Matrix

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de The Matrix)
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
The Matrix
Matrix (PT/BR)
 Estados Unidos
 Austrália

1999 • cor • 136 min 
Direção Andy Wachowski
Larry Wachowski
Produção Joel Silver
Coprodução Dan Cracchiolo
Produção executiva Bruce Berman
Andrew Mason
Barrie M. Osborne
Erwin Stoff
Andy Wachowski
Larry Wachowski
Roteiro Andy Wachowski
Larry Wachowski
Elenco Keanu Reeves
Laurence Fishburne
Carrie-Anne Moss
Hugo Weaving
Joe Pantoliano
Género Ação
Ficção científica
Idioma Inglês
Música Don Davis
Direção de arte Hugh Bateup
Michelle McGahey
Direção de fotografia Bill Pope
Figurino Kym Barrett
Edição Zach Staenberg
Estúdio Village Roadshow
Distribuição Warner Bros. Pictures
Lançamento Estados Unidos 31 de Março de 1999
Austrália 8 de Abril de 1999
Brasil 21 de maio de 1999
Orçamento US$ 63 milhões
Receita US$ 463.517.383
Cronologia
Último
Último
Matrix Reloaded (2003)
Próximo
Próximo
Página no IMDb (em inglês)

Matrix é uma produção cinematográfica estado-unidense e australiana de 1999, dos gêneros ação e ficção científica, dirigido pelos irmãos Wachowski e protagonizado por Keanu Reeves e Laurence Fishburne.

Lançado em março de 1999, Matrix custou 65 milhões de dólares e rendeu mais de 456 milhões. Matrix Reloaded, lançado em maio de 2003, custou 127 milhões, mas já faturou mais 740 milhões e entrou para a lista dos filmes mais vistos da história. A continuação foi também o primeiro filme a arrecadar mais de 100 milhões em um único final de semana. Só no Brasil, mais de 5 milhões de pessoas foram ao cinema prestigiar a segunda parte da trilogia.

Matrix foi escrito como uma trilogia (Matrix, Matrix Reloaded, Matrix Revolutions). Todos os filmes viraram sucesso de bilheteria. Os fãs do estilo cyberpunk consideram a trilogia inteira uma obra prima. Matrix é uma obra de arte multimídia, a história inteira do universo Matrix está presente nos 3 filmes, em 9 desenhos animados, chamados Animatrix (o primeiro desenho conta uma história que se passa entre o primeiro e o segundo filme da trilogia), em histórias em quadrinhos (lançadas apenas nos Estados Unidos) e no jogo Enter the Matrix(que completa a história do filme Matrix Reloaded).

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Thomas A. Anderson é um entre os milhões de seres humanos adormecidos. Neuralmente conectado à Matrix, ignorava que o mundo em que vivia é diferente do que parece. Nesse mundo simulado, ele vive uma vida dupla. Nas suas atividades legais, ele é um tranquilo programador para a "respeitável companhia de software" Metacortex. Mas Anderson também é um hacker de computador, que penetra em sistemas de computador ilegalmente e rouba informações, sob o seu apelido hacker de "Neo". Durante a sua vida como um hacker, Anderson descobre algo conhecido apenas como a "Matrix". E é descrita por Morpheus como uma vaga intuição de que Neo teve durante toda a sua vida: "que há algo de errado com o mundo".

Durante os anos anteriores aos acontecimentos de Matrix, Anderson gasta o seu tempo tentando encontrar um homem: um suposto "terrorista" conhecido apenas como Morpheus. Mas o que Anderson não sabe é que Morpheus o tem observado por um longo período de tempo.

Morpheus identifica Anderson como sendo a pessoa dentro da Matrix a quem ele acredita ser o escolhido (The One). Mas as máquinas têm escutas telefónicas, e Anderson é encontrado, quase que simultaneamente, pelos letais Agentes da Matrix. Os Agentes são programas que tem aparência humanoide de agentes do governo FBI na realidade simulada. Eles entram na Matrix, conforme necessário, a fim de protegê-la, matando qualquer homem que ouse interferir com ela ou tente conhecer sua verdadeira natureza.

Anderson é conectado por Morpheus, mas logo em seguida é capturado pelos Agentes. O Agente Smith lê com atenção um arquivo sobre Thomas A. Anderson. Recusando-se a cooperar com os agentes, ele tem um software eletrônico (backdoor) implantado no centro do seu corpo simulado pela Matrix, a fim de que seus atos possam ser monitorados e os que procuram fazer contato a partir do mundo livre possam ser rastreados e destruídos. No entanto, eles têm a sua importância subestimada. Ele é contatado por Trinity, a backdoor é removida e Neo é levado até Morpheus.

Thomas A. Anderson, que eles chamam pelo nome de Neo, é oferecida a opção de se manter na sua vida cotidiana, ou ver à realidade e aprender o que é a Matrix. Aceitando aprender mais sobre a Matrix, ele toma uma droga (comumente chamada de "pílula vermelha") destinada a perturbar o seu corpo neuralmente conectado à Matrix, e acorda desorientado e alarmado para se encontrar fraco, sem pelos, e nu em uma cápsula de líquido ligado a muitos fios. Como as Máquinas não têm uso para seres humanos despertos, ele é varrido automaticamente para o esgoto bruto para ser transformado em nutrientes, que é onde Morpheus e Trinity o resgatam e conduzem à rebelião.

As aventuras de Neo começam logo após ele ser resgatado e seu corpo recuperado dos anos de vida na usina. Depois que Neo recupera a sua consciência e é capaz de andar, Morpheus diz a verdade sobre a Matrix, sobre o mundo real e sobre o destino da humanidade. De primeira, Neo recusa-se a acreditar nele, mas finalmente percebe que a Matrix não é real e que não podia voltar atrás, não importa quanto queira. Depois de se recuperar do seu choque inicial, Morpheus também conta a Neo sobre a profecia do escolhido (the One) e de sua crença de que Neo é esse homem. No dia seguinte, Neo começa sua "formação", tornando-se especialista em muitas formas de combate, simplesmente carregando vários programas de treinamento diretamente em seu cérebro. Ele também recebe novas instruções de Morpheus, de como "libertar sua mente" e quão perigosos os agentes da Matrix podem ser.

Depois de alguns dias a bordo da Nabucodonozor, Neo é levado para conhecer a Oráculo, que tem o poder de previsão no mundo simulado. Ela lhe diz que ele tem o "dom", mas parecia estar à espera de alguma coisa - "Sua próxima vida, talvez. Quem sabe?" Neo acredita que a Oráculo lhe diz que ele não é o escolhido. A Oráculo porém avisa-o de que um evento virá onde ele terá que escolher entre a sua própria vida ou a de Morpheus, e que um deles vai morrer.

Em seu caminho de volta para o telefone, o grupo da nave de Morpheus é traído por seu companheiro, Cypher, que fez uma acordo com os Agentes de entregar Morpheus em troca de ser re-conectado a Matrix. Na batalha, Morpheus é capturado e detido pelos agentes dentro da Matrix, enquanto que Cypher matava os integrantes da nave um por um, mas quando Cypher estava prestes a matar Neo desconectando seu corpo com sua mente ainda na Matrix, ele foi morto pelo piloto da nave, que sobreviveu à sua traição. Neo e Trinity sabem que os agentes pretendem usar Morpheus para dizer-lhes o acesso aos códigos da mainframes de Zion, a última cidade humana onde os humanos ainda podem nascer livres. A princípio eles decidem tomar o curso de ação mas seguro, desconectando-o enquanto ele ainda estava preso na Matrix, assim, causando a sua morte. Então Neo percebe que este era o evento que a Oráculo tinha-lhe dito, ele decide, então, deve ir salvar Morpheus. Com Trinity ao seu lado, Neo luta a sua maneira através da pesadamente armada tropa de guardas que estava estacionada em todo o edifício. Ele chega ao telhado do edifício só para ser confrontado pelo Agente Jones. Neo descarrega dois pentes de balas sobre Jones só para ver como os Agentes se esquivam delas sem esforço. Mas uma vez Jones retorna fogo, Neo revela-se capaz de se esquivar das balas de uma forma que só Agentes eram capazes de fazer e aproveitando a distração do Agente com a surpresa de ver um humano ser tão rápido quanto eles, Trinity dá um tiro a queima-roupa na cabeça de Jones, conseguindo assim eliminá-lo. Em seguida, usando uma metralhadora, Neo e Trinity salvam Morpheus com sucesso no piso do edifício em que ele estava. Tendo acabado de concluir com êxito a missão de salvamento num edifício protegido por guardas fortemente armados e agentes, um feito nunca antes alcançado, Morpheus leva isso como provas que Neo é, na verdade o escolhido (The One), questionando Trinity, "Você acredita agora?". Morpheus explica a Neo que a Oráculo disse: "exatamente o que você necessitava ouvir, isto é tudo." Mais adiante, ele completa: "Neo, em breve você vai perceber como eu, que há uma diferença entre conhecer o caminho, e seguir este caminho".

Atingindo a linha de conexão, Morpheus e Trinity regressam ao mundo real, mas Neo é impedido pelo Agente Smith. Em vez de correr, Neo decide lutar com Smith. Neo habilmente combate Smith, quase demonstrando ter o mesmo nível de habilidade do Agente, algo considerado impossível para seres humanos. No final, Neo é capaz de vencê-lo, atirando-o na frente de um trem. Smith então, assume o corpo do condutor e sai da estação. Percebendo que se tratava de uma luta que não poderia vencer, Neo corre.

Neo é perseguido por Smith e seus companheiros Agentes, mas Neo é capaz de despistá-los e atingir a linha de conexão, só que acaba caindo em uma emboscada e é fatalmente atingido pelo Agente Smith. Quando isso acontece a uma pessoa conectada neuramente dentro da realidade simulada da Matrix, seu corpo fora da Matrix também morre. Trinity, vendo o corpo de Neo morrer com seu espírito ainda no Matrix, diz ao seu corpo que ele não pode morrer e que a Oráculo tinha anunciado que ela se apaixonaria pelo escolhido (The One). Ele se levanta, e os agentes, atordoados, tentam atirar novamente. Ele levanta a sua mão e as balas param, suspensas no meio do ar e, em seguida, caem no chão. Então ele olha a sua volta e percebe que ele pode ver o código da Matrix que cria a tudo ao seu redor. Acreditando mais plenamente no seus recém descobertos poderes, ele sem esforço ressaca os golpes do Agente Smith antes de mergulhar no próprio corpo do Agente para destruí-lo por dentro.

Neo é então visto deixando uma mensagem para as máquinas via telefone, uma advertência a elas, de que ele vai se opor as máquinas, libertando tantas mentes humanas quanto for possível.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Revolução ou concatenação?[editar | editar código-fonte]

Um produto da estética pós-moderna, Matrix faz uma espécie de bricolagem de vários elementos: filmes de ficção científica (The Terminator, Metrópolis), animes (Akira, Serial Experiments Lain, Ghost in the Shell), H.Q.s(Os Invisíveis), filosofia (Platão, Descartes, etc.), religião (Budismo Tibetano, Messianismo Judaico-Cristão), literatura cyberpunk (Neuromancer, de William Gibson) e etc.[1]

Para criar a mitologia da série, os irmãos Wachowski se inspiraram em obras literárias, filosóficas, históricas e religiosas. Algumas referências são bem diretas: o coelho branco que serve de sinal para Neo descobrir o mundo da Matrix, por exemplo, foi extraído do clássico infantil Alice no País das Maravilhas, do inglês Lewis Carroll. Também aparece o ensaio Simulacros e simulação, do filósofo francês Jean Baudrillard.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Recepção da crítica[editar | editar código-fonte]

The Matrix tem aclamação por parte da crítica especializada. Com o Tomatometer de 87% em base de 139 críticas, o Rotten Tomatoes chegou ao consenso: "Uma engenhosa combinação de ação de Hong Kong, inovador Hollywood FX e uma visão imaginativa". Por parte da audiência do site tem 85% de aprovação.[3]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Oscar (1999) (EUA)

4 vitórias de 4 indicações[4]
  • Oscar para Melhores Efeitos Visuais - John Gaeta, Janek Sirrs, Steve Courtley e Jon Thum
  • Oscar para Melhor Edição - Zach Staenberg
  • Oscar para Melhor Edição de Som - Dane A. Davis
  • Oscar para Melhor Mixagem de Som - John T. Reitz, Gregg Rudloff, David E. Campbell e David Lee

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

Broom icon.svg
Seções de curiosidades são desencorajadas pelas políticas da Wikipédia.
Ajude a melhorar este artigo, integrando ao corpo do texto os itens relevantes e removendo os supérfluos ou impróprios.
  • O Oráculo, personagem vivido pela atriz Gloria Foster, teve destaque nos dois primeiros filmes da série, porém no terceiro filme Matrix Revolutions a atriz que fazia o Oráculo foi substituída pois Gloria Foster morreu de diabetes no final das filmagens da segunda aventura.
  • A cantora americana Aaliyah, que interpretaria a personagem Zee em Matrix Reloaded, perdeu a vida num acidente aéreo.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Bem-vindo à Matrix, Super Interessante
  2. The Matrix (em português) Inter Filmes. Visitado em 30 de janeiro de 2014.
  3. The Matrix (em inglês) Rotten Tomatoes. Visitado em 30 de janeiro de 2014.
  4. The 72nd Academy Awards (2000) Nominees and Winners oscars.org. Visitado em 22 de maio de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Matrix
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Matrix