Automobili Turismo e Sport

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2015). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Disambig grey.svg Nota: Se procura por a equipe alemã que disputou a F-1 entre 1977 e 1984, veja ATS.
ATS (Itália)
Nome completo Automobili Turismo e Sport S.p.A.
Sede Bolonha,  Itália
Chefe de equipe Itália Carlo Chiti
Diretores Itália Giotto Bizzarrini
Itália Romolo Tavoni
Pilotos Estados Unidos Phil Hill
Itália Giancarlo Baghetti
Chassis ATS 100
Motor ATS V8
Pneus Dunlop
Histórico na Fórmula 1
Estreia Bélgica GP da Bélgica, 1963
Último GP México GP do México, 1963
Grandes Prêmios 5
Campeã de construtores 0
Campeã de pilotos 0
Vitórias 0
Pole Position 0
Voltas rápidas 0
Pontos 6
Posição no último campeonato
(1963)
18º (0 pontos)

Automobili Turismo e Sport S.p.A. (conhecida por ATS) foi uma equipe italiana de Fórmula 1, fundada por Carlo Chiti e Giotto Bizzarrini. Disputou apenas uma temporada na categoria, em 1963.

Participou de apenas 5 provas, com o ex-campeão Phil Hill e o italiano Giancarlo Baghetti, mas ambos não obtiveram resultados expressivos: o norte-americano conquistou apenas um 11º lugar no GP da Itália, enquanto que Baghetti foi pior: chegou apenas em 15º na mesma corrida.

A ATS chegou a participar de uma corrida na temporada de 1964, em parceria com a Derrington-Francis, com o português Mário de Araújo Cabral. "Nicha" não chegou a completar o GP da Itália, abandonando com problema na ignição de seu carro.