Rio Negro (município de Mato Grosso do Sul)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Rio Negro
Bandeira de Rio Negro
Brasão de Rio Negro
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 9 de Maio
Fundação 18 de março de 1964 (50 anos)
Emancipação 9 de maio de 1965 (49 anos)
Gentílico rionegrense
Padroeiro(a) Nossa Senhora de Fátima
Prefeito(a) Joaci Nonato de Rezende
(2009–2012)
Localização
Localização de Rio Negro
Localização de Rio Negro no Mato Grosso do Sul
Rio Negro está localizado em: Brasil
Rio Negro
Localização de Rio Negro no Brasil
19° 26' 56" S 54° 59' 13" O19° 26' 56" S 54° 59' 13" O
Unidade federativa  Mato Grosso do Sul
Mesorregião Centro Norte de Mato Grosso do Sul IBGE/2008 [1]
Microrregião Campo Grande IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Aquidauana, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel d'Oeste e Corguinho
Distância até a capital federal: 1 044 km
estadual: 144
km[2]
Características geográficas
Área 1 807,665 km² (MS: 55º)[3]
Área urbana 0,368 km² (MS: 58º) – est. Embrapa[4]
Distritos Rio Negro (sede), Perdigão
População 5 006 hab. (MS: 71º) –  est. IBGE 2011[5]
Densidade 2 769 hab/km² hab./km²
Altitude 279 m [6]
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,723 (MS: 52º) – alto PNUD/2000 [7]
Gini 0,420 (MS: 12º) – est. IBGE 2003[8]
PIB R$ 48 753,671 mil (MS: 72º) – IBGE/2008[9]
PIB per capita R$ 9 572,68 IBGE/2008[9]
Página oficial

Rio Negro é um município brasileiro da região Centro-Oeste, situado no estado de Mato Grosso do Sul.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Centro Norte de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Campo Grande). Localiza-se na latitude 19º26'58" sul e a uma longitude 54º59'13" oeste. Distâncias:

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Solo

Na região centro-norte do município predomina o Latossolo Vermelho-Amarelo, de textura agilosa e média, tem-se porções significativas ocupadas com Neossolos, sendo que quanto a fertilidade natural, domina, em todo o município, o caráter álico. E ainda pequenas áreas de Luvissolos.

Relevo e altitude

Está a uma altitude de 279 m. O município se localiza em duas Regiões:

  • Região Planalto da Borda Ocidental da Bacia do Paraná, com as unidades geomorfológicas: Primeiro Patamar da Borda Ocidental, Depressão InterPatamares e Segundo Patamar da Borda Ocidental
  • Região dos Chapadões Residuais da Bacia do Paraná com a unidade: Chapadão de São Gabriel.

Apresenta relevo plano geralmente elaborado por várias fases de retomada erosiva e com relevos elaborados pela ação fluvial.

Clima, temperatura e pluviosidade

Está sob influência do clima tropical (AW), com características do clima úmido a sub-úmido. Apresenta índice efetivo de umidade com valores anuais variando de 20 a 40%. A precipitação pluviométrica anual varia entre 1.500 a 1.750mm, excedente hídrico anual de 800 a 1.200mm durante um a seis meses e deficiência hídrica de 350mm durante quatro meses.

Hidrografia

Está sob influência da Bacia do Rio da Prata. Rios do município:

  • Rio Negro: rio que batizou o município. Afluente pela margem esquerda do rio Paraguai que nasce na serra da Boa Sentença, no município de Corguinho. Faz divisa entre Corguinho e Rio Negro e entre o município de Rio Negro e Rio Verde de Mato Grosso. Atravessa o Pantanal de Aquidauana. A bacia do alto-rio-negro é formada por nascentes localizadas nos municípios de Rio Negro. O rio flui para a planície pantaneira da qual é um dos principais provedores.
  • Rio Negrinho: afluente pela margem direita do rio Negro; nasce na serra de Maracaju, no município de Rio Verde de Mato Grosso, fazendo divisa entre este município e o de Rio Negro.
  • Rio do Peixe: afluente pela margem esquerda do rio Negrinho, no município de Rio Negro.

Suas nascentes se localizam na serra Negra, a 550m de altitude.

Vegetação

Se localiza na região de influência do Cerrado. É a pastagem plantada a cobertura vegetal predominante, encontrando-se também expressiva quantidade de vegetação natural representada pela Cerrado Arbóreo Denso (Cerradão) e pelo seu contato com a Floresta Estacional. Em pequena proporção aparece a lavoura.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação ao Meridiano de Greenwich (Tempo Universal Coordenado)

Área

Ocupa uma superfície de 1 807,665 km².

Subdivisões

Rio Negro (sede) e Perdigão.

Arredores

Aquidauana, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel d'Oeste e Corguinho

Histórico[editar | editar código-fonte]

Em 1948, Joaquim de Almeida e Artur Alves Pereira, fizeram um abaixo assinado solicitando ao governo do estado, a doação de 4.000 hectares de terras, para formação de uma colônia agrícola nesta região. O pedido foi negado e por volta do ano de 1950, o deputado Nelson Evangelista de Souza, baiano, dedicado ao comércio de diamantes, eleito por esta região, apresentou projeto de lei criando a tão sonhada colônia, em terras da fazenda Santa Luzia.[10] No final de 1952 vieram para a região algumas famílias originárias do Japão. Dentre vários colonizadores, o que mais se destacou foi Massato Matsubara. Com a abertura de uma estrada ligando a região de Campo Grande, iniciou-se o povoamento denominado "Faca de Pau", onde Matsubara, projetou e implantou um loteamento dando origem a cidade de Rio Negro. Predominava naquela época as lavouras cafeeiras, que enchiam os olhos daqueles que ali chegavam, passando com o tempo a se plantar lavouras diversificadas, das quais acentuadamente o arroz, feijão e milho. As prospectivas de progresso eram animadora e logo a colônia de Rio Negro de Santa Luzia passava a situação de Distrito de Rio Negro, pertencente ao município de Corguinho em 1959.

Foi elevada a distrito pela Lei n° 168, de 21 de novembro de 1958 e o município criado pela Lei nº 2.141, de 18 de março de 1964, desmembrado do município de Coquinho e instalado em 9 de maio de 1965.

Em 1977 o município passa a fazer parte do atual estado de Mato Grosso do Sul.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

Primeiro chamada de "Faca-de-pau" a localidade recebeu o nome em homenagem ao rio do mesmo nome que corta o município e passa cerca de um quilômetro da sede.

Turismo[editar | editar código-fonte]

A cidade possui cachoeiras que favorecem ao turismo e a prática de esportes radicais como rapel. A cachoeira do "Rio do Peixe" como é conhecida,localizada a 17 km da cidade é uma das mais visitadas.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2011 era de 5.006 habitantes.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. Mapas e rotas Guia 4 Rodas. Visitado em 3 de novembro de 2011.
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  4. Urbanização das cidades brasileiras Embrapa Monitoramento por Satélite. Visitado em 30 de Julho de 2008.
  5. Estimativa Populacional 2011 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2011). Visitado em 13 de setembro de 2011.
  6. Mato Grosso do Sul Embrapa. Visitado em 19 de julho de 2011.
  7. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  8. Indice GINI Cidade Sat Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2000). Visitado em 6 de agosto de 2011.
  9. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  10. Barros, Padre Waldemar. Rio Negro, Ontem e hoje, ed. ANE 1996

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons