Meghan, Duquesa de Sussex

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Meghan
Duquesa de Sussex
A Duquesa de Sussex em 2018.
Nascimento Rachel Meghan Markle
4 de agosto de 1981 (39 anos)
Los Angeles, Califórnia
Estados Unidos
Progenitores Mãe: Doria Ragland
Pai: Thomas Markle
Cônjuge Trevor Engelson (c. 2011–13)
Henrique, Duque de Sussex (c. 2018)
Filho(s) 1
Educação Immaculate Heart High School
Alma mater Universidade do Noroeste
Ocupação atriz (2002—2017), ativista[1]
Principais trabalhos filmografia
Título Duquesa de Sussex
Condessa de Dumbarton
Baronesa Kilkeel
Casa Real Windsor (por casamento)
Descendência Archie Mountbatten-Windsor
Coat of arms of Meghan, Duchess of Sussex.svg

Brasão de Meghan, Duquesa de Sussex
Religião Anglicanismo
Assinatura
Signature of the HRH Meghan, Duchess of Sussex.svg
Página oficial
sussexroyal.com

Meghan, Duquesa de Sussex (nascida Rachel Meghan Markle; Los Angeles, 4 de agosto de 1981) é uma ex-atriz americana e atual esposa do príncipe Henrique, Duque de Sussex, sendo assim também parte da família real britânica.[2]

Nascida e criada em Los Angeles, na Califórnia, a sua carreira como atriz começou enquanto estudava na Universidade do Noroeste.[3] Markle ficou conhecida pelo seu papel como Rachel Zane no drama jurídico americano Suits durante sete temporadas entre 2011 e 2017. Também ganhou reconhecimento por criar e lançar duas linhas de roupas da moda em 2015 e 2016.[4]

Markle ficou noiva de Henrique em 2017 e, após o casamento deles no ano seguinte, tornou-se Duquesa de Sussex. O seu filho, Archie Mountbatten-Windsor, nasceu em 2019. Markle e Henrique deixaram o posto de membros seniores da família real e mudaram-se para o sul da Califórnia em 2020.[5] Naquele mesmo ano eles lançaram a Archewell Inc., uma organização pública americana que concentra-se em atividades sem fins lucrativos e empreendimentos de mídia criativa.[6][7]

Infância e educação[editar | editar código-fonte]

A duquesa de Sussex nasceu em 4 de agosto de 1981,[8] em Canoga Park, Califórnia.[9] Os seus pais divorciaram-se quando ela tinha seis anos.[10][11] Meghan tem um relacionamento próximo com a sua mãe, Doria Ragland.[12][13] O pai de Markle, Thomas Markle Sr.,[14] trabalhou como diretor de fotografia e iluminação para Married... with Children, e Meghan frequentemente visitava o set da série de televisão quando era criança.[15][16] Ela está afastada dos seus meios-irmãos paternos, Samantha Markle e Thomas Markle Jr.[17]

Crescendo em Los Angeles,[18] frequentou a Hollywood Little Red Schoolhouse.[19][20] Aos 11 anos, escreveu para a Procter & Gamble para neutralizar o género de um comercial de sabão de lavar louça na televisão nacional. Três meses depois, a P&G mudou o comercial.[21] Ela foi criada como protestante,[22] mas formou-se na Imaculate Heart High School, uma escola católica só para meninas.[23] Em 1999, foi admitida na Universidade do Noroeste (NU) em Evanston, Illinois, onde ingressou na fraternidade Kappa Kappa Gamma.[24][25] Após o seu primeiro ano, estagiou na embaixada americana em Buenos Aires e considerou uma carreira política.[26][27] No entanto, ela não obteve pontuação alta o suficiente no Teste de Oficial de Serviço Estrangeiro para prosseguir com o Departamento de Estado dos EUA, e voltou para a NU.[28] Ela também participou num programa de estudos no exterior em Madrid.[29] Em 2003, Meghan obteve o seu bacharelado com dupla especialização em teatro e estudos internacionais pela School of Communication da Universidade do Noroeste.[30][31]

Carreira de atriz[editar | editar código-fonte]

Markle e o elenco de Suits.

Meghan teve algumas dificuldades em conseguir papéis no início da sua carreira devido a ser "etnicamente ambígua"; segunda ela porque "Eu não era negra o suficiente para os papéis negros e não era branca o suficiente para os brancos".[32] Para sustentar-se entre trabalhos como atriz, trabalhou como calígrafa freelance e ensinou encadernação.[33][34] A sua primeira aparição na tela foi num pequeno papel como enfermeira num episódio da novela diurna General Hospital.[35] A Duquesa teve pequenos papéis especiais nos programas de televisão Century City (2004), The War at Home (2006) e CSI: NY (2006).[36] Ela também fez vários contratos de atuação e modelagem, incluindo uma passagem como uma "garota de pasta" no game show dos EUA Deal or No Deal.[37] Também apareceu na série Fringe, da Fox, como a agente júnior Amy Jessup nos dois primeiros episódios da sua segunda temporada.[38]

Meghan apareceu nos filmes Get Him to the Greek, Remember Me e The Candidate em 2010 e no filme Horrible Bosses em 2011.[39] Ela recebeu 187 000 mil dólares pelo seu papel em Remember Me e 171 429 mil dólares pelo papel no curta-metragem The Candidate.[40] Em julho de 2011, juntou-se ao elenco da série Suits da USA Network, na qual permenaceu até o final de 2017 na sétima temporada. A sua personagem, Rachel Zane, começou como assistente jurídica e acabou tornando-se numa advogada. Enquanto trabalhava em Suits, Meghan vivia nove meses todos os anos em Toronto, no Canadá.[41][42] A revista Fortune estimou que Markle recebeu 50 mil dólares por episódio, totalizando um salário anual equivalente a 450 mil dólares.[43]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Primeiro casamentos e divórcio[editar | editar código-fonte]

A 10 de setembro de 2011, Meghan casou-se pela primeira vez com o cineasta Trevor Engelson. A cerimónia ocorreu na pousada Jamaica Inn, localizada em Ocho Rios, na Jamaica.[44] Eles separaram-se aproximadamente 18 meses depois do casamento e oficializaram o divórcio em agosto de 2013, citando diferenças irreconciliáveis.[45] Enquanto Meghan gravava a série Suits em Toronto, Engelson trabalhava na cidade de Los Angeles, nos Estados Unidos. Devido a isso, os dois se separaram amigavelmente.[46]

Casamento com o Príncipe Henrique[editar | editar código-fonte]

Markle e o príncipe Henrique, em dezembro de 2017, na primeira vez que foi vista junto a família real

O noivado de Meghan Markle com o príncipe Henrique foi anunciado a 27 de novembro de 2017 pelo pai de Henrique, Charles, Príncipe de Gales.[47] O anúncio gerou comentários geralmente positivos sobre ter uma pessoa mestiça como membro da família real,[48] especialmente em relação aos países da Comunidade Britânica com populações de ancestrais mistos ou nativos.[49] Meghan anunciou que se aposentaria da atuação,[50] e começou o longo processo para se tornar uma cidadã britânica,[51] que está sujeito a rígidas regras de imigração sobre viver fora do Reino Unido por mais de 90 dias.[52]

Em preparação para o casamento, o arcebispo de Canterbury, Justin Welby, batizou-a e confirmou-a na Igreja da Inglaterra a 6 de março de 2018.[53] A cerimónia privada, realizada com água do rio Jordão, ocorreu na capela Real no Palácio de St. James.[54] A cerimónia pública de casamento foi realizada a 19 de maio na Capela de São Jorge, Castelo de Windsor,[55] enquanto uma troca particular de votos ocorreu três dias antes a 16 de maio, com o arcebispo de Canterbury servindo como oficiante.[56] Foi supostamente acordado com antecedência que os fundos excedentes gerados a partir da transmissão da cerimónia de casamento da BBC iriam para uma instituição de caridade escolhida pelo casal recém-casado.[57] Em abril de 2020, a Feeding Britain (que fornece pacotes de alimentos para famílias em situação de pobreza alimentar) foi escolhida para receber 90 mil libras da BBC.[58]

Príncipe Henrique e Meghan, no coche num cortejo no dia do seu casamento.

Após o casamento, os duques viveram em Nottingham Cottage, no palácio de Kensington, em Londres.[59] Mais tarde, mudaram-se para Frogmore Cottage.[60][61][62] Meghan deu à luz um filho, Archie Mountbatten-Windsor, em 6 de maio de 2019.[63] O escritório do duque e da duquesa de Sussex mudou-se para o Palácio de Buckingham[64] e foi oficialmente fechado a 31 de março de 2020, quando os Sussex cessaram os seus compromissos oficiais.[65] Depois de alguns meses no Canadá e nos Estados Unidos, o casal comprou uma casa em junho de 2020 na antiga propriedade de Riven Rock em Montecito, Califórnia.[66] No mês seguinte, Meghan sofreu um aborto espontâneo.[67] A 14 de fevereiro de 2021, foi anunciado que Meghan estava grávida novamente.[68] Na entrevista de Oprah com Meghan e Henrique, Meghan anunciou que eles teriam uma filha.[69]

Ideologia política[editar | editar código-fonte]

A Rainha é constitucionalmente obrigada a agir de acordo com o conselho do governo; como tal, os membros da família real britânica são politicamente neutros por convenção.[70] No entanto, Meghan era politicamente ativa antes de casar-se com o Príncipe Henrique. Ela apoiou Hillary Clinton durante a eleição presidencial dos Estados Unidos de 2016 e denunciou publicamente o oponente, Donald Trump.[71] No mesmo ano, quando o referendo sobre a adesão do Reino Unido à União Europeia resultou em favor do Brexit, Markle expressou a sua decepção no Instagram.[72] Como eleitora nos Estados Unidos, ela lançou um vídeo com seu marido, incentivando outras pessoas a se registarem-se para votarem na eleição presidencial dos Estados Unidos de 2020 no Dia Nacional de Registro de Eleitores. Alguns meios de comunicação interpretaram isso como um endosso implícito ao candidato democrata, Joe Biden, o que levou Donald Trump a rejeitar a sua mensagem numa entrevista coletiva.[73]

Moda e estilo[editar | editar código-fonte]

Meghan (3º a partir da esquerda) na New York Fashion Week em 2013.

Em 2014, Markle fundou o seu próprio blog de estilo de vida, The Tig. Ela escreveu sobre comida, moda, beleza, viagens e mulheres inspiradoras.[74] O público espectador consistia principalmente de fãs de Markle e Suits. A promoção do blog em outras plataformas de mídia social atingiu 3 milhões de seguidores no Instagram, 800 mil no Facebook e 350 mil no Twitter. Em abril de 2017, The Tig fechou. Em janeiro de 2018, colocou todos os artigos off-line e excluiu as suas contas da mídia social.[75] Estima-se que as atividades de mídia social de Markle renderam-lhe anualmente cerca de 80 mil dólares em endossos e patrocínios.[76]

Tornou-se conhecida através do The Tig pelo seu senso de moda,[77] lançando duas coleções de moda com a empresa de roupas canadianas Reitmans em 2015 e 2016.[78] As linhas foram baseadas no seu estilo pessoal e de sua personagem em Suits.[79] Markle citou Emmanuelle Alt como a sua inspiração de estilo.[80][81]

Pouco depois de seu noivado com o príncipe Henrique em 2017, Markle despertou interesse no varejista escocês Strathberry depois de levar uma das suas bolsas para um evento público,[82][83] uma indicação de que as suas escolhas de moda produziriam uma variação do efeito Kate Middleton.[84][85] Após a primeira aparição de Meghan e o Príncipe Henrique como um casal, as marcas Mackage, Birks, R&R Jewelers, Crown Jewelers e Everlane notaram um aumento nos acessos e vendas nos seus sites.[86][87][88] Especulou-se que o efeito de Markle seria mais amplo internacionalmente porque ela já tinha um forte apelo americano.[89] Consequentemente, os Estados Unidos viram um aumento nas vendas de joias de ouro amarelo no primeiro trimestre de 2018.[90]

Em 2018, a Tatler listou Meghan juntamente com outras mulheres da família real na sua lista das pessoas mais bem vestidas da Grã-Bretanha.[91] Após o anúncio da sua gravidez, ela apareceu com um vestido Karen Gee que resultou no colapso do site do designer australiano.[92] O website de moda Net-a-Porter classificou Meghan como uma das mulheres mais bem vestidas de 2018, e ela foi indicada para o Teen Choice Awards 2018 na categoria Choice Style Icon.[93] Em 2019, a marca britânica Reiss relatou um crescimento nos lucros depois que Meghan foi vista usando um minivestido da marca no Dia Internacional da Mulher.[94]

Vida pública[editar | editar código-fonte]

Markle cumprimentando o público em Belfast, em março de 2018

Depois de ficar noiva, a primeira aparição pública oficial da duquesa com o Príncipe Henrique foi uma caminhada do Dia Mundial da SIDA em Nottingham em 1 de dezembro de 2017.[95][96] Em 12 de março, a celebração do dia da Commonwealth de 2018 na Abadia de Westminster foi o primeiro evento real onde ela compareceu com a Rainha.[97] A 23 de março, Henrique e Meghan fizeram uma visita não anunciada à Irlanda do Norte.[98] No total, Meghan compareceu a 26 compromissos públicos antes do casamento.[99] O primeiro noivado oficial de Meghan após o casamento foi a 22 de maio, quando ela e o seu marido compareceram a uma festa no jardim para celebrar o trabalho de caridade do Príncipe de Gales.[100]

Em julho de 2018, a primeira viagem oficial de Meghan ao exterior como membro da realeza foi a Dublin, na Irlanda, ao lado de Henrique.[101][102] Em outubro de 2018, o duque e a duquesa viajaram para Sydney, Austrália, para os Jogos Invictus de 2018.[103] Isso fez parte de uma digressão pelo Pacífico que incluiu Austrália, Fiji, Tonga e Nova Zelândia.[104][105] Como representante da rainha, o casal foi saudado calorosamente por uma multidão em Sydney, e o anúncio da gravidez de Meghan horas após sua chegada encantou o público e a mídia.[106][107] Durante a sua visita ao Marrocos em fevereiro de 2019, o Duque e a Duquesa concentraram-se em projetos no "empoderamento das mulheres, educação das meninas, inclusão e incentivo ao empreendedorismo social".[108] Por outro lado, é notado que Meghan participou no trabalho do seu marido como embaixadora da juventude na Comunidade, que incluiu viagens ao exterior.[109][110]

O Duque e a Duquesa de Sussex na sua primeira visita à Irlanda do Norte.

O Duque e a Duquesa criaram uma conta de mídia social no Instagram, que quebrou o recorde de conta mais rápida para alcançar 1 milhão de seguidores até aquele momento.[111] Em agosto de 2019, Meghan e o seu marido foram criticados por ativistas ambientais por usarem jatos particulares regularmente nas suas viagens pessoais ao exterior, o que deixaria mais pegada de carbono por pessoa em comparação com os aviões comerciais. As críticas estavam de acordo com as reações que a família real enfrentou em junho de 2019, depois que foi revelado que eles "duplicaram a pegada de carbono nas viagens de negócios".[112][113]

Em setembro e outubro de 2019, uma digressão pela África Austral incluiu Malawi, Angola, África do Sul e Botswana. Como o filho pequeno, Archie, viajou com os Sussex, esta foi "sua primeira viagem oficial como uma família".[114]

Renuncia às funções reais[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Megxit

O descontentamento dos Sussex com o escrutínio desfavorável da mídia cresceu em 2019.[115] Em maio de 2019, o Splash News emitiu um pedido de desculpas formal a Henrique e sua esposa por enviar fotógrafos para a sua residência particular em Cotswolds, o que colocou em risco a sua privacidade. A agência também concordou em pagar uma quantia "substancial" de danos e custos legais associados ao caso.[116][117]

No final de sua digressão pelos países da África Austral, em setembro e outubro de 2019, o casal anunciou no seu website oficial, Sussex Royal, que Meghan estava a processar o The Mail on Sunday e o MailOnline por causa da publicação de uma carta pessoal que ela havia enviado ao pai.[118][119] Setenta e duas parlamentares britânicas enviaram uma carta pública de apoio à duquesa, condenando os "tons coloniais desatualizados" na imprensa.[120]

Devido à difícil relação com a imprensa, o casal resolveu passar um tempo na América do Norte, tendo a Hola escrito em 28 de outubro de 2019 que o casal queria se afastar por algum tempo do foco mediático.[121]

Depois de passar seis semanas no Canadá, a imprensa já especulava que o casal se mudaria para a América do Norte. A revista Hola escreveu no dia 28 de outubro de 2019: "a viagem dos Duques de Sussex aos Estados Unidos: um descanso ou a antessala de uma mudança?" Já no dia 7 de janeiro de 2020, o Daily Mail escreveu que Henrique e Meghan estavam discutindo seus papéis como membros "sénior" da família real e planeando uma mudança para o Canadá, ao que o Palácio teria respondido se tratar de "especulações".[122][123]

Megxit: a renúncia[editar | editar código-fonte]

O que a imprensa e o público chamaram de Megxit, a junção do termo "Meghan" e "Brexit", começou em 8 de janeiro de 2020, quando o duque e a duquesa anunciaram que estavam a deixar o papel de membros seniores da família real e que equilibrariam a sua rotina entre o Reino Unido e a América do Norte.[124] O casal também disse que buscaria independência financeira, continuando a apoiar as suas instituições de caridade e a rainha Isabel II do Reino Unido.[125]

No entanto, três horas após o anúncio, o Palácio de Buckingham divulgou um anúncio onde se lia: "as discussões com o Duque e a Duquesa de Sussex estão num estágio inicial. Entendemos seu desejo de tomar um rumo diferente, mas estas são questões complicadas que levarão tempo para serem resolvidas", o que deixou claro que havia um choque entre a vontade do casal e a dos demais membros do alto escalão da família real.[126][127]

No dia 10 de janeiro, os meios de comunicação britânicos e de outros países reportaram que a rainha Isabel II havia convocado uma reunião emergencial para segunda-feira, dia 13. Segundo alguns veículos de comunicação, fontes do Palácio de Buckingham teriam confirmado a informação.[128][129]

Já no dia 13, à tarde, o Palácio de Buckingham anunciou oficialmente que após uma reunião familiar "muito construtiva", a rainha havia concordado com um "período de transição" para que o casal pudesse dividir o seu tempo entre o Canadá e o Reino Unido. Em resumo, o anúncio dizia que a família real apoiava o desejo de Henrique e Meghan de terem uma nova vida, mas que a família real teria preferido que eles continuassem a trabalhar na Casa Real em tempo integral. Também foi enfatizado que o casal não queria depender de dinheiro público e que havia sido acordado que o Duque e a Duquesa teriam um "tempo de transição". "São assuntos complexos para resolver e há muito trabalho a ser feito, mas pedi que as decisões finais sejam tomadas nos próximos dias", dizia o anúncio no final, em nome da Rainha.[130][131]

Dias depois, no dia 18 de janeiro, o Palácio de Buckingham anunciou oficialmente que, após conversações, havia sido decidido que Henrique e Meghan não teriam mais funções oficiais, não representariam mais a Rainha Isabel II e não usariam mais o título de Sua Alteza Real (His/Her Royal Highness - HRH).[132][133]

O ultimo evento oficial com a participação do casal foi no dia 9 de março de 2020, numa cerimónia, com a família real, pelo Dia da Commonwealth na Abadia de Westminster.[134]

Em 19 de fevereiro de 2021 a Casa Real anunciou, através de um comunicado, que "o Duque e a Duquesa de Sussex confirmaram a Sua Majestade, a Rainha, que não retornarão como membros ativos da família real". Era o fim do período de transição (Spring Transiton) e, com isto, o anúncio também comunicava que o casal não poderia mais continuar com as responsabilidades e deveres inerentes a uma vida de serviço público e que, portanto, as nomeações militares honorárias e patrocínios reais detidos pelo Duque e a Duquesa teriam que ser devolvidas à Rainha, que as redistribuiria a outros membros da família real.[135][136]

Com o fim da Transição da Primavera, Meghan perdeu as patronagens da The Queen's Commonwealth Trust, The Rugby Football Union, The Rugby Football League, The Royal National Theatre e The Association of Commonwealth Universities.[135]

Até fevereiro de 2021, Meghan e Henrique permaneceram presidente e vice-presidente, respectivamente, do The Queen's Commonwealth Trust (QCT).[137] Periodicamente, sessões de bate-papo online do QCT eram carregadas no YouTube para visualização do público em geral.[138]

Atividades após o Megxit[editar | editar código-fonte]

Em junho de 2020, eles assinaram com a Harry Walker Agency, propriedade da empresa de mídia Endeavor, para realizar palestras em público.[139] Em setembro de 2020, os Sussex assinaram um acordo comercial privado com a Netflix "para desenvolver séries, filmes, documentários e programação infantil com e sem roteiro".[140] Estes contratos foram descritos como milionários, sendo o com a Netflix estimado em cerca de 150 milhões de dólares.[141][142] Em dezembro de 2020, foi anunciado que ela havia investido na Clevr Blends, uma empresa de café com sede no sul da Califórnia.[143][144] No mesmo mês, Meghan e Henrique assinaram um contrato de vários anos com o Spotify para produzir e hospedar os seus próprios programas por meio da sua produtora de áudio, a Archewell Audio.[145] O episódio de estreia do podcast, um especial de férias, foi lançado no serviço em dezembro de 2020.[146]

Trabalho de caridade e ativismo[editar | editar código-fonte]

Markle discursando para o público durante um show USO na Estação Naval Rota, Espanha, 6 de dezembro de 2014.[147]

Em 2016, Markle tornou-se embaixadora global da World Vision Canada, uma instituição de caridade que trabalha para melhorar as vidas das crianças de todo o mundo, e viajou para Ruanda no âmbito da campanha "Clean Water".[148][149] Também trabalha com a "Entidade para Igualdade de Gênero e Emancipação das Mulheres" das Nações Unidas e, em setembro de 2014, viajou para o Afeganistão no âmbito da campanha HeforShe.[150]

Markle foi conselheira da instituição de caridade Um Mundo Jovem e discursou na sua gala anual em Dublin em 2014 sobre a igualdade de género e a escravidão moderna. Também participou na cimeira da instituição em Ottawa em 2016.[151][152] Em 2016, depois de uma viagem à Índia focada em aumentar a conscientização sobre os problemas das mulheres, ela escreveu um artigo para a revista Time sobre estigmatização de mulheres em relação à saúde menstrual.[153] Ela também trabalhou com a Entidade das Nações Unidas para a Igualdade de Gênero e o Empoderamento das Mulheres como advogada da organização.[148][154] A duquesa considera-se uma feminista e disse que pretendia usar o seu papel como membro da família real para continuar a apoiar os direitos das mulheres e a justiça social.[155] Em 2017, Meghan juntou-se ao príncipe Henrique numa parceria com a instituição de caridade Elephants Without Borders para ajudar nos esforços de conservação que ocorrem em Botsuana.[156]

Em 2019, a Duquesa tornou-se colaboradora e editora convidada da edição de setembro da revista British Vogue e destacou os trabalhos de 15 mulheres de diferentes áreas, que foram descritas como "Forças de Mudança".[157] Na mesma edição, foi revelado que ela havia colaborado com várias lojas de moda britânicas para lançar uma coleção no final de 2019 para beneficiar a instituição de caridade Smart Works, da qual ela é patrocinadora. A coleção deve ajudar "mulheres desempregadas e em desvantagem", através da venda de itens "individualmente, o que significa que um item é doado para cada item comprado".[158]

Patrocínios e interesses[editar | editar código-fonte]

De janeiro de 2019 a fevereiro de 2021, Meghan foi patrocinadora do National Theatre de Londres e da Association of Commonwealth Universities.[159][160] Ela continua sendo uma patrocinadora particular da Smart Works e Mayhew.[161] De março de 2019 a fevereiro de 2021, foi vice-presidente do The Queen's Commonwealth Trust.[162][163] Em outubro de 2019, Meghan fez um anúncio no Public Health England com outros membros da família real para o programa de saúde mental "Every Mind Matters".[164]

Em 2019, foi colaboradora e editora convidada da edição de setembro da Vogue britânica e destacou os trabalhos de 15 mulheres de diferentes áreas, que foram descritas como "Forças pela Mudança".[165] Edward Enninful, editor-chefe da Vogue britânica, mais tarde revelou que a edição havia se tornado a "edição mais vendida na história da Vogue britânica".[166] Na mesma edição, foi anunciado que ela havia colaborado com várias casas de moda e lojas britânicas para lançar uma coleção cápsula, chamada The Smart Set, em setembro de 2019, para beneficiar a instituição de caridade Smart Works. A coleta buscou ajudar "mulheres desempregadas e desfavorecidas", por meio da venda de itens "um por um, ou seja, um item é doado para cada item comprado".[167] Aproveitando o "efeito Meghan" (impulsionando as compras do consumidor), em 10 dias a coleção forneceu roupas de um ano para a caridade.[168]

Sussex Royal e Archewell[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2018, Markle e o noivo Henrique participaram do primeiro fórum anual da The Royal Foundation.[169] Após o casamento, Meghan tornou-se a quarta patronesse da fundação ao lado do príncipe Henrique, do príncipe William e da sua esposa, Catarina, Duquesa de Cambridge.[170] Em junho de 2019, foi anunciado que Henrique e Meghan iriam deixar a instituição de caridade e estabeleceriam a sua própria fundação. No entanto, os casais colaboram em projetos mútuos, como a iniciativa de saúde mental Heads Together.[171][172] No mês seguinte, "Sussex Royal A Fundação do duque e da duquesa de Sussex" foi registrada na Inglaterra e no País de Gales.[173] No entanto, foi confirmado a 21 de fevereiro de 2020 que "Sussex Royal" não seria usada como uma marca para o casal após o seu afastamento da vida pública como membros da realeza.[174] A 5 de agosto de 2020, a Sussex Royal Foundation foi renomeada para "MWX Foundation" e dissolvida no mesmo dia.[175]

Em março de 2021, foi relatado que a Comissão de Caridade para a Inglaterra e País de Gales estava conduzindo uma revisão da organização Sussex Royal num "caso regulatório e de conformidade" sobre a sua conduta sob a lei de caridade durante a dissolução.[176] Representantes do casal alegaram que a Sussex Royal era "administrada por um conselho de curadores" e que a "sugestão de má administração" dirigida exclusivamente ao duque e à duquesa seria incorreta.[177]

Em abril de 2020, Meghan e Henrique confirmaram que uma fundação alternativa (no lugar da Sussex Royal) seria chamada de "Archewell".[178] O nome deriva da palavra grega "arche", que significa "fonte de ação", a mesma palavra que inspirou o nome do seu filho.[179] A Archewell foi registrada nos Estados Unidos.[180] O seu site foi lançado oficialmente em outubro de 2020.[181]

Privacidade e mídia[editar | editar código-fonte]

Em 2018, a revista Time incluiu Meghan na sua lista das 100 pessoas mais influentes do mundo[182] e colocou-a na sua lista para Pessoa do Ano.[183] Ela também foi escolhida como uma das mulheres mais influentes do Reino Unido pela revista Vogue britânica.[184] A sua influência também foi reconhecida nas edições de 2019 e 2020 da Powerlist, os 100 britânicos mais influentes de ascendência africana e afro-caribenha.[185]

Em maio de 2019, a Splash News emitiu um pedido formal de desculpas aos Sussex por enviar fotógrafos para a sua residência em Cotswolds, o que colocou em risco a sua privacidade. A agência também concordou em pagar uma soma "substancial" de danos e custas judiciais associadas ao caso.[186][187] Em janeiro de 2020, os advogados do duque e da duquesa emitiram um aviso legal à imprensa em geral depois que as fotos dos paparazzi foram publicadas na mídia.[188]

No final da viagem aos países da África Austral em setembro e outubro de 2019, descobriu-se que Meghan estava processando o The Mail on Sunday e MailOnline por suposta violação de privacidade, violação de direitos autorais e violação da Lei de Proteção de Dados 2018 sobre a publicação de uma carta que ela mandou para seu pai.[189][190][191] Embora Meghan tenha perdido o primeiro turno do caso na Suprema Corte de Justiça com o Daily Mail e tenha sido condenada a pagar as custas judiciais,[192] a Suprema Corte concedeu uma sentença sumária a seu favor em fevereiro de 2021.[193] A 2 de março, o Daily Mail e o Mail on Sunday foram condenados a pagar a Meghan 90% das despesas legais estimadas em 1,88 milhão de libras.[194] A 5 de março, o Mail on Sunday foi ordenado por um juiz da Suprema Corte a publicar uma declaração na primeira página sobre a vitória de Meghan no caso contra o jornal, e o MailOnline foi instruído a ter a declaração na sua página inicial por uma semana.[195] Espera-se que as questões relacionadas com a propriedade exclusiva da carta sejam debatidas no final do ano.[196][197]

Em março de 2020, o casal levou a Splash UK ao tribunal depois de Meghan e o filho terem sido fotografados sem permissão durante uma "excursão particular da família" enquanto permaneciam no Canadá. O caso foi resolvido mais tarde naquele ano, com a Splash UK concordando em não tirar mais fotos sem a autorização da família.[198] A 20 de abril de 2020, o duque e a duquesa anunciaram que não iriam mais cooperar com o Daily Mail, o Sun, o Mirror e o Express.[199] Em julho de 2020, Meghan lançou uma ação legal conjunta com o marido contra um indivíduo não identificado por tirar fotos do seu filho em Los Angeles.[200] A agência de notícias americana X17 apresentou um pedido de desculpas. Também concordou em reembolsar parte dos honorários advocatórios da outra parte, entregar as fotos em mãos, destruir todas as cópias em sua posse e interromper a distribuição das imagens.[201]

Em março de 2021, o The Times relatou que uma queixa de intimidação foi feita durante o mandato de Meghan como trabalhadora real pelo seu secretário de imprensa, Jason Knauf, que alegou que a sua conduta fez com que dois assistentes pessoais deixassem os seus cargos na casa real e minou o moral de um terceiro funcionário.[202] As preocupações foram alegadamente comunicadas posteriormente a Simon Case, secretário particular do príncipe William, para encorajar o Palácio de Buckingham a proteger os funcionários.[203] O Telegraph também relatou que Meghan discutiu com a sua equipe sobre as sugestões de que seria uma violação do protocolo real para ela manter roupas gratuitas que foram enviadas a ela por designers importantes.[204] No dia seguinte, o Palácio de Buckingham anunciou uma investigação sobre as denúncias de bullying no local de trabalho,[205][206] e que supostamente estaria conversando com pelo menos cinco pessoas supostamente afetadas pela conduta de Meghan.[207]

Separadamente, foi alegado que Meghan usou duas vezes brincos que foram presenteados pelo príncipe herdeiro saudita Mohammed bin Salman em 2018, depois que ele foi acusado de cumplicidade no assassinato de Jamal Khashoggi.[208][209][210] Representantes da duquesa declararam que ela "não estava ciente das notícias" do suposto envolvimento de Salman no assassinato de Khashoggi na época.[211][212] As pessoas mais tarde relataram que os brincos foram dados como presente de casamento em março de 2018 da família real saudita e eram propriedade da Coroa.[213][214] Meghan descreveu o relatório do The Times na íntegra como "desinformação enganosa e prejudicial" e denunciou o bullying.[215]

Meghan e o seu marido foram entrevistados por Oprah Winfrey numa entrevista especial de televisão para a Columbia Broadcasting System (CBS), transmitida no dia 7 de março de 2021.[216] Meghan falou sobre "entrar na vida como uma realeza, casamento, maternidade" e "como ela está lidando com a vida sob intensa pressão pública". Ela discutiu a possibilidade de suicídio durante o seu tempo como membro da família real e falou sobre a falta de proteção dela e do seu filho enquanto faziam parte da instituição real. Henrique juntou-se a ela mais tarde, e a dupla falou sobre as dificuldades iniciais associadas à mudança para os Estados Unidos em 2020 e os planos para o futuro.[217]

Títulos e estilos[editar | editar código-fonte]

Estilo de tratamento de
Meghan, Duquesa de Sussex
Royal Monogram of Meghan, Duchess of Sussex.svg

Monograma real

Estilo Vossa Graça
Tratamento direto Vossa Graça

Com o seu casamento com o príncipe Henrique, Meghan tornou-se a "Duquesa de Sussex", a "Condessa de Dumbarton" e também a "Baronesa Kilkeel", bem como obteve o direito ao tratamento de "Sua Alteza Real" oficialmente.[nota 1][218][221][219] Ela é estilizada como "Sua Alteza Real a Duquesa de Sussex",[222] sendo a primeira mulher a utilizar esse título.[223]

  • 04 de agosto de 1981 – 10 de setembro de 2011: Senhorita Rachel Meghan Markle
  • 10 de setembro de 2011 – 31 de agosto de 2013: Senhora Trevor Jed Engelson
  • 31 de agosto de 2013 – 19 de maio de 2018: Senhora Rachel Meghan Markle
  • 19 de maio de 2018 – 31 de março de 2020: Sua Alteza Real, a Duquesa de Sussex
    • Na Escócia: Condessa de Dumbarton[224]
    • Na Irlanda do Norte: Baronesa Kilkeel[224]
  • 31 de março de 2020 – presente: Duquesa de Sussex
    • Na Escócia: Condessa de Dumbarton[224]
    • Na Irlanda do Norte: Baronesa Kilkeel[224]

Quando de seu casamento, Meghan passou a ter o tratamento de Sua Alteza Real, a Princesa Henrique de Gales, Duquesa de Sussex, Condessa de Dumbarton, Baronesa Kilkeel. Essa forma de tratamento ocorre porque os cônjuges de membros da realeza britânica não adquirem o título de príncipe/princesa quando do matrimônio.[225] No entanto, após ela e seu marido deixarem os deveres reais, passou a utilizar o título de "Duquesa de Sussex", assim como os de "Condessa de Dumbarton" e de "Baronesa Kilkeel".[226]

O seu atual tratamento é: Sua Graça, Rachel Meghan Markle, Duquesa de Sussex, Condessa de Dumbarton, Baronesa Kilkeel.[227]

Ascendência[editar | editar código-fonte]

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Meghan, quando atriz, teve uma longa carreira, atuando nos seguintes filmes e séries:[234][235][236][237]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2002 General Hospital Jill 1 episódio
2004 Century City Natasha "A Mind is a Terrible Thing to Lose" (temporada 1: episódio 4)
2005 Cuts Cori "My Boyfriend's Back" (temporada 1: episódio 5)
Love, Inc. Teresa Santos "One on One" (temporada 1: episódio 9)
2006 Um Contra Cem Ela mesma Membro da multidão número 7
The War at Home Susan "The Seventeen-Year Itch" (temporada 1: episódio 17)
CSI: NY Veronica Perez "Murder Sings the Blues" (temporada 3: episódio 7)
Deceit Gwen Filme para televisão
2007 Deal or No Deal Ela mesma Carregadora da caixa #24; 4 episódios
2008 90210 Wendy "We're Not in Kansas Anymore" (temporada 1: episódio 1)
"The Jet Set" (temporada 1: episódio 2)
'Til Death Tara "Joy Ride" (temporada 3: episódio 2)
2009 Knight Rider Annie Ortiz "Fight Knight" (temporada 1: episódio 14)
Without a Trace Holly Shepard "Chameleon" (temporada 7: episódio 15)
Fringe Agente Júnior do FBI Amy Jessup "A New Day in the Old Town" (temporada 2: episódio 1)
"Night of Desirable Objects" (temporada 2: episódio 2)
The League Meghan "The Bounce Test" (temporada 1: episódio 2)
2010 CSI: Miami Oficial Leah Montoya "Backfire" (temporada 8: episódio 20)
The Boys and Girls Guide to Getting Down Dana Telefilme
2011–2018 Suits Rachel Zane Protagonista, personagem regular
2012 Castle Charlotte Boyd/Sleeping Beauty "Once Upon a Crime" (temporada 4: episódio 17)
2014 Extant Garota na mesa "Extinct" (temporada 1: episódio 2)
When Sparks Fly Amy Peterson Telefilme
2016 Dater's Handbook Cassandra Brand Telefilme

Cinema[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
2005 A Lot Like Love Passageira no avião
2010 Get Him to the Greek Tatiana Não creditada.
Remember Me Megan
The Candidate Kat Curta-metragem
2011 Horrible Bosses Jamie
2012 Dysfunctional Friends Terry
2015 Anti-Social Kirsten

Notas

  1. Cabe observar que, tendo em vista que não é uma integrante de sangue da família real britânica, Meghan não pode utilizar o título "Princesa" antes do nome (tal qual outros membros - como o príncipe Jorge). Assim, "Princesa Meghan" é um termo incorreto. Não obstante, é possível tratá-la como Princesa Henrique de Gales.[218][219] Lembre-se que Lady Diana Frances Spencer era tratada de Princesa Diana em razão do título de Príncipe de Gales (cuja esposa é uma princesa) que seu ex-marido possui, e não por ele ser um Príncipe do Reino Unido.[220]

Referências

  1. «Cinco mudanças na vida de Meghan ao se casar com Harry». G1. Consultado em 19 de maio de 2018 
  2. «Rachel Meghan Markle, Born 08/04/1981 in California | CaliforniaBirthIndex.org». www.californiabirthindex.org. Consultado em 9 de março de 2021 
  3. Swartz, Tracy. «Meghan Markle recalled as dignified, charitable during her Northwestern days». chicagotribune.com. Consultado em 9 de março de 2021 
  4. Friel, Mikhaila. «2 items from Meghan Markle's clothing line are still for sale, even though it was supposed to be discontinued». Insider. Consultado em 9 de março de 2021 
  5. «Duques de Sussex mudam-se para os EUA mas Trump não lhes facilita a vida». MoveNotícias. 30 de março de 2020. Consultado em 9 de março de 2021 
  6. Kirsty.Oram (19 de fevereiro de 2021). «Buckingham Palace statement on The Duke and Duchess of Sussex». The Royal Family (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  7. «Harry e Meghan se desvinculam totalmente da coroa britânica». G1. Consultado em 9 de março de 2021 
  8. «Rachel Meghan Markle, Born 08/04/1981 in California | CaliforniaBirthIndex.org». www.californiabirthindex.org. Consultado em 9 de março de 2021 
  9. Times, The Sunday. «Meghan Markle and Prince Harry: a timeline of how their lives collided» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 9 de março de 2021 
  10. «Meet Meghan Markle, Prince Harry's Fiancee And Britain's Newest Royal-To-Be». Time. Consultado em 9 de março de 2021 
  11. Reporters, Telegraph (3 de abril de 2017). «Meghan Markle's half-sister to write a tell-all book about her 'pushy' sibling». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  12. CNN, By Angela Dewan (19 de maio de 2018). «Doria Ragland: Meghan Markle's mother by her side on wedding day». CNN (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  13. Boyle, Danny; Davies, Gareth; Crilly, Rob (19 de maio de 2018). «Prince Harry and Meghan Markle's royal wedding day: Best moments, pictures and talking points». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  14. Welle (www.dw.com), Deutsche, Tracing Meghan Markle's 'German roots' | DW | 11.05.2018 (em inglês), consultado em 9 de março de 2021 
  15. Goulet, Matt (14 de fevereiro de 2018). «Meghan Markle Grew Up Around TV Decades Before She Starred on 'Suits'». Esquire (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  16. «Prince Harry ready to meet Meghan Markle's father». The Mercury News (em inglês). 11 de novembro de 2016. Consultado em 9 de março de 2021 
  17. «The royal in-laws: Meghan Markle's family». the Guardian (em inglês). 15 de maio de 2018. Consultado em 9 de março de 2021 
  18. «'Meghan who?' LA shrugs over Harry's hometown girlfriend». BBC News (em inglês). 27 de setembro de 2017. Consultado em 9 de março de 2021 
  19. «The Duchess of Sussex | The Royal Family». web.archive.org. 20 de maio de 2018. Consultado em 9 de março de 2021 
  20. «Meghan Markle Was Changing The World At Age 11». HuffPost Canada (em inglês). 11 de novembro de 2016. Consultado em 9 de março de 2021 
  21. Boedeker, Hal. «Meghan Markle at 11: Fighting sexism on TV». orlandosentinel.com. Consultado em 9 de março de 2021 
  22. CNN, By Lauren Said-Moorhouse (8 de março de 2018). «Meghan Markle baptized in private ceremony». CNN (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  23. CNN, By Mallory Simon and Jason Carroll (17 de maio de 2018). «This is what Meghan Markle's high school teacher remembers most about her». CNN (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  24. «PressReader.com - Réplicas de Jornais de Todo o Mundo». www.pressreader.com. Consultado em 9 de março de 2021 
  25. Swartz, Tracy. «Meghan Markle recalled as dignified, charitable during her Northwestern days». chicagotribune.com. Consultado em 9 de março de 2021 
  26. Boyle, Danny; Davies, Gareth; Crilly, Rob (19 de maio de 2018). «Prince Harry and Meghan Markle's royal wedding day: Best moments, pictures and talking points». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  27. «Meghan Markle had the most incredible job. But you probably haven't heard about it». www.indy100.com (em inglês). 6 de dezembro de 2017. Consultado em 9 de março de 2021 
  28. «Meghan Markle exclusive: Diana's biographer Andrew Morton on how the …». archive.vn. 25 de fevereiro de 2020. Consultado em 9 de março de 2021 
  29. Swartz, Tracy. «Meghan Markle recalled as dignified, charitable during her Northwestern days». chicagotribune.com. Consultado em 9 de março de 2021 
  30. «Meghan Markle exclusive: Diana's biographer Andrew Morton on how the …». archive.vn. 25 de fevereiro de 2020. Consultado em 9 de março de 2021 
  31. Boyle, Danny; Davies, Gareth; Crilly, Rob (19 de maio de 2018). «Prince Harry and Meghan Markle's royal wedding day: Best moments, pictures and talking points». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  32. CNN, By Lisa Respers France and Judith Vonberg (27 de novembro de 2017). «Meghan Markle is royal family's unconventional bride-to-be». CNN (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  33. Goulet, Matt (14 de fevereiro de 2018). «Meghan Markle Grew Up Around TV Decades Before She Starred on 'Suits'». Esquire (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  34. «Meghan Markle Just Received a Custom Gift for Archie During a Surprise Outing in Africa». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  35. «Meghan Markle's TV Work: A Guide». 29 de novembro de 2017. Consultado em 9 de março de 2021. Cópia arquivada em 29 de novembro de 2017 
  36. «Meghan Markle's TV Work: A Guide». 29 de novembro de 2017. Consultado em 9 de março de 2021. Cópia arquivada em 29 de novembro de 2017 
  37. Goulet, Matt (14 de fevereiro de 2018). «Meghan Markle Grew Up Around TV Decades Before She Starred on 'Suits'». Esquire (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  38. «Meghan Markle joins 'Fringe'». The Hollywood Reporter (em inglês). 23 de junho de 2009. Consultado em 9 de março de 2021. Cópia arquivada em 29 de junho de 2011 
  39. «Meghan Markle books lead role on 'Legal Mind'». The Hollywood Reporter (em inglês). 24 de agosto de 2010. Consultado em 9 de março de 2021 
  40. Editors, The (18 de janeiro de 2020). «Meghan Markle and Prince Harry Hope to Repay Public Funds Used to Renovate Frogmore House». Town & Country (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  41. Horton, Helena (12 de dezembro de 2017). «Meghan Markle's Toronto home - where Prince Harry stayed - up for sale». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  42. «The Mulroneys, Meghan Markle and her life among Toronto 'royalty'». BBC News (em inglês). 18 de maio de 2018. Consultado em 9 de março de 2021 
  43. «How Much Money Do Prince Harry and Meghan Markle Have in the Bank?». Fortune (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  44. Hallemann, Caroline (13 de maio de 2019). «Meghan Markle's Ex-Husband Trevor Engelson Reportedly Got Married Over the Weekend». Town & Country (em inglês). Consultado em 26 de janeiro de 2021 
  45. Reporters, Telegraph (4 de agosto de 2017). «31 things we learnt about Meghan Markle from her deleted social media profiles». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  46. «Noiva de Harry, Meghan Markle já foi casada; conheça o ex da futura duquesa» (html). Quem. 27 de novembro de 2017. Consultado em 28 de novembro de 2017 
  47. Jenny.minard (27 de novembro de 2017). «Prince Harry and Ms. Meghan Markle are engaged to be married». The Royal Family (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  48. Katwala, Sunder (25 de maio de 2018). «Meghan Markle has already changed the way we think about race». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  49. Grigoriadis, Vanessa. «Meghan Markle's Family Breakdown: The Untold Story». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  50. Falzone, Diana (27 de novembro de 2017). «Meghan Markle will quit acting following engagement to Prince Harry». Fox News (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  51. «How will Meghan Markle become a British citizen?». BBC News (em inglês). 1 de dezembro de 2017. Consultado em 9 de março de 2021 
  52. Troy-Pryde, Jadie (26 de janeiro de 2020). «Meghan Markle has reportedly 'given up bid to become British citizen'». Marie Claire (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  53. «Meghan Markle 'baptised by Archbishop of Canterbury ahead of wedding …». 9 de março de 2018. Consultado em 9 de março de 2021. Cópia arquivada em 9 de março de 2018 
  54. «Meghan Markle 'baptised by Archbishop of Canterbury ahead of wedding …». archive.vn. 9 de março de 2018. Consultado em 9 de março de 2021 
  55. Vickers, Hugo; Horton, Helena (19 de maio de 2018). «First look at the flowers inside Windsor's St George's Chapel for the royal wedding». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  56. «Meghan and Harry interview: Racism claims, duke 'let down' by dad, and duchess on Kate». BBC News (em inglês). 9 de março de 2021. Consultado em 9 de março de 2021 
  57. Betancourt, Bianca (15 de abril de 2020). «Sussexes Donate Over $100,000 to British Food Charity amid Coronavirus». Harper's BAZAAR (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  58. «Prince Harry and Meghan Markle donate £90,000 to hunger charity amid pandemic». The Independent (em inglês). 16 de abril de 2020. Consultado em 9 de março de 2021 
  59. Ward, Victoria (20 de maio de 2018). «Nottingham Cottage: The Kensington home where Meghan and Harry live as a married couple». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  60. «With child coming, it's off to the country for Prince Harry and Meghan Markle». NBC News (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  61. «Prince Harry and Meghan are moving to the suburbs». www.cbsnews.com (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  62. «Harry and Meghan's home renovations cost £2.4m in taxpayer funds». BBC News (em inglês). 25 de junho de 2019. Consultado em 9 de março de 2021 
  63. Barry, Ellen; Karasz, Palko (6 de maio de 2019). «Meghan, Duchess of Sussex, Gives Birth to a Boy (Published 2019)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 9 de março de 2021 
  64. «Meghan Markle, Prince Harry Split Kate Middleton, Prince William | PEOPLE.com». web.archive.org. 2 de abril de 2019. Consultado em 9 de março de 2021 
  65. Murphy, Victoria (19 de fevereiro de 2020). «Prince Harry and Meghan Markle to Officially Close Buckingham Palace Office at the End of March». Town & Country (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  66. Ward, Victoria (13 de agosto de 2020). «Harry and Meghan buy home on Santa Barbara estate that was subject of 1998 novel Riven Rock». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  67. «Meghan: Duchess of Sussex tells of miscarriage 'pain and grief'». BBC News (em inglês). 25 de novembro de 2020. Consultado em 9 de março de 2021 
  68. «Prince Harry and Meghan: Duke and Duchess of Sussex expecting second child». Sky News (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  69. Rich, Katey. «Harry and Meghan Are Having a Girl». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  70. «The royals and politics: Can we ever know what they really think? | CBC News». CBC (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  71. «Meghan Markle's activism to be held in check by royal protocol». the Guardian (em inglês). 30 de novembro de 2017. Consultado em 8 de março de 2021 
  72. «Meghan Markle's activism to be held in check by royal protocol». the Guardian (em inglês). 30 de novembro de 2017. Consultado em 8 de março de 2021 
  73. Rahman, Rema (23 de setembro de 2020). «Trump wishes Prince Harry 'luck' with Meghan Markle after remarks about voting in November: 'Not a fan'». TheHill (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  74. «Profile: Duchess of Sussex». BBC News (em inglês). 4 de março de 2021. Consultado em 8 de março de 2021 
  75. «Meghan Markle: The wellness guru she could have been». BBC News (em inglês). 24 de março de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  76. Editors, The (18 de janeiro de 2020). «Meghan Markle and Prince Harry Hope to Repay Public Funds Used to Renovate Frogmore House». Town & Country (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  77. «The Mulroneys, Meghan Markle and her life among Toronto 'royalty'». BBC News (em inglês). 18 de maio de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  78. «Meghan Markle: The wellness guru she could have been». BBC News (em inglês). 24 de março de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  79. «The Mulroneys, Meghan Markle and her life among Toronto 'royalty'». BBC News (em inglês). 18 de maio de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  80. «HRH The Duchess Of Sussex's Best Style Moments». British Vogue (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  81. Bayley, Leanne. «Meghan Markle chats to GLAMOUR about VB dresses, her personal style & her fashion cringe moments». Glamour UK (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  82. Ward, Victoria (1 de dezembro de 2017). «Scottish family handbag firm feels the 'Meghan effect' as Strathberry orders soar». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  83. Friedman, Vanessa (25 de abril de 2018). «Meghan Markle: The Biggest Influencer of All? (Published 2018)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 8 de março de 2021 
  84. Ward, Victoria (1 de dezembro de 2017). «Scottish family handbag firm feels the 'Meghan effect' as Strathberry orders soar». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  85. «The Meaning Of Meghan». British Vogue (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  86. https://10.70.20.184/articles/author/tamison-oconnor (16 de maio de 2018). «How to Dress Meghan Markle (Hint: You Probably Can't)». The Business of Fashion (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  87. «Meghan Markle makes gold sales sparkle». CNBC (em inglês). 25 de maio de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  88. Friedman, Vanessa (25 de abril de 2018). «Meghan Markle: The Biggest Influencer of All? (Published 2018)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 8 de março de 2021 
  89. «The Meaning Of Meghan». British Vogue (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  90. Young, Renita D. (25 de maio de 2018). «Meghan Markle makes gold sales sparkle». Reuters (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  91. «Royal Family lead Tatler's 2018 best-dressed Brits list». BBC News (em inglês). 2 de agosto de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  92. «Meghan's maternity and the fashion brands hoping to strike gold». BBC News (em inglês). 17 de outubro de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  93. «Teen Choice Awards 2018: Avengers: Infinity War, Black Panther and Riverdale Among Top Nominees». E! Online. 22 de junho de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  94. Abraham, Tamara (23 de agosto de 2019). «The Duchess of Sussex effect: how Reiss got its mojo back». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  95. «Meghan Markle begins royal induction with Nottingham walkabout». the Guardian (em inglês). 1 de dezembro de 2017. Consultado em 9 de março de 2021 
  96. «Prince Harry and Meghan Markle wow Nottingham crowds on first joint visit». BBC News (em inglês). 1 de dezembro de 2017. Consultado em 9 de março de 2021 
  97. Low, Valentine. «Meghan Markle joins Queen for first time at official royal event» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 9 de março de 2021 
  98. «Prince Harry and Meghan Markle in Northern Ireland: Couple's rapturous welcome on unannounced visit». 23 de março de 2018. Consultado em 9 de março de 2021. Cópia arquivada em 23 de março de 2018 
  99. Reporters, Telegraph (19 de maio de 2018). «Royal wedding facts and figures: From how many people are invited, to the cost of Windsor parking». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  100. Furness, Hannah (22 de maio de 2018). «Duke and Duchess of Sussex make first appearance as a married couple at Prince Charles' 70th birthday party». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  101. «Britain's Prince Harry and Meghan Markle set for first trip abroad as newlyweds with Dublin tour». independent (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  102. «Prince Harry and Meghan Markle to visit Dublin». The Irish Times (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  103. Press, Australian Associated (11 de junho de 2018). «Prince Harry and Meghan to visit Australia in October for Invictus Games». the Guardian (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  104. «Royal tour: Harry and Meghan's overseas trip so far». BBC News (em inglês). 31 de outubro de 2018. Consultado em 9 de março de 2021 
  105. «Bearing a baby and banana bread, Harry and Meghan enchant Australia». the Guardian (em inglês). 19 de outubro de 2018. Consultado em 9 de março de 2021 
  106. «Bearing a baby and banana bread, Harry and Meghan enchant Australia». the Guardian (em inglês). 19 de outubro de 2018. Consultado em 9 de março de 2021 
  107. Furness, Hannah; Pearlman, Jonathan (15 de outubro de 2018). «Duchess of Sussex says 'we're ready and excited to join the club' after pregnancy announcement». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  108. «Meghan Markle and Prince Harry Arrive Hand-in-Hand in Morocco for Last Royal Tour Before Baby». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  109. Furness, Hannah (16 de abril de 2018). «Prince Harry reveals Meghan Markle will take on Commonwealth role». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 9 de março de 2021 
  110. Foussianes, Chloe (19 de janeiro de 2020). «What Will Prince Harry and Meghan Markle's New Roles in the British Commonwealth Look Like?». Town & Country (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  111. Puente, Maria. «Harry and Meghan's new Instagram account is a record-breaking hit with millions». USA TODAY (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  112. Editor, Ben Webster Environment. «Prince Harry used private jet twice in a week after climate talks» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 9 de março de 2021 
  113. CNN, By Bianca Britton (19 de agosto de 2019). «Harry and Meghan branded hypocrites for using private jets». CNN (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  114. Gonzales, Erica (6 de setembro de 2019). «Meghan, Harry, and Archie Are Going on Royal Tour This Month». Harper's BAZAAR (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  115. Kevin Rawlinson; Caroline Davies (8 de janeiro de 2020). «Prince Harry and Meghan to step back from royal family» [Príncipe Harry e Meghan se afastam da família real] (em inglês). The Daily Telegraph. Consultado em 3 de maio de 2020. Cópia arquivada em 8 de janeiro de 2020 
  116. «Príncipe Harry recebe indenização por fotos aéreas de residência particular». Estadão. 17 de maio de 2019. Consultado em 3 de maio de 2020. Cópia arquivada em 17 de maio de 2019 
  117. AFP (16 de maio de 2019). «Príncipe Harry é indenizado por publicação de fotos de sua casa» (html). Estado de Minas. Consultado em 3 de maio de 2020. Cópia arquivada em 3 de maio de 2020 
  118. «Meghan and Harry's tour ends as Mail on Sunday vows to defend itself in court» [A turnê de Meghan e Harry termina enquanto Mail on Sunday promete se defender no tribunal] (em inglês). BBC News. 2 de outubro de 2019. Consultado em 3 de maio de 2020. Cópia arquivada em 2 de outubro de 2019 
  119. Hannah Furness (1 de outubro de 2019). «Prince Harry condemns 'ruthless campaign' against Meghan, saying he lost his mother to 'powerful forces' and fears history repeating» [Príncipe Harry condena 'campanha implacável' contra Meghan, dizendo que perdeu sua mãe para 'forças poderosas' e teme que a história se repita] (em inglês). The Daily Telegraph. Consultado em 3 de maio de 2020. Cópia arquivada em 1 de outubro de 2019 
  120. «Deputadas britânicas enviam carta de solidariedade a Meghan Markle durante batalha contra tabloides» (html). Vogue Brasil. 29 de outubro de 2019. Consultado em 3 de maio de 2020. Cópia arquivada em 30 de outubro de 2019 
  121. «Los duques de Sussex: la decisión que han tomado para alejarse del foco mediático». HOLA (em espanhol). 20 de outubro de 2019. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  122. «Los duques de Sussex, ¿se mudarán a Estados Unidos?». HOLA (em espanhol). 28 de outubro de 2019. Consultado em 8 de janeiro de 2020 
  123. Williams, Terri-ann (7 de janeiro de 2020). «Palace dismisses 'speculation' that couple 'could work from Canada'». Mail Online. Consultado em 8 de janeiro de 2020 
  124. «Duke and Duchess of Sussex step back from senior royal duties. Read their full statement» [Duke and Duchess of Sussex step back from senior royal duties. Read their full statement] (html) (em inglês). CNN. 8 de janeiro de 2020. Consultado em 3 de maio de 2020. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2020 
  125. William Booth; Karla Adam (8 de janeiro de 2020). «Prince Harry and Meghan to 'step back' as senior royals and split time between Britain and North America» (html) (em inglês). The Washington Post. Consultado em 3 de maio de 2020 
  126. sarah.campbell (8 de janeiro de 2020). «Statement on discussions with The Duke and Duchess of Sussex». The Royal Family (em inglês). Consultado em 9 de janeiro de 2020 
  127. «Rainha Elizabeth diz que ainda avalia renúncia de príncipe Harry e Meghan Markle». Quem. Consultado em 9 de janeiro de 2020 
  128. «Rainha Elizabeth II se reúne nesta segunda com príncipe Harry». G1. Consultado em 13 de janeiro de 2020 
  129. «Harry e Meghan: o que a família real discutiu na reunião de emergência convocada pela rainha» (em inglês). 13 de janeiro de 2020 
  130. Jenny.minard (13 de janeiro de 2020). «A statement from Her Majesty The Queen». The Royal Family (em inglês). Consultado em 13 de janeiro de 2020 
  131. «Rainha concorda com 'período de transição' que permite a Harry e Meghan passar tempo no Canadá» (em inglês). 13 de janeiro de 2020 
  132. «Príncipe Harry e Meghan anunciam que vão se afastar do papel de membros da família real». Folha de S.Paulo. 8 de janeiro de 2020. Consultado em 8 de janeiro de 2020 
  133. Kirsty.Oram (18 de janeiro de 2020). «Statement from Her Majesty The Queen». The Royal Family (em inglês). Consultado em 18 de janeiro de 2020 
  134. «Harry e Meghan participam de último compromisso real». G1. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  135. a b Kirsty.Oram (19 de fevereiro de 2021). «Buckingham Palace statement on The Duke and Duchess of Sussex». The Royal Family (em inglês). Consultado em 19 de fevereiro de 2021 
  136. «Harry e Meghan se desvinculam totalmente da coroa britânica». G1. Consultado em 19 de fevereiro de 2021 
  137. «Harry and Meghan not returning as working members of Royal Family». BBC News (em inglês). 19 de fevereiro de 2021. Consultado em 9 de março de 2021 
  138. «The Queen's Commonwealth Trust - YouTube». www.youtube.com. Consultado em 9 de março de 2021 
  139. Richwine, Lisa (24 de junho de 2020). «Harry and Meghan sign with A-list agency to hit the speaking circuit». Reuters (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  140. «Netflix Teams With Prince Harry And Meghan Markle For Overall Deal -». mxdwn Television (em inglês). 2 de setembro de 2020. Consultado em 9 de março de 2021 
  141. «Valor cobrado por Meghan Markle e príncipe Harry para programa no Spotify é inacreditável». www.revistalofficiel.com.br. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  142. «CEO da Netflix dá detalhes do acordo milionário com Meghan Markle e Harry». Metrópoles. 12 de setembro de 2020. Consultado em 15 de fevereiro de 2021 
  143. Canada, HELLO!. «Meghan Markle invests in Clevr Blends, startup that makes instant oat milk lattes». ca.hellomagazine.com (em English). Consultado em 9 de março de 2021 
  144. Murphy, Victoria (14 de dezembro de 2020). «Meghan Markle Invests in Oat Milk Lattes and Oprah Is a Fan». Town & Country (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  145. Business, Kerry Flynn, CNN. «Prince Harry and Meghan Markle's media empire expands with Spotify podcast deal». CNN. Consultado em 9 de março de 2021 
  146. «Meghan Markle and Prince Harry's Holiday Podcast Just Dropped — Hear Archie Talk for the First Time!». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  147. «2014 CJCS Holiday USO Tour». DVIDS (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  148. a b «Who is Meghan Markle? Profile of the actress, humanitarian and campaigner engaged to Prince Harry». The Independent (em inglês). 27 de novembro de 2017. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  149. Watkins, Janelle (23 de julho de 2016). «Meghan Markle 'Suits' Up for Success [INTERVIEW]». EBONY (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2019 
  150. «A Look Back at Meghan Markle's Pre-Royal Life». E! Online (em inglês). 1 de dezembro de 2017. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  151. «Justin Trudeau welcomes Emma Watson, Bob Geldoff, and other star activists to Parliament Hill | CTV News Ottawa». ottawa.ctvnews.ca. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  152. «Meghan Markle: I had to refuse being filmed in just a towel every day - Independent.ie». web.archive.org. 12 de dezembro de 2014. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  153. Kirsty.Oram (18 de maio de 2018). «The Duchess of Sussex». The Royal Family (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2019 
  154. August 7, Harmeet Singh; 2015 (7 de agosto de 2015). «UN Women turn on the light». strategy. Consultado em 1 de setembro de 2019 
  155. Furness, Hannah (20 de maio de 2018). «Meghan Markle to fight for feminism: New Duchess of Sussex given palace blessing to champion women's rights». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235 
  156. «Meghan Markle and Prince Harry Share Never-Before-Seen Photos with Elephants from 2017 Botswana Trip». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2019 
  157. A Duquesa de Sussex revela as mulheres que admira, Washingtonpost - Consultado a 10 de março de 2021
  158. Gonzales, Erica (30 de julho de 2019). «Meghan Markle Is Launching a Collection of Workwear for a Good Cause». Harper's BAZAAR (em inglês). Consultado em 1 de setembro de 2019 
  159. «Meghan made patron of National Theatre». BBC News (em inglês). 10 de janeiro de 2019. Consultado em 9 de março de 2021 
  160. «Harry and Meghan not returning as working members of Royal Family». BBC News (em inglês). 19 de fevereiro de 2021. Consultado em 9 de março de 2021 
  161. «Harry and Meghan not returning as working members of Royal Family». BBC News (em inglês). 19 de fevereiro de 2021. Consultado em 9 de março de 2021 
  162. Barry, Ellen (8 de março de 2019). «Meghan Markle 'Moved the Dial' for British Royal Family in Women's Day Talk (Published 2019)». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 9 de março de 2021 
  163. «Harry and Meghan not returning as working members of Royal Family». BBC News (em inglês). 19 de fevereiro de 2021. Consultado em 9 de março de 2021 
  164. Nolasco, Stephanie (7 de outubro de 2019). «Prince Harry, Meghan Markle reunite with Prince William, Kate Middleton for mental health PSA». Fox News (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  165. «Meghan, Duchess of Sussex, guest-edits British Vogue, revealing women she admires - The Washington Post». 30 de julho de 2019. Consultado em 9 de março de 2021. Cópia arquivada em 30 de julho de 2019 
  166. CNN, Amy Woodyatt. «Meghan wears a glittery party hat in behind-the-scenes footage of Vogue guest editorship». CNN (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  167. Gonzales, Erica (30 de julho de 2019). «Meghan Markle Is Launching a Collection of Workwear for a Good Cause». Harper's BAZAAR (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  168. Foussianes, Chloe (24 de setembro de 2019). «Meghan Markle's Collection Has Already Provided Her Patronage with a Year's Worth of Clothing». Town & Country (em inglês). Consultado em 9 de março de 2021 
  169. «Meghan Markle Shines at First Royal Family Engagement». Time. Consultado em 8 de março de 2021 
  170. «Britain's royal 'Fab Four' attend first official event together | Top…». archive.vn. 28 de fevereiro de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  171. CNN, By Max Foster and Bianca Britton (20 de junho de 2019). «Meghan and Harry split from joint charity with William and Kate». CNN (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  172. Furness, Hannah (20 de junho de 2019). «Royal split: Duke and Duchess of Sussex to leave Royal Foundation and launch their own 'global' project». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  173. «The Duke and Duchess of Sussex have named their royal foundation». Harper's BAZAAR (em inglês). 19 de julho de 2019. Consultado em 8 de março de 2021 
  174. Young, Julius (21 de fevereiro de 2020). «Prince Harry, Meghan Markle won't use 'Sussex Royal' after stepping back as senior members of royal family». Fox News (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  175. «Meghan Markle and Prince Harry Take Another Formal Step Away from Their Ex-Royal Life». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  176. Newell, Claire; Rushton, Katherine; Ward, Victoria; Tominey, Camilla (5 de março de 2021). «Exclusive: Charity Commission reviewing Harry and Meghan's Sussex Royal organisation». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  177. Newell, Claire; Rushton, Katherine; Ward, Victoria; Tominey, Camilla (5 de março de 2021). «Exclusive: Charity Commission reviewing Harry and Meghan's Sussex Royal organisation». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  178. Foussianes, Chloe (6 de abril de 2020). «Prince Harry and Meghan Markle's New Non-Profit Archewell Has a Sweet Tie to Baby Archie». Town & Country (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  179. Foussianes, Chloe (6 de abril de 2020). «Prince Harry and Meghan Markle's New Non-Profit Archewell Has a Sweet Tie to Baby Archie». Town & Country (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  180. «Harry and Meghan's new venture hits major snag». NewsComAu (em inglês). 17 de junho de 2020. Consultado em 8 de março de 2021 
  181. «Meghan and Harry launch website for charitable venture Archewell». NewsComAu (em inglês). 22 de outubro de 2020. Consultado em 8 de março de 2021 
  182. Cramb, Auslan (19 de abril de 2018). «Ruth Davidson named in Time's 100 most influential people of 2018». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  183. Furness, Hannah (10 de dezembro de 2018). «Duchess of Sussex shortlisted for Time magazine's 'Person of the Year' - along with Trump and Putin». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  184. «The Vogue 25: Meet The Women Shaping 2018». British Vogue (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  185. «Duchess of Sussex in Powerlist of top 100 black people in Britain». the Guardian (em inglês). 23 de outubro de 2018. Consultado em 8 de março de 2021 
  186. «Prince Harry accepts damages over Splash News Agency photos». BBC News (em inglês). 16 de maio de 2019. Consultado em 8 de março de 2021 
  187. CNN, By Rob Picheta and Max Foster (16 de maio de 2019). «Prince Harry accepts 'substantial' damages after helicopter photos forced royal couple from their home». CNN (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  188. «Harry and Meghan legal warning latest twist in royal paparazzi feud». the Guardian (em inglês). 21 de janeiro de 2020. Consultado em 8 de março de 2021 
  189. «Meghan and Harry's tour ends as Mail on Sunday vows to defend itself in court». BBC News (em inglês). 2 de outubro de 2019. Consultado em 8 de março de 2021 
  190. Furness, Hannah (1 de outubro de 2019). «Prince Harry condemns 'ruthless campaign' against Meghan, saying he lost his mother to 'powerful forces' and fears history repeating». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  191. Hallemann, Caroline (29 de setembro de 2020). «Meghan Markle's Privacy Case Hits Another Snag». Town & Country (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  192. «Meghan Markle to pay $130,000 in legal costs, losing first round of court battle with publisher». NZ Herald (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  193. CNN, Cristiana Moisescu, Lauren Kent and Rob Picheta. «Meghan, Duchess of Sussex, wins court case against newspaper». CNN. Consultado em 8 de março de 2021 
  194. «Meghan Markle Awarded $625,000 in Legal Costs Over Privacy Case Against U.K. Tabloid». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  195. «Mail on Sunday must publish front page statement of Meghan copyright win». BBC News (em inglês). 5 de março de 2021. Consultado em 8 de março de 2021 
  196. CNN, Cristiana Moisescu, Lauren Kent and Rob Picheta. «Meghan, Duchess of Sussex, wins court case against newspaper». CNN. Consultado em 8 de março de 2021 
  197. «Meghan Markle Awarded $625,000 in Legal Costs Over Privacy Case Against U.K. Tabloid». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  198. «Meghan settles case over Archie photos with Splash UK agency». BBC News (em inglês). 18 de dezembro de 2020. Consultado em 8 de março de 2021 
  199. Business, Hadas Gold, CNN. «Meghan and Harry tell four British tabloids they can expect 'zero engagement'». CNN. Consultado em 8 de março de 2021 
  200. «Harry and Meghan sue over 'drone photos' of son Archie». BBC News (em inglês). 24 de julho de 2020. Consultado em 8 de março de 2021 
  201. «Harry and Meghan: News agency apology over 'drone photos' of son». BBC News (em inglês). 8 de outubro de 2020. Consultado em 8 de março de 2021 
  202. Low, Valentine. «Royal aides reveal bullying claim before Meghan's Oprah interview» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 8 de março de 2021 
  203. Nicholl, Katie. «Meghan Markle Denies Allegations of Bullying and "Unbearable Pressure" On Her Former Palace Aides». Vanity Fair (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  204. Ward, Victoria; Sawer, Patrick (4 de março de 2021). «Duke and Duchess of Sussex expect to be notified if formal bullying allegations are made». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  205. «Buckingham Palace investigating bullying claims as duchess says she was victim of 'smear campaign'». Sky News (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  206. Ward, Victoria (3 de março de 2021). «Buckingham Palace to investigate Duchess of Sussex bullying claims». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  207. Ellery, Ben. «Meghan: Royal aides listened in to my Oprah call before wedding» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 8 de março de 2021 
  208. O'Neill, Katie (2 de março de 2021). «Meghan wore earrings gifted by Prince Salman after Jamal Khashoggi was murdered». The Telegraph (em inglês). ISSN 0307-1235. Consultado em 8 de março de 2021 
  209. Low, Valentine. «Royal aides reveal bullying claim before Meghan's Oprah interview» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 8 de março de 2021 
  210. Hallemann, Caroline (3 de março de 2021). «Meghan Markle Denies Accusations of Bullying Palace Staff». Town & Country (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  211. Hallemann, Caroline (3 de março de 2021). «Meghan Markle Denies Accusations of Bullying Palace Staff». Town & Country (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  212. Low, Valentine. «Royal aides reveal bullying claim before Meghan's Oprah interview» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 8 de março de 2021 
  213. Low, Valentine. «Meghan's earrings were gift from Saudi prince accused of murder» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 8 de março de 2021 
  214. «Meghan Markle 'Saddened' by 'Attack on Her Character' amid Bullying Allegations from Palace Staffers». PEOPLE.com (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  215. Low, Valentine. «Royal aides reveal bullying claim before Meghan's Oprah interview» (em inglês). ISSN 0140-0460. Consultado em 8 de março de 2021 
  216. «Meghan and Harry Oprah interview: Diana discussed in teaser clips». BBC News (em inglês). 1 de março de 2021. Consultado em 8 de março de 2021 
  217. «Harry and Meghan detail royal struggles, from discussions of baby's skin tone to suicidal thoughts». www.cbsnews.com (em inglês). Consultado em 8 de março de 2021 
  218. a b «Meghan Markle is officially a princess, but you can't call her Princess Meghan» (em inglês). Sunday Times. 18 de maio de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 
  219. a b «Royal wedding: Harry and Meghan appointed Baron and Baroness of Kilkeel» (html) (em inglês). Belfast Telegraph. 19 de maio de 2018. Consultado em 9 de junho de 2019 
  220. «Casamento real: por que Meghan Markle não será chamada de princesa após casamento com Harry» (em inglês). 12 de maio de 2018 
  221. «Birth certificate shows baby Archie's birthplace and Meghan's job» (em inglês). Sky News. 17 de maio de 2019. Consultado em 9 de junho de 2019 
  222. «Prince Harry and Ms. Meghan Markle: Announcement of Titles» (em inglês). The Royal Family Website. 19 de maio de 2018. Consultado em 9 de junho de 2019 
  223. «First Duke of Sussex unlucky in love after marriage rows» (em inglês). BBC. 19 de maio de 2018. Consultado em 9 de junho de 2019 
  224. a b c d «Royal wedding: Harry and Meghan appointed Baron and Baroness of Kilkeel». Belfast Telegraph. Consultado em 19 de Maio de 2018 
  225. «Meghan Markle is officially a princess, but you can't call her Princess Meghan». TimesLIVE (em inglês). Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  226. Ribeiro, Carla B. «Harry e Meghan perdem títulos de "alteza real"». PÚBLICO. Consultado em 10 de março de 2021 
  227. «Harry e Meghan deixarão de usar o título de 'alteza real'». G1. Consultado em 10 de março de 2021 
  228. Kelly Monitz (14 de janeiro de 2018). «Historians can't link Meghan Markle to pillars of Hazleton» (em inglês). Standard Speaker. Consultado em 6 de maio de 2020. Cópia arquivada em 6 de maio de 2020 
  229. Netty Leistra. «The Ancestors of Meghan Markle» (em inglês). Groninga, Países Baixos: Netty Royal Blog. Consultado em 6 de maio de 2020. Cópia arquivada em 6 de maio de 2020 
  230. «Meghan Markle's Irish ancestors moved to the island before going to US» [Os ancestrais irlandeses de Meghan Markle se mudaram para a ilha antes de irem para os EUA] (em inglês). All World Report. 30 de novembro de 2018. Consultado em 6 de maio de 2020. Cópia arquivada em 6 de maio de 2020 
  231. a b c Duff, Seamus. «Who is Meghan Markle's dad Thomas and why did he not come to the Royal Wedding?». Thesun.co.uk. Consultado em 19 de maio de 2018 
  232. a b c Item, Cindy O. Herman l For The Daily. «Prince Harry's fiancée Meghan Markle has ties to Shamokin». dailyitem.com 
  233. a b c Driscoll, Kara. «Meghan Markle has an extraordinary connection to Ohio». Dayton Daily News. Consultado em 18 de maio de 2018. ...While Meghan Markle is headed across the pond for the royal wedding, her roots are deeply connected to Ohio. 
  234. «Meghan Markle». IMDb. Consultado em 10 de março de 2021 
  235. AdoroCinema. «Meghan Markle». AdoroCinema. Consultado em 10 de março de 2021 
  236. «Meghan Markle abriu mão da carreira de atriz, mas esses filmes dela valem a pena ver». VIX. Consultado em 10 de março de 2021 
  237. «16 filmes e séries em que você pode ter visto Meghan Markle atuar». www.bol.uol.com.br. Consultado em 10 de março de 2021