Equatorial Energia Alagoas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ceal
Razão social Companhia Energética de Alagoas S.A.
Empresa de capital fechado
Atividade Utilidade
Gênero Sociedade Anônima
Fundação 1961 (58 anos)
Fundador(es) Beroaldo Maia Gomes
Sede Maceió, AL, Brasil
Área(s) servida(s) Estado de Alagoas
Proprietário(s) Equatorial Energia
Presidente Humberto Soares
Empregados 1.200 (incluindo terceirizados)[1]
Produtos Distribuição de energia elétrica
Significado da sigla Companhia
Energética de
Alagoas
Antecessora(s) Companhia de Eletricidade de Alagoas
Companhia Força e Luz de Maceió
Website oficial www.ceal.com.br

A Equatorial Energia Alagoas[2][3] anteriormente conhecida como Companhia Energética de Alagoas (Ceal) é uma empresa de distribuição de energia elétrica com atuação no estado de Alagoas, com sede em Maceió. É subsidiária da Equatorial Energia, após licitação que privatizou os ativos da concessionária, anteriormente pertencentes à Eletrobras.[4]. A Ceal é a única concessionária a atender aos cerca de 3,3 milhões de alagoanos.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A capital alagoana foi umas das primeiras cidades brasileiras a receber energia elétrica. A distribuição foi iniciada em 14 de janeiro de 1896 sob a responsabilidade da Empresa Luz Elétrica de Alagoas, empresa de capital privado, que utilizava um motor a vapor com três caldeiras de 75 cavalos cada. Em 1913, a Companhia Força e Luz de Maceió, propriedade do Comendador Teixeira Bastos, assume a concessão de distribuição elétrica em Maceió.[5]

Em 1961, para dar curso ao Plano de Eletrificação de Alagoas, que planejava levar energia elétrica aos demais municípios alagoanos, o governo do estado através do governador Sebastião Marinho Muniz Falcão criou uma sociedade de economia mista chamada Companhia de Eletricidade de Alagoas, vinculada ao Departamento de Águas e Energia. O plano foi idealizado pelo engenheiro Beraldo Maia Gomes Rego, que já tinha ajudado na criação da Sudene e posteriormente veio a ser o primeiro presidente da companhia.[5]

Em 1962, a Companhia Força e Luz de Maceió, empresa concessionária de distribuição de energia elétrica na capital, é estatizada passando a ser controlada pela Eletrobras e adquirida pela Ceal em 1968. Em 1983, por força da Lei 4.450, a Companhia de Eletricidade de Alagoas (Ceal) passa a denominar-se Companhia Energética de Alagoas.[5]

Em 1997, 50% das ações da companhia são compradas pela Eletrobras, que passou a ter o controle acionário da empresa, evitando a privatização já planejada pelo governo do estado. Em junho de 2008, 100% das ações da concessionária alagoana passaram a ser detidas pelo governo federal através da Eletrobras.[5]

Reajustes e Revisão Tarifária[editar | editar código-fonte]

A Aneel define anualmente os reajustes tarifários para todas as distribuidoras de energia elétrica do Brasil. Além disso, a cada quatro anos ou cinco anos a distribuidora passa por uma revisão tarifária, que substitui o reajuste e revisa as metas para os indicadores de qualidade.

A partir de Reajuste tarifário
Baixa tensão
B1
Baixa tensão
(reajuste médio)
Alta tensão
(reajuste médio)
28 de agosto de 2014[6]
+29,75%
+30,02%
+37,08%
20 de setembro de 2016[7]
-1,37%
-1,13%
-1,29%
26 de setembro de 2017[8]
+20,76%
+23,36%
+21,60%
18 de setembro de 2018[9]
+6,54%
+6,60%
+6,89%

Referências

  1. a b «Companhia Energética de Alagoas é arrematada pela Equatorial Energia». Agencia Brasil. Consultado em 2 de janeiro de 2019 
  2. «Equatorial Energia assume controle da Ceal e anuncia reajuste de tarifa». G1. Consultado em 21 de março de 2019 
  3. «Equatorial Energia assume hoje, 18, o controle da Companhia Energética de Alagoas – Equatorial Alagoas». equatorialalagoas.com.br. Consultado em 13 de abril de 2019 
  4. «Equatorial Energia vence leilão da Ceal com proposta única». G1. 28 de dezembro de 2018. Consultado em 2 de janeiro de 2019 
  5. a b c d «CEAL, a histórica Companhia de Eletricidade de Alagoas». História de Alagoas. Consultado em 2 de janeiro de 2019 
  6. «Diretoria da ANEEL delibera reajuste da Ceal (AL)». ANEEL. 26 de agosto de 2014. Consultado em 26 de agosto de 2014 
  7. «Reajuste tarifário da Ceal (AL) é aprovado pela ANEEL». ANEEL. 20 de setembro de 2016. Consultado em 20 de setembro de 2016 
  8. «Reajuste tarifário da Ceal (AL) é aprovado». ANEEL. 26 de setembro de 2017. Consultado em 26 de setembro de 2017 
  9. «Aprovado reajuste tarifário da CEAL (AL)». ANEEL. 18 de setembro de 2018. Consultado em 2 de janeiro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.