Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2003–04

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Final da Liga dos Campeões
da UEFA de 2003-04
Evento Liga dos Campeões da UEFA de 2003–04
Relatório
Data 26 de maio de 2004
Local Arena AufSchalke, Gelsenkirchen
Melhor em campo Portugal Deco
Árbitro DinamarcaDIN Kim Milton Nielsen
Público 52 000
Tempo Nublado
27 °C (81 °F)
45% de umidade[1]

Final da Liga dos Campeões da UEFA de 2003–04, foi um jogo de futebol disputado na Arena AufSchalke , em Gelsenkirchen, na Alemanha, em 26 de Maio de 2004, para decidir o vencedor da UEFA Champions League de 2003-04, entre Mónaco, representando a Federação francesa de Futebol, diante do Porto de Portugal, que venceu a partida por 3-0, com Carlos Alberto, o homem do jogo , Deco e Dmitri Alenichev que marcaram os 3 golos.

Antes de 2004, o último triunfo do Porto na competição havia sido em 1987 – , embora eles tivessem ganho a Taça UEFA da temporada anterior – enquanto o Mônaco estava a jogar a sua primeira final da Liga dos Campeões. Ambas as equipas começaram as suas campanhas na UEFA Champions League na fase de grupos e derrotaram ex-campeões Europeus no seu caminho para a final. O Porto venceu o do Manchester United,, vencedor em 1968 e 1999, enquanto o Mónaco derrotou o do Real Madrid, que na altura já tinha vencido o troféu nove vezes.

Ambas as equipas foram consideradas como outsiders na competição antes da fase final e eram lideradas por jovens treinadores: o Mónaco tinha o ex-capitão de França Didier Deschamps e o Porto era conduzido por uma estrela em ascensão, José Mourinho, que deixou a equipa para o Chelsea após a final.

O Mónaco tornou-se na segunda equipa francesa a chegar a Final da Liga dos Campeões. O marselha perdeu a final de 1991 , mas triunfou dois anos depois ao bater o AC Milan.

Caminho até a final[editar | editar código-fonte]

As Monaco[editar | editar código-fonte]

O Mónaco terminou em segundo lugar na Ligue 1 na temporada anterior, o que significa que eles entraram na Liga dos Campeões na fase de grupos. Eles foram colocados no Grupo C, juntamente com o Deportivo La Coruña, o PSV Eindhoven e o AEK de Atenas. Após a vitória por 2-1, em sua primeira vitória na Holanda, e uma goleada de 4 a 0, no Stade Louis II, contra o AEK de Atenas, o Mónaco foi para a Espanha para ser derrotado por 1-0, pelo Deportivo.A aventura Monegasco realmente começou após o jogo contra o Deportivo, quando Monaco venceu 8-3, o que representa o maior número de gols em uma única partida na história da nova versão da UEFA Champions League. O atacante croata Dado Pršo marcou quatro vezes, enquanto o capitão Ludovic Giuly (2), Jérôme Rothen, Jaroslav Plašil e Édouard Cissé pulverizado a linha defensiva espanhola. Depois de mais dois empates contra o PSV Eindhoven e o AEK de Atenas, Mónaco terminou na liderança do Grupo C.

Nas oitavas-de-finais o Mônaco ganhou do o Lokomotiv de Moscou depois de uma derrota por 2 a 1 na Rússia e uma vitória, por 1-0, no Stade Louis II. Nas quartas-de-final, Mônaco jogado contra o Real Madrid. Depois de uma derrota por 4-2 em Madrid (onde Fernando Morientes marcou, e foi aplaudido pelos seus ex-fãs), Mónaco virou uma sensação ao derrotar o espanhol por 3-1 em casa.

Mônaco jogou contra o Chelsea nas semis-finais, e apesar da exclusão de Akis Zikos, Mónaco encontrou força suficiente para marcar duas vezes e ganhar o jogo por 3-1. O último gol foi marcado pelo atacante Shabani Nonda, que acaba de regressar de uma de sete meses de lesão. A segunda partida em Stamford Bridge viu Mônaco resistir, o Chelsea,e empatar por 2-2 para chegar a final da Copa Europeia pela primeira vez na sua história.

Porto[editar | editar código-fonte]

Porto, vencedor da Primeira Liga, Taça de Portugal e Taça UEFA , em 2002-03, foram os únicos portugueses na fase de grupos, após mais uma eliminação precoce do Benfica na terceira pré-eliminatória, perante a italiana Lazio. O Porto foi sorteado no Grupo F, junto com o Real Madrid, Marselha e Partizan. O Porto jogou a sua primeira partida no Estádio Partizan , em Belgrado, Sérvia. Costinha marcou o primeiro golo da partida aos 22 minutos, mas Andrija Delibašić marcou o golo do empate, aos 54 minutos. No jogo seguinte, no Estádio das Antas, foi derrotado por 3-1 pelo Real Madrid. Costinha marcou o primeiro golo de novo, aos sete minutos. Helguera empatou em 28 minutos; Solari aos 37 minutos e Zidane aos 67 marcou o terceiro do Real Madrid. Depois de obter apenas um ponto nos dois primeiros jogos, o Porto obteve três vitórias consecutivas garantindo assim o seu lugar nos oitavos-de-final.

Três vitórias, duas contra o Marselha e uma contra o Partizan, segurou o Porto para os oitavos-de-final, antes do último jogo da fase de grupos, que resultou num empate em Madrid. Nas oitavos-de-final, o Porto defrontou o Manchester United.A equipa portuguesa venceu por 2-1 em casa e conseguiram qualificar-se nos minutos finais da segunda mão, quando Costinha marcou o golo do empate perto do tempo complementar resultando num empate a uma bola em Old Trafford. Nos quartos-de-final, o Porto defrontou uma equipa francesa pela segunda vez na competição: uma vitória de 2 a 0 em casa e um empate a dois golos em França colocaram o Lyon fora da competição. Na Semi-final, o Porto jogou contra o Deportivo La Coruña, vencendo no agregado por 1-0.

França Monaco Fase Portugal Porto
Adversário Resultado Fase de Grupos Adversário Resultado
Países Baixos PSV Eindhoven 2–1 (F) 1ª Jornada Sérvia e Montenegro Partizan 1–1 (F)
Grécia AEK Athens 4–0 (C) 2ª Jornada Espanha Real Madrid 1–3 (C)
Espanha Deportivo La Coruña 0–1 (F) 3ª Jornada França Marseille 3–2 (F)
Espanha Deportivo La Coruña 8–3 (C) 4ª Jornada França Marseille 1–0 (C)
Países Baixos PSV Eindhoven 1–1 (C) 5ª Jornada Sérvia e Montenegro Partizan 2–1 (C)
Grécia AEK Athens 0–0 (F) 6ª Jornada Espanha Real Madrid 1–1 (F)
Grupo C
Time J V E D GP GC SG Pts
França Monaco 6 3 2 1 15 6 +9 11
Espanha Deportivo La Coruña 6 3 1 2 12 12 0 10
Países Baixos PSV Eindhoven 6 3 1 2 8 7 +1 10
Grécia AEK Athens 6 0 2 4 1 11 −10 2
Classificação final Grupo F
Time J V E D GP GC SG Pts
Espanha Real Madrid 6 4 2 0 11 5 +6 14
Portugal Porto 6 3 2 1 9 8 +1 11
França Marseille 6 1 1 4 9 11 −2 4
Sérvia e Montenegro Partizan 6 0 3 3 3 8 −5 3
Adversário Agregado Casa Fora Fase final Adversário Agregado Casa Fora
Rússia Lokomotiv Moscow 2–2 (GF) 1–2 (F) 1–0 (C) Oitavos de final Inglaterra Manchester United 3–2 2–1 (C) 1–1 (F)
Espanha Real Madrid 5–5 (GF) 2–4 (F) 3–1 (C) Quartos de final França Lyon 4–2 2–0 (C) 2–2 (F)
Inglaterra Chelsea 5–3 3–1 (C) 2–2 (F) Semifinal Espanha Deportivo La Coruña 1–0 0–0 (C) 1–0 (F)

Legenda: (C) casa; (F) fora

Partida[editar | editar código-fonte]

Detalhes[editar | editar código-fonte]

26 de maio de 2004 Monaco França 0 - 3 Portugal FC Porto Arena AufSchalke, Gelsenkirchen
20:45
Carlos Alberto Gol marcado aos 39 minutos de jogo 39', Deco Gol marcado aos 26 minutos de jogo 26', Alenichev Gol marcado aos 30 minutos de jogo 30' Público: 74.000
Árbitro: Dinamarca Kim Milton Nielsen
G 30 Itália Flavio Roma
Z 4 Argentina Hugo Ibarra
Z 27 França Julien Rodriguez
Z 32 França Gaël Givet Substituído após 72 minutos de jogo 72'
Z 3 França Patrice Evra
MC 14 França Édouard Cissé Substituído após 64 minutos de jogo 64'
MC 7 Argentina Lucas Bernardi
MC 15 Grécia Akis Zikos
RW 8 França Ludovic Giuly (c) Substituído após 23 minutos de jogo 23'
A 25 França Jérôme Rothen
CA 10 Espanha Fernando Morientes
Substituições:
G 29 Senegal Tony Sylva
A 19 França Sébastien Squillaci Entrou em campo após 72 minutos 72'
M 6 República Checa Jaroslav Plašil
M 35 Noruega Hassan El Fakiri
A 9 Croácia Dado Pršo Entrou em campo após 23 minutos 23'
M 18 República Democrática do Congo Shabani Nonda Entrou em campo após 64 minutos 64'
M 24 Togo Emmanuel Adebayor
Treinador:
França Didier Deschamps
AS Monaco vs Porto 2004-05-26.svg
G 99 Portugal Vítor Baía
Z 22 Portugal Paulo Ferreira
Z 2 Portugal Jorge Costa (c) Penalizado com cartão amarelo após 77 minutos 77'
Z 4 Portugal Ricardo Carvalho
Z 8 Portugal Nuno Valente Penalizado com cartão amarelo após 29 minutos 29'
M 6 Portugal Costinha
M 23 Portugal Pedro Mendes
M 18 Portugal Maniche
A 10 Portugal Deco Substituído após 85 minutos de jogo 85'
M 19 Brasil Carlos Alberto Penalizado com cartão amarelo após 40 minutos 40' Substituído após 60 minutos de jogo 60'
M 11 Brasil Derlei Substituído após 78 minutos de jogo 78'
Substituições:
G 1 Portugal Nuno
M 5 Portugal Ricardo Costa
M 17 Portugal José Bosingwa
A 3 Portugal Pedro Emanuel Entrou em campo após 85 minutos 85'
A 15 Rússia Dmitri Alenichev Entrou em campo após 60 minutos 60'
LD 9 Lituânia Edgaras Jankauskas
LD 77 África do Sul Benni McCarthy Entrou em campo após 78 minutos 78'
Treinador:
Portugal José Mourinho

Homem do jogo:

Portugal Deco (Porto)

Árbitros assistentes:

Dinamarca Jens Larsen (Dinamarca)

Dinamarca Jørgen Jepsen (Dinamarca)

Quarta oficial:

Dinamarca Knud Erik Fisker (Dinamarca)

Regras de correspondência

  • 90 minutos.
  • 30 minutos do golo de ouro, de prata, fase de tempo extra, se necessário.
  • Penalties, se se mantiver o empate.
  • Sete nomeados substitutos.
  • No máximo três substituições.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Primeiro tempo[2][3]
Estatística As Monaco Porto
Golos marcados 0 1
Remates 1 2
Remates à baliza 0 1
Posse de bola 54% 46%
Cantos 1 2
Faltas cometidas 7 6
Foras de jogo 7 3
Cartões amarelos 0 2
Cartões vermelhos 0 0
Geral
Estatística As Monaco Porto
Golos marcados 0 3
Remates 8 6
Remates à baliza 0 4
Posse de bola 55% 45%
Cantos 7 4
Faltas cometidas 17 20
Foras de jogo 19 11
Cartões amarelos 0 3
Cartões vermelhos 0 0

Veja também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. «Tactical Lineups – Final – Saturday 28 May 2016» (PDF). UEFA.org. Union of European Football Associations. 28 de maio de 2016. Consultado em 28 de maio de 2016. 
  2. «Relatório em tempo integral» (PDF). Union of European Football Associations (UEFA) 
  3. «Estatísticas resumidas do jogador» (PDF). Union of European Football Associations (UEFA) 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]