Angélica (Mato Grosso do Sul)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Angélica
Bandeira de Angélica
Brasão desconhecido
Bandeira Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 13 de maio
Fundação 13 de maio de 1963 (51 anos)
Emancipação 13 de maio de 1976
Gentílico angeliquense
Padroeiro(a) São Pedro Apóstolo
Prefeito(a) Luiz Antônio Milhorança (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Angélica
Localização de Angélica no Mato Grosso do Sul
Angélica está localizado em: Brasil
Angélica
Localização de Angélica no Brasil
22° 09' 10" S 53° 46' 15" O22° 09' 10" S 53° 46' 15" O
Unidade federativa  Mato Grosso do Sul
Mesorregião Sudoeste de Mato Grosso do Sul IBGE/2008 [1]
Microrregião Iguatemi IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes ao norte de Rio Brilhante, ao sul de Ivinhema a leste de Nova Andradina e a oeste de Deodápolis
Distância até a capital federal: 1 238 km
estadual: 261
km
Características geográficas
Área 1 273,199 km² (MS: 63º)[2]
Área urbana 0,368 km² (MS: 58º) – est. Embrapa[3]
Distritos Angélica (sede), Ipezal
População 9 991 hab. (MS: 55º) –  IBGE 2014[4]
Densidade 7,324
Altitude 358 m
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,697 (MS: 30º) – médio PNUD/2010[5]
Gini 0,410 (MS: 4º) – est. IBGE 2003[6]
PIB R$ 91.217.000,00 (MS: 17º) – IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 12,225 89 IBGE/2008 [7]
Página oficial

Angélica é um município brasileiro da região Centro-Oeste, situado no estado de Mato Grosso do Sul.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de Angélica está localizado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, á sudoeste de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Iguatemi) e na divisa com Paraná/São Paulo. Possui latitude de 22º09’12” Sul e longitude de 53°46’16” Oeste. Distâncias:

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Relevo

Está a uma altitude de 358 m.

Clima, temperatura e pluviosidade

Está sob influência do clima tropical (AW).

Hidrografia

Está sob influência da Bacia do Rio da Prata.

Vegetação

Se localiza na região de influência do Cerrado.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação a Grenwith.

Área

Ocupa uma superfície de de 1 273,199 km² (Representa 0,36% do Estado).

Subdivisões

O Município de Angélica possui apenas um Distrito, denominado Ipezal que fica a 36 Km de distância da sede

Arredores

Os limites do Município de Angélica são: ao norte de Rio Brilhante, ao sul de Ivinhema a leste de Nova Andradina e a oeste de Deodápolis.

História[editar | editar código-fonte]

No ano de 1957 vieram Manoel Isidoro Martins, Messias Garcia Duarte, Ovídio Gomes de Oliveira e Ediberto Celestino de Oliveira, então os primeiros a chegar ao território. E depois chegou a família Wolff (Benigno Wolff e Ricardo Wolff).

Pela Lei N.° 2.098, de 20 de dezembro de 1963 foi transformada em distrito de Dourados e o município foi criado pela Lei Estadual nº 3691 de 13 de maio de 1976 autonomizando-se do Município de Dourados. Em 1977 é criado o estado de Mato Grosso do Sul, a qual Angélica faz parte atualmente.

Origem do nome[editar | editar código-fonte]

Dizem os desbravadores[quem?] que, em virtude dos préstimos e atenção que uma senhora do nome Angélica[vago] dispensava aos forasteiros que passavam nas margens do rio Ivinhema, dando lhes comida e hospedagem, o lugar ficou conhecido como Porto Angélica, mais tarde quando o vilarejo se torna município deu-se então o nome de Angélica, em homenagem à referida senhora.[carece de fontes?]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Urbanização das cidades brasileiras Embrapa Monitoramento por Satélite. Visitado em 30 de Julho de 2008.
  4. Estimativa populacional 2014 IBGE Estimativa populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2014). Visitado em 29 de agosto de 2014.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Visitado em 2 de agosto de 2013.
  6. Indice GINI Cidade Sat Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2000). Visitado em 06 de agosto de 2011.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (16 de dezembro de 2009). Visitado em 4 de janeiro de 2009.