Forte de Belmonte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Searchtool.svg
Esta página ou seção foi marcada para revisão, devido a incoerências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a coerência e o rigor deste artigo.
Mapa de Portugal - Distritos plain.png
Construção ()
Estilo
Conservação
Homologação
(IGESPAR)
N/D
Aberto ao público

O Forte de Belmonte, também denominado como Castelo de Belmonte localiza-se na freguesia de Samora Correia, concelho de Benavente, Distrito de Santarém, em Portugal.

História[editar | editar código-fonte]

Integrava, no século XII, juntamente com os castelos de Almada, Sesimbra, Coina-a-Velha, Canha e Cabrela, o núcleo do termo de Palmela representando o seu ponto estratégico mais avançado a Noroeste e definindo os limites de duas Ordens Militares - a Ordem de Santiago e a Ordem de Évora), através do rio Almançôr.

Construído antes de 1207, segundo a documentação conhecida, o Forte de Belmonte constitui um elemento essencial na consolidação e posse das terras marginais do Baixo Tejo, reconquistadas pelos cristãos.

Enquanto comenda da Ordem Militar de Santiago, vinculada a Palmela, Belmonte adquiriu alguma projecção sob o ponto de vista militar, eclesiástico e administrativo. Terra bastante pantanosa e embora o rio fosse navegável houve uma deslocação para a foz do Almançôr junto do Tejo surgindo um núcleo urbano denominado Çamora e que a par da formação definitivas das fronteiras portuguesas conduziu ao abandono quase sistemático deste local.

Aqui foi erigido o Baluarte de Belmonte, uma construção tosca, constituída por um fortim redondo, casas baixas para a sua guarnição, uma casa apalaçada para o comendador, uma igreja e um túnel para o rio. Actualmente, em ruínas, foi a sede da primeira paróquia, tendo como padroeiro São João Baptista.

A fortificação medieval de Belmonte exibe características de construção invulgares, que demonstram a utilização exclusiva da matéria prima disponível na região, os seixos rolados.

Foram-lhe promovidas prospecções arqueológicas nos anos de 1995 a 1997.

Características[editar | editar código-fonte]

A estrutura é composta por enormes calhaus rolados toscamente argamassados que definem uma sólida torre.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Camera-photo.svg
Ajude a melhorar este artigo sobre Arquitetura ilustrando-o com uma imagem. Consulte Política de imagens e Como usar imagens.
Ícone de esboço Este artigo sobre Património de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.