Proteu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura pelo satélite de Netuno, consulte Proteu; para demais casos, veja Proteu (desambiguação).
Proteu
Proteu
Xilogravura de Andrea Alciato, 1531
Pais Oceano e Tétis

Proteu (em grego antigo: Πρωτεύς), na mitologia grega, é uma deidade marinha. É filho dos titãs Oceano e Tétis, ou ainda de Posidão. Proteu era o pastor dos rebanhos de Posidão [1] .

Reverenciado como profeta, tinha o dom da premonição e assim atraía o interesse de muitos que queriam saber as artimanhas do poderoso destino. Porém, ele não gosta de contar os acontecimentos vindouros; então, quando algum humano se aproxima, ele foge ou metamorfoseando-se, assume aparências marinhas monstruosas e assustadoras. Porém, se o homem for corajoso o bastante para passar por isso, ele lhe conta a verdade.

Sua filha, a ninfa Eidoteia, ensinou a Menelau, rei de Esparta, o que ele teria que fazer para fazer Proteu contar como seria possível voltar a Esparta após a guerra de Troia. A ninfa Cirene também ensinou seu filho Aristeu o que fazer para poder saber do deus como reparar os seus enxames perdidos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. [ Bulfinch, Thomas, O Livro de Ouro da Mitologia, Ediouro, 2002.]