Sêmele

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o asteroide, veja 86 Semele.
Disambig grey.svg Nota: Se procura Semele, género de planta endémica da Macaronésia, veja Semele (género).
Sêmele
Zeus e Semele
Por Gustave Moreau, 1894–1895
Pais Cadmo e Harmonia
Filho(s) Dioniso

Sêmele (português brasileiro) ou Sémele (português europeu) era, segundo a mitologia grega, filha de Cadmo e de Harmonia e mãe de Dioniso. Teve amores com Zeus, a quem pediu para mostrar todo o seu esplendor, quando estava grávida. Morreu fulminada quando Zeus apresentou-se como deus olímpico, envolto em luz radiante.

Zeus então retirou do seu ventre Dioniso, colocando-o em sua coxa, onde terminou a gestação.

Mais tarde Dionísio buscou Sêmele nos infernos, retirando-a de lá, promovendo a sua aceitação no Olimpo sob a condição de deusa.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Burkert, Walter, Greek Religion, 1985
  • Dalby, Andrew (2005), The Story of Bacchus, ISBN 0-7141-2255-6
  • Kerenyi, Carl, Dionysus: Archetypal Image of the Indestructible Life, (Bollingen, Princeton) 1976
  • Seltman, Charles, The Twelve Olympians and their Guests. Shenval Press Ltd. 1956

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.