Wikipédia:Essencialismo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Crystal Clear mimetype txt.png Este ensaio contém conselhos ou opiniões de um ou mais contribuidores da Wikipédia. Ensaios não são políticas nem recomendações, mas podem representar práticas já bem difundidas na comunidade ou ainda pontos de vista de minorias. Sinta-se livre e até encorajado para melhorar a página ou discutir na página de discussão, mas tenha prudência ao considerar esses pontos de vista já previamente trabalhados.
Filosofias wikis
Domínio principal
Notoriedade a curto prazo
Qualidade do conteúdo
Notoriedade a longo prazo
Conteúdo indevido
Assuntos similares
Neutralidade
  • Habilidades básicas
  • Absoluto inatingível
Outros
Processo de edição
Statu quo
Guerra de edições
Autor dos artigos
Objetivos
Processos internos
Conteúdo ou comunidade
Perspectivas

Essencialismo é um filosofia defendida por alguns wikipedistas que acreditam que as discussões sobre notoriedade são tolas, pois há muito ainda por fazer no grandes artigos gerais sobre os quais não se discute que são essenciais. Os essencialistas acreditam que a Wikipédia não é de papel, mas é uma enciclopédia, e isso não significa que tudo se qualifica para ser incluído, independente de haver ou não limitações de espaço.

Portanto, seu papel é cobrir os tópicos que são não apenas enciclopédicos, mas também são notáveis e verificáveis. E, se isso significar que a Wikipédia não será sempre a primeira a cobrir determinado tópico, isso é, na verdade, algo bom - ninguém deveria ter que questionar o valor da inclusão de conteúdo.

Eles acreditam que o conceito wiki foi criado não apenas para permitir que se faça tudo o que uma enciclopédia impressa faz, mas também para poder expandir sobre ela. Porém, dito isso, sempre haverá parâmetros. Os essencialistas acreditam que a principal razão para a Wikipédia 1.0 é que ela se tornou claro para todos que energia suficiente já havia sido gasta em amplitude, talvez às custas de profundidade nos artigos que são claramente parte do conteúdo essencial. Eles acreditam que a divisão entre delecionistas e inclusionistas deveria ser esquecida até que se resolvam primeiro os problemas básicos.

Eles são primos distantes dos incrementalistas e próximos da escola do exopedianismo.

Ver também[editar código-fonte]