Candy/Molly's Lips

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


"Candy/Molly's Lips"
Single de The Fluid e Nirvana
Lançamento Janeiro de 1991
Formato(s) Vinil de 7"
Gravação 1990
Gênero(s) Grunge, Rock alternativo
Duração 2:00
Gravadora(s) Sub Pop
Composição Eugene Kelly; Frances McKee
Cronologia split singles de Nirvana
"Here She Comes Now/Venus in Furs"
(1991)

"Candy/Molly's Lips" é um split-single das bandas americanas The Fluid e Nirvana, lançado apenas em vinil, em janeiro de 1991 pela Sub Pop. O compacto inclui duas faixas ao vivo: "Candy", da banda The Fluid, e "Molly's Lips", um cover da banda Vaselines tocado pelo Nirvana.

O single[editar | editar código-fonte]

A canção "Candy" apareceu pela primeira vez no EP Glue da banda The Fluid, lançado em 1990. O EP foi relançado em CD em 1993, junto com o álbum Roadmouth da banda, de 1989.

"Molly's Lips" foi gravada ao vivo no dia 9 de fevereiro de 1990 no Pine Street Theatre, em Portland, Oregon (EUA). A canção foi escrita pela banda escocesa The Vaselines, e, de acordo com o integrante da banda Eugene Kelly, é sobre Molly Weir, provavelmente por causa de seu personagem na série de TV Rentaghost, Hazel McWitch, tipicamente aparecer com o rosto branco e lábios enfaticamente vermelhos. De acordo com a biografia Come As You Are: A História do Nirvana, de Michael Azerrad, publicada em 1993, o vocalista e guitarrista do Nirvana se opôs ao lançamento da faixa, achando que não era uma boa versão. Entretanto, o compacto constituia parte do contrato da banda com a gravadora Sub Pop.

Uma remixagem dessa versão de "Molly's Lips" foi incluída na versão deluxe do álbum Bleach, lançada em 2009, em que inclui na íntegra a apresentação na qual a canção foi executada.

Faixas[editar | editar código-fonte]

A. "Candy" (live) - The Fluid

B. "Molly's Lips" (live) [Eugene; Frances] - Nirvana

Legado[editar | editar código-fonte]

O single foi lançado apenas em vinil de 7" ,em quantidade limitada de 7.500 cópias, em 1991. As primeiras 4.000 cópias foram prensadas em vinil verde marmóreo e as demais 3.000, em vinil preto. Há versões falsificadas do vinil preto, mas podem ser distinguidas da real pelo seu número de matriz. A versão de "Molly's Lips" era exclusiva do single, até que foi relançada da versão deluxe de Bleach, em 2009. O single é o lançamento mais famoso da banda The Fluid, pelo fato de ter sido divido com o Nirvana, o que os expôs a um público maior.

Versões ao vivo de Molly's Lips[editar | editar código-fonte]

Além dessa versão de 1990, o Nirvana tocou a canção ao vivo várias vezes em concertos de 1989 a 1993. Em 23 de agosto de 1991, foi tocada ao vivo com a participação do compositor da canção, Eugene Kelly dos Vaselines, no Reading Festival de 1991, em Reading, Berkshire (Inglaterra). Foi tocada novamente com a participação de Kelly no dia 5 de dezembro de 1991 em Londres (Inglaterra). Em ambas as ocasiões, Cobain e Kelly dividiram os vocais.

Versão de estúdio de Molly's Lips[editar | editar código-fonte]

O Nirvana gravou uma versão de estúdio da canção na BBC Radio 1, para John Peel, em outubro de 1990, que apareceu no EP Hormoaning e em seguida foi incluída na coletânea Incesticide. Esta versão foi também lançada como single promocional no Brasil em 1992, para promover o álbum Incesticide.