Rio Brilhante

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Rio Brilhante
"A pequena cativante[1] "
Bandeira de Rio Brilhante
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 26 de setembro[2]
Fundação 26 de setembro de 1929 (85 anos)[2]
Emancipação 1 de janeiro de 1930 (84 anos)[2]
Gentílico rio-brilhantense[3]
Padroeiro(a) Divino Espírito Santo (Rel. MS)
CEP 79.130-000[4]
Prefeito(a) Sidney Foroni (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Rio Brilhante
Localização de Rio Brilhante no Mato Grosso do Sul
Rio Brilhante está localizado em: Brasil
Rio Brilhante
Localização de Rio Brilhante no Brasil
21° 48' 07" S 54° 32' 45" O21° 48' 07" S 54° 32' 45" O
Unidade federativa  Mato Grosso do Sul
Mesorregião Sudoeste de Mato Grosso do Sul IBGE/2008[5]
Microrregião Dourados IBGE/2008 [5]
Municípios limítrofes Nova Alvorada do Sul (N, NE, L), Angélica (SE), Deodápolis (S), Dourados (S), Douradina (S), Itaporã (SO), Maracaju (O) e Sidrolândia (NO).
Distância até a capital federal: 1 184 km[6]
estadual: 150
km[6]
Características geográficas
Área 3 987,529 km² (BR: 374º MS: 29º)[7]
Área urbana 4,407 km² (MS: 20º) – est. Embrapa[8]
Distritos Rio Brilhante (sede), Prudêncio Thomaz[6]
População 34 078 hab. (MS: 13º) –  est. IBGE/2014[9]
Densidade 8,546 hab/km²[9]
Altitude 312 m [10]
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,715 (BR: 1454°, MS: 12º) – alto PNUD/2010[11]
Gini 0,53 (MS: 58º) – PNUD/2010[11]
PIB R$ 859 362,000 mil (MS: 9º) – IBGE/2011[12]
PIB per capita R$ 27,474 09 (BR: 482º MS: 8º) - IBGE/2011[12]
Página oficial
Prefeitura www.riobrilhante.ms.gov.br (em português)
Câmara www.camarariobrilhante.ms.gov.br (em português)

Rio Brilhante é um município brasileiro da região Centro-Oeste, situado no interior do estado de Mato Grosso do Sul. O município possui fácil acesso às duas maiores cidades do estado (Campo Grande e Dourados, estando distante cerca de 150 km da primeira e 67 km da outra), além de fácil escoamento da produção com estradas vicinais de boa qualidade, sendo servida por duas Rodovias Federais: BR 163, BR 267, que liga aos grandes centros e portos, como é o caso do Porto Murtinho no Rio Paraguai. Com isso a cidade está num ponto estratégico para o Mercosul.

História[editar | editar código-fonte]

Desbravamento e primeiros anos[editar | editar código-fonte]

Na terceira década do século XIX, as famílias Lopes, Souza Leal, Pereira, Garcia e Barbosa foram os primeiros a desbravar os campos da Paranaíba, se tornando os pioneiros que habitaram o sul do estado. As terras do atual município de Rio Brilhante começaram a ser desbravadas por Gabriel Francisco Lopes, que mais tarde, em 1841, levou seu sogro, Antônio Gonçalves Barbosa, para a região chamada de campos de Vacaria.[nota 1] Gonçalves Barbosa chamou de Boa Vista o local entre os rios Vacaria e Brilhante e se tornou seu o primeiro morador.[14]

Com o tempo, imigrantes vindos do Rio Grande do Sul, que traziam rebanhos de bovinos, equinos e ovinos, passaram a povoar a região, assim como descendentes das famílias pioneiras, que se instalaram nas margens dos rios: Brilhante, Vacaria e Dourados. Eles iniciaram a prática da pecuária e da agricultura no local. No entanto, devido aos conflitos entre Brasil e Paraguai, em 1862, os habitantes tiveram que abandonar a região, que só voltou a prosperar a partir extração e industrialização da erva-mate. O produto despertou novamente o interesse de gaúchos e paraguaios, que retomaram a pecuária e agricultura.[14]

Em 1900, Francisco Cardoso construiu um grande cruzeiro perto da atual sede da prefeitura, onde se iniciou o povoado.[13] Após doze anos, através da resolução nº 611, de 10 de julho, o governo do estado e Mato Grosso do Sul criou, com sede na povoação de Entre-Rios, o Distrito de Paz de Vacaria, em Campo Grande, e por meio do decreto nº 653, de 29 de janeiro de 1924, concedeu à região uma área de 3.600 hectares, onde a população começou a se estabelecer.[14]

Formação administrativa e história recente[editar | editar código-fonte]

O então distrito de Vacaria foi elevado à categoria de vila, em 26 de setembro de 1929, pela lei estadual nº 1025, e passou a se chamar Entre Rios, devido a sua localização.[13] Constituída de dois distritos: Entre Rios e Vacaria, e com sede neste último, foi emancipada em 1º de janeiro de 1930. Nas divisões territoriais datadas de 31 de dezembro de 1936 e de 1937, o município é formado por Entre Rios e Ivinhema. Em 31 de dezembro de 1943, pelo decreto-lei estadual nº 545, o município ganhou a denominação de Caiuás e, em 30 de setembro de 1948, tem o nome atual oficializado, por meio da lei estadual nº 136. No dia seguinte, o distrito de Aroeira é criado e anexado a Rio Brilhante, pela lei estadual nº 174.[15]

Pela lei estadual nº 683, instituída em 11 de dezembro de 1953, o distrito de Ivinhema é transferido para o município de Bataguaçu. Em 16 de junho de 1977, através da lei estadual nº 3876, o distrito de Nova Alvorada é criado e anexado ao município. Ainda no mesmo dia, por meio da lei estadual nº 3877, o distrito de Aroeira recebe a denominação de Prudêncio Thomaz. Em 18 de dezembro de 1991, o distrito de Nova Alvorada, pela lei estadual nº 1233, é desmembrando de Rio Brilhante e sob o nome de Nova Alvorada do Sul passa a ser considerado um município.[15]

O crescimento econômico da cidade foi impulsionado pela agricultura e com a chegada dos primeiros imigrantes vindos das regiões Sul, Sudeste e Nordeste na década de 70.[16] No entanto, o maior desenvolvimento ocorreu após as instalações de usinas do ramo sucroalcooleiro, que, segundo estimativas da prefeitura, aumentaram a arrecadação do município em 450%,[17] o que tornou Rio Brilhante o maior produtor de cana-de-açúcar do estado, em 2006.[18] Isso também fez com que o município não dependesse somente da agricultura no setor da economia.[19]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

Rio Brilhante pertence a Microrregião de Dourados e a Mesorregião do Sudoeste de Mato Grosso do Sul.[5] Situa-se a 21º48'07'' de latitude sul e 44º32'47'' de longitude oeste.[20] . Está a uma distância de 150 km quilômetros da capital sul-mato-grossense e 1 184 km da capital federal.[6]

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Solo[editar | editar código-fonte]

O solo apresenta características de Latossolo Roxo de textura orgânica e fertilidade natural variável, a margem de cursos d’água podem ser encontrados Glei Húmico e Pouco Húmico, normalmente de elevada fertilidade. Na porção leste do município encontra-se de forma significativa Latossolo Vermelho Escuro de textura média e de caráter álico e solos hidromórficos (solo de várzeas).[21]

Relevo e altitude[editar | editar código-fonte]

Com altitude de 312 metros acima do nível do mar,[10] em Rio Brilhante há o predomínio de formas tabulares e planas, com declividades suaves, associadas à área de acumulação junto às principais drenagens. A topografia do município é constituída de 95% plano e 5% de terreno ondulado. O solo do município apresenta características Latossolo Roxo de textura orgânica e fertilidade natural variável, com Glei Húmico e Pouco Húmico podendo ser encontrado a margem de cursos d'água. Latossolo Vermelho Escuro de textura média e de caráter álico e solos hidromórficos podem ser encontrados no leste de Rio Brilhante.[20]

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

Todo o território de Rio Brilhante está localizado sobre o Aquífero Guarani. O município é banhado pelos rios Brilhante e Vacaria, sendo o primeiro o responsável por definir os limites entre Rio Brilhante, Maracaju, Douradina, Itaporã, Dourados e Angélica, e o segundo por estabelecer a divisa com Nova Alvorada do Sul.[20] A bacia hidrográfica do Rio Brilhante é a maior do município, nascendo em Sidrolândia e indo sentido oeste onde se uni aos rios Vacaria e Dourados ao leste formando o rio Ivinhema. Correndo em sentido contrário a outra bacia de Rio Brilhante, a bacia do rio Vacaria também tem sua nascente em Sidrolândia e deságua no Ivinhema.[20]

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima predominante em Rio Brilhante é tropical (tipo Aw, segundo Köppen-Geiger),[22] possuindo invernos secos e verões úmidos, chuvosos e quentes. A temperatura média anual é de 20ºC, sendo a média da temperatura máxima 22ºC e a média da temperatura mínima 18ºC.[20]

Nuvola apps kweather.svg Dados climatológicos para Rio Brilhante (MS) Weather-rain-thunderstorm.svg
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez
Temperatura máxima média (°C) 30,3 30,4 30,4 28,8 26,2 24,6 25,3 27,4 27,7 29,6 30,3 29,8
Temperatura mínima média (°C) 20,3 20,1 19 18,5 16 13,1 11,7 13,9 15,4 17,6 18,8 18,5
Precipitação (mm) 203,3 177,9 139,8 105,5 102,9 65,4 45,5 42,8 79,3 166,6 150,5 191,9
Fonte: Tempo Agora (período: 1961-1990)[23]

Vegetação[editar | editar código-fonte]

O município é coberto em 80% de sua totalidade por pastagem enquanto o restante da área é constituída de savanas, floresta estacional, várzeas e lavouras.[20] É preciso conscientizar-se da importância de proteger as manchas de Floresta Tropicais e Matas Galerias ainda existentes no município.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário[editar | editar código-fonte]

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação ao Meridiano de Greenwich (Tempo Universal Coordenado).[24]

Área[editar | editar código-fonte]

Ocupa uma área de 3 987,529 km², o que o torna o 29° maior município do estado.[6] [8]

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Rio Brilhante (sede) e possui outro distrito denominado Prudêncio Thomaz, mais conhecido pelos rio-brilhantenses com Aroeira, o antigo nome do distrito.[6]

Limites[editar | editar código-fonte]

Seus municípios limítrofe são Nova Alvorada do Sul, ao norte, a nordeste e ao leste; Angélica, ao sudeste; Deodápolis, Dourados e Douradina, ao sul; Itaporã, ao sudoeste; Maracaju, a oeste; e Sidrolândia, a noroeste.[20]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Crescimento populacional
Censo Pop.
1980 15 579
1991 22 509 44,5%
2000 22 640 0,6%
2010 30 647 35,4%
Est. 2014 34 078 [9] 50,5%
Fonte: SEMAC[6] e IBGE[25]

Em 2010, a população do município foi contada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e estimada em 30 647, sendo o 14º município mais populoso do estado, apresentando uma densidade populacional de 7,69 hab/km². Segundo o censo de 2010, 15 699 eram homens e 14 948 dos habitantes eram mulheres. Ainda segundo o mesmo censo, 24 540 viviam na zona urbana e 6 107 na zona rural.[25] Já segundo estatísticas divulgadas em 2014, a população municipal era de 34 078 habitantes e densidade demográfica de 8,546 hab/km².[9]

O Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDH-M) de Rio Brilhante é considerado alto pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), sendo seu valor 0,715 em 2010, o 12º maior entre os 79 municípios de Mato Grosso do Sul e o 1 454º maior entre os 5 560 municípios do Brasil.[11]

Outros dois indicadores destacados de Rio Brilhante é o índice Gini (0,53)[11] e o Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal-IFDM (0.7575).[26]

Religião[editar | editar código-fonte]

Conforme o Censo de 2010 do IBGE, a população da região de Rio Brilhante é formada por grupos religiosos como cristãos 89,20%, sendo católicos (60,63%), evangélicos de missão (3,90%), evangélicas de origem pentecostal (19,69%), restauracionistas (0,25%) e outros cristãos (4,73%). Outros existentes são os reencarnacionistas (0,54%), orientais (0,09%), indeterminados (1,44%) e não religiosos (8,74%).[27] [28]

Cristãos[editar | editar código-fonte]

É de longe o maior grupo religioso presente na população de Rio Brilhante, totalizando 89,20% de sua população.[27] [28]

Católicos[editar | editar código-fonte]

Batismo de Jesus, com o Divino Espírito Santo, padroeiro de Rio Brilhante, representado na forma de uma pomba no alto, entre Jesus e João Batista.
1498/1500. Por Perugino, atualmente no Kunsthistorisches Museum, Gemäldegalerie, em Viena.

Rio Brilhante localiza-se no país mais católico do mundo em números absolutos. A Igreja Católica teve seu estatuto jurídico reconhecido pelo governo federal em outubro de 2009,[29] ainda que o Brasil seja atualmente um estado oficialmente laico.[30] .

A Igreja Católica reconhece como padroeiros da cidade Divino Espírito Santo. O município faz parte da Circunscrições eclesiásticas da Regional Oeste I (que atende Mato Grosso do Sul) e de acordo com a divisão resolvida pela Igreja Católica, o município de Rio Brilhante pertence à Província Eclesiática de Campo Grande, mais precisamente à Diocese de Dourados, sendo sede de 1 paróquia. Seu atual bispo é, desde 2001, Dom Redovino Rizzardo. Grupo formado por 60,63% dos seus habitantes, sendo a Católica Apostólica Romana com 60,60% e Católica Apostólica Brasileira com 0,03%.[27] [28]

Templos
  • Catedral do Divino Espírito Santo

Protestantes[editar | editar código-fonte]

Embora seu desenvolvimento tenha sido sobre uma matriz social eminentemente católica, tanto devido à colonização quanto à imigração, é possível encontrar atualmente na cidade dezenas de denominações protestantes diferentes. De acordo com dados do censo de 2010 realizado pelo IBGE, a população de Rio Brilhante era composta 27,46% de protestantes.[27] [28]

Evangélicos de missão[editar | editar código-fonte]

Os evangélicos de missão totalizam 3,90% dos habitantes. Destes, 0,59% são luteranos, 1,38% são presbiterianos, 1,42% são batistas, 0,03% são evangélicos congregacionais e 0,48% são adventistas.[27] [28]

Evangélicos neopentecostais[editar | editar código-fonte]

Os evangélicos neopentecostais totalizam 19,69% dos locais. Destes, 4,90% é da Igreja Assembléia de Deus, 2,38% da Congregação Cristã do Brasil, 0,04% da Igreja o Brasil para Cristo, 0,59% da Igreja Evangelho Quadrangular, 0,87% da Igreja Universal do Reino de Deus, 1,62% da Igreja Deus é Amor, 0,04% da Igreja Maranata, 0,03% da Comunidade Evangélica e 9,23% de outras evangélicas de origem pentecostal ou não determinada.[27] [28]

Templos

Rio Brilhante possui diversos templos evangélicos pentecostais (Assembleia de Deus, IURD, Congregação Cristã do Brasil e outras), que atendem suficientemente a população.

Restauracionista[editar | editar código-fonte]

Representado por 0,25% dos locais. Abrange a Testemunhas de Jeová.[27] [28]

Outros cristãos[editar | editar código-fonte]

Em Rio Brilhante existem também cristãos de outras denominações, representado por 4,73% dos locais. Destes 3,87% são de outras igrejas evangélicas e 0,86% são de outras religiosidades cristãs.[27] [28]

Outras denominações[editar | editar código-fonte]

O município é representada por variados outros credos, existindo também religiões de várias outras denominações tais como Testemunhas de Jeová,Igreja da Mensagem,Igreja Do Evangelho Primitivo De Jesus Cristo,Rua Doutor Boaventura Numero 51 Fone 6734526653, Maçônica, Messiânica, entre outras. São elas:

Reencarnacionistas[editar | editar código-fonte]

Possui 0,54% do total representado pelos espíritas.[27] [28]

Orientais[editar | editar código-fonte]

Possui 0,09% do total, sendo representado pela Igreja Messiânica Mundial.[27] [28]

Indeterminados[editar | editar código-fonte]

Opções indeterminadas respondem por 1,44% dos habitantes, sendo os mal definidos respondendo por 0,31% e 1,13% dos que não sabem que religião são.[27] [28]

Não religiosos[editar | editar código-fonte]

O Grupo das pessoas não religiosas respondem por 8,74% dos habitantes, sendo os sem religião convictos 8,68 e ateus 0,07%.[27] [28]

Economia[editar | editar código-fonte]

A economia do município é baseada na agropecuária e na agroindustria (usina Sucroalcooleira) que impulsiona relativamente a economia da cidade, sendo fonte de emprego para cidadãos residentes e migrantes, mas podendo certamente trazer profundos impactos sócio-culturais e ambientais aos residentes por sua volta ao município.

Assentamentos[editar | editar código-fonte]

Rio Brilhante possui 8 assentamentos com total de 764 famílias assentadas.

Urbanização[editar | editar código-fonte]

Rio Brilhante possui área urbana de 4,4070 km²[8] e possui traçado constituída de ruas geralmente retas e quadras em formato retangular ou quadradas. O acesso á zona urbana da cidade se dá pelas rodovias BR-163 e 267.

Domicílios[editar | editar código-fonte]

Domicílios de Rio Brilhante[31]
Total de domicílios 10 603 domicílios
Domicílios particulares 10 577 (99,75%)
Domicílios coletivos 26 (0,25%)
Domicílios por rendimento per capita[32]
Mais de 5 salários
2,67%
De 2 a 5 salários
11,73%
De 1 a 2 salários
25,94%
De 0,5 a 1 salário
32,70%
De 0,25 a 0,5 salários
17,68%
Até 0 25 salários ou sem rendimento
9,29%
Distribuição por classes sociais[32]
Classe A
2,67%
Classe B
11,73%
Classe C
58,64%
Classe D
17,68%
Classe E
9,29%
Classe alta (A - B)
14,40%
Classe média (C - D)
76,32%
Classe periférica (E)
9,29%
Classe consumidora (A - B - C - D)
90,72%

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Educação[editar | editar código-fonte]

  • 7 Colégios do pré-escolar ao ensino fundamental
  • 7 Creches Municipais
  • 1 Escola Particular de pré-escolar
  • 1 Escola Particular do pré-escolar ao ensino médio
  • 6 Escolas "Criança Esperança"
  • 2 Escolas municipais Rurais
  • 1 Escola Agrícola

Saúde[editar | editar código-fonte]

  • 10 hospitais
  • 1 Postos de Saúde Central
  • 6 PSF Programa Saúde da Família
  • 4 Clínicas Médicas
  • 3 Laboratório de Análises Clínicas
  • 5 Clínicas Veterinárias
  • 10 Consultórios Odontológicos

Comunicação[editar | editar código-fonte]

  • 1 Estação de Rádio AM
  • 1 Estação de Rádio FM Comunitária
  • 2 Jornais semanários
  • Telefonia Convencional e Celular Digital
  • 2 Provedor Internet
  • 1 Agência de Correio
  • 2 Antenas de Re-Transmissão de TV
  • 1 Estação de Radio FM Harmonia

Transporte[editar | editar código-fonte]

  • 1 Estação Rodoviária
  • 1 Aeroporto para aeronaves de médio porte

Cultura[editar | editar código-fonte]

A responsável pelo setor cultural de Rio Brilhante é a Fundação de Cultura, Esporte e Lazer (FUNCERB) que tem como objetivo planejar e executar a política cultural do município por meio da elaboração de programas, projetos e atividades que visem ao desenvolvimento cultural, como, por exemplo, eventos esportivos e musicais.[33] [34]

Esporte[editar | editar código-fonte]

No futebol a cidade está representada pelo Esporte Clube Águia Negra, fundado em 31 de maio de 1972. Seu estádio é o Estádio Iliê Vidal que atualmente conta com capacidade para cerca de cinco mil pessoas.[35] Embora sua fundação tenha ocorrido há pouco tempo, o clube já acumula dois títulos do Campeonato Sul-Mato-Grossense de Futebol, ganhos em 2007[36] e 2012.[37] A equipe também é conhecida por ter revelado Alex Dias, jogador que atuou em grandes equipes nacionais, como São Paulo e Fluminense, e até mesmo, em clubes do exterior, como o Saint-Étienne e Boavista.[38]

Rio Brilhante possui também espaços que possibilitam a prática de outros esportes, tais como os ginásios poliesportivos Ângelo Fernando Novais Saggin[39] e Luiz Alberto Lima Portel,[40] além de centros esportivos como o Prefeito Athayde Nogueira e Felix Arevalo.[39] A cidade também tem um estádio municipal, o Complexo Esportivo Prefeito Theofanes Barbosa de Moraes, que é o maior complexo esportivo da cidade.[41] Apesar da maior parte dos investimentos da cidade em esportes serem no futebol,[42] o município conta também com um Motodrómo Municipal[43] e com a Associação de Ciclismo de Rio Brilhante.[44]

Notas

  1. Segundo o Correio do Estado, as informações sobre a história do município "não são muitas e nem muito precisas"; também de acordo com o jornal, Gonçalves Barbosa teria chego em 1835.[13]

Referências

  1. Aloísio visita Águia Negra Diário MS (29 de novembro de 2007). Visitado em 2 de junho de 2006.
  2. a b c Título não preenchido, favor adicionar Cidade Sat Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 6 de agosto de 2011.
  3. Gentílico dos municípios de Mato Grosso do Sul - IHGMS (PDF)
  4. CEP de cidades brasileiras Correios. Visitado em 31 de Julho de 2008.
  5. a b c Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  6. a b c d e f g Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e da Tecnologia (SEMAC). Rio Brilhante. Visitado em 3 de junho de 2012.
  7. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  8. a b c Urbanização das cidades brasileiras Embrapa Monitoramento por Satélite. Visitado em 30 de Julho de 2008.
  9. a b c d Estimativas da população residente no Brasil e unidades da federação com data de referência em 1º de julho de 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (28 de agosto de 2014). Visitado em 28 de agosto de 2014.
  10. a b Mato Grosso do Sul Embrapa. Visitado em 19 de julho de 2011.
  11. a b c d Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (2010). Perfil do município de Rio Brilhante - MS Atlas do Desenvolvimento Humano no Brasil 2013. Visitado em 28 de dezembro de 2013.
  12. a b Produto Interno Bruto dos municípios 2007-2011 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 17 de dezembro de 2013.
  13. a b c (28 de setembro de 2009) "Aos 80 anos, município é exemplo no Estado". Correio do Estado p. 4.
  14. a b c Histórico Prefeitura Municipal de Rio Brilhante. Visitado em 18 de janeiro de 2013.
  15. a b Enciclopédia dos Municípios Brasileiros (2007). Rio Brilhante - Histórico Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Visitado em 18 de janeiro de 2013.
  16. Resende, Geraldo (12 de março de 2007). Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público Câmara de Rio Brilhante. Visitado em 18 de janeiro de 2013.
  17. (julho de 2008) "Novas usinas levam progresso ao município de Rio Brilhante". Agroin p. 1.
  18. Potencialidade Prefeitura de Rio Brilhante. Visitado em 18 de janeiro de 2013.
  19. (28 de setembro de 2009) "Aos 80 anos, município é exemplo no Estado". Correio do Estado p. 2.
  20. a b c d e f g Aspectos Geográficos Prefeitura Municipal de Rio Brilhante. Visitado em 19 de maio de 2013.
  21. Geografia - SEMAC MS
  22. (2011) "Produtividade e viabilidade económica da cana-de-açúcar em diferentes sistemas de preparo do solo no centro-oeste do Brasil". Revista de Ciências Agrárias. ISSN 0871-018X.
  23. Climatologia - Rio Brilhante Tempo Agora. Visitado em 26 de março de 2012.
  24. Horário Mundial - Hora Certa - 24timezones.com
  25. a b Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Censo Populacional de 2010. Visitado em 3 de junho de 2012.
  26. Índice Firjan de Desenvolvimento Municipal - Sistema Firjan
  27. a b c d e f g h i j k l Sistema IBGE de Recuperação Automática (Sidra) (2000). População residente por religião. Visitado em 06 de abril de 2012.
  28. a b c d e f g h i j k l Censo 2010 - Lista municípios e religiões, Exibir Registro Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2010). Visitado em 14 de maio de 2013.
  29. Cristiane Agostine (8 de outubro de 2009). Senado aprova acordo com o Vaticano O Globo. Visitado em 26 de março de 2010. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2011.
  30. Fernando Fonseca de Queiroz (outubro de 2005). Brasil: Estado laico e a inconstitucionalidade da existência de símbolos religiosos em prédios públicos Jus Navigandi. Visitado em 26 de março de 2010. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2011.
  31. População do Brasil Domicílios particulares permanentes Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2010). Visitado em 5 de agosto de 2011.
  32. a b Classes sociais do Brasil Domicílios particulares permanentes, por classes de rendimento nominal mensal domiciliar per capita - Resultados Preliminares do Universo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2010). Visitado em 3 de agosto de 2011.
  33. Donato nomeia chefe de gabinete e diretor da Funcerb Dourados News (3 de marõ de 2010). Visitado em 2 de junho de 2012.
  34. FUNCERB realiza “Noite Pratas da Casa” Jornal Rio Brilhante (20 de março de 2012). Visitado em 2 de junho de 2012.
  35. CNEF - Cadastro Nacional de Estádios de Futebol (PDF) Confederação Brasileira de Futebol. Visitado em 3 de junho de 2012.
  36. TV Morena transmite ao vivo a final do campeonato sul-mato-grossense GloboEsporte.com (9 de maio de 2012). Visitado em 3 de junho de 2012.
  37. Em final sem gols, Águia Negra leva seu segundo sul-mato-grossense GloboEsporte.com (10 de maio de 2012). Visitado em 3 de junho de 2012.
  38. Atacante do MS deixa aposentadoria para ajudar time de amigo prefeito Record MS (20 de março de 2012). Visitado em 3 de junho de 2012.
  39. a b Cidade investe em espaço esportivo e de lazer para população Jornal Rio Brilhante (24 de janeiro de 2012). Visitado em 3 de junho de 2012.
  40. Rio Brilhante representa MS no voleibol do JEMS Gazeta MS. Visitado em 3 de junho de 2012.
  41. Rio Brilhante inaugura 1º estádio municipal Rio Brilhante News (24 de setembro de 2012). Visitado em 6 de outubro de 2012.
  42. Donato, recebe técnico Claudio Roberto, após titulo do Águia Negra Rio Brilhante News (29 de maio de 2012). Visitado em 3 de junho de 2012.
  43. Rio Brilhante sedia prova do Estadual de Motocross Correio do Estado (18 de setembro de 2010). Visitado em 3 de junho de 2012.
  44. 2ª Corrida da Independência agitou feriado em Rio Brilhante Esporte Ágil (8 de setembro de 2011). Visitado em 3 de junho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikilivros Livros e manuais no Wikilivros
Wikisource Textos originais no Wikisource
Commons Imagens e media no Commons