Estados membros da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mapa dos países membros e observadores associados da CPLP.

A Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP) tem nove Estados membros.[1] Todos têm o português como língua oficial; Timor-Leste tem uma segunda língua oficial (tétum) e a Guiné Equatorial tem outras duas línguas oficiais (espanhol e francês).

Em 2005, o Conselho de Ministros da CPLP durante uma reunião em Luanda adotou o estatuto de observador associado para não-membros para promover uma melhor cooperação internacional para alcançar os objetivos da Comunidade e atualmente dez estados tem esse estatuto.

Lista[editar | editar código-fonte]

País Estatuto Entrada em Língua oficial Continente População[2]
 Angola Membro 1996 Português África 25 800 000
 Brasil Membro 1996 Português América do Sul 205 823 665
Cabo Verde Cabo Verde Membro 1996 Português África 553 432
Guiné-Bissau Membro 1996 Português África 1 759 159
 Moçambique Membro 1996 Português África 25 930 150
 Portugal Membro 1996 Português Europa 10 833 816
 São Tomé e Príncipe Membro 1996 Português África 197 541
 Timor-Leste Membro 2002 Português e tétum Ásia 1 261 072
Guiné Equatorial Membro 2014[3][4] Português, Espanhol e Francês África 759 451
Maurícia Maurício Observador associado 2006 Inglês e Francês África 1 348 242
Senegal Observador associado 2008 Francês África 14 320 055
 Geórgia Observador associado 2014[5][6] Georgiano Europa 4 928 052
 Japão Observador associado 2014[5][6] Japonês Ásia 126 702 133
Namíbia Observador associado 2014[5][6] Inglês África 2 436 469
 Turquia Observador associado 2014[5][6] Turco Ásia e Europa 80 274 604
 Eslováquia Observador associado 2016[7][8] Eslovaco Europa 5 445 802
 Hungria Observador associado 2016[7][8] Húngaro Europa 9 874 784
República Checa República Tcheca Observador associado 2016[7][8] Tcheco Europa 10 644 842
Uruguai Observador associado 2016[7][8] Espanhol América do Sul 3 351 016

Países e territórios oficialmente interessados[editar | editar código-fonte]

Mapa dos países membros, observadores e interessados da CPLP.
País/Região Estatuto de interesse Língua oficial Continente População Referência Possível data de discussão Notas
 Andorra Observador associado Catalão Europa 71 822 [1] 2010 - VIII Cimeira da CPLP - Angola Luanda (adesão ainda não concretizada) Mais de 15% da população de Andorra é composta de expatriados portugueses
Filipinas Observador associado Filipino e Inglês Ásia 90 500 000 [2] 2010 - VIII Cimeira da CPLP - Angola Luanda (adesão ainda não concretizada) Laços históricos com a expedição de Fernão de Magalhães
 Venezuela Observador associado[9][10] Espanhol América do Sul 26 814 843 [3] 2012 - IX Cimeira da CPLP (adesão ainda não concretizada) Grande número de expatriados portugueses e vizinhança com o Brasil[11]
 Croácia Observador associado[9][10] Croata Europa 4 453 500 [4] 2012 - IX Cimeira da CPLP (adesão ainda não concretizada)  ?
Roménia Romênia Observador associado Romeno Europa 22 246 862 [5] 2012 - IX Cimeira da CPLP (adesão ainda não concretizada) Tem fluxos migratórios com Portugal[11]
 Ucrânia Observador associado[12][13][9] Ucraniano Europa 46 372 700 [6] 2012 - IX Cimeira da CPLP (adesão ainda não concretizada) Tem fluxos migratórios com Portugal[11]
 Marrocos Observador associado Árabe África 33 757 175 [7] Em negociação Algumas áreas do Marrocos foi colonizados por Portugal, e a proximidade da Região Autónoma da Madeira Ilha da Madeira e também no relacionamento com as lutas independentistas na África, assim como a sua união gastronômica com Portugal.[14]
Indonésia Observador associado[15][12][13] Indonésio Ásia 237 512 352 [8] Em negociação Portugal foi a grande potência colonizadora da Indonésia até a hegemonia holandesa
Suazilândia Observador associado[12][13] Inglês e suázi África 1 185 000 [9] Em negociação Faz fronteira com Moçambique com o qual tem laços econômicos
 Austrália Observador associado[12][13] Inglês Oceania 22 420 039 [10] Em negociação Descoberto por navegadores portugueses. Tem uma grande comunidade de expatriados portugueses, brasileiros e timorenses
 Luxemburgo Observador associado[12][13] Luxemburguês, Alemão e Francês Europa 502 202 [11] Em negociação No censo de 2001, havia 58.657 habitantes de nacionalidade portuguesa no Luxemburgo (11,7% da população total do país)
 Peru Observador associado Espanhol América do Sul 28 674 757 [12] Em negociação Por razões de conveniência de relacionamento com os países africanos e pela “profunda” ligação com Brasil e Portugal[14]
Costa do Marfim Observador associado[16][17] Francês África 20 179 602 [13] Em negociação
 Índia Observador associado[18][19] hindi e Inglês Ásia 1 210 193 422 [14] O governo indiano já manifestou o interesso Portugal foi a grande potência colonizadora da Índia até a hegemonia inglesa. Várias ex-colônias portuguesas no território indiano como Goa, Damão e Diu ainda tem uma minoria de falantes de língua portuguesa
 Albânia Observador associado[20] Albanês Europa 2 986 952 [15] O governo albanês já manifestou o interesso
Taiwan Observador associado[20] Mandarim Ásia 23 037 031 [16] O governo taiwanês já manifestou o interesso
Galiza Observador associado[21] Galego e Espanhol Europa 2 783 100 [17] Dependente da aprovação do governo espanhol Laços culturais e linguísticos com Portugal
Macau Membro Português e Chinês (Cantonês) Ásia 520 400 [18] Dependente da aprovação do governo chinês Território chinês anteriormente sob administração portuguesa e tem o português como uma das línguas oficiais
Malacca Malaca Observador associado Malaio Ásia 733 000 [19] Dependente da aprovação do governo malaio Colônia portuguesa por mais de um século, uma pequena parte da população é de ascendência portuguesa e falam um crioulo português (cristã)

Referências

  1. «Comunidade dos Países de Língua Portuguesa». Site Oficial. Consultado em 23 de julho de 2014 
  2. «The World Factbook – Field Listing – Population - CIA». Central Intelligence Agency. Consultado em 17 de dezembro de 2016 
  3. «Guiné Equatorial aceite por consenso como membro de pleno direito da CPLP». Consultado em 23 de julho de 2014 
  4. «Guiné Equatorial já é membro de pleno direito da CPLP». Consultado em 23 de julho de 2014 
  5. a b c d «Geórgia, Namíbia, Turquia e Japão admitidos como observadores associados na CPLP». Consultado em 23 de julho de 2014 
  6. a b c d «CPLP: Geórgia, Namíbia, Turquia e Japão admitidos como observadores associados». Consultado em 23 de julho de 2014 
  7. a b c d «Quatro países admitidos como observadores associados da CPLP». Diário de Notícias. Consultado em 1 de novembro de 2016 
  8. a b c d «Quatro países admitidos como observadores associados». Destak. Consultado em 1 de novembro de 2016 
  9. a b c «Venezuela, Ucrânia e Croácia querem ser da CPLP». Consultado em 23 de julho de 2014 
  10. a b «Venezuela, Ucrânia e Croácia querem ser da CPLP». Consultado em 23 de julho de 2014 
  11. a b c «Venezuela, Ucrânia e Croácia querem ser da CPLP». Consultado em 23 de julho de 2014 
  12. a b c d e «CPLP: Mais cinco países interessados em aderir à organização lusófona». Consultado em 23 de julho de 2014 
  13. a b c d e «Mais cinco países interessados em aderir à CPLP.». Consultado em 23 de julho de 2014 
  14. a b «A Cimeira da expansão da CPLP – e a associação de países não lusófonos». VENTOS DA LUSOFONIA. Consultado em 23 de julho de 2014 
  15. «A Indonésia na CPLP, como "observador associado"?». Consultado em 23 de julho de 2014 
  16. «Costa do Marfim quer aderir à CPLP com o estatuto de observador». Notícias ao Minuto. Consultado em 27 de junho de 2016 
  17. «Costa do Marfim quer aderir à CPLP como país observador». Aplop. Consultado em 27 de junho de 2016 
  18. «Interesse da Índia em aderir à CPLP mostra importância do bloco». Consultado em 23 de julho de 2014 
  19. «Índia tem "interesse" em juntar-se à CPLP». Consultado em 23 de julho de 2014 
  20. a b «A CPLP esteve para ruir devido à entrada da Guiné Equatorial». Consultado em 29 de julho de 2014 
  21. «BNG pede incorporaçom da Galiza à CPLP como observadora associada». Consultado em 23 de julho de 2014 

 CPLP