Operação Intolerância da Polícia Federal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Operação Intolerância foi uma operação deflagrada pela Polícia Federal em 22 de março de 2012. As investigações foram conduzidas pelo Núcleo de Repressão aos Crimes Cibernéticos, unidade especializada da PF, que prendeu Emerson Eduardo Rodrigues Setim[1][2] e Marcelo Valle Silveira Mello,[3][4][1][2] responsáveis por publicar mensagens com conteúdo discriminatório no site "Silvio Koerich".[5][6][7] A Justiça Federal autorizou o cumprimento de mandados de busca e apreensão nas residências e locais de trabalho dos criminosos.[8] A Polícia Federal encontrou na casa de Emerson (em Curitiba) e de Marcelo (em Brasília) o mapa de uma casa no Lago Sul usada por alunos da Universidade de Brasília. Segundo a Polícia Federal, a dupla planejava matar os estudantes.[9][10] De acordo com o mandado de prisão preventiva, a liberdade dos réus Emerson[11] e Marcelo[12] seria atentatória à ordem pública.[13][14]

Casos semelhantes[editar | editar código-fonte]

Em 1º de agosto de 2013, Eric Eoin Marques foi preso pelo FBI acusado de ser o maior facilitador de pornografia infantil do mundo.[15][16] Eric, filho de brasileiro, de nacionalidade irlandesa e estadunidense, hospedava grande parte dos sites da Deep Web.[17][18] Segundo a defesa, Eric é portador da síndrome de Asperger.[19]

Referências

  1. a b Profissão Repórter (15 de dezembro de 2015). «Feministas tomam a internet e as ruas em protestos e viram alvo de ataques» 
  2. a b «Mesmo no exterior, autor de blog que faz apologia ao estupro pode ser preso». 14 de janeiro de 2016 
  3. https://ayanrafael.files.wordpress.com/2013/01/001.jpg
  4. «Marcelo Valle Silveira Mello». 2 de outubro de 2016 
  5. Wanderson Castilho (2014). Você sabe o que o seu filho está fazendo na internet?. [S.l.]: Matrix Editora. 144 páginas  ISBN 8582301316 ISBN 9788582301319
  6. «Polícia Federal e CPI da Câmara monitoram ação do 'terrorista da UnB' na internet». R7. 4 de outubro de 2015. Consultado em 11 de março de 2016 
  7. Fernanda Trisotto e Fernanda Leitóles (22 de março de 2012). «PF prende dois por apologia à violência na web». Gazeta do Povo. Consultado em 11 de março de 2016 
  8. «Presos, autores de site racista e homofóbico planejavam massacre na UnB». 22 de março de 2012 
  9. «Presos pela Polícia Federal planejavam atentado contra alunos da UnB». 22 de março de 2012 
  10. «Homens presos pela Polícia Federal planejavam matar alunos da UnB». Correio Braziliense. 23 de março de 2012 
  11. «Dono de site racista pode ter participação em homicídios». O Globo. 23 de março de 2012 
  12. «Polícia Federal e CPI da Câmara monitoram ação do 'terrorista da UnB' na internet». 4 de outubro de 2015 
  13. «Duas pessoas são presas por incitar homofobia e violência na internet». 22 de março de 2012 
  14. «Marcelo Valle Silveira Mello: um racista alimentado pela UnB!». 26 de março de 2012 
  15. «Porta para o Inferno». Revista Status. 16 de dezembro de 2013 
  16. «FBI prende operador de serviços ocultos na rede anônima Tor». 5 de agosto de 2013 
  17. «Feds Are Suspects in New Malware That Attacks Tor Anonymity» (em inglês). WIRED. Consultado em 29 de dezembro de 2016 
  18. «FBI prende dono de Host na Deep Web». 5 de agosto de 2013 
  19. «Irlanda autoriza extradição aos EUA de distribuidor de pornografia infantil». 17 de dezembro de 2015