Lista de chefes de Estado e de governo atuais

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Esta é uma lista de chefes de estado e de de governo que estão no poder atualmente.[1]

Em cada Estado soberano, especialmente em estados com sistemas parlamentares, o chefe de Estado e o de governo são normalmente ocupados por pessoas diferentes, ao passo que em sistemas presidencialistas, uma pessoa ocupa ambas as chefias. Alguns Estados, contudo, têm sistemas semipresidencialistas, onde o papel de chefe de governo é, por vezes, exercido quer pelo chefe de Estado quer pelo de governo.

Estados reconhecidos pelas Nações Unidas[editar | editar código-fonte]

Legenda:
  • Células a amarelo indicam os líderes normalmente considerados de facto como sendo os verdadeiros detentores do poder executivo
  • Nomes com tamanho de letra diminuído denotam líderes interinos, transitórios ou temporários ou representantes de outros líderes
Outras notas e exceções são apresentadas na secção de Referências abaixo.
Estado Chefe de estado Chefe de governo
 Afeganistão
 África do Sul
 Albânia Presidente Ilir Meta Primeiro-ministro Edi Rama
 Alemanha Presidente-federal Frank-Walter Steinmeier Chanceler-federal Angela Merkel
 Andorra Copríncipe episcopal Arcebispo Joan Enric Vives Sicília
Representante Josep Maria Mauri
Copríncipe francês Emmanuel Macron
Representante Patrick Strzoda
Chefe de governo Xavier Espot Zamora
 Angola
 Antígua e Barbuda Rainha Isabel II[2][3]
Governador-geral Sir Rodney Williams
Primeiro-ministro Gaston Browne
 Arábia Saudita Rei e primeiro-ministro Salman Primeiro Vice-primeiro-ministro Príncipe-herdeiro Mohammed bin Salman
 Argélia Presidente Abdelmadjid Tebboune Primeiro-ministro Abdelaziz Djerrad
 Argentina
 Arménia Presidente Armen Sarkissian Primeiro-ministro Nikol Pashinyan
 Austrália Rainha Isabel II[2][3][4]
Governador-geral David Hurley
Primeiro-ministro Scott Morrison
 Áustria Presidente Federal Alexander van der Bellen Chanceler-federal Sebastian Kurz
 Azerbaijão Presidente Ilham Aliyev Primeiro-ministro Ali Asadov
 Baamas Rainha Isabel II[2][3]
Governador-geral Cornelius A. Smith
Primeiro-ministro Hubert Minnis
 Bangladexe Presidente Abdul Hamid Primeira-ministra Sheikh Hasina
 Barbados Rainha Isabel II[2][3]
Governadora-geral Dame Sandra Mason
Primeira-ministra Mia Mottley
 Barém Rei Xeque Hamad bin Isa al-Khalifa Primeiro-ministro Príncipe Khalifa bin Salman al-Khalifa
 Bélgica Rei Filipe Primeiro-ministro Alexander De Croo
 Belize Rainha Isabel II[2][3]
Governador-geral Sir Colville Young
Primeiro-ministro Dean Barrow
 Benim
 Bielorrússia Presidente Aleksandr Lukashenko[5] Primeiro-ministro Roman Golovtchenko
 Bolívia
 Bósnia e Herzegovina
Presidência:[6]
Šefik Džaferović (Presidente)
Milorad Dodik (Membro)
Željko Komšić (Membro)
Presidente do Conselho de Ministros Zoran Tegeltija
 Botsuana
 Brasil
 Brunei
 Bulgária Presidente Rumen Radev Primeiro-ministro Boyko Borisov
 Burquina Fasso Presidente Roch Marc Christian Kaboré Primeiro-ministro Christophe Joseph Marie Dabiré
 Burúndi Presidente Évariste Ndayishimiye[5] Primeiro-ministro Alain-Guillaume Bunyoni
 Butão Rei Jigme Khesar Namgyal Wangchuck Primeiro-ministro Lotay Tshering
 Cabo Verde Presidente Jorge Carlos Fonseca Primeiro-ministro Ulisses Correia e Silva
 Camarões Presidente Paul Biya[5] Primeiro-ministro Joseph Ngute
 Camboja Rei Norodom Sihamoni Primeiro-ministro Hun Sen
 Canadá Rainha Isabel II[2][3]
Governadora-geral Julie Payette
Primeiro-ministro Justin Trudeau
 Catar Emir Xeque Tamim bin Hamad al-Thani Primeiro-ministro Xeque Khalid ibn Khalifa ibn Abdul Aziz Al Thani
 Cazaquistão
Presidente Qasym-Zhomart Toqaev[5] Primeiro-ministro Asqar Mamın
 Centro-Africana, República Presidente Faustin-Archange Touadéra[5] Primeiro-ministro Firmin Ngrébada
 Chade
 Chile
 Checa, República Presidente Miloš Zeman Primeiro-ministro Andrej Babiš
 China, República Popular da
Presidente Xi Jinping Primeiro-ministro do Conselho de Estado Li Keqiang
 Chipre
 Colômbia
 Comores
 Congo, República do Presidente Denis Sassou Nguesso[5] Primeiro-ministro Clément Mouamba
 Congo, República Democrática do Presidente Félix Tshisekedi Primeiro-ministro Sylvestre Ilunga
 Coreia do Norte
Presidente do Presidium da Assembleia Popular Suprema Choe Ryong-hae[7][9] Primeiro-ministro Kim Tok-hun
 Coreia do Sul Presidente Moon Jae-in Primeiro-ministro Chung Sye-kyun
 Costa do Marfim Presidente Alassane Ouattara[5] Primeiro-ministro Hamed Bakayoko
 Costa Rica
 Croácia Presidente Zoran Milanović Presidente do Governo Andrej Plenković
 Cuaite Emir Xeque Nawaf al-Ahmad al-Jaber al-Sabah Primeiro-ministro Xeque Sabah al-Khalid al-Sabah
 Cuba
Primeiro-ministro Manuel Marrero Cruz
 Dinamarca Rainha Margarida II Primeira-ministra Mette Frederiksen
 Dominica Presidente Charles Savarin Primeiro-ministro Roosevelt Skerrit
 Dominicana, República
 Egito Presidente Abdel Fattah el-Sisi Primeiro-ministro Moustafa Madbouly
 Emirados Árabes Unidos Presidente Xeque Khalifa bin Zayed al-Nahyan Primeiro-ministro Xeque Mohammed bin Rashid al-Maktoum
 Equador
 Eritreia
 Eslováquia Presidente Zuzana Čaputová Primeiro-ministro Igor Matovič
 Eslovénia Presidente Borut Pahor Presidente do Governo Janez Janša
 Espanha Rei Filipe VI Presidente do Governo Pedro Sánchez
 Essuatíni Rei Mswati III Primeiro-ministro Ambrose Mandvulo Dlamini
 Estados Unidos
 Estónia Presidente Kersti Kaljulaid Primeiro-ministro Jüri Ratas
 Etiópia Presidente Sahle-Work Zewde Primeiro-ministro Abiy Ahmed
 Fíji Presidente Jioji Konrote Primeiro-ministro Frank Bainimarama
 Filipinas
Presidente Rodrigo Duterte
 Finlândia Presidente Sauli Niinistö Primeira-ministra Sanna Marin
 França Presidente Emmanuel Macron Primeiro-ministro Jean Castex
 Gabão Presidente Ali Bongo Ondimba[5] Primeira-ministra Rose Christiane Raponda
 Gâmbia
 Gana
 Geórgia Presidente Salome Zourabichvili Primeiro-ministro Giorgi Gakharia
 Granada Rainha Isabel II[2][3]
Governadora-geral Dame Cécile La Grenade
Primeiro-ministro Keith Mitchell
 Grécia Presidente Katerina Sakellaropoulou Primeiro-ministro Kyriákos Mitsotákis
 Guatemala
 Guiana Presidente Irfaan Ali Primeiro-ministro Mark Phillips
 Guiné Presidente Alpha Condé[5] Primeiro-ministro Ibrahima Kassory Fofana
 Guiné-Bissau Presidente Umaro Sissoco Embaló Primeiro-ministro Nuno Gomes Nabiam
 Guiné Equatorial Presidente Teodoro Obiang Nguema Mbasogo[5] Primeiro-ministro Francisco Pascual Obama Asue
 Haiti Presidente Jovenel Moïse Primeiro-ministro Joseph Jouthe
 Honduras
 Hungria Presidente János Áder Primeiro-ministro Viktor Orbán
 Iémen Presidente Abd Rabbuh Mansur Hadi[5] Primeiro-ministro Maeen Abdulmalik Saeed
 Índia Presidente Ram Nath Kovind Primeiro-ministro Narendra Modi
 Indonésia
 Irão
 Iraque Presidente Barham Salih Primeiro-ministro Mustafa al-Kadhimi
 Irlanda Presidente Michael D. Higgins Taoiseach Micheál Martin
 Islândia Presidente Guðni Th. Jóhannesson Primeira-ministra Katrín Jakobsdóttir
 Israel Presidente Reuven Rivlin Primeiro-ministro Benjamin Netanyahu
Primeiro-ministro indigitado Benny Gantz
 Itália Presidente Sergio Mattarella Presidente do Conselho de Ministros Giuseppe Conte
 Jamaica Rainha Isabel II[2][3]
Governador-geral Sir Patrick Allen
Primeiro-ministro Andrew Holness
 Japão Imperador Naruhito Primeiro-ministro Yoshihide Suga
 Jibúti Presidente Ismaïl Omar Guelleh Primeiro-ministro Abdoulkader Kamil Mohamed
 Jordânia Rei Abdullah II Primeiro-ministro Bisher al-Khasawneh
 Laos
Presidente Bounnhang Vorachith Primeiro-ministro Thongloun Sisoulith
 Lesoto Rei Letsie III Primeiro-ministro Moeketsi Majoro
 Letónia Presidente Egils Levits Primeiro-ministro Arturs Krišjānis Kariņš
 Líbano Presidente Michel Aoun Presidente interino do Conselho de Ministros Hassan Diab
Presidente indigitado do Conselho de Ministros Saad Hariri
 Libéria
 Líbia
 Listenstaine Príncipe-soberano João Adão II Chefe do Governo Adrian Hasler
Príncipe-regente Aloísio
 Lituânia Presidente Gitanas Nausėda Primeiro-ministro Saulius Skvernelis
Primeira-ministra indigitada Ingrida Šimonytė
 Luxemburgo Grão-duque Henrique Primeiro-ministro Xavier Bettel
 Macedónia do Norte Presidente Stevo Pendarovski Primeiro-ministro Zoran Zaev
 Madagáscar Presidente Andry Rajoelina Primeiro-ministro Christian Ntsay
 Malásia Yang di-Pertuan Agong Abdullah Primeiro-ministro Muhyiddin Yassin
 Maláui
 Maldivas
 Mali Presidente-interino Bah Ndaw Primeiro-ministro-interino Moctar Ouane
 Malta Presidente George Vella Primeiro-ministro Robert Abela
 Marrocos Rei Maomé VI Chefe do Governo Saadeddine Othmani
 Marshall, Ilhas
 Maurícia Presidente Pritvirajsing Roopun Primeiro-ministro Pravind Jugnauth
 Mauritânia Presidente Mohamed Ould Ghazouani Primeiro-ministro Mohamed Ould Bilal
 México
 Mianmar Presidente Win Myint[5] Conselheira de Estado Aung San Suu Kyi
 Micronésia, Estados Federados da
 Moçambique Presidente Filipe Nyusi[5] Primeiro-ministro Carlos Agostinho do Rosário
 Moldávia Presidente Igor Dodon Primeiro-ministro Ion Chicu
 Mónaco Príncipe-soberano Alberto II Ministro de Estado Pierre Dartout
 Mongólia Presidente Khaltmaagiin Battulga Primeiro-ministro Ukhnaagiin Khürelsükh
 Montenegro Presidente Milo Đukanović Primeiro-ministro Duško Marković
Primeiro-ministro indigitado Zdravko Krivokapić
 Namíbia Presidente Hage Geingob[5] Primeira-ministra Saara Kuugongelwa
 Nauru
   Nepal Presidente Bidhya Devi Bhandari Primeiro-ministro KP Sharma Oli
 Nicarágua
 Níger Presidente Mahamadou Issoufou Primeiro-ministro Brigi Rafini
 Nigéria
 Noruega Rei Haroldo V Primeira-ministra Erna Solberg
 Nova Zelândia Rainha Isabel II[2][3]
Governadora-geral Dame Patsy Reddy[10]
Primeira-ministra Jacinda Ardern
 Omã
 Países Baixos Rei Guilherme Alexandre Primeiro-ministro Mark Rutte
 Palau
Territórios palestinos Palestina[11] Presidente Mahmoud Abbas Primeiro-ministro Mohammad Shtayyeh
 Panamá
 Papua Nova Guiné Rainha Isabel II[2][3]
Governador-geral Bob Dadae
Primeiro-ministro James Marape
 Paquistão Presidente Arif Alvi Primeiro-ministro Imran Khan
 Paraguai
 Peru Presidente-interino Manuel Merino Presidente do Conselho de Ministros Walter Martos
 Polónia Presidente Andrzej Duda Presidente do Conselho de Ministros Mateusz Morawiecki
 Portugal Presidente Marcelo Rebelo de Sousa Primeiro-ministro António Costa
 Quénia
 Quirguistão Presidente-interino Sadyr Japarov Primeiro-ministro Sadyr Japarov
 Quiribáti
 Reino Unido Rainha Isabel II [2][3] Primeiro-ministro do Reino Unido Boris Johnson
 Roménia Presidente Klaus Iohannis Primeiro-ministro Ludovic Orban
 Ruanda Presidente Paul Kagame[5] Primeiro-ministro Édouard Ngirente
 Rússia Presidente Vladimir Putin Presidente do Governo Mikhail Mishustin
 Salomão, Ilhas Rainha Isabel II[2][3]
Governador-geral David Vunagi
Primeiro-ministro Manasseh Sogavare
 Salvador
 Samoa O le Ao o le Malo Va'aletoa Sualauvi II Primeiro-ministro Tuilaepa Aiono Sailele Malielegaoi
 Santa Lúcia Rainha Isabel II[2][3]
Governadora-geral Sir Neville Cenac
Primeiro-ministro Allen Chastanet
 São Cristóvão e Neves Rainha Isabel II[2][3]
Governador-geral Sir Tapley Seaton
Primeiro-ministro Timothy Harris
 São Marinho
 São Tomé e Príncipe Presidente Evaristo Carvalho Primeiro-ministro Jorge Bom Jesus
 São Vicente e Granadinas Rainha Isabel II[2][3]
Governador-geral Susan Dougan
Primeiro-ministro Ralph Gonsalves
 Seicheles
 Senegal
 Seri Lanca Presidente Gotabaya Rajapaksa[5] Primeiro-ministro Mahinda Rajapaksa
 Serra Leoa Presidente Julius Maada Bio[5] Ministro-chefe David J. Francis
 Sérvia Presidente Aleksandar Vučić Primeira-ministra Ana Brnabić
 Singapura Presidente Halimah Yacob Primeiro-ministro Lee Hsien Loong
 Síria Presidente Bashar al-Assad Primeiro-ministro Hussein Arnous
 Somália Presidente Mohamed Abdullahi Mohamed Primeiro-ministro Mohamed Hussein Roble
 Sudão Líder do Conselho de Soberania Abdel Fattah Abdelrahman Burhan Primeiro-ministro Abdalla Hamdok
 Sudão do Sul
 Suécia Rei Carlos XVI Gustavo Primeiro-ministro Stefan Löfven
  Suíça
 Suriname
 Taiuane (República da China) Presidente Tsai Ing-wen Presidente do Yuan Executivo Su Tseng-chang
 Tailândia Rei Maha Vajiralongkorn Primeiro-ministro Prayut Chan-o-cha
 Tajiquistão Presidente Emomalii Rahmon Primeiro-ministro Kokhir Rasulzoda
 Tanzânia Presidente John Magufuli[5] Primeiro-ministro Kassim Majaliwa
 Timor-Leste Presidente Francisco Guterres Primeiro-ministro Taur Matan Ruak
 Togo Presidente Faure Gnassingbé[5] Primeira-ministra Victoire Tomegah Dogbé
 Tonga Rei Tupou VI Primeiro-ministro Pōhiva Tuʻiʻonetoa
 Trindade e Tobago Presidente Paula-Mae Weekes Primeiro-ministro Keith Rowley
 Tunísia Presidente Kaïs Saïed Chefe do Governo Hichem Mechichi
 Turcomenistão
 Turquia
 Tuvalu Rainha Isabel II[2][3]
Governador-geral-interino Teniku Talesi
Primeiro-ministro Kausea Natano
 Ucrânia Presidente Volodymyr Zelensky Primeiro-ministro Denys Shmyhal
 Uganda Presidente Yoweri Museveni[5] Primeiro-ministro Ruhakana Rugunda
 Uruguai
 Usbequistão Presidente Shavkat Mirziyoyev Primeiro-ministro Abdulla Aripov
 Vanuatu Presidente Tallis Obed Moses Primeiro-ministro Bob Loughman
  Vaticano, Cidade do Soberano Papa Francisco Presidente do Governo Cardeal Giuseppe Bertello
 Venezuela
 Vietname
Presidente Nguyễn Phú Trọng Primeiro-ministro Nguyễn Xuân Phúc
 Zâmbia
 Zimbábue

Estados reconhecidos por pelo menos um membro das Nações Unidas[editar | editar código-fonte]

Estado Chefe de estado Chefe de governo
 Abecásia Presidente Aslan Bzhania Primeiro-ministro Alexander Ankvab
 Chipre do Norte Presidente Ersin Tatar Primeiro-ministro-interino Kudret Özersay
 Cosovo Presidente-interino Vjosa Osmani Primeiro-ministro Avdullah Hoti
 Cook, Ilhas Rainha Isabel II[2][3]
Representante da Rainha Tom Marsters
Primeiro-ministro Mark Brown
 Niuê Rainha Isabel II[2][3]
Governadora-geral Dame Patsy Reddy
[10]
Primeiro-ministro Dalton Tagelagi
 Ossétia do Sul Presidente Anatoliy Bibilov Primeiro-ministro-interino Gennady Bekoyev
 Saariana Democrática, República Árabe
Secretário-geral da Frente Polisário Brahim Ghali
Presidente Brahim Ghali Primeiro-ministro Bouchraya Hammoudi Bayoun

Estados não reconhecidos por nenhum membro das Nações Unidas[editar | editar código-fonte]

Esta lista contém os líderes de entidades geopolíticas às quais lhes faltam reconhecimento internacional. O grau de controlo que estas entidades mantém sob o seu território pode variar.

Estado Reivindicado por Chefe de estado Chefe de governo
 Artsaque  Azerbaijão
 Somalilândia Somália
 Transdniéstria  Moldávia Presidente Vadim Krasnoselsky Primeiro-ministro Aleksandr Martynov

Outros governos em oposição[editar | editar código-fonte]

Listam-se também governos alternativos em situações de guerra civil, em oposição a governos reconhecidos internacionalmente.

Governo Reivindicado por Chefe de Estado Chefe de governo
Conselho de Coordenação  Bielorrússia Presidente-eleita Sviatlana Tsikhanouskaya Presidência do Conselho: Svetlana Alexievich, Sergei Dylevsky, Maria Kolesnikova, Olga Kovalkova, Pavel Latushko, Liliya Vlasova e Maxim Znak
 Iémen Conselho Político Supremo  Iémen Presidente do Conselho Mahdi al-Mashat Primeiro-ministro Abdel-Aziz bin Habtour
Líbia Câmara dos Representantes  Líbia Presidente do Câmara dos Representantes Aguila Saleh Issa Primeiro-ministro Abdullah al-Thani
Governo Interino Sírio  Síria Presidente Anas al-Abdah Primeiro-ministro Abdurrahman Mustafa
Venezuela Assembleia Nacional  Venezuela
Presidente da Assembleia Nacional Juan Guaidó

Outras entidades[editar | editar código-fonte]

Entidade Chefe de Estado Chefe de governo
 Ordem Soberana e Militar de Malta Grão-mestre interino Tenente Marco Luzzago Grão-Chanceler Albrecht Freiherr von Boeselager
 União Europeia Presidente do Conselho Europeu Charles Michel Presidente da Comissão Europeia Ursula von der Leyen

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Informação atualizada em 10 de novembro de 2020.
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p q r The Royal Household. «Commonwealth members». Queen's Printer. Consultado em 18 de fevereiro de 2011 
  3. a b c d e f g h i j k l m n o p q r A Rainha Isabel II é separada e igualmente monarca de 16 países soberanos por vezes chamados coletivamente de Reinos da Comunidade das Nações. Em cada um destes países, com exceção do Reino Unido (onde reside) a rainha é representada por um governador-geral (governador geral, sem hífen, no Canadá) a nível nacional. Em alguns destes países, a opinião difere quanto ao lugar de chefe de estado ser ocupado pela rainha ou pelo governador-geral; não se questiona a posição da rainha enquanto soberana, acima do governador-geral, contudo.
  4. Williams, George (31 de janeiro de 2008). «Speculation on Queen before any choice needs to be made». Herald Sun. Consultado em 18 de fevereiro de 2011 
  5. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t Neste Estado o presidente é o chefe de Estado e chefe de governo simultaneamente. O cargo de oficial-chefe executivo ou de conselheiro de Estado (em Mianmar) existe, mas não detém nenhum poder real.
  6. A presidência formada por três membros é coletivamente o chefe de Estado.
  7. a b O Prefácio da Constituição da República Popular Democrática da Coreia afirma que "A RPDC e todo o povo coreano terão o grande líder camarada Kim Il-sung como Presidente eterno da República, defendendo e levando a bom termo as suas ideias e sucessos e completando a revolução Juche sob a liderança do Partido dos Trabalhadores da Coreia." Kim Il-sung morreu em 1994.
  8. O título "Líder Supremo" é meramente descritivo, por uma questão prática, não sendo um título oficial. Os cargos oficiais ocupados por Kim Jong-un são: Primeiro-secretário do Partido dos Trabalhadores da Coreia, Primeiro-presidente da Comissão Nacional de Defesa e Comandante-supremo do Exército Popular Coreano.
  9. O presidente do Presidium da Assembleia Popular Suprema aceita as credenciais dos embaixadores estrangeiros, assina os tratados, recebe os chefes de Estado visitante e representa a Coreia do Norte em todas as visitas de Estado — as funções cerimoniais normalmente desempenhadas por um chefe de Estado noutros países. O presidente do Presidium detém estas funções desde 11 de april de 2019, quando da revisão da Constituição.
  10. a b O governador-geral da Nova Zelândia e o governador-geral de Niuê são cargos ocupados pela mesma pessoa.
  11. A Autoridade Palestina alterou o seu nome para Estado da Palestina a 6 de janeiro de 2013 (um alteração não reconhecida por Israel). Não confundir com o "Estado da Palestina" proclamado a 15 de novembro de 1988 pelo Conselho Nacional Palestino (CNP) em Argel, que permanece um estado putativo, de facto, sem efeito mas com reconhecimento internacional parcial.
  12. O Conselho Federal suíço de sete membros é o chefe de estado coletivo e, ao mesmo tempo, o governo da Confederação Suíça. Dentro do Conselho, o Presidente Federal da Confederação Suíça serve apenas num estatuto de primus inter pares por um ano.