Alto de Pinheiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para o bairro paulistano, veja Alto de Pinheiros (bairro de São Paulo). Para o bairro belo-horizontino, veja Alto dos Pinheiros.
Distrito paulistano do
Alto de Pinheiros
Alto de Pinheiros ¹²³.jpg
Área 7,7 km²
População (84°) 39.477 hab. (2010)
Densidade 51,27 hab/ha
Renda média R$ 4.809,46
IDH 0,955 - muito elevado ()
Subprefeitura Pinheiros
Região Administrativa Oeste
Área Geográfica Centro Expandido
Distritos de São Paulo Bandeira da cidade de São Paulo.svg

Alto de Pinheiros é um distrito situado na zona oeste da cidade de São Paulo, pertencente à subprefeitura de Pinheiros, em região ainda compreendida pelo centro expandido da capital.

O distrito é atendido pela linha 9 da CPTM nas estações Villa Lobos-Jaguaré e Cidade Universitária.

Formação[editar | editar código-fonte]

As origens do distrito de Alto de Pinheiros remontam à incorporação de sua área pela Cia. City of São Paulo Improvement and Freehold Company Limited no ano de 1911. Sua urbanização iniciou-se em 1912, porém, as obras seriam interrompidas por acordos entre esta empresa e a São Paulo Tramway, Light and Power Company, concessionária de serviços de iluminação e transportes. A Light, por sua vez, promoveria a partir de 1927 as obras de retificação do rio Pinheiros, fundamentais à melhor habitabilidade da região que era marcada por inúmeras cheias, especialmente durante o verão.

O encerramento das obras de retificação acabou por gerar enorme valorização aos terrenos da City, o que fez com que o Alto de Pinheiros se configurasse como um bairro destinado a uma população de alto poder aquisitivo, o que se dá até os dias de hoje.[1]

Evolução demográfica do distrito do Alto de Pinheiros [2]


Características[editar | editar código-fonte]

Classes Sociais[3]
Classe A

23 %

Classe B

50 %

Classe C

24 %

Classe D

2 %

Classe E

0 %

O Alto de Pinheiros possui uma superfície de 7,7 km² e, no Censo de 2000, apresentou uma população de 42 580 habitantes. Possui grande concentração de alemães, portugueses, americanos, austríacos e suíços, ou de descendentes destas nacionalidades.

Considerado um distrito de alto padrão na cidade, sua maior parte é formada por ruas largas e arborizadas, sem edificações altas. Destacam-se dentre estas vias as avenidas Pedroso de Morais, Professor Fonseca Rodrigues, São Gualter e Diógenes Ribeiro de Lima, além da Praça Panamericana, a principal do distrito.

Também no Alto de Pinheiros se encontra o Parque Villa-Lobos.

A intensa arborização da região.

Limites[editar | editar código-fonte]

  • Noroeste: Ponte do Jaguaré, Avenida Queiroz Filho, Praça Apecatu, Avenida Queiróz Filho.
  • Norte: Rua Oliveira Fortes, Rua Cerro Corá.
  • Nordeste: Rua Heitor Penteado, Rua Paulistânia.
  • Leste/Sudeste: Rua Cristóvão Burgos, Praça Doutor João Ernesto Faggin, Rua Heitor de Andrade, Rua Natingui, Avenida Professor Frederico Hermann Júnior.
  • Sudoeste/Oeste: Rio Pinheiros.

Distritos limítrofes[editar | editar código-fonte]

Bairros[editar | editar código-fonte]

Alto de Pinheiros possui onze bairros.[4]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia de São Paulo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.