Wikipédia:Wikiadvocacia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Crystal Clear mimetype txt.png Este ensaio contém conselhos ou opiniões de um ou mais contribuidores da Wikipédia. Ensaios não são políticas nem recomendações, mas podem representar práticas já bem difundidas na comunidade ou ainda pontos de vista de minorias. Sinta-se livre e até encorajado para melhorar a página ou discutir na página de discussão, mas tenha prudência ao considerar esses pontos de vista já previamente trabalhados.
Text-x-generic-highlight-yellow-pen.png Resumindo: Interpretar as regras de forma a contrariar os princípios que as fundamentaram apenas para "ganhar" uma discussão é um comportamento bastante desencorajado pela comunidade.
Wikiadvogado em ação!

Wikiadvocacia é um termo pejorativo que descreve várias formas questionáveis de julgar as ações de outros editores. Na prática, é uma referência a certas práticas quase-jurídicas, entre elas:

  • A utilização de termos legais de forma inapropriada em discussões sobre políticas da Wikipédia.
  • Seguir ao pé da letra uma política ou recomendação de forma a violar seu espírito ou princípios subjacentes.
  • Defender que a interpretação técnica das políticas e recomendações deve se sobrepor aos princípios básicos que elas expressam.
  • Interpretar de forma equivocada uma política ou se prender em tecnicalidades para justificar ações inapropriadas.

Em outras palavras, um wikiadvogado é uma imagem baseada num advogado da vida real. O termo é por vezes utilizado em outros casos, como quando um editor julga superficialmente seus colegas e suas ações tirando conclusões apressadas e adjetivando-os enquanto cita profusamente políticas da Wikipédia como uma ferramenta para derrotá-los e não para resolver o conflito ou encontrar uma solução benéfica para todos.

As políticas e recomendações devem ser interpretadas com bom senso para que seja possível atingir o objetivo da política (e não sua letra) ou ajudar a resolver o conflito. Tipicamente, a wikiadvocacia apresenta os pontos relativos aos procedimentos e à coleta de evidências de maneira similar à utilizada em processos legais formais, geralmente através de raciocínios legais mal fundamentados. Muitas vezes, a tática é utilizada para evitar a discussão de um ponto ou obstruir uma solução.

Alguns exemplos:

  • Apesar de ser impossível estabelecer de forma definitiva o verdadeiro usuário por trás de um conjunto de fantoches, não é razoável alegar que os fantoches que emergem de uma verificação não podem ser bloqueados por que não estavam nomeados no pedido original de verificação.
  • Outro exemplo envolve a regra das três reversões, que é nada mais do que uma medida de proteção contra guerras de edição. Um editor que intencionalmente reverte o mesmo artigo três vezes num dia não está violando a letra da regra, mas claramente está contra o princípio no qual ela se baseia &ndsah; e pode, portanto, ser sancionado por comportamento desestabilizador.

Advocacia na Wikipédia[editar código-fonte]

O uso de habilidades legais autênticas por profissionais do ramo ou pessoas treinadas na arte da negociação são bem-vindos em diversos situações na Wikipédia, mas é preciso ter em mente que o bom senso sempre sobrepõe o procedimento quando necessário.

Um erro bastante comum no uso destas habilidades é quando a pessoa assume o papel de mediador e segue julgando os lados da disputa determinando se eles estão "certos" ou "errados" ao invés de ajudá-los a declarar claramente suas posições para que se encontre pontos de concordância. Não é raro que um dos lados esteja de fato errado e, neste caso, o mediador vai parecer estar tomando partido do outro, alienando completamente o lado errado, que vai acabar adotando uma posição defensiva, uma situação que só dificulta a resolução amigável.

Conotações negativas[editar código-fonte]

Alguns editores alegam que a acusação de wikiadvocacia é utilizada, particularmente por editores mais influentes, para evitar que seja dada a devida atenção aos seus argumentos e reivindicações. Alegam tamém que editores mais novatos acreditam que políticas complexas, cheias de nuances (como WP:NPOV), se adequam ao seu ponto de vista e acabam se atendo repetidamente à política ao invés de tentar apresentar um racional para suas edições.

A palavra "wikiadvocacia" tipicamente tem conotações negativas e, assim como o termo "meatpuppet", deve ser utilizada com cuidado para que não configure um ataque pessoal ou uma falta de educação.

É possível ainda que um editor esteja simplesmente mal orientado ou utilizando a técnica de forma ingênua e não tentando deliberadamente enganar ninguém. Nestes casos, todos os esforços devem ser feitos para educá-lo antes de atirar-lhe a acusação de "wikiadvogado".

Mau uso do termo[editar código-fonte]

Assim como a utilização de qualquer termo pejorativo, sua utilização contra um colega pode facilmente resultar numa ofensa, mas é importante que não se confunda "ofensa" e insulto durante um debate. Apesar de existir de fato uma zona cinzenta entre estes dois conceitos, a grande distinção é que uma ofensa num debate é "argumentativa" enquanto que o "insulto" é uma tentativa de diminuir um oponente. A ofensa é sempre específica, ou seja, é direcionada contra um argumento ou raciocínio em particular enquanto que o insulto é generalizador e tem objetivo de desprezar. Por exemplo: a frase "você é um wikiadvogado!" é um insulto. Por outro lado, a mensagem "Assim, concluo que você está levando WP:NÃO a extremos além do bom-senso, ou seja, você está wikiadvogando!", apesar de agressiva, não é um insulto e sim um destaque de um padrão editorial claramente identificável.

Como argumentos razoáveis num debate necessariamente incluem elementos de fatos e referências a princípios, às partes que faltam argumentos geralmente tentam minar os da outra parte atirando-lhes acusações vagas de que estão "wikiadvogando". Esta tática não é de boa-fé e não fomenta uma atmosfera colegial de busca do consenso. Por isto, qualquer acusação de wikiadvocacia deve sempre ser seguida de uma breve explicação do motivo.

É comum que editores se engajem em discussões semânticas sobre o linguajar utilizado numa política ou recomendação ou proponham pequenas alterações na linguagem já utilizada nelas e acabem sendo acusados de wikiadvocacia. Nestes casos, o melhor é assumir boa-fé e participar da discussão de forma produtiva ao invés de pintar tudo como uma grande wikiadvocacia.

Ver também[editar código-fonte]

Notas[editar código-fonte]