Museu Nacional Honestino Guimarães

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Museu Nacional.
Museu Nacional Honestino Guimarães
Tipo museu
Inauguração 2006 (14 anos)
Geografia
Coordenadas 15° 47' 49.49" S 47° 52' 41.34" O
Localização Brasília
País Brasil

O Museu Nacional Honestino Guimarães, também chamado de Museu Nacional do Conjunto Cultural da República, é um museu brasileiro criado e administrado pelo governo do Distrito Federal, Brasil. O museu e a Biblioteca Nacional de Brasília formam o Complexo Cultural da República João Herculino. Está localizado no Setor Cultural Sul, Lote 2 Esplanada dos Ministérios, entre a Rodoviária do Plano Piloto e a Catedral Metropolitana Nossa Senhora Aparecida.[1]

Arquitetura[editar | editar código-fonte]

Acesso externo entre andares

Tanto a estrutura do prédio e sua cobertura foram construídas em concreto pintada na cor branca.[2]

O edifício em formato semiesférico tem uma cúpula com 25 metros de raio, partindo de uma base com 35,55 metros de raio. O edifício com 15 000 m2 tem 26,25 metros de altura. O prédio tem quatro pavimentos, um subsolo, o piso térreo, o piso superior e um mezanino. Uma das entradas é feita pelo subsolo e dá acesso a dois auditórios com capacidade para 85 e 700 lugares). Duas rampas acessam o pavimento superior local das exposições.[2][1]

O Conjunto Cultural da República foi idealizado por Lucio Costa e previstos desde a década de 1950. O projeto é do arquiteto Oscar Niemeyer.[2]

É composto pelo Museu e pela Biblioteca Nacional de Brasília (BNB).Esta foi concebida no plano original de Brasília, assinado por Lúcio Costa por volta da década de 60 do século passado.[2]

História[editar | editar código-fonte]

Seu nome foi dado em memória de Honestino Guimarães. O museu, que tem a forma de cúpula, e a Biblioteca Nacional Leonel de Moura Brizola e foram inaugurados no dia 15 de dezembro de 2006, no dia em que Oscar Niemeyer celebrou os seus 99 anos de idade.[3]

Recebeu um público visitante estimado em 970 mil pessoas no ano de 2014.[1]

Atividades[editar | editar código-fonte]

O local tem abrigado exposições temporárias nacionais e internacionais, seminários, mostras de filmes e festivais de teatro, assim como exposições de médio e grande porte do acervo do próprio Museu. Existe a disponibilidade de visitas guiadas com agendamento prévio. As salas possuem sinalização em braile.[1]

Algumas exposições:

  • Niemeyer & Niemeyer e Brasília – Patrimônio da Humanidade (2006), exposição inaugural sobre a obra do arquiteto que projetou o museu.
  • Carte e Tele (2016), Salvatore Garau [4]

Referências

  1. a b c d «Museu Nacional do Conjunto Cultural da República (Honestino Guimarães)». Governo do Distrito Federal. Consultado em 23 de julho de 2020. Cópia arquivada em 23 de julho de 2020 
  2. a b c d «Museu Nacional». Consultado em 23 de julho de 2020. Cópia arquivada em 23 de julho de 2020 
  3. «História do Museu Nacional». Secretaria de Estado de Cultura do Distrito Federal. Consultado em 25 de março de 2017. Arquivado do original em 26 de março de 2017 
  4. «Grande nome dell'arte contemporanea, l'italiano Salvatore Garau espone le sue opere a Brasilia nel mese di novembre, Ambasciata d'Italia in Brasile» (em italiano). Ministero degli Affari Esteri e della Cooperazione Internazionale. 24 de outubro de 2016. Consultado em 23 de julho de 2020. Cópia arquivada em 23 de julho de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Museu Nacional Honestino Guimarães
Ícone de esboço Este artigo sobre um museu é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.