Não-heterossexual

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Não-heterossexual é um termo amplo que inclui a homossexuais, bisexuais, asexuais, transexuais e a todas aquelas pessoas cuja orientação sexual e identidade de género não é heterosexual.[1][2]

Não-heterosexual é um termo empregado nos campos de estudos de gênero, feministas e na literatura académica geral para agrupar todas as identidades diferentes da heteronorma.[3][4][5][6] O termo é similar ao de queer, ainda que politicamente menos carregado e mais clínico.[7][8]

É um termo mais inclusivo para pessoas que não se identificam como heterossexuais mas também não como como gais, lesbianas ou bisexuais.[3][4]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Dilley, Patrick (2002). Queer Man on Campus: A History of Non-Heterosexual College Men 1945-2000. [S.l.]: Routledge. pp. 4–16. ISBN 0-415-93337-4 
  2. Hinds, Hilary; Phoenix, Ann; Stacey, Jackie (1992). Working Out: New Directions For Women's Studies. [S.l.]: Routledge. ISBN 0-7507-0043-2 
  3. a b Jaggar, Alison M. (1994). «Living with Contradictions: Controversies in Feminist Social Ethics». Westview Press. pp. 499–502. ISBN 0813317762 
  4. a b Munt, Sally (1998). «Butch/femme: Inside Lesbian Gender». Continuum International Publishing Group. pp. 93–100, 226, 228. ISBN 0304339598 
  5. Mathijs, Ernest; Jones, Janet (2004). «Big Brother International: Format, Critics and Publics». Wallflower Press. pp. 1945–55. ISBN 1904764185 
  6. Jewkes, Yvonne (2002). «Dot.Cons: Crime, Deviance and Identity on the Internet». Willan Publishing. pp. 59–65. ISBN 184392000X 
  7. Weeks, Jeffrey; Heaphy, Brian; Donovan, Catherine (2001). «Same Sex Intimacies: Families of Choice and Other Life Experiments». Routledge. ISBN 0415254779 
  8. Beasley, Chris; Winquist, Charles E. (2005). Gender & Sexuality: Critical Theories, Critical Thinkers. [S.l.]: Sage Publications Inc. ISBN 0761969799