Até

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Se procura por por outras acepções, veja Ate.

Ate (em grego: Ἄτη, transl.: Átē, lit. "ruína", "insensatez", "engano"), na mitologia grega, é a deusa da fatalidade, personificação das ações irreflexivas e suas consequências.[1] Tipicamente, faz referência aos erros cometidos tanto pelos mortais como pelos deuses, normalmente devido a sua companheira Hybris, o excesso de orgulho, que lhes levam a perdição ou a morte. Ate vive nos montes, é uma deusa alada. Pousa na cabeça dos mortais sem que eles percebam, alertando-os de sua desatenção, sendo assim uma divindade considerada sábia.

Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Michael Stapleton, The Illustrated Dictionary of Greek and Roman Mythology; Peter Bedrick Books, New York; p. 41: "Ate in Greek myth is the personification of moral blindness in which the sense of natural values is destroyed" ("Ate em mitos gregos é a personificação de cegueira moral no que o senso de valores naturais é destruido.")