Cuna de lobos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Cuna de Lobos
Berço de Lobos (PT)
Ambição (BR)
Informação geral
Formato Telenovela
Duração 40min (segunda a sábado)
Criador(es) Carlos Olmos
País de origem  México
Idioma original Espanhol
Produção
Diretor(es) Carlos Téllez
Produtor(es) Lucero Suárez
Elenco Gonzalo Vega
Diana Bracho
Alejandro Camacho
María Rubio
Carlos Cámara
ver mais
Tema de abertura «Cuna de lobos» (instrumental), Pedro Plascencia S.
Transmissão original  México: 13 de outubro de 1986
22 de maio de 1987
N.º de episódios 120
Cronologia
Último
Último
Lista Negra
Victoria
Próximo
Próximo

Cuna de lobos (Ambição no Brasil e Berço de Lobos em Portugal), é uma telenovela mexicana produzida por Lucero Suárez para a Televisa e foi exibida pelo Canal 2 (XEW-TV), o Canal de las Estrellas, entre 13 de outubro de 1986 e 22 de maio de 1987.

Escrita por Carlos Olmos e dirigida por Carlos Téllez.

Foi protagonizada por Gonzalo Vega e Diana Bracho e antagonizada por María Rubio, sendo a personagem uma das maiores vilãs da dramaturgia mundial.

Hoje a novela é considerada um clássico. Seu final (leia-se a última cena) é considerado um dos mais surpreendentes da história das novelas mexicanas.

Foi exibida no Brasil pelo SBT, às 21 horas, entre 2 de dezembro de 1991 e 23 de março de 1992, com o nome de Ambição. Três meses depois, começou a ser reprisada à tarde, junto com La Extraña Dama

Além disso, a vilã Catalina Creel de Larios,foi satirizada na comédia Tempestade de Lágrimas, no programa Casa da Angélica.

A novela está atualmente disponível no Brasil para assistir online, dublada e com edição original, pelo serviço de streaming Netflix.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Leonora Navarro trabalha na Cidade do México e vive na casa de sua madrinha, Esperança. Um dia, um carro se choca contra as vidraças do escritório onde Leonora trabalha e ela ajuda o motorista, um rico empresário dono de um laboratório farmacêutico, chamado Carlos Larios, que acaba morrendo no acidente. O filho de Larios, Alexandre, agradece Leonora pela ajuda prestada. Ambos se simpatizam e voltam a se ver. Alexandre está casado com Vilma e ambos vivem com a mãe dele, Catalina Creel, que usa um tapa-olho. Alexandre tem um meio-irmão, chamado José Carlos, que vive no exterior e volta para o funeral de seu pai.

Catalina odeia seu enteado José Carlos. Acontece a leitura do testamento de Carlos. Nele, se estabelece que seus filhos não receberão o dinheiro enquanto não lhe derem um neto. Catalina se alegra, porque Alexandre tem vantagens sobre José Carlos(já que este não é casado e não parece ter previsão para tal, enquanto Vilma pode engravidar de Alexandre a qualquer momento). Mas Vilma é estéril e só ela e Alexandre sabem. Alexandre tem um plano para conseguir um filho. Engravidará Leonora para depois ficar com seu filho. Leonora corresponde ao amor de Alexandre sem saber que ele é casado e se entrega; pouco tempo depois descobre que está grávida. Alexandre envolve Vilma em seu plano, que, ante o desejo e o desespero por ter um filho, forja uma gravidez. Para os olhos de todos, o filho de Leonora será de Vilma.

Tempos depois, Catalina descobre que a gravidez de sua nora era uma farsa e acaba sendo cúmplice de Alexandre e Vilma para conseguir o filho de Leonora. Enquanto José Carlos é constantemente humilhado por Catalina, que o culpa de ter tirado seu olho por acidente quando era pequeno. José Carlos, que gosta dela como sua própria mãe, se sente culpado por isso. A megera, sozinha em seu quarto, tira o tapa-olho e revela que nunca perdeu seu olho, mas só usa essa mentira para martirizar José Carlos.

Chega a hora de Leonora dar a Luz. Através de mentiras, Alexandre a leva até São Miguel Allende, em uma clínica de um doutor, onde é atendida por uma sinistra enfermeira chamada Rosália (que logo depois irá ser morta por Catalina, que lhe arma uma emboscada). Quando o menino nasce, é tirado de Leonora e entregue à Vilma. Leonora, quando percebe a armadilha em que caiu, decide lutar como uma loba para recuperar seu filho e se vingar de Alexandre, Vilma e Catalina. Acidentalmente conhece José Carlos e será por meio dele que Leonora chegará até a família Larios. Os dois se apaixonam. Catalina comete vários crimes para impedir que descubram seus segredos: que não perdeu o olho e que o filho de Alexandre, chamado de "pequeno Edgar", não é de Vilma.

A trama vai se desenrolando e os crimes de Catalina vão sendo descobertos. Seus crimes chegam no ápice quando, acreditando que José Carlos e Leonora, que se casaram e viajarão no seu jatinho particular, adultera o combustível do avião para que ele exploda no ar. Mas não são José Carlos e Leonora quem viajam no jatinho. Alexandre pede ao irmão que ceda seus lugares no avião, porque Vilma, que está com um câncer incurável no útero, está morrendo e ele precisa levá-la a Houston. José Carlos aceita e são Alexandre e Vilma que viajam no jatinho quando ele explode em pleno vôo. Catalina, a ponto de ser presa pela polícia, se suicida ao saber que matou seu filho por engano. Leonora recupera seu filho, a quem troca de nome, que agora é Bráulio, como o pai dela. Agora ela é feliz e está grávida de José Carlos.

Passam-se os anos. O menino Bráulio e seu irmãozinho, o filho de Leonora e José Carlos, brincam no quarto onde Catalina se suicidou, há anos. Acidentalmente, eles encontram os tapa-olhos. Bráulio coloca um deles no olho, seu irmão pergunta: "Bráulio, o que você está fazendo?" e ele responde: "Eu não sou Bráulio. Sou o pequeno Edgar!".

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem no Brasil Personagem Original
María Rubio Catarina Creel de Larios Catalina Creel de Larios
Gonzalo Vega José Carlos Larios
Diana Bracho Leonora Navarro
Alejandro Camacho Alexandre Larios Creel Alejandro Larios Creel
Rebecca Jones Vilma Gaxiola de Larios Vilma de la Fuente de Larios
Carmen Montejo Esperança Esperanza
Raúl Meraz Carlos Larios
Carlos Cámara Gustavo Ribeiro[nota 1] Reynaldo Gutiérrez
Humberto Elizondo Inspetor Norberto Soares Inspector Norberto Suaréz
Wally Barrón Delegado Lima Comandante Luna
Lilia Aragón Rosa Mendonça[nota 2] Rosalía Mendonza
Josefina Echánove Elza San Germán Viúva de Nunes Elvia San Germán Vda. de Nuñez
Lourdes Canale Carmem Carmen "Carmelita"
Rosa María Bianchi Bertha Monteiro / Michelle Albán Bertha Moscoso / Michelle Albán
Magda Karina Lúcia Pereira [nota 3] Lucero Espejel
José Angel Espinoza "Ferrusquilla" Bráulio Navarro
Julia Alfonzo Letícia Lutecia
Roberto Vander Gilson Fontes Julio Cifuentes
Margarita Isabel Helena Fontes Elena de Cifuentes
Ramón Menéndez Dr. Frank Syndell
Jorge Fegan Alberto Escudero "O Joalheiro"[nota 4] Escudero "El Joyero"
Miguel Gómez Checa Dr. Telmo Dr. Augusto Terán
Blanca Torres Cleotilde Terán
Edna Bolkan Paulina Pedreira Paulina Pedrero
Luis Rivera Maurício Bernardes Mauricio Bermudez
Enrique Muñoz Dr. Cruz Lic. Curiel
Carlos Pouliot Edgar Gaxiola Edgar de la Fuente
Mercedes Pascual Olga Van Der Sandt de Gaxiola Olga Van Der Sandt de la Fuente
Ana Bertha Espín Mayra
Enrique Hidalgo Francisco Gamboa Esteban Gamboa
Humberto Valdepeña Dr. Mendonça Dr. Mendiola
Cynthia Riveroll Aurélia Ornella
Enrique Reyes Padre Manuel Padre Montalvo
Santiago Gil Olmos Edgar Larios Gaxiola / Braulio Larios Navarro Edgar Larios De la Fuente / Braulio Larios Navarro
Lili Inclán Sra. Monteiro (Avó de Bertha) Sra. Moscoso
Maricruz Nájera Viúva de Gustavo Vda. de Gutiérrez
César Arias Senhor Jorge (do Asilo Sagrado Coração) Señor Juarez
Ricardo Ledezma Paulo (Porteiro do Edifício Shalimar) Pancho
Carmen Amezcua Camareira
Emilio Guerrero Controlador Aéreo
Angélica Aragón Amália Larios
Eduardo Alcántara Melquíades
Edmundo Barahona Trejo
Carlos Bonavides Leonardo Sánches
Oralia Olvera Rocio
Gerardo Mayol Gómez
Alfonso Obregón Inspetor de Polícia
Jorge Santos Inspetor de Polícia

Abertura[editar | editar código-fonte]

  • A telenovela foi exibida no Brasil em uma época na qual o SBT costumava editar/refazer por completo as aberturas (e seus temas também) na exibição brasileira. Com Cuna de Lobos não foi diferente. Se no México, o tema de abertura era instrumental, no Brasil a música de abertura foi criada especialmente para a novela. O tema de abertura era cantado por Arthur Rezende, que foi integrante do grupo Super Feliz, e também cantava a música tema da novela Carrossel. A música de Ambição consta no LP 12 Super Temas de Novelas lançado em 1992 pelo SBT. Em Portugal, embora a novela fosse dublada em português, manteve a abertura original mexicana instrumental.

Notas

  1. Primeiramente dublado como Gustavo Ribeiro; depois, em uma comemoração da empresa, é chamado Gustavo Ferreira; e, por fim, Gustavo Gutiérrez.
  2. Nome dublado primeiramente como Rosa Mendonça, e depois Rosa Mendala
  3. Na sua primeira aparição, dublada como Lúcia Expedito, e nas demais cenas, Lúcia Pereira.
  4. No começo, dublado apenas de Alberto, "o joalheiro", depois adicionaram-lhe o sobrenome original (Escudero)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Novelas "das nove" do SBT

Quinze Anos « anterior Ambição seguinte » Alcançar Uma Estrela