Guerra de Kargil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Guerra de Kargil
Parte das Guerras indo-paquistanesas
Kargil.map.buildup.gif
Data De maio a julho de 1999
Local Kargil, Caxemira
Desfecho Os militares paquistaneses se retiram e a Índia retoma o controle do território ocupado.
Combatentes
 Índia Paquistão
Comandantes
Ved Prakash Malik Pervez Musharraf
Forças
30.000 5000

A Guerra de Kargil (em hindi: करगिल युद्ध kargil yuddh), em urdu: کارگل جنگ kargil jang), também conhecida como o Conflito de Kargil, foi um conflito armado entre a Índia e o Paquistão, que ocorreu entre maio e julho de 1999 no distrito de Kargil na Caxemira, e em outros lugares ao longo da linha de controle. O conflito também é conhecido como Operação Vijay (vitória em hindi), que era o nome da operação indiana para retomar o setor de Kargil.

A causa da guerra foi a infiltração de soldados paquistaneses e militantes da Caxemira em posições no lado indiano da linha de controle,[1] que serve como a fronteira de facto entre os dois países. Durante as fases iniciais da guerra, o Paquistão responsabilizou os combates totalmente nos insurgentes independentes da Caxemira, porém documentos deixados para trás por vítimas e declarações posteriores do primeiro-ministro do Paquistão e o Chefe do Estado-Maior do Exército, revelaram o envolvimento de forças paramilitares do Paquistão,[2][3][4] lideradas pelo General Ashraf Rashid.[5] O Exército da Índia, mais tarde, apoiado pela Força Aérea, recapturou a maioria das posições no lado indiano da linha de controle, infiltradas pelas tropas paquistanesas e militantes. Com a oposição diplomática internacional, as forças paquistanesas se retiraram das posições indianas restantes ao longo da linha de controle.

A guerra é um dos exemplos mais recentes de combates de grande altitude em terreno montanhoso, o que representava sérios problemas de logística para os dois lados combatentes. Esta foi apenas a segunda guerra terrestre direta entre os dois países após ambos desenvolverem armas nucleares, e é também a mais recente.

Referências

  1. «1999 Kargil Conflict». GlobalSecurity.org. Consultado em 2009-05-20. 
  2. Tom Clancy, Gen. Tony Zinni (Retd) and Tony Koltz (2004). Battle Ready Grosset & Dunlap [S.l.] ISBN 0-399-15176-1. 
  3. «Pak commander blows the lid on Islamabad's Kargil plot» [S.l.: s.n.] 12 de junho de 2009. Consultado em 2009-06-13. 
  4. «Sharif admits he let down Vajpayee on Kargil conflict». The Hindu (Chennai, India [s.n.]). 2007-09-10. Consultado em 2007-10-06. 
  5. Nawaz, Shuja, Crossed Swords: Pakistan, Its Army, and the Wars Within, p. 420 (2007)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre tópicos militares é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.