Ponto (mitologia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura a província romana, veja Ponto (província romana).
Ponto
Ponto com Fortuna (à esquerda), patronos do mar Negro, porto de Tomis
Casado(a) com Gaia, Tálassa
Pais Gaia
Filho(s) Nereu, Taumante, Fórcis, Ceto, Euríbia e os telquines

Ponto ou Póntos (em grego: Πόντος, transl.: Póntos, "alto-mar"), na mitologia grega, era a divindade do mar aberto, ou seja, das profundezas do mar.

Segundo Hesíodo em sua Teogonia, tal como Urano e os Oreas, Ponto nasceu por partenogênse de Gaia, a Terra, ou seja, Gaia gerou Ponto por si própria. Já Higino afirmou que Ponto é filho de Terra com Coelum (nome romamo de Urano).[1]

Com Gaia, Ponto gerou o velho do mar Nereu, as maravilhas do mar, Taumas, os aspectos perigosos do mar, Fórcis e sua irmã e esposa Ceto, e a fúria do mar, Euríbia. Com Tálassa, foi pai dos Telquines.

Referências

  1. Fábulas, pref. p.3, ed. Staveren
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.