Home on the Range (filme)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Home on the Range
O Paraíso da Barafunda (PT)
Nem que a Vaca Tussa (BR)
Poster oficial do filme
 Estados Unidos
2004 •  cor •  76 min 
Direção Will Finn
John Sanford
Roteiro Will Finn
John Sanford
Elenco Roseanne Barr
Judi Dench
Cuba Gooding, Jr.
Randy Quaid
Jennifer Tilly
Steve Buscemi
Género Animação
Comédia
Aventura
Lançamento Estados Unidos 2 de Abril de 2004
Brasil 9 de Julho de 2004
Portugal 5 de Agosto de 2004
Idioma Inglês
Página no IMDb (em inglês)

Home on the Range (Nem Que a Vaca Tussa (título no Brasil) ou O Paraíso da Barafunda (título em Portugal)), é um filme de animação de 2004, produzido pelos estúdios da Walt Disney. O filme é o 45ª longa-metragem de animação do estúdio. Seu nome original vem da música country e hino do estado norte-americano do Kansas, "Home on the Range".

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

No Velho Oeste, um trio de vacas - a aventureira e mal-educada Maggie, a boa e rígida Sra. Calloway e a despreocupada e ingênua Grace - tem de capturar um ladrão infame de gado, o Alamenda Slim , a fim de conseguir dinheiro para salvar sua fazenda antes do leilão da mesma. Como Grace coloca, "Quem é melhor para pegar um ladrão de gado do que uma vaca?". Auxiliando-as na sua busca há o coelho amalucado Lucky Jack, um cachorro rabugento, mas um cavalo egoísta e garanhão chamado Buck, que ansiosamente tenta trabalhar a serviço de Rico, um famoso caçador, que busca a glória para si mesmo, além do prêmio que estão oferecendo por Alameda Slim.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Personagem Elenco original Estados Unidos Elenco brasileiro Brasil Elenco português Portugal
Maggie Roseanne Barr Cláudia Rodrigues Ana Bola
Sra. Caloway Judi Dench Fernanda Montenegro Ermelinda Duarte
Grace Jennifer Tilly Isabela Garcia Carla de Sá
Buck Cuba Gooding Jr. Marcelo Garcia Jorge Mourato
Alameda Slim Randy Quaid Mauro Ramos Fernando Luís
Pearl/Pérola Carole Cook Ruth Gonçalves Cláudia Cadima
Sheriff Sam Brown Richard Riehle Telmo Perle Münch Luís Mascarenhas
Rico Charles Dennis Luiz Carlos Persy João Craveiro
Rusty G.W. Bailey Ednaldo Lucena Carlos Macedo
Lucky Jack Charles Haid Mário Monjardim Pedro Pinheiro
Jab the Goat Joe Flaherty Francisco José Luís Lucas
Bois Dennis Weaver Guilherme Briggs João Lagarto
Wesley Steve Buscemi Júlio Chaves Paulo Oom
Audrey Estelle Harris Mabel Cezar Rita Ribeiro
Ollie Charlie Dell Carlos Eduardo Rui Unas
Junior Lance LeGault Ricardo Telles Carlos Sebastião
Larry Marshall Efron Carlos Alberto Rui Paulo
Porquinho 1 Keaton Savage Leonan Esteves Jasmim Castro
Porquinho 2 Ross Siamanteris Bernardo Coutinho Filipe Feio

Outras Vozes:Júlio Chaves as Patrick, Nair Amorim as Annie.

Canções "Little Patch of Heaven" e "Will the sun ever shine again" são cantadas na versão portuguesa por Raquel Ferreira.

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O filme começou sua pré-produção após o lançamento de Pocahontas, clássico Disney de 1995. Em agosto de 2000, o filme foi anunciado como Sweating Bullets — literalmente, "Suando Balas" — e tinha a estréia prevista para 2003. O título foi alterado para Home on the Range em abril de 2002, e o ano de lançamento foi adiado para 2004.

Originalmente era previsto para novembro 2003, como citado acima, mas problemas graves de história e produção forçaram os Estúdios Disney, em 2002, a trocar a data de estréia do filme das vacas com Irmão Urso, este sim deveria estrear apenas em 2004. O estúdio quebrou uma longa tradição de lançar filmes nas férias escolares americanas, lançando Nem Que a Vaca Tussa num atípico mês de abril, no qual os rendimentos obviamente nem de longe se igualariam a um mês de recesso escolar. Há especulações de que tenha sido sabotagem de Michael Eisner, C.E.O. da empresa à época, para "provar" que o público já não estava interessado em animações a lápis. No ano seguinte, a Disney lançaria O Galinho Chicken Little, seu primeiro filme totalmente computadorizado.

Animações[editar | editar código-fonte]

Antes do lançamento do longa-metragem em questão, a Disney declarou que este seria seu último no estilo tradicional, usado há mais de sete décadas na empresa. É claro que os filmes do estúdio sempre empregaram efeitos computadorizados para complementar a animação tradicional, mas a intenção, desde o fracasso de Planeta do Tesouro (2002) era de fato trocar a animação manual pela computadorizada, a começar com O Galinho Chicken Little — que deveria ter sido feito em animação convencional, mas teve sua técnica trocada depois da infame decisão da Disney de abandonar o lápis e papel. Pouco a pouco, artistas 2D foram sendo demitidos, até que sobrassem os que aprenderam a animar pelo computador. No entanto, após a aquisição da Pixar por parte dos Estúdios Disney, no início de 2006, John Lasseter e Edwin Catmull, que agora estavam na chefia do setor de animação do estúdio do Mickey Mouse, decidiram que se deveria retomar a animação tradicional. Houve muito trabalho em recontratar parte dos animadores que foram demitidos em anos anteriores. Começou, então, a produção de A Princesa e o Sapo (lançado em 2009). 

Lançamento[editar | editar código-fonte]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

O filme teve um orçamento de cerca de US $ 110 milhões, fazendo um bilheterias dos EUA bruto de $50,026,353, e um mundial bruto de $76,482,461. O filme foi um fracasso comercial, depois de uma longa seqüência de decepções de bilheteria da Walt Disney.[1]

Critica[editar | editar código-fonte]

Rotten Tomatoes informou que 55% dos críticos deram opiniões positivas com base em 118 avaliações. De acordo com o site Metacritic, a média do filme foi de 50%, com base em 30 avaliações.

O site brasileiro CineClick relatou que "o longa-metragem é uma animação cheia de comédia e personagens carismáticos. Segundo eles não é uma obra prima e nem vai ficar na história do cinema com alguns outros trabalhos da Disney". A critica Angélica Bito falou que "poucas coisas interessam, além disso, quando se trata de um desenho da Disney". [2]

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Home on the Range: An Original Walt Disney Records Soundtrack
Trilha Sonora de Vários Artistas
Lançamento 30 de março de 2004 (2004-03-30)
Gravadora(s) Walt Disney Records,
Produção Alan Menken
Glenn Slater
Cronologia de Vários Artistas
Último
Brother Bear
(2003)
Chicken Little
(2005)
Próximo

Home on the Range: An Original Walt Disney Records Soundtrack é uma trilha sonora produzida pela Walt Disney Records, para o filme de 2004 o Home on the Range, um filme de animação. O album contém música escrita por Alan Menken e Glenn Slater, e canções vocais realizados por Randy Quaid, Bonnie Raitt, Tim McGraw. O álbum foi lançado em 30 de março de 2004.

Lista de faixas[editar | editar código-fonte]

Edição americana
N.º Título Intérprete(s) Duração
1. "(You Ain't) Home On The Range"   Coro 1:13
2. "Little Patch of Heaven"   k.d. lang 2:45
3. "Yodel-Adle-Eedle-Idle-Oo"   Randy Quaid & Coro 2:43
4. "Will The Sun Ever Shine Again"   Bonnie Raitt 2:36
5. "(You Ain't) Home On The Range (Echo Mine Reprise)"   Coro 1:01
6. "Wherever The Trail May Lead"   Tim McGraw 3:33
7. "Anytime You Need A Friend"   The Beu Sisters 3:21
8. "Cows In Town / Saloon Song" (Instrumental) Alan Menken 1:09
9. "On the Farm" (Instrumental) Menken 2:40
10. "Bad News" (Instrumental) Menken 4:16
11. "Storm and the Aftermath" (Instrumental) Menken 3:06
12. "Cows to the Rescue" (Instrumental) Menken 3:08
13. "Buck" (Instrumental) Menken & Glenn Slater 2:16
14. "My Farm Is Saved / Little Patch of Heaven (Finale)"   Menken & k.d. lang 2:28
15. "Anytime You Need a Friend"   Menken 2:35
Edição brasileira
N.º Título Intérprete(s) Duração
1. "Morar no Sertão"   Coro 1:13
2. "Pedacinho do Céu"   Taryn Szpilman 2:45
3. "Iôdel-Êidel-Ídol-Áidol-U"   Mauro Ramos, Carlos Gesteira, Claudio Galvan 2:43
4. "Vai o Sol Outra Vez Brilhar"   Szpilman 2:36
5. "Morar no Sertão (Reprise Mina do Eco)"   Coro 1:01
6. "Wherever The Trail May Lead"   Tim McGraw 3:33
7. "Anytime You Need A Friend"   The Beu Sisters 3:21
8. "Vacas na Cidade / Canção do Bar" (Instrumental) Alan Menken 1:09
9. "Na Fazenda" (Instrumental) Menken 2:40
10. "Más Notícias" (Instrumental) Menken 4:16
11. "Temporal e Colheita" (Instrumental) Menken 3:06
12. "Vacas no Resgate" (Instrumental) Menken 3:08
13. "Buck" (Instrumental) Menken & Glenn Slater 2:16
14. "Minha Fazenda Está Salva / Pedacinho do Céu (Final)"   Menken & Szpilman 2:28
15. "Anytime You Need a Friend"   Menken 2:35

Estreias[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. AdoroCinema. Nem Que a Vaca Tussa: Bilheteria. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  2. Cine Click. Critica Nem que a vaca tussa. Página visitada em 9 de outubro de 2012

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Brother Bear
Lista de filmes da Disney
2004
Sucedido por
Chicken Little