Batayporã

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Batayporã
Bandeira de Batayporã
Brasão de Batayporã
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 12 de novembro
Fundação 12 de novembro de 1963 (51 anos)
Emancipação 12 de novembro de 1963
Gentílico bataiporanense
Padroeiro(a) Santo Antônio
Prefeito(a) Alberto Luiz Sãovesso (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Batayporã
Localização de Batayporã no Mato Grosso do Sul
Batayporã está localizado em: Brasil
Batayporã
Localização de Batayporã no Brasil
22° 17' 42" S 53° 16' 15" O22° 17' 42" S 53° 16' 15" O
Unidade federativa  Mato Grosso do Sul
Mesorregião Leste de Mato Grosso do Sul IBGE/2008[1]
Microrregião Nova Andradina IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Taquarussu, Nova Andradina, Anaurilândia, Rosana (SP), Marilena (PR), São Pedro do Paraná (PR) e Porto Rico (PR).
Distância até a capital federal: 1 182 km
estadual: 313
km
Características geográficas
Área 1 828,214 km² (MS: 54º)[2]
Área urbana 2,086 km² (MS: 43º) – est. Embrapa[3]
Distritos Batayporã (sede)
População 10 960 hab. (MS: 48º) –  est. IBGE 2011[4]
Densidade 5,994
Altitude 334 m
Clima Tropical Aw
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,704 (MS: 58º) – alto PNUD/2000[5]
Gini 0,420 (MS: 12º) – est. IBGE 2003[6]
PIB R$ 145.869.000,00 (MS: 45º) – IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 13,419 41 IBGE/2008[7]
Página oficial

Batayporã[nota 1] é um município brasileiro do estado de Mato Grosso do Sul. Sua população estimada em 2011 é de aproximadamente 11 mil habitantes.

Ocupa terras que pertencem a Companhia Viação São Paulo - Mato Grosso, de Jan Antonín Baťa, adquiridas em 1921. Teve seus fundamentos baseados num projeto de colonização implantado em 1953 por Vladimir Kubik, procurador da companhia. Não houve criação de distrito e o município foi criado pela Lei N. 1967, de 12 de novembro de 1963. No dia 12 de novembro e comemorada sua emancipação política.

Geografia[editar | editar código-fonte]

A cidade de Batayporã está localizada no sul da região Centro-Oeste do Brasil, a leste de Mato Grosso do Sul e na divisa com Paraná/São Paulo. Possui latitude de 22º17’42” e longitude de 53°16’15”. Distâncias:

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Solos

Predomínio de Latossolo Vermelho-escuro de textura média e baixa fertilidade natural, associado nas porções mais movimentadas do relevo a Podzólicos Vermelho-Escuro e Vermelho-Amarelo, com textura arenosa/média e baixa fertilidade natural, às margens do rio Paraná são encontrados solos diversos, com predominância dos Hidromórficos, com características físicas e químicos muito variável.

Clima e temperatura

Tendo clima tropical, as temperaturas médias do mês mais frio fica entre 15ºC e 20ºC. O período seco estende-se de 4 a 5 meses. A precipitação anual varia de 1.200 a 1.500mm.

Relevo

Com declividades suaves com no máximo 5°, apresenta modelados tabulares entremeados de áreas planas em quase toda a extensão do município. Em uma larga faixa proximidades do Rio Paraná encontram-se modelados de acumulação.

Vegetação

Predomina no município a pastagem plantada. Há em menores proporções, Savana Parque (campo sujo), contatos Savana/Floresta Estacional e Várzeas.

Hidrografia

O Município de Batayporã está inserido na Bacia Hidrográfica do Rio Paraná, especificamente na sub-bacia do Rio Pardo, a qual drena para o Alto Rio Paraná.

A região do Alto Paraná, com uma declividade média de 0,18 m km (-1), apresenta uma ampla planície alagável que se estende por cerca de 480 km, especialmente em sua margem direita. Cerca de metade dessa várzea foi subtraída do sistema pelo reservatório da Usina Hidrelétrica Sérgio Motta.

A sub-bacia do Rio Pardo drena uma área de 39.533,64 km2.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação a Greenwich.

Área

Possui área de 1.828,214 km2 (Representa 0,51% do total do estado).

Subdivisões

Além da sede, não há outros distritos.

Limites
  • Norte: Anaurilândia
  • Sul: Taquarussu
  • Oeste: Nova Andradina
  • Leste: estados do Paraná e São Paulo

Histórico[editar | editar código-fonte]

Batayporã, fruto de um projeto de colonização do industrial checo Jan Antonín Baťa (fundador e idealizador de mais de oitenta cidades em todo o mundo); situa-se em terras que pertenciam à Companhia Viação São Paulo-Mato Grosso, então de propriedade de Jan Bata, que as adquirira em 1921. A primeira divisa demarcatória foi no Córrego Samambaia, e o primeiro morador da região Venâncio Rodrigues de Abreu e sua esposa Luciana Rodrigues de Abreu. Na seqüência, os primeiros sitiantes nas pessoas de Matias Paulo Cordeiro, Marcelino Manoel da Silva, Francisco Paraibano, Anésio José Rezende, Manuel Nunes Ferreira, Isaías Inácio de Almeida, João Raimundo Vieira.

A implantação do projeto que culminou com a criação da cidade teve início em 1953, na então Fazenda Samambaia (hoje Batayporã), quando chegaram os primeiros adquirentes de lotes, em caravanas chefiadas por Vladimir Kubik, lotes situados nas proximidades do Córrego Alegria. Vários colaboradores devem ser mencionados: Além de Vladimir Kubik (gerente geral da companhia). Viação SP-MT0, Jindrich Trachta (gerente da Cia. Viação SP-MT), João Antonio da Silva, Ataliba Ramos, Mohamed Mustafá, Jindrich Trachta, Paschoal José da Silva, João Tolotti, entre outros. Pela Lei nº. 669, de 11 de Novembro de 1953, publicada no Diário Oficial do Estado de Mato Grosso, nº. 11062, de 14 de Dezembro de 1953, o pequeno povoado foi elevado à categoria de distrito, com a denominação: “Distrito de Batayporã”. A primeira missa de Batayporã foi celebrada pelo Frei Luís Maria Tomás Flores, em 17 de setembro de 1954. Em 4 de novembro de 1954, por Ato Governamental, foi criado o Cartório de Paz e Tabelionato, e nomeada como tabeliã titular, Marina do Amaral Trachta, em 30 de Outubro do mesmo ano.

O Decreto nº. 2.066, de Março de 1955 criou a primeira escola, que teve como professora Eunice Rodrigues Mustafá, e em 3 de outubro, nove eleitores do Distrito exerceram seu voto numa eleição. A firma Moura Andrade S/A, em 1956, abriu uma estrada, ligando o distrito à Fazenda Primavera, de sua propriedade, possibilitando o acesso aos Estados do Paraná e São Paulo. Em 1957, começaram a chegar os primeiros comerciantes: Luiz Antonio da Silva e Jonas Pedro Nunes, instalando-se, nessa mesma época, a Serraria da Cia. Viação SP-MT, no que hoje é o Bairro Alegria. No dia 12 de Novembro de 1963, através da Lei nº. 1967, o distrito foi desmembrado do município de Nova Andradina. Aqui é preciso destacar que uma comitiva formada por Sinforiano Romero, João Morão, Arlindo Ramos e Elias Caetano de Almeida, esteve na capital, Cuiabá, com uma carta de recomendação assinada pelo vereador Joaquim Gonçalves da Silva, o Joaquim Cearense. Esses quatro pioneiros saíram de Batayporã às quatro e meia da manhã, num Jeep, chegando a Campo Grande às vinte e duas horas e trinta minutos. Dormiram numa pensão e seguiram depois, para a capital do Estado, Cuiabá, de avião, com despesas custeadas de próprio bolso.

Em 1977 o município passa a fazer parte do atual estado de Mato Grosso do Sul.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

O nome faz referência às indústrias de calçado Bata, do checoslovaco Jan Antonín Baťa, o rei dos calçados, o qual estabeleceu-se no Brasil em 1932 fugido do partido nazista. Bata já havia fundado as localidades de Batatuba, em 1941, e Bataguassu, em 1942.

Etimologia

Significado do nome Batayporã:

  • Bata = Sobrenome do idealizador e fundador da cidade, o industrial tcheco Dr. Jan Antonin Bata;
  • Y = (do guarani) – (Î) água;
  • Porã = (do guarani) – bonita ou boa

Literalmente, Batayporã significa: Água Boa do Bata.

Economia e infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Turismo[editar | editar código-fonte]

  • Lagoa do Sapo: Localizada na área central de Batayporã.
  • Balneário Municipal: Localizado na MS 134 Sentido Nova Andradina.
  • Rio Paraná: grandiosidade da natureza, com explentor e areas de camping, pesca, se torna a area mais agradavel apra se passar horas tranquilas e sossegadas.
  • Usina Sergio Motta

Por meio do hino quero divulgar a paisagem do municipio <iframe%20width= "560"%20height="315"%20src="http://www.youtube.com/embed/ORthsQlH_fE"%20frameborder="0"%20allowfullscreen></iframe> <iframe width="560" height="315" src="http://www.youtube.com/embed/ORthsQlH_fE" frameborder="0" allowfullscreen></iframe>

Acesso rodoviário[editar | editar código-fonte]

Batayporã é servido pela Rodovia MS-134/BR-376 e MS-276, que o integra à MS-395 e MS-134, e essas integram o município aos principais centros de mercado e comercialização, de consumo e de prestação de serviços existentes no Estado, como:

  • A BR-267, com acesso a Porto Murtinho (divisa com o Paraguai) e Bataguassu (divisa com São Paulo);
  • A BR-163, com acesso ao Norte com Sonora e Campo Grande, a capital do Estado;
  • A MS-480 Barragem Porto Primavera no Rio Paraná;
  • Interliga-se ainda com a BR-262 com o Acesso a Corumbá (divisa com a Bolívia) e interligação de Batayporã com o Paraguai se estabelece por meio da MS 276/BR 376 e BR 463, esta última chegando até Ponta Porã e Pedro Juan Caballero.

Notas

  1. Nota ortográfica: Segundo as normas ortográficas vigentes da língua portuguesa, este topônimo deveria ser grafado como Bataiporã. Prescreve-se o uso da letra "i" para palavras de origem tupi.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Urbanização das cidades brasileiras Embrapa Monitoramento por Satélite. Visitado em 30 de Julho de 2008.
  4. Estimativa Populacional 2011 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2011). Visitado em 13 de setembro de 2011.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  6. Indice GINI Cidade Sat Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2000). Visitado em 06 de agosto de 2011.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (16 de dezembro de 2009). Visitado em 4 de janeiro de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons