STS-88

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
STS-88
Insígnia da missão
Estatísticas da missão
Ônibus espacial Endeavour
Base de lançamento 39-A
Lançamento 4 de dezembro de 1998
Aterrissagem 15 de dezembro de 1998
Duração 11d 19h 18min 47s
Altitude orbital 320 km
Distância percorrida 4.7 milhões de milhas(7,600,000 km)
Imagem da tripulação
STS-88 crew.jpg
Navegação
Último
Último
STS-95 STS-95
STS-96 STS-96
Próximo
Próximo

STS-88 foi a primeira e histórica missão do programa do ônibus espacial, em dezembro de 1998, a dar início na órbita terrestre à construção da Estação Espacial Internacional (Internacional Space Station – ISS), ao utilizar o ônibus espacial Endeavour para conectar o módulo norte-americano Unity ao módulo russo Zarya, lançado por foguetes do Cosmódromo de Baikonur, no Casaquistão, em novembro do mesmo ano.

Tripulação[editar | editar código-fonte]

Parâmetros da missão[editar | editar código-fonte]

Missão[editar | editar código-fonte]

Endeavour sendo lançado para missão STS-88
O Unity e o Zarya conectados pela STS-88 e flutuando no espaço: o início da ISS.

A missão de sete dias teve seu grande momento quando os dois módulos foram conectados no espaço e duas caminhadas no espaço foram necessárias para ligar a energia e a transmissão de dados entre eles. O Unity foi a primeira unidade da ISS colocada no espaço por um ônibus espacial, então a nave Endeavour. A conexão foi completada com a nave, após uma série de manobras e rotações no espaço comandadas pelo astronauta Robert Cabana, voando a cerca de 10m de distância do Zarya, que foi capturado pelo braço mecânico canadense da espaçonave, operado pela astronauta Nancy Currie e ligado ao adaptador pressurizado do Unity, que por sua vez estava conectado ao ônibus espacial.

Após a conexão, os astronautas Ross e Newman, em duas caminhadas espaciais, fizeram a ligação de todos os sistemas vitais de energia dos dois módulos, tornando-os operativos. No dia 11 de dezembro os astronautas visitaram os módulos por dentro, ligando os sistemas de comunicações que os puseram em contato com os controladores de voo na Terra. Refletindo o espírito de cooperação entre as duas nações na construção da maior estação orbital da história, o astronauta Robert Cabana e o cosmonauta Sergei Krikalev, integrante da tripulação da Endeavour, abriram juntos as escotilhas do Unity e flutuaram juntos para dentro da estação, seguidos pelos demais tripulantes. Uma hora depois, os dois juntos abriram as escotilhas do Zarya, conectado ao Unity, e deram início a uma nova era na exploração espacial.

Suprimentos e equipamentos foram alocados no Zarya, visando a visita que seria feita por outra missão em maio de 1999 e, principalmente, o início da ocupação permanente da estação pela Expedição 1, em janeiro de 2000. Após as tarefas, as escotilhas de ambos os módulos foram lacradas e a Endeavour desconectou-se dos módulos, deixando-os sem tripulação e flutuando juntos e unidos no espaço.

Caminhadas espaciais[editar | editar código-fonte]

EVA # Astronautas Início (UTC) Fim (UTC) Duração
EVA 1
Jerry Ross
James Newman
7 de Dezembro
22:10
8 de Dezembro
05:31
7 horas, 21 minutos
Começar a instalação do Unit
EVA 2
Ross
Newman
9 de Dezembro
20:33
10 de Dezembro
03:35
7 horas, 02 minutos
Continuar a instalação do Unit
EVA 3
Ross
Newman
12 de Dezembro
20:33
13 de Dezembro
03:32
6 horas, 59 minutos
Completar a instalação do Unit

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por
STS-95
Programa de ônibus espaciais
Sucedido por
STS-96