Bolt (2008)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Bolt (Disney))
Ir para: navegação, pesquisa
Bolt
Bolt (PT)
Bolt - Supercão (BR)
Cartaz oficial do filme
 Estados Unidos
2008 • cor • 97 min 
Direção Chris Williams
Byron Howard
Produção Clark Spencer
John Lasseter
Roteiro Dan Fogelman
Chris Williams
Elenco John Travolta
Miley Cyrus
Susie Essman
J.P. Manoux
Malcolm McDowell
Género aventura, animação
Idioma inglês
Música John Powell
Edição Tim Mertens
Estúdio Walt Disney Animation Studios
Distribuição Walt Disney Pictures
Lançamento Estados Unidos 21 de Novembro de 2008
Brasil 2 de Janeiro de 2009
Portugal 10 de Janeiro de 2009
Orçamento US$ 150 milhões[1]
Receita US$ 309.979.994[1]
Site oficial
Página no IMDb (em inglês)

Bolt (Bolt - Super Cão (título no Brasil) ou Bolt (título em Portugal)) é o 47º filme longa-metragem de animação produzido pela Walt Disney Animation Studios. O filme se utiliza de animação por computador e foi lançado em 21 de novembro de 2008 nos Estados Unidos da América, em 2 de Janeiro de 2009 no Brasil, e em 10 de Janeiro de 2009 em Portugal.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Uma garota chamada Penny (Miley Cyrus) e um cão chamado Bolt (John Travolta) são estrelas de uma série de TV chamada "Bolt" em que o personagem principal tem vários superpoderes e precisa frustrar constantemente os planos malignos do Dr. Calico (Malcolm McDowell). Para ganhar um desempenho mais realista, os produtores do programa de TV iludem Bolt desde seu nascimento, organizando as filmagens de forma que Bolt acredita que o programa de televisão é real e ele realmente tem superpoderes. Em um dia de filmagens Penny é raptada por Dr. Calico, e Bolt continua sendo enganado, pensando que tudo é real. À procura de Penny, Bolt foge do set de filmagens e entra em uma sala, mas cai em uma caixa de flocos de isopor e é acidentalmente enviado para Nova York. Em Nova York, Bolt começa a perceber que seus superpoderes não estão funcionando e conclui que o isopor tem algum efeito sobre seu corpo. Ele então conhece Mittens, uma gata de rua que obriga diversos pombos buscar comida para ela. Bolt força Mittens a ajudá-lo a voltar para Hollywood, e depois de Bolt bate Mittens inconsciente os dois começam sua viagem para o oeste em um caminhão. Em Hollywood, Penny está profundamente triste pelo desaparecimento de Bolt, mas é convencida pelo estúdio a continuar as filmagens com um novo cachorro parecido com o Bolt verdadeiro.

Surpreso com suas primeiras sensações de dor e fome, Bolt é mostrado por Mittens como ser um cão bonito, mas necessitado, e é recompensada por alimentos. Eles encontram Rhino (Mark Walton), um destemido hamster obcecado por televisão, e formam uma equipe. Mittens tenta convencer Bolt que seus superpoderes não são reais, mas a discussão é interrompida pela chegada do Controle Animal, que captura os dois e os transporta para um abrigo de animais. Depois de ser libertado em rota pela Rhino, Bolt finalmente se convence que é apenas um cão normal, mas recupera sua confiança após Rhino conversar com ele. Eles salvam Mittens do abrigo e escapam, permitindo-lhes continuar sua jornada. Ao longo do caminho, Mittens ensina a Bolt atividades típicas de cães (como colocar a cabeça foram da janela de um carro em movimento), mas Mittens se recusa a ir mais longe do que Las Vegas. Ela diz que os donos de Bolt que estão em Hollywood não são verdadeiros. Seu discurso emocional revela que ela era uma vez uma gata doméstica, mas foi abandonada por seu proprietário e precisou enfrentar as ruas sozinha. Bolt se recusa a acreditar que Penny não o ama, e continua sozinho, deixando Mittens e Rhino sozinhos. Mais tarde, Mittens convence que devem ajudá-lo, e os dois partem para encontrar Bolt novamente.

Bolt chega ao estúdio e encontra Penny abraçando outro cachorro. Sem saber que Penny ainda sente falta dele e que sua afeição pelo cachorro que o substituiu no seriado é apenas uma parte de um ensaio para o show, ele fica com o coração partido. Mittens, escondida no estúdio, vê o que Bolt não viu: Penny dizendo para sua mãe o quanto ela sente falta de Bolt. Percebendo que Penny realmente ama o verdadeiro Bolt, Mittens o segue e conta a ele o que viu. Ao mesmo tempo, o cão substituto de Bolt durante as filmagens acidentalmente derruba algumas tochas de fogo, preparando o palco de fogo com Penny lá dentro. Bolt chega e se reúne com Penny dentro do estúdio em chamas, mas não podem sair. Em desespero e não disposto a abandonar Penny, Bolt usa seu "Super Rugido". Os bombeiros ouvem o barulho através da construção de saída de ar e conseguem resgatá-los.

Penny adota Mittens e Rhino. Ela e sua família mudam-se para uma casa rural para desfrutar de um estilo de vida simples e feliz com Bolt e seus novos animais de estimação. A serie de TV continua, mas "Bolt" e "Penny" são substituídos. A nova "Penny" possui lesões graves e necessita de cirurgia para reconstrução facial, e é adotada uma nova história sobre abdução alienígena (que Rhino considera irrealista e Bolt acha "ridícula"). As cenas durante os créditos mostram Bolt, Penny, sua mãe, Mittens e Rhino desfrutando sua nova vida juntos.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Vozes[editar | editar código-fonte]

Personagem[2] Dublagem Estados Unidos Dublagem Brasil
Bolt John Travolta Mário Jorge Andrade
Penny Miley Cyrus Bruna Laynes
Mittens Susie Essman Maria Clara Gueiros
Rhino Mark Walton Leandro Hassum
Dr. Calico Malcolm McDowell Mauro Ramos
O Agente Greg Germann Márcio Simões
Mindy Parker Kari Wahlgren Andrea Murucci
Pai da Penny Sean Donnellan Guilherme Briggs
Mãe da Penny Grey DeLisle Carla Pompílio
Blake Nick Swardson Márcio Simões

Produção[editar | editar código-fonte]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Originalmente, o projeto do filme era chamado de American Dog, que foi escrito e dirigido por Chris Sanders. Mais tarde Chris Sanders é substituído por Chris Williams e Howard Byron.[3] A trama anterior do filme contava a história de um cão chamado Henry, uma estrela de TV, que um dia encontra-se encalhado no deserto de Nevada, com um gato de um olho só e um coelho. Em 2006, quando John Lasseter se tornou diretor criativo da Walt Disney Animation Studios, juntamente com outros diretores, adotaram a ideia e deram sugestões a Chris Sanders para melhorar a história. De acordo com Lasseter, Chris Sanders é extremamene talentoso e só foi substituído porque descordou das sugestões.[4] Em 8 de junho de 2007, a Disney anunciou o filme, agora com o roteiro e o titulo alterado, seria lançado em 21 de novembro de 2008 em Disney Digital 3-D.[5] [6]

Animação[editar | editar código-fonte]

O visual do filme foi inspirado nas pinturas de Edward Hopper e na cinematografia de Vilmos Zsigmond. [7] Uma nova tecnologia foi usada para dar uma aparência especial, uma técnica também usada em 2010, no filme Enrolados.[8]

O estilo gráfico do filme foi inspirado, em grande parte, no trabalho do artista plástico norte-americano Edward Hopper. Além disso, uma nova tecnologia de computação gráfica, a renderização não-fotorealística (non-photorealistic rendering-NPR) foi usada para conferir ao filme um visual diferente dos outros filmes feitos com computação gráfica. Para dar aos cenários em 3-D uma aparência de pintados à mão, a equipe de produção utilizou uma nova tecnologia desenvolvida especialmente para a produção.[8]

As características de Bolt são baseadas em uma raça verdadeira canina, embora os designers da Walt Disney Animation Studios tenham se inspirado na raça White Shepherd (Tradução: Pastor-branco-suíço).[9] Joe Moshier, um dos principais animadores do estúdio descordou, e disse que a raça tem orelhas muito cumpridas e são muito grandes, uma característica que segundo ele tentou retirar do longa, assim permitindo aos designers e animadores a enfatizar as expressividades de Bolt.[9]

A ideia do Rhino, o hamster na bolinha de plástico, foi do produtor executivo John Lasseter, que foi levado para um retiro animadores durante a produção do filme.[10]

Música[editar | editar código-fonte]

Bolt
Trilha Sonora de John Powell
Lançamento 25 de Novembro de 2008 (2008-11-25)
Duração 36:59
Idioma(s) Inglês
Gravadora(s) Walt Disney
Cronologia de John Powell
Último
Último
Meet the Robinsons
2007
The Princess and the Frog
2009
Próximo
Próximo

A trilha sonora de Bolt foi composta por John Powell. [11] A trilha sonora conta com duas canções originais - "I Thought I Lost You" cantada por Miley Cyrus e John Travolta[12] (nomeado para um Globo de Ouro de Melhor Canção Original em 2009), bem como "Barking at the Moon", de Rilo Kiley interpretado por Jenny Lewis. A trilha sonora foi lançada em 18 de novembro de 2008. [13]

Embora a canção "Dog-Face Boy" de Motörhead, não pareça estar no filme, ela aparece na cena em que Bolt tenta pular por uma janela de vidro e barroa nela e cai em uma caixa cheia de isopor, ele é "empacotado" e enviado para Nova Iorque.[14] [15]

Todas as canções escritas e compostas por John Powell, exceto as que contem obs. 

N.º Título Artista Duração
1. "I Thought I Lost You"   Miley Cyrus, John Travolta 3:36
2. "Barking at the Moon"   Jenny Lewis 3:17
3. "Meet Bolt"     1:49
4. "Bolt Transforms"     1:00
5. "Scooter Chase"     2:29
6. "New York"     1:44
7. "Meet Mittens"     1:25
8. "The RV Park"     2:14
9. "A Fast Train"     2:38
10. "Where Were You on St. Rhino's Day?"     1:58
11. "Sing-Along Rhino"     0:42
12. "Saving Mittens"     1:02
13. "House on Wheels"     3:07
14. "Las Vegas"     2:01
15. "A Friend in Need"     1:13
16. "Rescuing Penny"     3:09
17. "A Real Life Superbark"     0:46
18. "Unbelievable TV"     1:20
19. "Home at Last/Barking at the Moon (Reprise)"   Jenny Lewis 1:29
Duração total:
36:59

Recepção[editar | editar código-fonte]

Crítica[editar | editar código-fonte]

Rotten Tomatoes relatou que 88% dos críticos deram opiniões positivas 178 opiniões.[16] outro site, chamado Metacritic, deu ao filme uma aprovação de 67/100 classificação com base em 29 opiniões a seguir sob a categoria "críticas geralmente favoráveis".[17]

As criticas do site brasileiro CinePOP, também foram positivas. O critico Edu Fernandes deu 4 estrelas para a animação da Walt Disney, relatou que os erros não foram da Disney, mas sim da equipe de dublagem brasileira, pois contrataram celebridades que não são profissionais no ramo da dublagem, segundo ele, essas celebridades apenas roubaram o emprego de dubladores profissionais, são eles Leandro Hassum e Maria Clara Gueiros, que na época tinham iniciado sua carreira como dubladores.[18] [2] Edu Fernandes, falou mais, segundo ele Walt Disney estava ladeira abaixo, na época de lançamento da animação, e ela estava voltando ao grau que todos esperavam desde o lançamento de A Família do Futuro de 2007.[18]

Bilheteria[editar | editar código-fonte]

Em sua primeira semana, o filme ficou em terceiro lugar com $26,223,128 por trás de Crepúsculo e Quantum of Solace.[19] Em sua segunda semana, subiu para segundo atrás Four Christmases com um aumento de 1,4%. Nos Estados Unidos e no Canadá, o filme arrecadou US $114,053,579 por sua data de encerramento em 22 de fevereiro de 2009.[20] Já no Brasil, foram vendidos 1.072.543 ingressos, arrecadando mais de R$ 4,640,182[21] . Um adicional de 195.926.415 de dólares foi feita internacionalmente a partir de 2 de janeiro de 2011, para um total mundial de US $309,979,994.[1]

Indicações[editar | editar código-fonte]

Bolt foi apenas nomeado e não ganhou nenhum prêmio, veja as nomeações abaixo: [22]

Ano Prêmio / Categoria Perdeu para
2008 Oscar de Melhor Filme de Animação WALL-E
Annie Award de Melhor Animação Kung Fu Panda
Broadcast Film Critics Association Award de Melhor Animação WALL-E
Prêmio Critics Association de Melhor Filme de Animação
Globo de Ouro de Melhor Filme de Animação
Critics Society Award de Melhor Filme de Animação
Produce Guild - Melhor Animação da America
Satellite Award de Melhor Longa Animado ou Curta
2009 Prêmios Kids 'Choice - Filme de Animação Favorito Madagascar: Escape 2 Africa

Estreias[editar | editar código-fonte]

Nos Cinemas

Em DVD

Em Blu-Ray

Jogo eletrônico[editar | editar código-fonte]

A Disney Interactive Studios produziu um game baseado no filme, lançado em novembro de 2008 para Nintendo DS, Wii, PlayStation 2, PlayStation 3, Xbox 360 e PC,[25] o jogo centraliza na vida de Bolt na TV, um outro jogo separado foi lançado para celulares um terceiro (não oficial) para iPhone e esta disponível na App Store.[26]

Referências

  1. a b c Bolt (2008) (em inglês). Box Office Mojo. Página visitada em 13 de fevereiro de 2013.
  2. a b Celbi Pegoraro. Conheça os dubladores brasileiros de "Bolt" (Animation-Animagic). Página visitada em 9 de outubro de 2012
  3. Amidi, Amid (February 7, 2007). Toy Story 3 and American Dog News. CartoonBrew.com. Página visitada em 9 de Outubro de 2012.
  4. Holson, Laura M.. "He Runs That Mickey Mouse Outfit", New York Times, March 4, 2007. Página visitada em 9 de Outubro de 2012.
  5. Coming to Theaters - Bolt. UltimateDisney.com (June 8, 2007). Página visitada em June 10, 2007.
  6. Garth Franklin. Disney Announces Summer 2009 Lineup. Dark Horizons. Página visitada em 9 de Outubro de 2012.
  7. Lesnick, Silas. Behind the Scenes of Disney's Bolt. Coming Soon. Página visitada em 9 de outubro de 2012.
  8. a b Strike, Joe. Disney Taps Deep Into DNA In Unveiling Animation Slate. Animation World Network. Página visitada em 9 de outubro de 2012.
  9. a b Smith, Dave. AskDave: The Ultimate Disney History Expert. D23. Página visitada em 9 de outubro de 2012. Cópia arquivada em June 17, 2009.
  10. Barnes, Brooks. "Mark Walton, The Voice Behind the Drawing Board", New York Times. Página visitada em 9 de outubro de 2012.
  11. reuters.com. Walt Disney Records Presents the Original Motion Picture Soundtrack, BOLT. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  12. CinePOP. Trilha Sonora - Bolt: Supercão. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  13. Amazon.com. Trilha Sonora Aparafuse de Bolt. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  14. Rafael Santos. Motörhead: "Dog-Face Boy" estréia em filme da Disney (MetalClube). Página visitada 9 de outubro de 2012
  15. Canção Motorhead destaque no filme da Disney "Bolt". EddieTrunk.com. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  16. Critica de Rotten Tomatoes. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  17. metacritic.com. Critica de MetaCritic. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  18. a b CinePOP. Bolt - Supercão Criticas. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  19. boxofficemojo.com. Bolt em 3°Lugar. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  20. Boxofficemojo.com. Bolt Bilheteria por Semana. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  21. AdoroCinema.com. Bilheterias Brasil: Bolt - Supercão. Página visitada 9 de outubro de 2012
  22. IMDb. Bolt - Supercão. Premiação. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  23. Comingsoon.net. Bolt Blu-ray/DVD/Digital em 22 de Março nos EUA. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  24. Disneyportugal. Bolt em Bluray é lançamento em Portugal. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  25. MetaCritic. Disney Interactive Studios Bolt Wii. Página visitada em 9 de outubro de 2012
  26. AppStore. RhinoBall. Página visitada em 9 de outubro de 2012

Ligações externas[editar | editar código-fonte]