Destiny (jogo eletrônico)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Destiny
Desenvolvedora Bungie
Publicadora(s) Activision
Compositor(es) Martin O'Donnell
Michael Salvatori
Paul McCartney[1] [2]
Motor motor caseiro[3]
Umbra 3[4]
Plataforma(s) PlayStation 3
PlayStation 4[5]
Xbox One[6]
Xbox 360
Data(s) de lançamento
  • WW 9 de Setembro de 2014[7]
Gênero(s) Role playing de acção, Tiro em primeira pessoa, mundo aberto
Modos de jogo Um jogador, multijogador
Mídia Disco óptico, distribuição digital

Destiny é um videojogo de tiro na primeira pessoa com elementos de um role playing game de acção, jogado em mundo aberto num ambiente "mítico de ficção cientifica",[8] actualmente em produção pela Bungie.[9] Destiny é o primeiro de uma série de videojogos a serem editados como parte de um acordo de publicação de dez anos da Bungie com a Activision. Destiny vai ser editado em 9 de Setembro de 2014 para PlayStation 3,[10] PlayStation 4,[5] Xbox 360 e Xbox One.[6] Foi dada uma demonstração durante a conferencia de imprensa da Sony na E3 2013.[11] Foi anunciado que a PlayStation 4 é a plataforma base de Destiny. Uma versão beta esteve aberta de 17 a 27 de Julho de 2014 e teve a participação de mais de 4,6 milhões de jogadores.[12]

O CEO da Activision Blizzard, Bobby Kotick, afirmou que espera que Destiny seja "a nova PI de videojogos mais vendida de sempre".[13]

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

A Bungie tem realçado que o universo de Destiny será "vivo". Os eventos podem acontecer no jogo sem serem necessariamente controlados pelos produtores, tal irá criar uma experiência dinâmica na produção para a Bungie e uma experiência de jogo dinâmica para os jogadores. O estilo do jogo tem sido descrito como um first person shooter sempre online que incorpora elementos de jogos em massively multiplayer online (MMO), no entanto a Bungie tem evitado definir Destiny como um jogo em estilo com os tradicionais jogos MMO.[14] Em vez disso, o jogo tem sido referido como um "shooter de mundo-compartilhado,"[15] porque tem em falta muitas das características de um jogo MMO tradicional. Por exemplo, em vez de os jogadores serem capazes de ver e interagir com todos os outros jogadores no jogo ou num servidor específico — como em muitos dos MMO convencionais — Destiny cria jogos no imediato, permitindo aos jogadores ver e interagir apenas com outros jogadores com quem estão "combinados" pelo jogo.[14]

Destiny incorpora um novo motor de jogo que permite que iluminações globais e luzes dinâmicas em tempo real ocorram juntos. Uma inovação na tecnologia da Bungie, que foi a espinha dorsal no sistema criação de jogos online na série Halo, irá permitir criar melhores jogos e fazer uma experiência mais natural no multijogador, tanto no modo cooperativo como no modo competitivo.[16]

Os jogadores têm a oportunidade de criar um personagem, escolhendo tanto a raça como a classe. Ao contrário da raça, a escolha da classe tem um efeito enorme sobre a forma como Destiny é jogador e na progressão do personagem. Cada classe tem o seu próprio 'foco', uma habilidade especial que pode ser usada em missões cooperativas e em torneios competitivos. Estas habilidades podem ser ofensivas, defensivas ou melhorias na equipa de três homens do jogador. A mais eficiente habilidade destes focos é a 'super', um movimento especifico que um Guardião pode usar em batalha. Cada super pode ser melhorada.[17]

Premissa[editar | editar código-fonte]

"Tudo mudou com a chegada do Viajante. Marcou a Era Dourada quando a nossa civilização se espalhava pelo Sistema Solar, mas não durou muito. Algo nos atingiu. Os sobreviventes criaram uma cidade por baixo do Viajante, e começaram a explorar os nossos mundos antigos, apenas para encontrarem inimigos mortais. Tu és o Guardião da última cidade segura na Terra, capaz de exercer um enorme poder. Defende a Cidade. Derrota os nossos inimigos. Reclama o que perdemos. Fracassa e a última luz da nossa civilização irá se apagar.
Sê bravo."
Descrição oficial da Bungie.[18]

Destiny decorre num período de setecentos anos no futuro, num ambiente pós-apocalíptico, depois de um enorme período de prosperidade na exploração, paz e de avanços tecnológicos; tal período ficou conhecido como a Era Dourada.[19] Num universo onde os humanos se espalharam e começaram a colonizar planetas no Sistema Solar, um evento conhecido como "o Colapso" fez as colónias desaparecerem misteriosamente, pondo um fim à Era Dourada, e colocando a humanidade muito perto da extinção. Os únicos sobreviventes conhecidos do Colapso vivem na Terra, salvos pelo "Viajante": um corpo celestial branco e esférico, cuja aparência tem séculos, ainda antes de ser permitido aos humanos alcançar as estrelas.[20] "O Viajante" agora flutua sobre a única cidade humana existente, e a sua presença permite aos "Guardiões da Cidade" — os últimos defensores da raça humana — a habilidade de ter um poder desconhecido.

Após a primeira tentativa da humanidade de repovoar e reconstruir após o colapso, descobriu-se que as raças alienígenas hostis têm ocupado as ex-colónias e civilizações da humanidade e estão agora a tentar invadir a Cidade. O jogador assume o papel de um Guardião da Cidade, e é encarregue de investigar e destruir essas ameaças antes que a humanidade fique completamente exterminada.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Destiny centra-se ao redor da história dos Guardiões, os últimos defensores da humanidade, destinados a proteger a ultima cidade na Terra. Os Guardiões estão divididos em três raças distintas: Humanos, Despertos e Exos[21] . Os Humanos são descritos como sendo relacionáveis​​, resistentes e descomplicados. A Bungie inspirou-se nos militares, nos atletas profissionais e nos heróis de acção para criar a raça Humana. Os Despertos são descritos como exóticos, lindos e misteriosos e foram inspirados em elfos, vampiros, fantasmas e anjos. Os Exos são descritos como sinistros, poderosos e incansáveis. Os Exos foram inspirados nos mortos-vivos, em Master Chief de Halo e no personagem titulo de The Terminator.[22] [23] [24]

Os jogadores também podem escolher uma "classe" juntamente com a raça. Existem três classes em Destiny: Hunters (caçadores), Warlocks (feiticeiro) e Titans (titãs). Os Hunters são uma classe baseada em reconhecimento, pretendendo ser uma reminiscência do clássico "caçador de recompensas". Bungie usou como influências Han Solo de Star Wars e personagens de filmes clássicos western, como por exemplo o Pistoleiro sem Nome, interpretado por Clint Eastwood. Os Warlocks combinam armas com os poderes especiais do "Viajante", e são uma espécie de "bruxos do espaço". A classe Warlock é influenciada pelos Jedi Knights da série Star Wars, Gandalf da série The Lord of the Rings e Morpheus dos filmes The Matrix. os Titans, que usam armas pesadas e ataques de corpo a corpo têm a intenção de ser reminiscentes do clássico "soldado do futuro". Os Titans foram inspirados no personagem Master Chief da série Halo, os Stormtroopers de Star Wars e outros "militares espaciais" da ficção cientifica.[22] [23] [24] Os jogadores são acompanhados por Ghosts, um robot com voz de Peter Dinklage.[25]

Os personagens jogáveis são uma combinação das raças dos Guardiões com as classes.[22] [23] [24]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Algumas ideias para o desenvolvimento de Destiny foram exibidas no documentário do 20º aniversário da Bungie, O Brave New World. O nome "Tiger" foi usado inicialmente, mas informações recentes informam que o nome do novo projeto é "Destiny". O nome "Tiger" foi apresentado por Jason Jones no documentário. Ele disse no vídeo, "Uma das razões de Tiger ser tão intrigante para tantas pessoas no estúdio é que está alcançando os jogadores de uma maneira que nunca vimos antes."[26] O escritor da Bungie Joseph Staten falou sobre o jogo: "Nós nos sentimos responsáveis não apenas por contar uma estória isolada, mas por construir um universo que em algum ponto irá tornar-se mais dos fãs do que nosso. Algo que terá uma vida própria."[27] O produtor executivo Joseph Tung também adicionou, "Acredito que será algo que mudará os jogos de uma forma como Halo também o fez."[26]

Em 27 de novembro de 2012, a IGN revelou detalhes da estória e arte conceitual de Destiny, vazadas de um documento preparado por uma agência de publicidade.[28] Mais tarde no mesmo dia, a Bungie lançou uma imagem de Destiny no próprio website.[28] [29]

A 17 de Fevereiro de 2013, a Bungie lançou um documentário em video revelando mais informação sobre Destiny e algumas das ideias chave por detrás do jogo,[30] [19] incluindo a filosofia da companhia dos "sete pilares", identificando os sete elementos da produção que adoptaram para tornar o jogo o mais apetecível possível a uma vasta audiência,[30] [19] dando uma ênfase particular ao tornar o jogo acessível ao jogador casual, jogadores novatos e fãs do género.[8]

O jogo foi confirmado primeiro para PlayStation 4 e PlayStation 3 durante o evento de revelação da PS4 a 20 de Fevereiro de 2013. A Bungie também já revelou que as versões PS3 e PS4 terão conteúdo exclusivo.[31] Mais tarde foi confirmado que o jogo também será editado para Xbox 360 e Xbox One.[32]

Também foram revelados planos para incorporar média social em Destiny, permitindo aos jogadores manterem-se ligados uns aos outros mesmo quando estão offline. Como o universo em-jogo está num estado de mudança perpétua, a Bungie está a explorar o potencial de se usar uma aplicação móvel para manter os jogadores informados sobre novas missões e sobre o que os seus amigos estão a fazer no jogo.[8]

A 11 de Abril de 2014, Bungie terminou o contrato com o seu compositor de longa data, Martin O'Donnell. Os fãs ficaram preocupados se a ausência de O'Donnell poderia afectar a música de Destiny, no entanto, Pete Parsons da Bungie confirmou que a música já estava feita e que a ausência de O'Donnell não iria afectar a produção do jogo.[33] A 28 de Abril de 2014, a Bungie anunciou via Twitter que a plataforma base para a produção era a PlayStation 4.[34]

De acordo com o CEO da Activision, Robert A. Kotick, o orçamento para o marketing e produção de Destiny é de $500 milhões, o que ultrapassa Grand Theft Auto V como o jogo mais dispendioso de sempre,[35] no entanto, tal foi subsequentemente negado por Pete Parsons da Bungie, que numa entrevista disse que o preço de produção do jogo não chega nem perto do valor estimado.[36]

Na Electronic Entertainment Expo 2014, a 9 de Junho, a Bungie anunciou uma versão alpha do jogo para PlayStation 4, que esteve aberta de 12 a 16 de Junho. Também foi revelada a versão beta que esteve aberta para as plataformas PlayStation a partir de 17 de Julho de 2014, e a 23 de Julho para as consolas Xbox, com final a 27 do mesmo mês.[37] [38] O objectivo da Bungie é fazer com que Destiny tinha uma resolução nativa de 1080p tanto na Xbox One como na PlayStation 4.[39] No entanto foi confirmado que a versão beta para Xbox One não teve resolução de 1080p, apenas a terá no lançamento oficial do jogo. Já a versão PS4 da beta correu a 1080p.[40] A Activision referiu que a beta de Destiny teve a participação de mais de 4,6 milhões de jogadores.[41] [42]

A Sony Computer Entertainment anunciou que Destiny é um exclusivo PlayStation no Japão.[43] [44]

Marketing e lançamento[editar | editar código-fonte]

Destiny será editado mundialmente para PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox One e Xbox 360 a 9 de Setembro de 2014.[7] A Sony criou uma parceria com a Bungie por forma a trazer temporariamente conteúdo exclusivo para as consolas PlayStation.[45] O conteúdo inclui um mapa ("Exodus Blue"), uma missão cooperativa até três jogadores ("Dust Palace Strike") e várias armas, armaduras e naves para as várias classes do jogo.[46] A Sony Japão anunciou para aquele território um pacote especial que inclui uma cópia do jogo e uma PlayStation 4 de cor branca com o logótipo oficial de Destiny.[47]

Edições especiais[editar | editar código-fonte]

A 7 de Julho de 2014 a Bungie revelou as Edições Especiais de Destiny: a “Ghost Edition”, a “Limited Edition” e a “Digital Guardian Edition”. A “Ghost Edition” inclui uma caixa de metal com uma cópia do disco do jogo, um manual com notas "escritas à mão", mapa das estrelas estilo antigo, um portefólio Guardian, 4 cartões postais da Idade de Ouro, um passe para a Expansão de Destiny (válido para a Expansão I e II), conteúdos Digitais da Edição de Coleccionador (uma skin Ghost, um emblema e uma skin para uma nave) e uma réplica em tamanho real do robô Ghost, completa com luzes e alguns dos diálogos de Peter Dinklage. A “Limited Edition” tem os mesmos conteúdos da “Ghost Edition”, excepto a réplica do robô Ghost. A “Digital Guardian Edition”, contém alguns bónus para usar em jogo, as duas expansões e os conteúdos digitais da “Ghost Edition”.[38] [48] [49]

As versões PlayStation têm conteúdos adicionais temporariamente exclusivos para as Expansões I e II.[38] [48] [49]

Referências

  1. Sinclair, Brendan (7-7-2012). Paul McCartney working with Bungie. GameSpot. Página visitada em 7-7-2012.
  2. Ben Hanson (18-12-2013). Music Of The Spheres: The Collaborative Soundscape Of Destiny. Game Informer. Página visitada em 19-12-2013.
  3. Orry, James. Destiny graphics engine is good for 10 years, says Bungie.
  4. New light shed on next Bungie engine.
  5. a b Phillips, Tom (21 February 2013). Bungie shooter Destiny to get exclusive content on PlayStation • News •. Eurogamer.net. Página visitada em 21 February 2013.
  6. a b Matt Bertz. The Official List Of Confirmed Xbox One Games. Game Informer. Página visitada em 22-5-2013.
  7. a b Luís Alves (7-12-2013). Destiny ganha data de lançamento. Eurogamer. Página visitada em 9-12-2013.
  8. a b c McCaffery, Ryan. "Bungie's Destiny: A Land of Hope and Dreams", IGN, 17-2- 2013. Página visitada em 23-2-2013.
  9. Press Release (2011-08-04). Bungie Project (untitled). IGN. Página visitada em 2011-08-08.
  10. Jorge Loureiro (18-2-2013). Destiny confirmado para PS3, Xbox 360 e consolas da próxima geração. Eurogamer. Página visitada em 18-2-2013.
  11. Long, Neil (11-6- 2013). E3 2013: Bungie debuts Destiny gameplay, confirms 2014 release. Future plc 'Edge'. Página visitada em 17-6-2013.
  12. Gonçalves, Anibal (30-7-2014). BETA DE DESTINY COM A PARTICIPAÇÃO DE MILHÕES. IGN Portugal. Página visitada em 30-7-2014.
  13. Jake Smith (8-2-2014). Activision expecting Bungie's Destiny to be 'best-selling new video game IP in history'. Pocket-lint. Página visitada em 10-2-2014.
  14. a b Good, Owen. Bungie Reveals its Destiny in This Documentary. Kotaku Kotaku.com. Página visitada em 25-2-2013.
  15. Goldfard, Andrew (21-2-2013). Destiny Coming to PlayStation 4 IGN. Página visitada em 23-2-2013.
  16. Bugie's Destiny: A Land of Hope and Dreams IGN.COM, Ryan McCaffrey, 17 de Fevereiro de 2013
  17. Yesika Reyes (12-5-2014). Destiny: Classes, Focus, and Supers Details. Gameranx. Página visitada em 13-5-2014.
  18. Bungie.net: Destiny. Bungie.net. Página visitada em 18-2-2013.
  19. a b c Destiny ViDoc - Pathways out of Darkness. GameSpot (17-2-2013). Página visitada em 18-2-2013.
  20. Background. Bungie destinythegame.com. Página visitada em 23-2-2013.
  21. Nos Erguemos Novamente. Bungie. Página visitada em 23-7-2014.
  22. a b c Andrew Dyce (4-4-2013). Bungie Talks ‘Destiny’ Playable Races, Character Classes. GameRant. Página visitada em 17-10-2013.
  23. a b c Wesley Yin-Poole (4-4-2013). Destiny: character classes, races and... #TeamTigerMan. Eurogamer. Página visitada em 17-10-2013.
  24. a b c Chris Holzworth (4-4-2013). Destiny Dev Talks Inspirations, Races and Classes. Electronic Gaming Monthly. Página visitada em 17-10-2013.
  25. Kirk Hamilton (16-6-2014). Peter Dinklage’s Destiny Performance Is…Not Great. Kotaku. Página visitada em 18-7-2014.
  26. a b Fred Dutton (2011-08-04). Documentário da Bungie mostra projeto Tiger (em Inglês). Eurogamer. Página visitada em 2012-11-29.
  27. Jim Reilly (2011-08-04). Novas dicas para o próximo jogo da Bungie (em Inglês). IGN. Página visitada em 2012-11-29.
  28. a b Goldfarb, Andrew (2012-11-27). Vazamento de detalhes da história e arte conceitual de Destiny (em Inglês). IGN. Página visitada em 2012-11-29.
  29. Dague, David (2012-11-27). Bem, isso simplesmente aconteceu... de novo. (em Inglês). Bungie. Página visitada em 2012-11-29.
  30. a b Destiny reveal tweet. Twitter DestinyTheGame Twitter (12-2-2013). Página visitada em 12-2-2013.
  31. Harold Ryan (20-2-2013). Destiny Coming to PS3 and PS4 With PlayStation-Exclusive Content. PlayStation.Blog. Página visitada em 2-10-2013.
  32. Craig Lloyd (20-2-2013). Activision and Bungie show off Destiny for PS4. SlashGear. Página visitada em 2-6-2013.
  33. Wesley Yin-Poole (17-4-2014). Bungie insists Destiny remains on track despite composer exit. Eurogamer. Página visitada em 19-5-2014.
  34. Sehran Shaikh (28-4-2014). New Destiny Info: PS4 lead platform, Accusation of Favoring Playstation Over Xbox, new screens, playable at E3 2014 & more. Gamepur. Página visitada em 19-5-2014.
  35. Eddie Makuch (6-5-2014). Activision investing $500 million for Bungie's Destiny. GameSpot. Página visitada em 19-5-2014.
  36. RON DUWELL (1-7-2014). Bungie Says Destiny Cost Nowhere Near $500 Million, Decade Long Story Planned. TechnoBuffalo. Página visitada em 18-7-2014.
  37. MITCH DYER (9-6-2014). E3 2014: DESTINY BETA COMING TO PS4 THIS SUMMER. IGN. Página visitada em 19-6-2014.
  38. a b c d e f RYAN MCCAFFREY (7-7-2014). DESTINY BETA DATES ANNOUNCED, COLLECTOR'S EDITIONS REVEALED AND UNBOXED -- IGN FIRST. IGN. Página visitada em 7-7-2014.
  39. Fingas, Jon. 'Destiny' runs at a higher resolution on Xbox One thanks to Kinect changes. http://www.engadget.com/.+Página visitada em 7-7-2014.
  40. Bhat, Keshav. Destiny beta on Xbox One will not be running at 1080p, will reach 1080p by launch. http://thedestinyblog.com/.+Página visitada em 17-7-2014.
  41. Adolfo Soares (30-7-2014). Beta de Destiny com 4.6 milhões de jogadores. Eurogamer. Página visitada em 30-7-2014.
  42. Sal Romano (30-7-2014). 4.6 million people played the Destiny beta. Gematsu. Página visitada em 1-8-2014.
  43. Eddie Makuch (17-6-2014). Destiny Exclusive to PS3, PS4 In Japan. GameSpot. Página visitada em 23-6-2014.
  44. Mike Rose (17-6-2014). Bungie's Destiny is a PlayStation exclusive in Japan. GamaSutra. Página visitada em 23-6-2014.
  45. Jorge Loureiro (23-6-2014). Destiny com conteúdos exclusivos PlayStation até outubro de 2015. Eurogamer. Página visitada em 23-6-2014.
  46. Sid Shuman (16-6-2014). Destiny’s PlayStation-Exclusive Content Detailed. PlayStation.Blog. Página visitada em 19-6-2014.
  47. Tom Phillips (18-7-2014). Sony reveals special edition The Last of Us and Destiny-themed PS4 consoles. Eurogamer. Página visitada em 18-7-2014.
  48. a b c d e DeeJ (7-7-2014). First Look: Destiny Collectors’ Editions. PlayStation.Blog. Página visitada em 7-7-2014.
  49. a b c d e Luís Alves (7-7-2014). Reveladas Edições Coleccionador e a data da Beta de Destiny. Eurogamer. Página visitada em 7-7-2014.

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]