Transmorfo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Na mitologia e ficção, um transmorfo ou metamorfo é um ser ou criatura com capacidade de assumir várias formas, em metamorfose, transfiguração ou transmutação, seja em animal, humano, planta, objeto inanimado e híbridos, ou mímico. Como poder sobrenatural, a mudança de forma está presente em diversas mitologias, incluindo africanas, mesopotâmica, greco-romana, celta, nórdica e hindu, folclores indígenas e asiáticos, e em representações da literatura e cultura popular contemporânea. Também pode se apresentar como noção em práticas xamânicas e mágicas. É comum estar associada como estratagema a figuras caracterizadas como trickster (enganador), por exemplo no caso de Loki.[1][2]

Histórico[editar | editar código-fonte]

Um exemplo notório é Proteu, na mitologia grega, narrado como aparecendo sob várias formas na Odisseia; Nono de Panóplis chama-o polytropos (de muitas mudanças) nas Dionisíacas, apropriando o termo usado anteriormente para se referir a Odisseu.[3][4] Outros deuses que fizeram mudanças foram Zeus e Dioniso.[1]

Na mitologia celta, a mudança de aparências e transformação está associada a druidas e feitios bárdicos, a exemplo do Canto de Amergin e poemas de Taliesin, e também a personagens de contos e encantamentos, como selkies e donzelas-cisnes, além do folclore de bruxas.[5]

Na cultura navajo, há a lenda dos skin-walkers.

No folclore leste asiático, é comum a figura do espírito-raposa:

"O espírito de raposa é um metamorfo especialmente prolífico, conhecido como húli jīng (espírito raposa) na China, kitsune (raposa) no Japão e kumiho (raposa de nove caudas) na Coreia. Embora as especificidades dos contos variem, esses espíritos de raposa geralmente podem mudar de forma, muitas vezes assumindo a forma de belas moças que tentam seduzir homens, seja por mera travessura ou para consumir seus corpos ou espíritos."[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Carse, James P. (1987). "Shape Shifting". In Jones, Lindsay (ed.) (2005). Encyclopedia of religion (em inglês). [S.l.]: Macmillan Reference USA
  2. a b Beattie, Paul T. "Shapeshifter". In Weinstock, Jeffrey Andrew (2014). The Ashgate Encyclopedia of Literary and Cinematic Monsters. p. 510
  3. de Lima, Paulo Henrique Oliveira (2016). «Pai Homero». Rónai: Revista de Estudos Clássicos e Tradutórios. 4 (2) 
  4. Paschalis, Michael (16 de julho de 2014). «Ovidian Metamorphosis and Nonnian poikilon eidos». In: Konstantinos, Spanoudakis. Nonnus of Panopolis in Context: Poetry and Cultural Milieu in Late Antiquity with a Section on Nonnus and the Modern World (em inglês). [S.l.]: Walter de Gruyter GmbH & Co KG 
  5. Monaghan, Patricia (14 de maio de 2014). The Encyclopedia of Celtic Mythology and Folklore (PDF) (em inglês). [S.l.]: Infobase Publishing