultado em 09 de outubro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Dom Celso José Pinto da Silva
brasão episcopal
Arcebispo de Teresina

20082011
Sucedido por
Dom Jacinto Furtado de Brito Sobrinho
Precedido por
Dom João Braz de Aviz
brasão episcopal
Arcebispo de Brasília

2011 — atual
Sucedido por
-
Precedido por
Dom Raymundo Damasceno Assis
Presidente da
Conferência Nacional dos Bispos do Brasil

2015 — atual
Sucedido por
-