Sistema Engler

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O sistema Engler foi um dos primeiros sistemas de classificação de plantas, e o primeiro concebido como filogenético, depois que Darwin difundiu a sua Teoria da Seleção Natural. Foi desenvolvido pelo botânico alemão Adolf Engler (1844-1930) com uma primeira edição em 1892, e continuado por outros colaboradores até sua última edição em 1964, editada por H. Melchior.

Devido às lacunas do conhecimento em anatomia e biologia molecular das plantas naquele tempo, o sistema está baseado principalmente em características morfológicas obtidas por acessos relativamente simples com lupas e microscópio.

Embora este sistema de classificação já não seja mais considerado filogenético, muitos livros de taxonomia ainda estão ordenados segundo este sistema.

Este sistema concebe uma circunscrição tradicionalista do reino Plantae. Numa época em que todos os seres vivos eram considerados plantas ou animais, o sistema de classificação acolheu como plantas todos os organismos com capacidade de fotosintetizar e os organismos sem mobilidade.

Engler concebeu o reino das plantas como compostos por Divisões de organismos fotossintéticos ou sem mobilidade cada vez mais complexos, sendo os mais complexos descendentes dos mais simples. Os conhecimentos da época não lhe permitiram obter muitos acertos nas divisões "inferiores" do reino Plantae.

Divisões do reino Plantae[editar | editar código-fonte]

De acordo com Engler, em seu livro "Syllabus der Pflanzenfamilien" (1924), os grupos principais de plantas são:

Relacões das embriófitas com os grupo grupos monofiléticos atuais..

Pteridophyta[editar | editar código-fonte]

A classificação da classe Filicopsida das Pteridófitas sensu Engler é:

Angiosperma[editar | editar código-fonte]

A classificação das Angiospermas de acordo com a última edição do "Syllabus der Pflanzenfamilien" (12ª edição, 1964), também considerado como "sistema Melchior" ou "sistema Engler modificado", é a seguinte:

Monocotyledoneae[editar | editar código-fonte]

Dicotyledoneae[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Adolf Engler: Syllabus der Pflanzenfamilien, 1924.
  • H. Melchior (1964) em Adolf Engler (Ed.) Syllabus der Pflanzenfamilien, 12ª edição, volume II.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]