Memorial JK

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Memorial JK
Memorial JK em 2009
Tipo Presidencial, Cívico, histórico, memorial e mobiliário.
Inauguração 1981
Geografia
Localidade Brasília, Distrito Federal
 Brasil
JK em fotografia da família presidencial na revista O Cruzeiro, edição de 4 de fevereiro de 1956.

O Memorial JK é um museu brasileiro localizado em Brasília, capital do Brasil.

História[editar | editar código-fonte]

Foi projetado por Oscar Niemeyer, inaugurado em 12 de setembro de 1981 e dedicado ao ex-presidente brasileiro Juscelino Kubitschek fundador da cidade de Brasília. No local, encontram-se o corpo de JK, diversos pertences, como sua biblioteca pessoal, e fotos tanto dele como de sua esposa Sarah. Apresenta obras projetadas por Athos Bulcão em sua área externa, um vitral desenhado pela artista Marianne Peretti sobre a câmara mortuária e uma escultura de 4,5 metros de autoria de Honório Peçanha.

A obra foi objeto de duras críticas de setores conservadores, que viam no monumento referência a um dos símbolos do comunismo, ideologia do arquiteto: foice e martelo.[1][2]

Lei brasileira dos acervos presidenciais[editar | editar código-fonte]

No ordenamento jurídico brasileiro a lei federal Nº.8.394, de 30 de dezembro de 1991, a Lei Brasileira dos Acervos Presidenciais é a norma legal que dispõe sobre a preservação, organização e proteção dos acervos documentais privados dos presidentes da República[3], assim como a Lei dos Registros Presidenciais do Estados Unidos[4], determina que os acervos dos ex-presidentes são de utilidade nacional e de disponibilização pública, nos termos legais que competem à Comissão Memória dos Presidentes da República[5].

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre um museu é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.