Níobe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Níobe (desambiguação).
A morte dos Nióbidas, por Pierre Charles Jombert

Níobe (em grego antigo: Νιόβη, transl.: Nióbē) é uma personagem da Mitologia Grega, filha de Tântalo e Dione [1] e esposa de Anfião, rei de Tebas[1].

Tântalo era filho de Júpiter e Plota,[2][3] princesa da Lídia e filha de Himas.[2] Sua mãe era Dione, filha de Atlas; Tântalo e Dione eram, os pais de Pélope.[4]

Diz a mitologia que por ser muito fértil, teve catorze filhos (sete homens e sete mulheres), que ficaram conhecidos como "nióbidas"[1].

O povo de Tebas se reuniu para render tributo a Leto (Latona para os romanos). Eis que Níobe aparece insultando a deusa, que só teve dois filhos, Apolo e Ártemis, sendo estes tios de Níobe, já que a rainha era neta de Zeus e seu pai filho deste. A rainha disse:

[5]

E o povo obedeceu.

Latona indignou-se com a audácia da mortal, e implorou vingança a seus filhos, que eram arqueiros. Apolo e Ártemis, então, mataram todos os sete filhos de Níobe. Quando soube, pranteando os filhos junto com as irmãs deles, exclamou:

[5]

Mal acabou de dizer essas palavras, novas flechas caíram, matando todas as filhas moças, menos a caçula Clóris. A desesperada mãe implorou:

[5].

Mas a seta fatal já havia sido disparada.

O fato deixou Zeus compadecido com a dor de Níobe e a transformou numa rocha, mas ela ainda chorava a perda dos filhos, vertendo água constantemente numa nascente.

Árvore genealógica baseada em Higino[1][6]:

Zeus
Plota
Atlas
Antíope
Tântalo
Dione
Anfião
Níobe
Pélope
Filhos:
Filhas:
Tântalo
Neara
Ismenus
Phthia
Eupinytus
Astycratia
Phaedimus
Clóris
Sipylus
(ilegível)
Damasichthon
Eudoxa
Archenor
Ogygia

Notas

  1. a b c d Higino, Fabulae, IX, Níobe
  2. a b Higino, Fabulae, CLV, Filhos de Júpiter
  3. Higino, Fabulae, LXXXII, Tântalo
  4. Higino, Fabulae, LXXXIII, Pélope
  5. a b c Mitologia por Thomas Bulfinch
  6. Higino, Fabulae, XI, Filhos de Níobe