Chapadão do Sul

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Chapadão do Sul
"Capital estadual da qualidade de vida"
Bandeira de Chapadão do Sul
Brasão de Chapadão do Sul
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 23 de outubro
Fundação 23 de outubro de 1987 (26 anos)
Emancipação 23 de outubro de 1987
Gentílico chapadense ou sulchapadense
Padroeiro(a) São Pedro Apóstolo
Prefeito(a) Luiz Felipe Barreto de Magalhães (PT do B)
(2013–2016)
Localização
Localização de Chapadão do Sul
Localização de Chapadão do Sul no Mato Grosso do Sul
Chapadão do Sul está localizado em: Brasil
Chapadão do Sul
Localização de Chapadão do Sul no Brasil
18° 47' 38" S 52° 37' 22" O18° 47' 38" S 52° 37' 22" O
Unidade federativa  Mato Grosso do Sul
Mesorregião Leste de Mato Grosso do Sul IBGE/2008[1]
Microrregião Cassilândia IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes Cassilândia, Costa Rica, Chapadão do Céu e Água Clara.
Distância até a capital federal: 804 km
estadual: 330
km
Características geográficas
Área 3 850,693 km² (MS: 32º)[2]
Área urbana 4,410 km² (MS: 19º) – est. Embrapa[3]
Distritos Chapadão do Sul (sede)
População 20 261 hab. (MS: 26º) –  est. IBGE 2011[4]
Densidade 5,261 hab/km²
Altitude 905 m
Clima tropical de altitude Cwa
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,754 (MS: 2º) – alto PNUD/2010[5]
Gini 0,410 (MS: 4º) – est. IBGE 2003[6]
PIB R$ 520 498,708 mil (MS: 8º) – IBGE/2008[7]
PIB per capita R$ 31 017,14 IBGE/2008[7]
Página oficial

Chapadão do Sul é um município brasileiro da região Centro-Oeste, situado no estado de Mato Grosso do Sul. A cidade desponta como importante e próspera cidade de Mato Grosso do Sul, com seus mais de 20 mil habitantes. O grande motivador da existência de Chapadão do Sul foi a agricultura.[carece de fontes?]

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Norte de Mato Grosso do Sul (Microrregião de Cassilândia). Localizado a uma latitude 18º47'39" sul e a uma longitude 52º37'22" oeste. Distâncias:

Como destaque, na entrada da cidade, há uma grande escultura de um tatu, símbolo dos desbravadores que aqui chegaram há muitos anos e sem preguiça, transformaram a região, que antes nada produzia, em um polo de tecnologia agrícola mundial.

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Solo

No município há predomínio de Latossolo Vermelho-Escuro de textura argilosa e média com baixa fertilidade natural, com horizonte B latossólico.

Relevo e altitude

Está a uma altitude de 905 m em sua sede. Um terço do município compreende um planalto totalmente mecanizável com altitude média de 905m e o restante é formado de áreas mais baixas, 500 à 600m de altitude, levemente onduladas.

Clima, temperatura e pluviosidade

Está sob influência do clima tropical de altitude (Cwa), com estação chuvosa no verão e seca no inverno. Temperatura Anual 13 à 28°C (medidas diárias).

Precipitação pluviométrica:

1.850mm (média do ano 2006)

1.820mm (média do ano 2007)

Hidrografia

Está sob influência da Bacia do Rio da Prata. Pertencente a Bacia do Rio Paraná. Rios do município: Sucuriú, Indaiá, Aporé e Paraíso.

Vegetação

Se localiza na região de influência do Cerrado.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação a Greenwich.

Área

Ocupa uma superfície de de 3 850,693 km²[carece de fontes?].

Subdivisões

Chapadão do Sul (sede).

Arredores

Cassilândia, Costa Rica, Chapadão do Céu e Água Clara.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1969, quando chegaram à região os primeiros habitantes vindos do Rio Grande do Sul, percebeu-se que nesses campos planos de terras vermelhas poder-se-ia implantar agricultura mecanizada, o que acabou acontecendo nos anos seguintes. Tornou-se povoado em meados de 1973, recebendo o nome Chapadão dos Gaúchos. Em 1977 passa a fazer parte do atual estado de Mato Grosso do Sul.

Foi emancipado em 23 de outubro de 1987, passando a se chamar Chapadão do Sul.

Economia[editar | editar código-fonte]

Centro de zona B[editar | editar código-fonte]

Chapadão do Sul, com 20 mil habitantes e 1 relacionamento direto, é um Centro de Zona B. Nível formado por cidades de menor porte e com atuação restrita à sua área imediata; exercem funções de gestão elementares. Chapadão do Sul fica entre Costa Rica, Cassilandia.

Agropecuária[editar | editar código-fonte]

Graças ao cultivo inicialmente do arroz, da soja e do milho, surgiu Chapadão do Sul.

Hoje, consolidado o projeto de agricultura altamente tecnificada, produz o município outros produtos como soja, algodão, girassol, nabo forrageiro, mamona, milho, sorgo, milheto e cana-de-açúcar. São 140 mil hectares de lavouras macanizáveis.[carece de fontes?]

Chapadão do Sul também conta com um rebanho de 250 mil cabeças de bovinos, em que predomina o gado Nelore, fornecedor de matrizes também para o cruzamento industrial, praticado nas fazendas de atividade mista de agricultura e pecuária.[carece de fontes?]

Resíduos da limpeza de cereais, como a soja, o milho, grãos de produtos menos nobres como o milheto e o caroço do algodão favorecem o confinamento em larga escala na região. Despontaram raças bovinas como o gado Blonde D’Aquitaine, o Angus, o Simental, o Brangus e o Brasford.

Informações Gerais

7º produtor de banana; 9º produtor de café; 2º produtor de feijão; maior produtor de girassol; 2º produtor de milho; 2º produtor de sorgo; 5º produtor de soja; 5º produtor de ovos de galinha.

Ocorrências minerais[editar | editar código-fonte]

Areia, argila, cascalho e basalto para brita.

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

A cidade dispõe de toda infra-estrutura moderna, como escolas públicas, escolas particulares e faculdade de excelente qualidade, quatro instituições bancárias, hospital municipal, empresas para assistência do setor agronômico, rádios, jornais, provedores de internet, empresas multinacionais ligadas ao campo, comércio amplo e diversificado e prestadores de serviços nas mais diversas áreas.

Estabelecimentos de Serviços Total: 55

Comunicações[editar | editar código-fonte]

Unidades de Correios

O município conta com uma agência de correios, dois postos de venda de produtos e uma caixa de coleta.

  • Rádio/TV

Contamos com duas emissoras de Rádio FM, sendo uma comunitária e outra comercial.

  • jornal/internet/revistas

A cidade conta dois jornais impressos com circulação regional 1/15 dias, uma revista social e vários "sites" de notícias locais.

Telefonia

Terminais Instalados: 1.408, além de telefonia celular, nas tecnologias até 3G, última geração, banda larga ADSL e via rádio

Instituições financeiras[editar | editar código-fonte]

  • Banco do Brasil
  • Sicredi
  • Bradesco
  • HSBC
  • Caixa Econômica Federal

Ensino[editar | editar código-fonte]

Universidade Federal de Mato Groso Do Sul - UFMS

Estabelecimentos de Saúde[editar | editar código-fonte]

  • Hospitais: 1
  • Centros de Saúde: 1
  • Demais Unidades: 4
N.º de Leitos

Total 43 Taxa de Leitos: 4,77 por mil habitantes. Diversas clínicas particulares com especialistas nas mais diversas áreas, incluindo oftalmologistas e cardiologistas, ortopedistas e cirurgia plástica.

Logística[editar | editar código-fonte]

Aeroporto

Projetado para aeronaves de grande porte, com uma extensão total de 2.500 m.

Acesso ferroviário

A Ferronorte (Ferrovias do Norte S/A.) interliga o terminal rodo-ferroviário de Chapadão do Sul ao Porto Marítimo de Santos, após atravessar todo Estado de São Paulo.

Acesso Hidroviário Mercosul - Hidrovia do Rio Tietê-Paraná, alcançada pela Ferronorte, no município de Aparecida do Taboado, a 230 km.

Acesso rodoviário

Localizado no encontro da Rodovia Federal BR 060 (que liga Campo Grande, MS a Brasília, DF) com a Rodovia Estadual MS 306 (liga Cuiabá, MT a São Paulo, SP).

Porto Marítimo de Paranaguá (PR) 1.200 Km.

Indicadores sociais[editar | editar código-fonte]

Chapadão do Sul, conforme pesquisa de universidades e institutos especializados, tem o melhor IDH-M, Índice de Desenvolvimento Humano Municipal, maior PIB, Produto Interno Bruto e o Segundo Menor Índice de Analfabetismo de MS. É o melhor lugar para se viver no estado. Na área urbana, casas modernas em estilo arrojado demonstram a riqueza da região e o nível cultural dos seus habitantes. Isso torna a cidade exemplo de desenvolvimento e um lugar propício para o turismo.

Saneamento[editar | editar código-fonte]

Abastecimento de Água
  • Nº de Ligações: 2.879
  • Extensão da Rede: 46.812 m

Administração[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. Urbanização das cidades brasileiras Embrapa Monitoramento por Satélite. Página visitada em 30 de Julho de 2008.
  4. Estimativa Populacional 2011 Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2011). Página visitada em 13 de setembro de 2011.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 09 de agosto de 2013.
  6. Indice GINI Cidade Sat. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2000). Página visitada em 06 de agosto de 2011.
  7. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.