Discovery (ônibus espacial)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NOTA: Para outros resultados sobre "Discovery", veja Discovery (desambiguação).
Discovery
Space Shuttle na torre.jpg
OV-103
País  Estados Unidos
Status Descomissionado
Primeiro Voo STS-41-D
30 de agosto de 1984
05 de setembro de 1984
Último Voo STS-133
24 de fevereiro de 2011
09 de março de 2011
Número de Missões 39
Tripulantes 252
Tempo em órbita 365 dias, 12 horas, 53 minutos, 34 segundos
Número de órbitas 5.830
Distância percorrida 238.539.663 km
Satélites lançados 31
incluindo o Telescópio Hubble
Acoplagens na Mir 1
Acoplagens na ISS 13

Discovery (designação do veículo orbital: OV-103) é um dos três últimos Ônibus espaciais (em Portugal: Vaivém espacial) que constituem a frota de veículos tripulados da NASA. Os outros dois são o Atlantis e o Endeavour. Realizou seu primeiro voo em 1984, tornando-se o terceiro vaivém espacial em serviço. Após as tragédias com o Challenger e o Columbia passou a ser o mais antigo. O Discovery é também o recordista em número de voos, realizou uma grande gama de missões entre elas o acoplamento na MIR, na Estação Espacial Internacional, colocação de satélites e reparos no Telescópio espacial Hubble. Fez seu último pouso em 9 de março de 2011.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O nome Discovery, tem origem no navio que acompanhou James Cook na sua terceira e última grande viagem[2] , embora exista quem defenda que este nome foi inspirado na nave presente no filme 2001: Odisseia no Espaço.

Foi este Space Shuttle que lançou o Telescópio Espacial Hubble e também a sonda espacial Ulysses.

Discovery em órbita.

Este também, por duas vezes, reiniciou as actividades extra-planetárias da NASA. Primeiro em 1988, após o trágico acidente que destruiu a Challenger, em 1986. Em 2005, ele foi novamente lançado para reiniciar as actividades da NASA, na Estação Espacial Internacional em 26 de Julho de 2005, depois do acidente que destruiu o Columbia e vitimou os seus sete tripulantes. Ainda foi o primeiro a ser lançado a noite depois do desastre do Columbia. A descolagem que lançou para o espaço a missão STS-114 foi monitorizada de perto, e um vídeo revelou detritos acoplados na fuselagem do avião oriundos do tanque de combustível. Apesar de não ter danificado o Space Shuttle, a NASA quis aproveitar para testar a capacidade de reparação da própria nave em órbita. A nave tinha data prevista para aterrar no dia 8 de Agosto. No entanto, isso não se verificou devido ao mau tempo. A Discovery acaba de aterrissar no dia 10 de Agosto, na base aérea de Edwards, nos Estados Unidos.

Lançamentos[editar | editar código-fonte]

O Discovery foi lançado 39 vezes. Tendo completado mais de 365 dias no espaço, 5 830 órbitas e 238 milhões Km percorridos.

O último lançamento aconteceu no dia 24 de fevereiro de 2011 rumo à Estação Espacial Internacional o qual retornou no dia 9 de março.

Tabela de voos realizados[editar | editar código-fonte]

Ano Dia Designação descrição
1984 30 de Agosto STS-41-D Multiplo lançamento de comsats
1984 8 de Novembro STS-51-A Multiplo lançamento de comsats
1985 24 de Janeiro STS-51-C Lançamento do Satélite Magnum
1985 12 de Abril STS-51-D Multiplo lançamento de comsats
1985 17 de Junho STS-51-G Multiplo lançamento de comsats
1985 27 de Agosto STS-51-I Multiplo lançamento de comsats
1988 29 de Setembro STS-26 Lançamento de TDRS
1989 13 de Março STS-29 Lançamento de TDRS
1989 22 de Novembro STS-33 Lançamento do Satélite Magnum
1990 24 de Abril STS-31 Lançamento do Telescópio Espacial Hubble
2009 29 de Agosto STS-128 Abastecimento e Reparos na Estação Espacial

Renovação[editar | editar código-fonte]

A NASA, pretende aposentar toda a sua frota até o término de 2011. O Discovery será o primeiro ônibus espacial a ser retirado de serviço, após a missão STS-133. O último será o Atlantis, em Junho de 2011, após a missão STS-135 [3] .

Os ônibus espacias serão substituídos, por volta de 2014, pelos novos veículos de exploração da NASA: ÓRION, sendo propulsionados pelos foguetes ARES.

Despedida[editar | editar código-fonte]

A última viagem do Discovery encerrou-se em 9 de Março de 2011. Durante os sete dias, 23 horas e 55 minutos que as escotilhas da nave ficaram abertas, acoplada à Estação Espacial Internacional (ISS), a nave desembarcou e foi realizada a instalação de mais de cinco toneladas de material transportado.

Referências

  1. BBC Brasil. Ônibus espacial Discovery faz último pouso após 27 anos de serviço. Página visitada em 9 de março de 2011.
  2. http://noticias.terra.com.br/educacao/vocesabia/noticias/0,,OI4959362-EI8399,00-Por+que+o+onibus+espacial+Discovery+tem+esse+nome.html
  3. NASA: "Consolidated Launch Manifest". Página visitada em 24 de fevereiro de 2011, em inglês. [1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Discovery (ônibus espacial)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre exploração espacial é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.