Ladário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Ladário
"Pérola do Pantanal"
Base Fluvial de Ladário

Base Fluvial de Ladário
Bandeira de Ladário
Brasão de Ladário
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 2 de setembro
Fundação 2 de setembro de 1778 (236 anos)
Emancipação 17 de março de 1954 (60 anos)
Gentílico ladarense
Padroeiro(a) Nossa Senhora dos Remédios
Prefeito(a) José Antônio Assad e Faria (PT)
(2009–2012)
Localização
Localização de Ladário
Localização de Ladário no Mato Grosso do Sul
Ladário está localizado em: Brasil
Ladário
Localização de Ladário no Brasil
19° 00' 18" S 57° 36' 07" O19° 00' 18" S 57° 36' 07" O
Unidade federativa  Mato Grosso do Sul
Mesorregião Pantanais Sul-Mato-Grossenses IBGE/2008[1]
Microrregião Baixo Pantanal IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes enclave territorial de Corumbá
Distância até a capital federal: 1 435 km
estadual: 421
km[2]
Características geográficas
Área 342,509 km² (MS: 75º)[3]
Área urbana 3,619 km² (MS: 26º) – est. Embrapa[4]
Distritos Ladário (distrito-único)
População 19 947 hab. (MS: 29º) –  est. IBGE 2011[5]
Densidade 58,237 hab/km²
Altitude 114 m [6]
Clima tropical Aw
Fuso horário UTC−4
Indicadores
IDH-M 0,775 (MS: 11º) – alto PNUD/2000 [7]
Gini 0,470 (MS: 73º) – est. IBGE 2003[8]
PIB R$ 109 561,930 mil (MS: 51º) – IBGE/2008[9]
PIB per capita R$ 5 924,19 IBGE/2008[9]
Página oficial

Ladário é um município brasileiro da região Centro-Oeste, situado no estado de Mato Grosso do Sul. O município está situado na região pantaneira do estado de Mato Grosso do Sul, na margem esquerda do Rio Paraguai.

Ladário é um enclave no município de Corumbá. Considera-se informalmente que Ladário e Corumbá formam uma área conurbada, já que a distância entre os dois centros é de apenas 6 km, mesma distância entre os portos municipais. Juntas, Corumbá e Ladário somam 120.817 habitantes.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome Ladário é uma homenagem á terra natal do fundador da cidade Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, um importante militar e administrador colonial português. O dinamismo de sua atuação na fixação das fronteiras da Coroa portuguesa no extremo ocidental do Brasil é expresso por uma referência que lhe foi feita pelo governador espanhol de Santa Cruz de la Sierra, à época: O mais ambicioso dos governadores portugueses.

História[editar | editar código-fonte]

Por ordem de Luís de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres, administrador da província de Mato Grosso, o sertanista João Leme do Prado, estabeleceu-se em Albuquerque Velho (atual Corumbá, que tempos depois é transferido mais a oeste), no dia 2 de setembro de 1778. Construiu moradias, plantou lavouras, como ponto de apoio ao seu objetivo: a Fundação de Corumbá. Na mesma região se encontrava o arsenal da Marinha, cuja construção foi iniciada no dia 14 de março de 1873. Foi elevada a distrito pela Lei N.º 134, de 16 de março de 1861, e o município criado pelo projeto de Lei no 155, de autoria do deputado Manoel Wenceslau de Barros Botelho, convertido em lei a 11 de dezembro de 1953.

Ladário ganhou a sua emancipação político-administrativa tornando município autônomo durante o Governo de Fernando Correa da Costa. A instalação do município deu-se em 17 de março de 1954 e a posse de seu primeiro prefeito realizou-se à 3 de outubro de 1984.

Em 1977 a região passa a fazer parte do atual estado de Mato Grosso do Sul.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Localização[editar | editar código-fonte]

O município de Ladário está situado no sul da região Centro-Oeste do Brasil, no Pantanais Sul-Mato-Grossenses (Microrregião do Baixo Pantanal). Localiza-se na latitude de 19º00’18” Sul e longitude de 57°36’07” Oeste. Distâncias:

Geografia física[editar | editar código-fonte]

Solo

O solo predominante no município é o Chernossolo de textura argilosa e muito argilosa, com elevada fertilidade natural. Na parte serrana, a dominância são dos Neossolos com textura argilosa. Possui ainda áreas com Planossolo.

Relevo e altitude

Está a uma altitude de 114 m. Apresentando bordas de patamares e cristais simétricas e topos colinosos, este município possui uma topografia contrastante, pois, assim como possui as maiores elevações do Estado, 1.065m (Morro Grande), está na região pantaneira em áreas de planície de acumulação. O município de Ladário encontra-se nas Regiões: Depressão do Alto Paraguai com a unidade: Planícies Coluviais Pré-Pantanal; Região do Pantanal Matogrossense, Pantanal do Nabileque Jacadigo; Região da Bodoquena e Morrarias do Urucum-Amolar, com a unidade Morrarias do Urucum-Amolar. Apresenta Modelados Planos-P, relevo plano, geralmente elaborado por várias fases de retomada erosiva, com relevos elaborados pela ação fluvial e áreas planas ou embaciada, zonal, argilosa e/ou arenosa, sujeita a inundações periódicas, ligadas ou não à rede de drenagem atual.

Clima, temperatura e pluviosidade

Está sob influência do clima tropical (AW) sub-úmido, com período de chuvas de outubro a abril. As temperaturas médias do mês mais frio são menores que 20°C e maiores que 18°C. O período seco estende-se de três a cinco meses. A precipitação varia entre 1.000 e 1.700mm anuais.

Segundo dados do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a temperatura mínima registrada em Ladário foi de 4,3 ºC, ocorrida no dia 17 de setembro de 2001. Já a máxima foi de 38,4 ºC, observada dia 16 de novembro de 1985. O maior acumulado de chuva registrado na cidade em 24 horas foi de 136,0 mm, em 9 de abril de 1977.[10]


Hidrografia

Está sob influência da Bacia do Rio da Prata. O rio Paraguai faz divisa do município de Ladário e Corumbá. Nasce no Estado de Mato Grosso e corta o Pantanal sul-mato-grossense de norte a sul, mais ao oeste. Banha a cidade de Corumbá. A partir da localidade de Baía Negra até a foz do rio Apa, faz divisa entre o Brasil e a República do Paraguai. É o principal rio da bacia do rio Paraguai.

Vegetação

Cobertura vegetal predominante é de vegetação natural, sendo que a maior abrangência é da Floresta Estacional, seguida da Cerrado Estépico (Vegetação Pantaneira) e da Cerrado Gramíneo-Lenhoso (Campo). A pastagem plantada já ocupa parcela significativa da porção Central do município.

Geografia política[editar | editar código-fonte]

Fuso horário

Está a -1 hora com relação a Brasília e -4 com relação ao Meridiano de Greenwich.

Área

Ocupa uma superfície de 342,509 km².

Subdivisões

Ladário (distrito-único)

Arredores

Município-enclave de Corumbá, sendo um dos 4 lugares do Brasil com esta característica.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Os atrativos culturais de Ladário, como o Sítio Arqueológico, a Casa do Artesão e o Pátio Ferroviário resgatam a história da cidade e a reavivam na memória dos moradores e visitantes. Uma das grandes atrações turísticas do local é o Rio Paraguai, que oferece pesca, passeios, safáris fotográficos. Destaque entre os praticantes de pesca esportiva, o rio possui fauna aquática muito diversificada, com presença de peixes como dourado, jaú, pintado, cachara, matrinchã e pacu. Há também os atrativos da fronteira com a cidade boliviana de Puerto Suárez. Alguns pontos turísticos de Ladário:

  • Arco do Triunfo
  • Cristo Redentor
  • Portão da Marinha de Guerra
  • Baía Negra
  • Igreja Nossa Senhora dos Remédios
  • Máquina Maria Fumaça

Infraestrutura[editar | editar código-fonte]

Artérias urbanas de Ladário
Nome Tipo Extensão
14 de Março avenida 1,5 km
Frei Liberato rua 2,3 km
Getúlio Vargas avenida 1,2 km
Riachuelo rua 2,3 km
Saldanha da Gama rua 2,2 km

Ensino[editar | editar código-fonte]

Possui a maior Escola Municipal cujo o nome é Profº João Baptista.Localizada próxima do Bairro Nova Aliança.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. Mapas e rotas Guia 4 Rodas. Visitado em 3 de novembro de 2011.
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 de dezembro de 2010.
  4. Urbanização das cidades brasileiras Embrapa Monitoramento por Satélite. Visitado em 30 de Julho de 2008.
  5. Estimativa Populacional 2011 Censo Populacional 2010 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2011). Visitado em 13 de setembro de 2011.
  6. Mato Grosso do Sul Embrapa. Visitado em 19 de julho de 2011.
  7. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  8. Indice GINI Cidade Sat Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2000). Visitado em 6 de agosto de 2011.
  9. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 de dezembro de 2010.
  10. Sistema de Monitoramento Agrometeorológico (Agritempo). Dados Meteorológicos - Mato Grosso do Sul. Visitado em 9 de dezembro de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Mato Grosso do Sul é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.