Iguatemi (Mato Grosso do Sul)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Iguatemi
Bandeira de Iguatemi
Brasão de Iguatemi
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de maio
Fundação 8 de maio de 1965 (49 anos)
Emancipação 8 de maio de 1965
Gentílico iguatemiense
Padroeiro(a) Nossa Senhora da Imaculada Conceição
Prefeito(a) José Roberto Felippe Arcoverde (Zé Roberto) (PSDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Iguatemi
Localização de Iguatemi no Mato Grosso do Sul
Iguatemi está localizado em: Brasil
Iguatemi
Localização de Iguatemi no Brasil
23° 40' 48" S 54° 33' 39" O23° 40' 48" S 54° 33' 39" O
Unidade federativa  Mato Grosso do Sul
Mesorregião Sudoeste de Mato Grosso do Sul IBGE/2008 [1]
Microrregião Iguatemi IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Ao norte, faz divisa com Juti e Naviraí; ao leste, com Itaquiraí e Eldorado; ao oeste, com Amambai e Tacuru; e, ao sul, faz divisa com a cidade de Japorã.
Distância até a capital federal: 1 415 km
estadual: 461
km[2]
Características geográficas
Área 2 946,677 km² (MS: 40º)[3]
Área urbana 2,579 km² (MS: 34º) – est. Embrapa[4]
Distritos Iguatemi (distrito-únco)
População 14 972 hab. (MS: 39º) –  est. IBGE 2011[5]
Densidade 5,08 hab/km²
Altitude 342 m [6]
Clima subtropical Cfa
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,731 (MS: 44º) – alto PNUD/2000 [7]
Gini 0,44 (MS: 43º) – est. IBGE 2003[8]
PIB R$ 196 025,361 mil (MS: 35º) – IBGE/2008[9]
PIB per capita R$ 12 994,72 IBGE/2008[9]
Página oficial

Iguatemi é um município do estado de Mato Grosso do Sul, no Brasil.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Sudoeste de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Iguatemi). Localiza-se a uma latitude 23º40'49" sul e a uma longitude 54º33'40" oeste. Distâncias:

  • 461 quilômetros da capital estadual (Campo Grande)
  • 1 415 quilômetros da capital federal (Brasília).

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Solo

Predomínio de latossolo de textura média e, acompanhando as drenagens principais, nitossolos de textura arenosa e média, ambos com baixa fertilidade natural, e os gleissolos.

Relevo e altitude

Está a uma altitude de 342 metros. Os modelados de dissecação tabulares dominam grande área do município, dá continuidade a esta paisagem, ao norte, uma topografia mais suave. As áreas planas de acumulação acompanham as margens dos rios limítrofes. O município de Iguatemi encontra-se na Região dos Planaltos Arenítico-Basálticos Interiores, com uma unidade geomorfológica: Divisores das Sub Bacias Meridionais. Apresenta relevo plano.

Clima, temperatura e pluviosidade

Está sob influência do clima subtropical úmido, apresentando índice efetivo de umidade com valores anuais variando de 40 a 60 por cento. A precipitação pluviométrica anual varia entre 1 500 a 1 700 milímetros, excedente hídrico anual de 800 a 1 200 milímetros, durante cinco a seis meses e deficiência hídrica de 350 a 500 milímetros, durante quatro meses.

Hidrografia

Está sob influência da Bacia do Rio da Prata (Bacia do Rio Paraná). Principais rios:

  • Rio Iguatemi: afluente pela margem direita do rio Paraná, sua nascente se localiza no

município de Aral Moreira, fazendo limite entre os municípios de Japorã e Iguatemi.

  • Rio Jogui: afluente do rio Iguatemi, divisa dos municípios de Iguatemi e Tacuru.
  • Rio Maracaí: afluente pela margem direita do rio Paraná, no seu alto curso é limite entre

os municípios de Amambai e Iguatemi e, no seu médio curso, entre os de Iguatemi e Itaquiraí.

Naviraí e Iguatemi. Possui 340 quilômetros de extensão, sendo 90 deles navegáveis.

Vegetação

Predomina a pastagem plantada, sendo de pequena expressão as áreas de vegetação natural, representada pelo cerrado arbóreo denso (cerradão), arbóreo aberto (campo cerrado), floresta estacional e contato cerrado/floresta.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação ao Tempo Universal Coordenado.

Área

Ocupa uma superfície de de 2 946,677 quilômetros quadrados.

Subdivisões

Iguatemi (distrito único)

Arredores

Ao norte, faz divisa com Juti e Naviraí; ao leste, com Itaquiraí e Eldorado; ao oeste, com Amambai e Tacuru; e, ao sul, faz divisa com a cidade de Japorã.

História[editar | editar código-fonte]

O povoamento de origem europeia da região teve início com a Colônia Militar de Iguatemi, que veio a ser destruída pelos espanhóis comandados por dom Agostinho Fernandes de Pinedo, governador do Paraguai. Em 1909, por iniciativa de Francisco Fernandes Filho, Miguel Severo do Nascimento Gonçalves, Policarpo Nogueira e Bonifácio Fernandes, foram lançados os alicerces de uma nova povoação. A primeira casa comercial ali edificada pertenceu ao fundador do povoado, Francisco Fernandes Filho.

Foi elevada a distrito pela Lei 7 161, de 14 de outubro de 1948, e o município criado pela Lei 1 951, de 11 de novembro de 1963, sendo desmembrado de Amambai. Sua instalação oficial, no entanto, se deu em 8 de maio de 1965, com a criação da primeira câmara e a posse do primeiro prefeito eleito pelo povo, Waloszek Konrad. Em 1977, o município passou a fazer parte do atual estado de Mato Grosso do Sul.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

A cidade se desenvolveu às voltas da nascente do córrego Sacarón. Antigamente, se chamava Vila Sacarón. O atual nome do município é uma referência ao rio Iguatemi, que banha o território do município. "Iguatemi" é derivado do termo tupi ygatim'y, que significa "rio das canoas emproadas" (ygara, canoa + tim, proa + 'y, rio).[10]

Demografia[editar | editar código-fonte]

Sua população estimada em 2011 era de 14 972 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. É o 39º mais populoso município do estado.

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. Mapas e rotas Guia 4 Rodas. Página visitada em 3 de novembro de 2011.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Urbanização das cidades brasileiras Embrapa Monitoramento por Satélite. Página visitada em 30 de Julho de 2008.
  5. Estimativa Populacional 2011 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2011). Página visitada em 13 de setembro de 2011.
  6. Mato Grosso do Sul Embrapa. Página visitada em 19 de julho de 2011.
  7. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  8. Indice GINI Cidade Sat. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2000). Página visitada em 06 de agosto de 2011.
  9. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
  10. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 568.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.