Eder Citadin Martins

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Eder Citadin
Eder Citadin
Eder em 2012.
Informações pessoais
Nome completo Eder Citadin Martins
Data de nasc. 15 de novembro de 1986 (34 anos)
Local de nasc. Lauro Müller (SC), Brasil
Nacionalidade brasileira
italiana[1]
Altura 1,79 m
destro
Apelido Ederinho
Informações profissionais
Clube atual São Paulo
Número 23
Posição atacante
Clubes de juventude
2003–2005 Criciúma
Clubes profissionais
Anos Clubes
2004–2005
2005–2007
2007
2007–2009
2009–2010
2010–2011
2011–2012
2012–2016
2016–2018
2018–2020
2021–
Criciúma
Empoli
Frosinone (emp.)
Frosinone
Empoli
Brescia (emp.)
Cesena
Sampdoria
Internazionale
Jiangsu Suning
São Paulo
Seleção nacional
2015– Itália

Eder Citadin Martins (Lauro Müller, 15 de novembro de 1986) é um futebolista brasileiro de ascendência italiana[1] que atua como atacante. Atualmente está no São Paulo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Eder nasceu no Brasil, mas tem dupla nacionalidade, brasileira e italiana, porque seu bisavô Giovanni Battista Righetto nasceu em Nove, na província de Vicenza, e com apenas treze anos de idade emigraram para o Brasil, no ano de 1891.[2][3]

A origem de seu nome é uma homenagem a Éder Aleixo de Assis, atacante da Seleção Brasileira de Futebol na Copa do Mundo FIFA de 1982.[4]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Frosinone[editar | editar código-fonte]

Eder foi contratado por empréstimo pelo Frosinone após o Empoli contratá-lo junto ao clube do Criciúma. Em 2008 transferiu-se ao Frosinone para a disputa da Serie B da Itália.

Empoli[editar | editar código-fonte]

Na temporada 2009–10, de volta ao Empoli, foi artilheiro na série B com 27 gols.[5]

Brescia e Cessena[editar | editar código-fonte]

Em 20 de agosto de 2010, Éder acertou sua ida para o Brescia por empréstimo para a temporada.[6] Anotou apenas seis gols em 35 jogos e, no dia 13 de julho de 2011, foi vendido para o Cesena, onde permaneceu por uma temporada.

Sampdoria[editar | editar código-fonte]

Fez parte do elenco que levou o time genovês ao retorno na Série A , além de se tornar ídolo do clube, jogando 136 partidas e 49 gols pelo clube.[7]

Inter de Milão[editar | editar código-fonte]

Sua boa atuação na Sampdoria despertou interesse da Inter de Milão, time para o qual atuou em duas temporadas.

No dia 2 de novembro de 2017, renovou seu contrato com a Inter até 2021.[8] Ao sair da Inter, Éder entrou no top 10 de brasileiros com mais gols na história do Campeonato Italiano, com 60 gols, ficando em 9° lugar.[7]

Jiangsu Suning[editar | editar código-fonte]

Em 13 de julho de 2018, acertou sua ida para o futebol chinês, sendo contratado pelo Jiangsu Suning, assinando por 3 anos.[9]

São Paulo[editar | editar código-fonte]

Em 26 de março de 2021, foi anunciado seu acerto com o São Paulo por 2 anos.[10]

Logo em sua estréia, Éder fez marcando um gol, após fintar 2 jogadores e chutar no canto do goleiro do São Caetano, na vitória por 5 a 1.[11]

Em 20 de abril, marcou seu 2° pelo São Paulo na vitória por 3 a 0 sobre Sporting Cristal, válido pela 1a rodada da Libertadores.[12]

Seleção Italiana[editar | editar código-fonte]

Estreou pela Seleção Italiana principal em 28 de março de 2015 contra a Bulgária, em partida válida pelas Qualificações para a Eurocopa 2016, marcando um dos gols do empate em 2–2. Foi convocado por Antonio Conte para a disputa da UEFA Euro 2016.[13] Fez seis gols em sua passagem pela Nazionale, sendo o mais importante deles o marcado na vitória sobre a Suécia, que garantiu a passagem da seleção Italiana para as oitavas da Euro. [14]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Jiangsu Suning
São Paulo

Referências

  1. a b «Il revival dell'oriundo» (em italiano). Il Post. 24 de março de 2015 
  2. «Eder, le radici venete e i peccati del web - Sport - Il Mattino di Padova» (em italiano). Il Mattino di Padova. 4 de abril de 2015. Consultado em 19 junho de 2016 
  3. «L'azzurro Eder orgoglio novese «Lo aspettiamo»» (em italiano). IL Giornale di Vicenza. 19 de junho de 2016. Consultado em 17 de julho de 2016 
  4. «Samp padrona del proprio destino, ma Eder avvisa i blucerchiati: "I playoff vanno ancora conquistati, dobbiamo mantere alta la guardia"» (em italiano). goal.com. 4 de maio de 2012. Consultado em 24 março 2015 
  5. «Martins Citadin Eder, dai gol con la maglia dell'Empoli alla rete decisiva agli Europei in Italia-Svezia». Empoli Channel (em italiano). 17 de junho de 2016. Consultado em 27 de abril de 2021 
  6. «Ufficiale: Eder è un giocatore del Brescia». Brescia Calcio (em italiano). 20 de agosto de 2010. Consultado em 24 de agosto de 2010 
  7. a b «Novo reforço do São Paulo, Éder é um dos brasileiros com mais gols na história do Campeonato Italiano». Lance!. Consultado em 27 de abril de 2021 
  8. «OFICIAL: Eder Martins renova pelo Inter de Milão». pt.besoccer.com. Consultado em 27 de abril de 2021 
  9. «OFICIAL: Éder troca Inter de Milão pelo Jiangsu Suning». Maisfutebol. Consultado em 27 de abril de 2021 
  10. «São Paulo acerta a contratação de Éder, atacante que defendeu a Itália na Euro de 2016 - Gazeta Esportiva». www.gazetaesportiva.com. Consultado em 26 de março de 2021 
  11. «Eder estreia com gol no São Paulo e se junta a grupo de Adriano Imperador, Washington, Calleri e Daniel Alves». ESPN.com. 11 de abril de 2021. Consultado em 12 de abril de 2021 
  12. «Com grande atuação, São Paulo bate Sporting Cristal por 3 a 0 em estreia na Libertadores». Lance!. Consultado em 27 de abril de 2021 
  13. «Euro 2016, la lista di Conte: il solito blocco Juve, bocciate Inter e Milan» (em italiano). Rai News. 31 de maio de 2016 
  14. «Bulgaria-Italia 2-2: Eder al debutto riacciuffa la gara nel finale» (em italiano). Gazzetta dello sport. 28 de março de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons