Fagner (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Fagner Conserva Lemos)
Ir para: navegação, pesquisa
Fagner
Fagner Conserva Lemos.jpg
Fagner pelo PSV
Informações pessoais
Nome completo Fagner Conserva Lemos
Data de nasc. 11 de junho de 1989 (27 anos)
Local de nasc. São Paulo, São Paulo (SP),  Brasil
Nacionalidade Brasil brasileiro
Altura 1,68 m
Destro
Informações profissionais
Período em atividade 2006presente (11 anos)
Clube atual Brasil Corinthians
Número 23
Posição Lateral-direito
Clubes de juventude
1998–2006 Brasil Corinthians
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2006–2007
2007
2007–2008
2009–2012
2012–2013
2013
2014–
Brasil Corinthians
Brasil Vitória (emp.)
Países Baixos PSV Eindhoven
Brasil Vasco da Gama
Alemanha Wolfsburg
Brasil Vasco da Gama (emp.)
Brasil Corinthians
0007 0000(0)
0003 0000(0)
0003 0000(1)
0149 000(14)
0053 0000(2)
0030 0000(0)
0187 0000(7)
Seleção nacional3
2007
2016–
Brasil Brasil Sub-20
Brasil Brasil
0003 0000(0)
0002 0000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 21 de maio de 2017.
3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 28 de março de 2017.

Fagner Conserva Lemos, conhecido apenas como Fagner (São Paulo, 11 de junho de 1989), é um futebolista brasileiro que joga como lateral-direito. Atualmente, joga pelo Corinthians.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Corinthians[editar | editar código-fonte]

O jovem lateral-direito fez sua estreia com apenas 17 anos e ajudou o clube a golear o Fortaleza por 4 a 0, na casa do adversário. Era tido como uma grande revelação da equipe Paulista mas não rendeu o esperado e foi emprestado.

Vitória[editar | editar código-fonte]

Em 2007, foi emprestado ao Esporte Clube Vitória, onde teve poucas oportunidades e também não rendeu o esperado. Muito criticado pela torcida, saiu do clube e foi para o PSV, da Holanda.

PSV[editar | editar código-fonte]

Em seguida transferiu-se ao PSV Eindhoven. Onde ganhou o título do campeonato holandês 2007-08, mas depois de um ano e meio pela equipe sem ter um rendimento esperado, acertou com o Vasco para a disputa do Campeonato Carioca e do Brasileirão da Série B.

Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

Em 2009, foi para o Vasco da Gama. No Vasco da Gama foi campeão da Série B em 2009. Ficou o ano todo como reserva de Paulo Sérgio e cogitou até sair do Vasco depois do Série B, mas permaneceu na equipe carioca.

Em 2010 conseguiu se firmar como titular da equipe depois da saída de Paulo Sérgio para a Portuguesa, tornando-se um dos destaques mesmo com o irregular Campeonato Brasileiro da equipe carioca.

No ano de 2011 teve o melhor momento da carreira formando uma dupla com Éder Luis pela direita que ajudou muito a equipe cruz-maltina. Sendo campeão da Copa do Brasil de 2011 e ficando com o vice-campeonato brasileiro. Ao fim do ano, conquistou o Prêmio Craque do Brasileirão como o melhor jogador da posição. Em 2012 a boa fase continuou e ajudou o Vasco a chegar em duas finais de turno do Campeonato Carioca mas o clube perdeu as duas, ajudou também na Libertadores da América onde o clube chegou as quartas-de-final sendo eliminado pelo Corinthians por 1 a 0.

VfL Wolfsburg[editar | editar código-fonte]

Em julho de 2012, Fagner foi vendido ao VfL Wolfsburg, da Alemanha. No dia 24 do mesmo mês, foi apresentado pelo clube e assinou contrato até 2016. Estreou no dia 26/07 em amistoso frente ao Bayern de Munique, jogo no qual cometeu pênalti e viu seu time perder por 2x1. Porém sua estreia não foi reflexo do seu início no clube. Aperfeiçoando-se ainda mais em desarmes, Fagner começou muito bem. Por diversas vezes esteve na seleção da Bundesliga e foi coroado com presença na seleção da Europa. Porém com a decaída de nível da equipe que já não era das melhores, Fagner começa a perder o alto nível, e chega a ser banco em diversos jogos. Sem espaço e com a intenção de brilhar novamente, Fagner deixa o VfL Wolfsburg e parte retorna ao Brasil.

Retorno ao Vasco da Gama[editar | editar código-fonte]

No dia 18 de julho de 2013, o Vasco da Gama anuncia Fagner por empréstimo até o fim da temporada, com opção de estender o vínculo ou comprá-lo, pegando todos de surpresa visto que a notícia só vazou na imprensa quando o acordo foi fechado. Com diversas propostas de outros times brasileiros, Fagner opta por atuar no clube pelo qual se consagrou e que prega enorme carinho e respeito. Tendo sido eleito o melhor lateral-direito do país pelo clube, sua estreia foi aguardada ansiosamente pelos torcedores. O jogador recebeu a camisa de número 23; camisa usada em toda sua primeira passagem pelo Vasco. Com as irregulares partidas de Nei, Fagner logo virou titular da equipe, mas, após queda de rendimento, o técnico Dorival Júnior o colocou no banco de reservas. Com a saída de Dorival e a chegada de Adilson Batista, Fagner voltou a ter chances entre os titulares. Após amargar outro rebaixamento com o clube, não renovou seu contrato de empréstimo e assim, terminou sua segunda passagem pelo clube cruzmaltino no fim de 2013, retornando então ao VfL Wolfsburg.

Volta ao Corinthians[editar | editar código-fonte]

o VfL Wolfsburg aceitou a proposta do clube alvinegro, e por empréstimo, o jogador retorna ao clube de origem. O empréstimo é sem custos e por uma temporada, e se o jogador agradar, poderá ser comprado ao final da mesma. [1] Depois de ter se destacado na reta final do Brasileirão de 2006, o que o levaria, também, a ser convocado para o Sul-Americano sub-20 do ano seguinte, Fágner deixou o Corinthians e acertou sua ida, à época, para o PSV Eindhoven, da Holanda, Fagner demonstrou certo arrependimento por ter deixado o alvinegro e, portanto, se mostrou feliz pelo retorno. Segundo o próprio: "A gente sabe que o futebol é muito dinâmico. É fácil falar que gostaria de ter estado aqui só nos momentos bons. Eu me arrependi muito, principalmente em 2008, quando voltei do PSV e fiquei três meses parado. Mas, como falei, as coisas são dinâmicas e Deus colocou as pessoas certas na minha vida."[2] Marcou seu primeiro gol com a camisa do Corinthians contra o rival São Paulo, em um jogo válido pelo Campeonato Brasileiro de 2014, encerrando um jejum de 2 anos sem marcar gols. No início de 2015, o Corinthians adquiriu 50% dos direitos econômicos do jogador.[3]

Em 18 de janeiro de 2017, em seu primeiro jogo no ano, levou o clube a final do torneio da Florida Cup de 2017, após a goleada de 4-1 sobre o Vasco da Gama na semi-final. No dia 21 de janeiro jogou a final contra o arquirival São Paulo. O Corinthians perdeu por 4-3 nas penalidades máximas, após o empate de 0-0 no tempo real, perdendo o título do torneio e levando a vice-liderança. Em 01 de fevereiro, o Corinthians realizou um amistoso preparatório contra a Ferroviária para o Campeonato Paulista, Fagner jogou o primeiro tempo e foi substituído no segundo tempo pelo lateral Léo Principe, para realizações de testes do técnico Fábio Carille. O Corinthians venceu o jogo com gol de Marquinhos Gabriel, aos 49 minutos do segundo tempo.

Jogos pelo Corinthians[editar | editar código-fonte]

Expanda a caixa de informações para conferir todos os jogos deste jogador, pelo Corinthians.

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Em abril de 2016, Fagner foi pré-convocado, junto com outros 39 atletas, pelo técnico Dunga, para a Copa América de 2016, a ser disputada nos EUA.[4]

Polêmica[editar | editar código-fonte]

No dia 3 de julho de 2016 o Corinthians enfrentou o Flamengo em um jogo válido pela 13ª rodada do Brasileirão. 9 meses após esse jogo o jogador Ederson do Flamengo ainda não voltou a jogar devido a uma entrada dura que levou do jogador Fagner onde o juiz nem se quer marcou falta e ainda expulsou o técnico do Flamengo.

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 21 de maio de 2017.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais¹
Outros
torneios²
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil Corinthians
2007 7 0 0 0 0 0 0 0 7 0
2014 35 2 7 0 12 0 54 2
2015 26 0 1 0 10 1 14 1 51 2
2016 33 1 3 0 7 0 15 2 58 3
2017 2 0 6 0 0 0 16 0 24 0
Total 103 3 17 0 17 1 57 3 194 7
Total 103 3 17 0 17 1 57 3 194 7

¹Estão incluídos jogos e gols da Copa Libertadores e Copa Sul-Americana
²Estão incluídos jogos e gols pelo Campeonato Paulista, Torneios Amistosos e Amistosos

Campeonatos[editar | editar código-fonte]

Competição Partidas Gols Média
Amistosos¹ 9 0 0,00
Campeonato Paulista 48 3 0,06
Campeonato Brasileiro 103 3 0,02
Copa do Brasil 17 0 0,00
Copa Sul-Americana 0 0 0,00
Copa Libertadores 17 1 0,05
TOTAL 194 7 0,03

¹Estão incluídos jogos e gols de amistosos e torneios amistosos

Títulos[editar | editar código-fonte]

Vitória
PSV Eindhoven
Vasco da Gama
Corinthians
Seleção Brasileira

Prêmios individuais[editar | editar código-fonte]

Ano Premiação Prêmio Time Resultado Ref.
2011 Brasil Prêmio Craque do Brasileirão Melhor lateral-direito Vasco da Gama Venceu [5]
Brasil Troféu Mesa Redonda Melhor lateral-direito Venceu [6]
2012 Rio de Janeiro Melhores do Campeonato Carioca Melhor lateral-direito Venceu [7]
2015 São Paulo Seleção do Campeonato Paulista Melhor lateral-direito Corinthians Venceu [8]
2016 São Paulo Seleção do Campeonato Paulista Melhor lateral-direito Venceu [9]
2017 São Paulo Seleção da 1ª Fase do Campeonato Paulista Melhor lateral-direito Venceu [10]
São Paulo Seleção do Campeonato Paulista Melhor lateral-direito Venceu [11]

Referências

  1. Wolfsburg libera, e Timão espera documento para fechar com Fagner
  2. Fagner admite arrependimento por saída e agradece por volta ao Corinthians
  3. Timão compra 50% de Fagner e aguarda Edilson para assinar contrato
  4. [1]
  5. «Craque do Brasileirão 2011: Fagner é o melhor lateral-direito». GloboEsporte.com. 5 de dezembro de 2011. Consultado em 27 de março de 2015 
  6. «Corinthians leva sete prêmios e domina Troféu Mesa Redonda». Terra Esportes. 11 de dezembro de 2011. Consultado em 28 de março de 2015 
  7. «Na festa do Flu, Vasco é o time com mais representantes na seleção». GloboEsporte.com. 14 de maio de 2012. Consultado em 27 de março de 2015 
  8. «Finalistas, Santos e Palmeiras dominam a seleção do Paulistão». GloboEsporte.com. 30 de abril de 2015. Consultado em 30 de abril de 2015 
  9. «Em festa santista, Lucas Lima leva o prêmio de melhor jogador do Paulista». GloboEsporte.com. 9 de maio de 2016. Consultado em 10 de maio de 2016 
  10. «Cueva é o Craque e Corinthians tem maioria na Seleção da 1ª Fase do Paulistão-2017». Lance.com.br. 20 de março de 2017. Consultado em 27 de março de 2017 
  11. «Com cinco jogadores e Carille, campeão Corinthians é base da seleção do Paulistão». Globo Esporte. 8 de maio de 2017. Consultado em 9 de maio de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Fagner (futebolista)
Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.