Brasil 1–0 Colômbia (2017)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Jogo da Amizade
Jogo da amizade.png
Evento
Data 25 de janeiro de 2017
Local Estádio Nilton Santos (Engenhão), Rio de Janeiro
Árbitro ArgentinaARG Jorge Ignacio Baliño
Assistente 1: Argentina Lucas Andres Germanotta
Assistente 2: Argentina Gabriel Alfredo Chade
Público 18.695

O chamado Jogo da Amizade: Brasil x Colômbia, ou simplesmente Jogo da Amizade, é como foi chamada a partida amistosa beneficente de futebol entre as Seleções Nacionais do Brasil e da Colômbia, que foi disputada no dia 25 de janeiro de 2017 como forma de homenagear as vítimas da tragédia envolvendo a Chapecoense.[1]

Idealizado em conjunto pela Confederação Brasileira de Futebol e pela Federação Colombiana de Futebol,[2] a partida teve toda sua renda líquida repassada à Associação Chapecoense de Futebol, que a utilizou integralmente para indenizar os familiares dos jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes que foram vítimas da queda do avião.[3] Por se tratar de um jogo beneficente, a CBF também disponibilizou o que chamou de "ingresso solidário", ao custo de R$ 50,00. O bilhete não deu acesso ao estádio, servindo apenas como modo de contribuição (quem contribuiu recebeu um certificado oficial de participação e agradecimento[4]). O valor arrecadado com ele foi incluso no borderô do jogo.[5] Além disso, diferentemente do que acontece em qualquer jogo da Seleção Brasileira, especialmente se este ocorrer no Brasil, não houve cotas de ingressos para patrocinadores, convidados para a tribuna de honra, cortesias para convidados da CBF e funcionários da entidade que trabalham na partida. Todos os patrocinadores pagaram pelas suas cotas de bilhetes, bem como os demais convidados até do alto escalão da CBF. A entidade entendeu que ceder ingressos para uma partida beneficente, mesmo para patrocinadores oficiais, prejudicaria a imagem do evento.[6]

"O jogo é de uma grandeza muito maior. Tem uma dimensão humana. Algo muito maior que simplesmente competitiva de perder ou ganhar. Se talvez tivesse algum jogo que eu entrasse dentro de campo e que sentisse que não fosse nenhuma das duas equipes vencedora e fosse empate, esse seria o jogo. Porque ele é muito maior. Ele tem uma grandeza muito maior que é humana. Ela não é só do senso competitivo."
Tite, técnico da Seleção Brasileira à época, destacando a dimensão humana desta partida.

Uma curiosidade sobre este jogo é que, mesmo sendo uma partida amistosa marcada fora de uma Data FIFA, ela valeu pontos no Ranking da FIFA. Com a vitória, o Brasil retomou a liderança deste ranking, desbancando a Argentina e acabando com um jejum que perdurava desde maio de 2010.[7]

Cenário Pré-Jogo[editar | editar código-fonte]

Dia 5 de dezembro de 2016, 7 dias após a tragédia com o voo da Chapecoense, foi-se noticiado que a CBF havia doado R$ 5 milhões à Chapecoense, como forma de auxílio ao clube. Além disso, nesta mesma data, foi-se noticiado também que a entidade estava com a intenção de fazer um amistoso entre Brasil e Colômbia para arrecadar mais verba para o clube, mas ainda sem data marcada.[8]

A CBF vai doar R$ 5 milhões. Também deverá acontecer a realização de um jogo amistoso da Seleção Brasileira, ainda sem data marcada, para o início de 2017. Provavelmente será contra a Colômbia. E a renda seria destinada ao clube. É o melhor presente financeiro que poderíamos receber. Pode ser Maracanã ou até Chapecó. Imagine 80 mil pessoas no Maracanã?
Ivan Tozzo, presidente em exercício da Chapecoense, em entrevista coletiva no dia 5 de dezembro de 2016.[8]

A princípio, cogitou-se um jogo entre a Seleção Brasileira e a própria Chapecoense, mas logo se concluiu que um duelo com a Colômbia seria melhor.[9] Os gestos de solidariedade do povo colombiano e do Atlético Nacional, que seria o adversário da Chape na final da Copa Sul-Americana, mas pediu – e foi atendido – à Conmebol que o título fosse dado aos brasileiros depois da tragédia, estimularam a CBF a pensar na partida.[10]

Um dia depois que a ideia do amistoso foi revelada, Ramón Jesurún, presidente da Confederação Colombiana de Futebol, em conversa com o jornal local El Tiempo, disse que não tinha conhecimento de tal amistoso.[11]

No dia 19 de dezembro, a CBF confirmou o amistoso entre Brasil e Colômbia, com toda a renda sendo destinada às famílias dos envolvidos no trágico acidente. Foi confirmado também que a partida será disputada no Estádio Nilton Santos, conhecido como Engenhão, no dia 25 de janeiro de 2017, às 21h45 (de Brasília).[12]

No dia 22 de janeiro de 2017, em entrevista dada para o jornalista Milton Neves, na Rádio Bandeirante, o diretor de seleções do futebol feminino na CBF, Marco Aurélio Cunha, revelou que trabalha para marcar um jogo da seleção feminina contra a Colômbia, na Arena Condá, com a mesma intenção deste jogo.[13]

Transmissão[editar | editar código-fonte]

Como este jogo da Seleção Brasileira foi marcado em caráter extraordinário, fora do contrato da CBF com Globo e SporTV, a cúpula da CBF tomou a decisão de abrir o sinal para todos os interessados, visando assim aumentar a visibilidade da partida.[1]

Conforme noticiado pela revista Veja, inicialmente a CBF tentou vender por cerca de 2 milhões de reais a transmissão com exclusividade do jogo para a Globo, que recusou a proposta. Segundo a revista, incomodada com a atitude da parceira histórica, a cúpula da CBF decidiu retaliá-la com a distribuição do sinal para seus concorrentes.[14] O único pedido da CBF para as emissoras foi para que, caso conseguissem comercializar espaços de publicidade, repassassem parte da verba para a Chape. Embora não fosse uma imposição, a expectativa era de que isso aumentasse consideravelmente o valor das doações.[15]

A própria CBF contratou uma produtora para fazer o amistoso. Assim, o jogo também foi transmitido pela entidade através do Facebook Live.[16]

Das emissoras abertas do Brasil que cobrem todo o território nacional, TV Cultura, Rede Globo, RedeTV, Esporte Interativo, Rede Vida, Rede Bandeirantes, TV Brasil, RIT TV e TV Aparecida transmitiram o jogo. Destas, as 2 últimas, que são canais religiosos, transmitiram um jogo de futebol ao vivo pela primeira vez desde suas respectivas fundações.[17] Porém, a TV Aparecida não exibiu o jogo, sem aviso prévio, por problemas no sinal, por conta da PUC TV Goiás, emissora que iria retransmitir o sinal para a mesma. Sobre a Record, apesar de ela não ter colocado o duelo em seu canal principal, ela o transmitiu na Record News, com narração de Lucas Pereira e comentários de Ricardo Martins.[18]

Já as emissoras abertas do Brasil que cobrem apenas regiões do país, a Amazon Sat e a Rede Meio Norte também transmitiram o jogo.[19]

Com relação aos canais por assinatura, SporTV, ESPN Brasil, Fox Sports, EI Maxx e BandSports também fizeram a transmissão.[18]

Para o exterior, além da Record Internacional, a ESPN transmitiu para os Estados Unidos, a América Latina, Caribe e Oceania, dentre outras emissoras pelo mundo.[18]


Tipo Canal Narrador Comentarista(s)
Canais Abertos TV Cultura Cadu Cortez Vitor Birner e Celso Unzelte
TV Bandeirantes Téo José Neto
RedeTV! Silvio Luiz Juarez Soares
Rede Vida Paulo Júnior André Bastos
TV Brasil Ricardo Mazella Márcio Guedes
TV Aparecida (não exibiu por problemas no sinal da PUC TV Goiás) Ronair Mendes Evandro Gomes e André Isac
RIT TV Anderson Cheni Rogério Voltan
Record News Lucas Pereira Ricardo Martins
Esporte Interativo André Henning Vitor Sérgio Rodrigues e Mauro Beting
Rede Globo Galvão Bueno e Rafael Henzel Casagrande, Júnior e Leonardo Gaciba
Rede Meio Norte Rogério Ribeiro Francinito Loureiro e Marcos Monturil
Amazon Sat Amarildo Silva Gabriel Seixas e Eduardo Monteiro de Paula
Canais Fechados SporTV Luiz Carlos Júnior Muricy Ramalho e Lédio Carmona
ESPN Brasil Paulo Andrade Leonardo Bertozzi
Fox Sports Nivaldo Prieto Paulo Vinícius Coelho e Carlos Eugenio Simon
EI Maxx André Henning Vitor Sérgio Rodrigues e Mauro Beting
BandSports Oliveira Andrade Denílson e Velloso
Internet e Aplicativos Site da CBF, via Facebook Live Felipe Santos Marcos Paulo Ribeiro
GloboEsporte.com
Globo Play
SporTV Play
WatchESPN
Band TV
Fox Sports Play
BandSports TV
  • Fonte:Site Natelinha.com.br[17]

Convocações[editar | editar código-fonte]

Como esta partida foi agendada fora da Data FIFA, apenas atletas que atuam no futebol sul-americano foram convocados.[20]

Além dos atletas convocados, Tite, técnico da Seleção Brasileira, convocou também Paulo Paixão, ex-preparador físico da seleção brasileira. O filho dele, Alexandre Paixão, trabalhava na comissão técnica da Chapecoense e foi uma das vítimas da queda do avião.[3]

A convocação da Seleção Brasileira foi realizada no dia 19 de janeiro de 2017, já a convocação da Seleção Colombiana foi realizada nos dias 17 (quando ele chamou 16 nomes)[21] e 22 de janeiro (mais 4 nomes)[22] de 2017. Esta é a relação de convocados de ambas as equipes:

A Partida[editar | editar código-fonte]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Além da convocação de Paulo Paixão, ex-preparador físico da seleção brasileira que teve seu filho morto na tragédia,[3] para trabalhar na delegação da Seleção Brasileira durante o jogo, a CBF convidou os 3 atletas sobreviventes (Neto, Alan Ruschel e Follmann) para serem homenageados no gramado antes do pontapé inicial.[24] A CBF também entrou em contato com familiares das vítimas fatais para que estejam no estádio para acompanhar a partida das tribunas.[24]

Em um cenário todo especial, com efeitos especiais de luz, os 3 atletas e o jornalista Rafael Henzel, também sobrevivente da tragédia, foram saudados pelos torcedores presentes no estádio do Botafogo e causaram uma comoção generalizada. Após o hino da Chapecoense dar o tom, eles foram homenageados com placas e receberam flores das mãos dos jogadores brasileiros. Antes da bola rolar, ainda, já com apenas os jogadores no círculo central, todo o estádio foi convocado para um minuto de aplausos ao invés do silêncio.[7]

Ficha-Técnica[editar | editar código-fonte]

25 de janeiro de 2017 Brasil Brasil 1 – 0 Flag of Colombia.svg Colômbia Estádio Nilton Santos, Rio de Janeiro, Brasil
21h45
Dudu Gol marcado aos 46 minutos de jogo 46' Relatório Público: 18,695
Renda: R$ 1.219.675,00
Árbitro: ArgentinaARG Jorge Ignacio Baliño
Assistente 1: Argentina Lucas Andres Germanotta
Assistente 2: Argentina Gabriel Alfredo Chade
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Brasil
Cores do Time Cores do Time Cores do Time
Cores do Time
Cores do Time
Colômbia
G 1 Weverton
LD 2 Fagner
Z 3 Pedro Geromel Penalizado com cartão amarelo após 33 minutos 33'
Z 4 Rodrigo Caio Penalizado com cartão amarelo após 90 minutos 90'
LE 6 Fábio Santos Substituído após 45 minutos de jogo 45'
V 8 Walace
M 15 Willian Arão Substituído após 45 minutos de jogo 45'
M 10 Lucas Lima Penalizado com cartão amarelo após 48 minutos 48' Substituído após 68 minutos de jogo 68'
A 11 Dudu Substituído após 78 minutos de jogo 78'
A 7 Robinho Capitão Substituído após 45 minutos de jogo 45'
A 9 Diego Souza Substituído após 63 minutos de jogo 63'
Reservas:
G 12 Alex Muralha
G 23 Danilo Fernandes
LD 22 Marcos Rocha
Z 13 Luan Garcia
Z 14 Victor Hugo
LE 16 Jorge Entrou em campo após 45 minutos 45'
V 5 Henrique
M 18 Rodriguinho Entrou em campo após 45 minutos 45'
M 17 Gustavo Scarpa Entrou em campo após 68 minutos 68'
M 21 Camilo Entrou em campo após 78 minutos 78'
M 20 Diego Entrou em campo após 45 minutos 45'
A 19 Luan Entrou em campo após 63 minutos 63'
Treinador:
Brasil Tite
G 1 David González
LD 4 Bocanegra
Z 2 Felipe Aguilar
Z 6 Tesillo
LE 19 Farid Díaz Substituído após 61 minutos de jogo 61'
V 8 Abel Aguilar Penalizado com cartão amarelo Substituído após 68 minutos de jogo 68'
V 11 Mateus Uribe
M 20 Macnelly Torres Substituído após 45 minutos de jogo 45'
M 14 Copete Substituído após 61 minutos de jogo 61'
A 9 Borja Substituído após 68 minutos de jogo 68'
A 10 Téo Gutiérrez Substituído após 45 minutos de jogo 45'
Substituições:
LE Balanta Entrou em campo após 61 minutos 61'
V Cuéllar Entrou em campo após 68 minutos 68'
M Montoya Entrou em campo após 45 minutos 45'
M Hernández Entrou em campo após 61 minutos 61'
A Rangel Entrou em campo após 68 minutos 68'
A Berrío Entrou em campo após 45 minutos 45'
Treinador:
Argentina José Pekerman


Referências

  1. a b uol.com.br/ Após acordo com ESPN, Jogo da Amizade será assistido nos EUA, Oceania e América Latina
  2. esporte.uol.com.br/ CBF convida e "Jogo da Paz" deve contar com sobreviventes da Chape
  3. a b c agenciabrasil.ebc.com.br/ Jogo da Amizade entre Brasil e Colômbia terá renda revertida para a Chapecoense
  4. bandnewsfmrio.com.br/ Jogadores se apresentam nesta terça para Jogo da Amizade
  5. odia.ig.com.br/ Ingressos para Brasil x Colômbia começam a ser vendidos nesta sexta-feira
  6. globoesporte.globo.com/ CBF veta cortesias e vende ingressos até para patrocinadores e tribuna de honra
  7. a b gazetaesportiva.com/ Brasil vence Jogo da Amizade e assume a liderança do ranking da Fifa
  8. a b clicrbs.com.br/ CBF vai doar R$ 5 milhões à Chapecoense e planeja amistoso Brasil x Colômbia
  9. clickpb.com.br/ Secretário da CBF diz que jogo da seleção pela Chapecoense pode ser no dia 22 de janeiro
  10. globoesporte.globo.com/ CBF confirma amistoso entre Brasil e Colômbia para o Estádio Nilton Santos
  11. espn.uol.com.br/ Colômbia desconhece amistoso que CBF quer para ajudar Chapecoense
  12. espn.uol.com.br/ Brasil x Colômbia para ajudar a Chape será no Engenhão e com jogadores "caseiros"
  13. esporte.band.uol.com.br/ Cunha quer jogo da amizade feminino na Arena Condá
  14. veja.abril.com.br/ Amistoso da seleção gera atrito entre Globo e CBF
  15. boainformacao.com.br/ CBF libera transmissão de Jogo da Amizade para todas as emissoras
  16. maquinadoesporte.uol.com.br/ Por visibilidade, CBF cede direitos de TV de Brasil x Colômbia de forma gratuita
  17. a b natelinha.uol.com.br/ Em pool inédito, Jogo da Amizade será transmitido por 14 emissoras
  18. a b c maquinadoesporte.uol.com.br/ Por visibilidade, CBF cede direitos de TV de Brasil x Colômbia de forma gratuita
  19. portalamazonia.com/ Amazon Sat transmite Jogo da Amizade entre Brasil e Colômbia
  20. sportv.globo.com/ Diretor da CBF espera aumento de vendas e convoca torcida para jogo
  21. clicrbs.com.br/ Com sete do Atlético Nacional, Pekerman convoca Colômbia para "Jogo da Amizade"
  22. a b c globoesporte.globo.com/ Colômbia chama Copete, Hernández, Cuéllar e Teo para amistoso com Brasil
  23. globoesporte.globo.com/ Com Robinho e Diego, Tite convoca Seleção para jogo contra a Colômbia
  24. a b globoesporte.globo.com/ Convidados ilustres: CBF quer Ruschel, Follmann e Neto em jogo da Seleção