Barbie in a Christmas Carol

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Barbie in a Christmas Carol
 Estados Unidos
2008 •  cor •  78 min 
Direção William Lau
Baseado em A Christmas Carol
de Charles Dickens
Elenco Morwenna Banks
Kelly Sheridan
Gênero animação
fantasia
Companhia(s) produtora(s) Rainmaker Entertainment
Mattel Entertainment
Distribuição Universal Studios
Lançamento Estados Unidos 4 de novembro de 2008
Idioma inglês
Cronologia
Barbie & The Diamond Castle (2008)
Barbie Presents Thumbelina (2009)

Barbie in a Christmas Carol é um filme de animação computadorizada do gênero fantasia de 2008 produzido pela Mattel Entertainmnet em parceria com a Rainmaker Entertainment e distribuído pela Universal Studios.[1] O filme foi dirigido por William Lau, com um roteiro assinado por Elise Allen, inspirado na obra Um Conto de Natal, de Charles Dickens. Seu lançamento ocorreu diretamente em vídeo no dia 4 de novembro de 2008 acompanhado por uma tradicional linha de produtos licenciados. A história segue, Eden Starling (Barbie), uma glamourosa cantora, que odeia o natal e recebe a visita de três fantasmas que a levar para uma fantástica viagem que abrirá seu coração para o verdadeiro sentido do Natal.

O filme contém a voz de Morwenna Banks como Eden Starling em sua versão original. O longa-metragem é o décimo quarto lançamento da série cinematográfica de Barbie, sendo o segundo filme natalino, apesar de ser comercializado como o primeiro.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Neste filme, Barbie é Eden Starling, uma cantora lírica talentosa, porém muito convencida, criada por sua tia, Marrie, que a ensinou a ser assim. Eden odeia tudo relacionado ao Natal e, na véspera da data, ela proíbe todos os outros funcionários do teatro de irem para casa comemorar o Natal com a família, ameaçando despedir a todos que sequer pronunciarem a palavra Natal, assim como ameaça sua melhor amiga, Catherine, de despedi-la do teatro por estar fazendo roupas para outra instituição. Naquela noite, o espírito de sua tia a visita e exige mudanças, dizendo também que se arrepende de a ensinar a ser egoísta, mas ela se recusa, dizendo que fora isso o que lhe trouxe sucesso. Marrie diz que mandará três espíritos para visitarem Eden naquela noite: o do Natal passado, o do Natal presente e o do Natal futuro.

Durante a visita do espírito do Natal passado, Eden fica triste, ao relembrar um Natal comemorado com a família de sua amiga, na infância. Aquela fora a última vez que ela comemorou o Natal. Na companhia do espírito do Natal presente, ela vê os funcionários do teatro atirando tomates em sua foto, e vê também sua amiga Catherine levando roupas para as crianças de um orfanato, o que a deixa comovida.

Na visita do espírito do Natal futuro, Eden vê seu triste destino: ela perderá tudo, fama, prestígio e dinheiro. Vê também que sua melhor amiga, Catherine, se tornará tão arrogante quanto ela própria é agora. Após a visita dos três espíritos, Eden decide mudar, e se torna uma pessoa gentil, bondosa e caridosa com os outros.


Música[editar | editar código-fonte]

A trilha-sonora do filme foi produzida, arranjada, orquestrada por Arnie Roth, que ainda conduziu a Orquestra Filarmônica da Câmara Checa. O Coro das Crianças de Chicago, esteve sob a direção de Helen Eaton, Judy Hanson e Josephine Lee, que também forneceu sua voz para canto.

As músicas do filme são:

  1. "O Christmas Tree"
  2. "Deck the Halls"
  3. "Jolly Old Saint Nicholas"
  4. "Joy to the World"
  5. "Branle de l'Official"
  6. "We Wish You a Merry Christmas"

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]