Bruno Rangel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bruno Rangel Domingues)
Ir para: navegação, pesquisa
Gnome globe current event.svg
Este artigo é sobre uma pessoa que morreu recentemente.
Algumas informações relativas às circunstâncias da morte podem mudar a qualquer instante.

Editado pela última vez em 6 de dezembro de 2016.

Bruno Rangel
Bruno Rangel.jpg
Informações pessoais
Nome completo Bruno Rangel Domingues
Data de nasc. 11 de dezembro de 1981
Local de nasc. Campos dos Goytacazes (RJ), Brasil
Nacionalidade  brasileira
Falecido em 29 de novembro de 2016 (34 anos)
Local da morte La Unión, Antioquia, Colômbia
Altura 1,81 m
Destro
Apelido Power Rangel
Informações profissionais
Período em atividade 20062016 (10 anos)
Posição Atacante
Site oficial Bruno Rangel Facebook
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
20022004
20052006
2007
2007
2008
2009
2009
2010
2011
20112012
2012
2013
2014
20142016
Brasil Goytacaz
Brasil Americano
Brasil Ananindeua
Brasil Macaé (emp.)
Brasil Boavista (emp.)
Brasil Baraúnas
Brasil Águia de Marabá
Brasil Paysandu
Brasil Guarani
Brasil Joinville
Brasil Metropolitano
Brasil Chapecoense
Catar Al-Arabi
Brasil Chapecoense
0000 0000(0)
0000 0000(0)
0000 0000(0)
0000 0000(0)
0000 0000(0)
0000 0000(0)
0008 0000(6)
0012 0000(9)
0017 0000(1)
0034 000(13)
0007 0000(2)
0059 000(34)
0007 0000(2)
0110 000(47)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 6 de novembro de 2016.

Bruno Rangel Domingues, mais conhecido como Bruno Rangel (Campos dos Goytacazes, 11 de dezembro de 1981La Unión[1], 29 de novembro de 2016[2]) foi um futebolista brasileiro que atuou como atacante. Seu último clube foi a Chapecoense.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Paysandu[editar | editar código-fonte]

No papão, Rangel se destacou fazendo muitos gols pela equipe, e sendo o artilheiro do Campeonato Brasileiro da série C.

Joinville e Metropolitano[editar | editar código-fonte]

No Joinville Rangel teve bom aproveitamento, fazendo 13 gols em 34 partidas. E foi campeão Brasileiro da série C pelo Jec. Antes de ir para a Chapecoense passou pelo Metropolitano em que também teve uma boa passagem, em 7 partidas, marcou 2 vezes.

Chapecoense[editar | editar código-fonte]

2014[editar | editar código-fonte]

Bruno Rangel atuou em diversos clubes do Brasil. Após rápida passagem pelo futebol do Qatar, retornou à Chapecoense, em que se tornou o maior artilheiro de uma única edição da Série B do Campeonato Brasileiro, tendo alcançado a marca de 31 gols em 34 jogos.[3]

Marcou contra o Cruzeiro seu primeiro gol no seu retorno à Chape, e a partida ficou 1x1 na Arena Condá.

2015[editar | editar código-fonte]

No dia 28 de outubro de 2015 marcou dois gols contra o River Plate, da Argentina, pela Copa sul americana. Apesar da vitória por 2–1, não conseguiu a classificação para as semifinais.

2016[editar | editar código-fonte]

Bruno Rangel é o maior artilheiro da história da Associação Chapecoense de Futebol[4], atingindo essa marca na partida Chapecoense 5–0 Avaí, válida pelo Campeonato Catarinense de 2016 superando Índio.

Além de campeão, foi o artilheiro do Campeonato Catarinense de 2016 com 10 gols marcados.

No dia 1 de junho de 2016 Rangel fez 3 gols contra o Coritiba, tornando-se o primeiro jogador da Chapecoense a fazer 3 gols em um jogo válido pelo Campeonato Brasileiro de Futebol - Série A.

No dia 31/08, Bruno marcou dois gols na virada da Chape contra o Cuiabá, garantindo a classificação do time na Copa Sul-Americana.

Bruno Rangel atingiu mais uma marca importante pela Chapecoense. No jogo contra o Santa Cruz, na tarde de quarta-feira, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. O centroavante chegou a 80 gols com a camisa do Verdão do Oeste. Na partida, ele cobrou pênalti no fim do jogo. Com tranquilidade, deslocou o goleiro na hora da cobrança e tocou com categoria para a meta.[5]

No dia 29/10 fez o seu décimo gol no Brasileirão, de pênalti contra o Corinthians, na Arena Corinthians.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Até 2 de novembro de 2016.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional[a]
Competições
continentais[b]
Outros
torneios[c]
Total
Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist. Jogos Gols Assist.
Ananindeua 2006 18 8 0 18 8 0
2007 0 0 0 21 7 0 21 7 0
Total 18 8 0 0 0 0 0 0 0 21 7 0 39 13 0
Baraúnas 2009 0 0 0 20 1 0 20 1 0
Total 0 0 0 0 0 0 0 0 0 20 1 0 20 1 0
Águia de Marabá 2009 7 6 0 7 6 0
Total 7 6 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 7 6 0
Paysandu 2010 10 8 0 2 1 0 12 9 0
Total 10 8 0 2 1 0 0 0 0 0 0 0 12 9 0
Guarani 2011 4 0 0 13 1 0 17 1 0
Total 0 0 0 4 0 0 0 0 0 13 1 0 17 1 0
Joinville 2011 13 4 0 13 4 0
2012 2 0 0 18 9 0 20 9 0
Total 15 4 0 0 0 0 0 0 0 18 9 0 33 13 0
Metropolitano 2012 7 2 0 7 2 0
Total 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 7 2 0
Chapecoense 2013 34 31 5 14 3 0 48 34 5
Total 34 31 5 0 0 0 0 0 0 14 3 0 48 34 5
Al-Arabi 2013–14 7 2 0 7 2 0
Total 7 2 0 0 0 0 0 0 0 0 0 0 7 2 0
Chapecoense 2014 20 3 0 1 0 0 21 3 0
2015 19 9 0 3 3 1 2 2 0 8 3 0 32 17 1
2016 27 10 0 4 1 0 6 2 0 18 10 0 55 23 0
Total 65 22 0 8 4 1 8 4 0 26 13 0 110 43 1
Total na carreira 156 83 5 16 5 1 8 4 0 112 34 0 300 124 6

Títulos[editar | editar código-fonte]

Paysandu
Joinville
Chapecoense

Artilharias[editar | editar código-fonte]

Paysandu
Chapecoense

Morte[editar | editar código-fonte]

Ver Artigo Principal: Voo 2933 da Lamia

Bruno Rangel foi uma das vítimas fatais da queda do Voo 2933 da Lamia, no dia 29 de novembro de 2016. A aeronave transportava a equipe da Chapecoense para Medellín (Colômbia), onde disputaria a primeira partida da final da Copa Sul-Americana de 2016.[7][8] Além da equipe da Chapecoense, a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional (COL).[9]

Referências

  1. REDAÇÃO (29 de novembro de 2016). «MAPA: veja o local do acidente com o avião da Chapecoense». ZH Esportes. Zero Hora. Consultado em 29 de novembro de 2016. 
  2. IG SÃO PAULO (29 de novembro de 2016). «Veja quem estava no voo da Chapecoense que matou 76 pessoas.». Futebol. IG. Consultado em 29 de novembro de 2016. 
  3. Globo Esporte (01 de junho de 2014). «Sob aplausos, atacante Bruno Rangel é reapresentado à torcida da Chape». globoesporte.com. Consultado em 05 de março de 2015. 
  4. Maior artilheiro da história da Chape, Rangel elege gols mais importantes
  5. «Bruno Rangel chega a 80 gols com a camisa da Chape: "Marca histórica"». Consultado em 2016-09-10.  line feed character character in |titulo= at position 34 (Ajuda)
  6. "Campeonato Paraense de Futebol" (em pt).
  7. "Dois pernambucanos morrem em queda de avião da Chapecoense".
  8. Paulo, iG São. (2016-11-29). "Veja quem estava no voo da Chapecoense que matou 76 pessoas - Futebol - iG" (em pt-BR). Esporte.
  9. correio24horas.com.br/ Polícia de Medellín confirma morte de 76 pessoas em acidente com avião da Chapecoense

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.