Prefeitura Regional da Freguesia do Ó/Brasilândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Prefeitura Regional da Freguesia do Ó/Brasilândia
Administração
Subprefeito Não disponível
Características geográficas
Área 31,5 km²
População 407.245 habitantes
IBGE/(2010)[1]
IDH 0,800 - elevado (21°)
Subprefeituras limítrofes Casa Verde/Cachoeirinha, Lapa e Pirituba/Jaraguá.
Mapa do município de São Paulo
Localização

A Prefeitura Regional da Freguesia do Ó/Brasilândia é regida pela Lei nº 13. 999, de 01 de Agosto de 2002 e uma das 32 prefeituras regionais da cidade de São Paulo.

É composta por dois distritos, Freguesia do Ó e Brasilândia, que somados representam 31,5 km² e mais de 400 mil habitantes.

Sua sede localiza-se atualmente na Avenida João Marcelino Branco, no bairro de Vila Nova Cachoeirinha, na divisa entre os distritos de Cachoeirinha e Freguesia do Ó (Vila Hebe).

Atualmente, a Prefeitura Regional da Freguesia do Ó/Brasilândia tem como prefeito Roberto Godoi, bacharel em direito e pós-graduando em direito tributário, que assume o cargo até 2021.[2]

Distrito da Freguesia do Ó[editar | editar código-fonte]

  • IDH: 0,850 - elevado (50°)
  • Área: 10,50 km²
  • População: 142.327
  • Principais Bairros: Freguesia do Ó, Vila Albertina, Sitio Morro Grande, Brasilândia.
  • Principais Vias de Acesso: Av. Nossa Senhora do Ó, Av. Itaberaba, Av. João Paulo I.

O distrito, que conta com um dos mais antigos bairros da região, ainda não possui estação de metro porém, no ano de 2015 foram iniciadas as construções da Estação Freguesia do Ó, parte da futura Linha 6-Laranja do metro que integrara diversas faculdades como UNIP, FGV, FMU, Mackenzie, PUC e FAAP. Por hora, a região conta com o ônibus, mini-vans e a estação Palmeiras/Barra Funda na proximidade. Ele tambem abrange uma importante parte cultural, como a Igreja Matriz, localizada no largo da Matriz, ela foi construída em memoria da antiga Igreja Matriz, que não existe mais, em razão de um incêndio. Aos arredores, a presença de muitos bares, pizzarias e restaurantes torna o largo atrativo e popular entre os moradores da região.

Distrito da Brasilândia[editar | editar código-fonte]

  • IDH: 0,769 - médio (84°)
  • Área: 21 km²
  • População: 264.918
  • Principais Bairros: Brasilândia, Jardim Elisa Maria, Vila Penteado.
  • Principais Vias de Acesso: Rua Parapuã, Av. Padre Orlando Garcia da Silveira, Av. João Paulo I.

Sítios e chácaras de cana de açúcar da década de 30 com o passar do tempo foram se transformando em núcleos residenciais, e o crescimento do barro e da população se tornou o atual bairro da Brasilândia. O nome veio do comerciante Brasílio Simões, que liderava a comunidade com tinha o objetivo de construir a Igreja de Santo Antonio no lugar de uma antiga capela.

A maior parte da comunidade do atual bairro é formada principalmente por migrantes vindos de outras lugares do país, como o Nordeste. Muitas pessoas migraram para a zona norte da cidade de São Paulo em busca de oportunidades de trabalho.

Muitas famílias foram empregadas na empresa Vega-sopave, que se instalou na Brasilândia e ofereceu os imigrantes casa e trabalho.

Sendo o 4º bairro mais populoso da capital São Paulo, o distrito conta com diversos tipos de comercio e farmácias 24h, entretanto a falta de infraestrutura da região e o transito intenso se agravam nos bairros, isso porque essa área carece de grandes avenidas e metro/trem. Espera-se que com a chegada do metro linha6-laranja aja alivio do congestionamento. No ano de 2017, esta previsto a inauguração do Hospital da Brasilândia. O distrito ganhou popularidade através de diversas aparições na mídia, como por exemplo ao ser palco da serie Antônia, televisionada pela rede Globo. Alem das menções em outras novelas e das reportagens já realizadas na área.

Brasilândia também ficou lembrada por conta de uma tragédia que aconteceu em agosto de 2013 conhecida como Caso família Pesseghini em que (de acordo com a polícia ) um jovem de 13 anos viciado em jogos, assassinou sua familia. O caso foi noticiado pelo Cidade Alerta durante a noite e no dia seguinte tinha tomado uma enorme proporção , sendo noticiado em jornais do mundo inteiro, sendo assuntos principais do Fantástico e Domingo Espetacular . A casa onde ocorreu a tragédia ficou com fama de má assombrada e logo depois foi visitada pela sensitiva Márcia Fernandes no programa A Tarde É Sua , que mostrou que uma má energia espiritual vaga naquela casa depois da Tragédia.

Administradores[editar | editar código-fonte]

Almir Pinto - Chefe de Gabinete

Rubens Sales de Pinho - Coordenadoria de Administração e Finanças

Maria Lucia Doneux - Coordenadoria de Projetos e Obras

Mauro Salerno - Coordenadoria de Planejamento e Desenvolvimento Urbano

Vânia Aparecida Orlandini - Assessoria da Defesa Civil

Orminda Gonçalves dos Santos Teodoro - Coordenadoria de Educação

Gabriela Vargas Sabino - Assessoria de Comunicação

Endereço:[editar | editar código-fonte]

Endereço: Av. João Marcelino Branco, 95 - Vila dos Andrades, São Paulo - SP, 02464-700

Telefone: [null (11) 3981-5000]

Referências

  1. «Dados Demográficos dos Distritos pertencentes as Subprefeituras». Prefeitura de São Paulo. 19 de outubro de 2013. Consultado em 19 de outubro de 2013 
  2. «Quem é quem? - Portal da Prefeitura da Cidade de São Paulo». www.prefeitura.sp.gov.br. Consultado em 2 de maio de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.